Análises em Geral - parte #4: "Higashi no Eden: The King of Eden"! ~ Netoin!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Análises em Geral - parte #4: "Higashi no Eden: The King of Eden"!

Mais de "Higashi no Eden": ótimo!

Vários foram os animes que mereceram destaque ao longo de 2009. Porém, "Higashi no Eden" pode ser facilmente colocado no grupo de elite, sem maiores exageros. Tal afirmação pode ser feita pela estória do título, sua apresentação visual, e profundidade do mesmo.

Em meados de junho/julho de 2009 foi anunciada a produção de dois filmes de "Higashi no Eden", que dariam o fim merecido à série de TV, cujo último capítulo deixou algumas lacunas em aberto ( o que não desmerece o anime em si ).

Eis que veio à tona o primeiro filme. Seu nome é "Higashi no Eden: The King of Eden", que é a primeira de duas animações para o cinema ( a segunda tem o nome de "Higashi no Eden: Paradise Lost" ), sendo que "The King of Eden" foi exibido no final de 2009 em solo japonês.

A Saki, em uma de suas expressões faciais mais comuns na série...

O filme tem seu início exatamente onde acabou o último episódio da série televisiva. De certa forma, o pedido do jovem Takizawa Akira em se tornar o rei do Japão causou profundos abalos, não referindo-se apenas aos outros integrantes do grupo "Selecao". O último ataque de mísseis, prevenido pelo Akira e pelos mais de vinte mil NEET's, colocou em xeque o nome do Japão mundo afora...

Entre aqueles escolhidos para possuírem o celular com imensa quantia em dinheiro ( então nomeados como "Selecao": aqueles que jogam para ver quem será o messias do Japão ), o Akira era o número 9 de doze ao todo. Na série de TV, alguns "Selecao" não apareceram, mas no filme um deles já se apresentou ( o número 6 ), sendo o mesmo muito estranho e excêntrico em seus pedidos...

O "Eden of the East" agora é uma empresa, que serve de fachada para um outro propósito: descobrir onde está o Akira e salvá-lo, contando para tanto com a liderança do Hirasawa. Esforços para tanto não são poupados, mas as precauções são igualmente importantes.

Saki e... Iinuma!?

O jogo de poderes e interesses se mostra muito feroz neste filme, onde várias das lacunas da série de TV começam à serem preenchidas. De certa forma, se tornar um rei foi um pedido arriscado para o Akira que, aparentemente, está novamente com amnésia ( será que sua memória foi novamente apagada, como após os eventos da Segunda Imprudente? ).

Pedido arriscado em vários sentidos, pois mexeu com o brio de vários "Selecao" ( em especial aqueles que buscam certos ideais interessantes ), e abalou os pilares da política japonesa, fazendo com que o País em si perdesse a credibilidade e o respeito de boa parte das outras nações do globo.

Em si, o filme centra-se na Saki em solo norte-americano, onde está à procura do Takizawa Akira. Problemas e infortúnios parecem seguir a moça quanto esta se faz presente nos Estados Unidos, muito embora desta vez ela esteja sendo vítima de certas circunstâncias.

O visual continua belo e moderno, tal como na série de TV. O mesmo vale para a parte sonora, que combina harmoniosamente com a atmosfera do título.

Um filme digno o bastante de ser visto, que abre ainda mais a ansiedade para a segunda parte de "Higashi no Eden: The King of Eden".

[ made in NETOIN! ]

  • 3Blogger
  • Disqus

3 Comentários

  1. Sávio Carvalho Siqueiradomingo, agosto 24, 2014 12:51:00 PM

    De fato. Não imaginei que um aparente "simples" pedido do Takizawa Akira causaria tantos desdobramentos políticos e sociais. O Air King pode ser o salvador do Japão, mas também o terrorista que causou tantos problemas. É uma situação muito tensa e delicada. Mais uma vez o roteiro e os personagens me agradou, a história segue fluida, e os acontecimentos se encaixam perfeitamente. Realmente há agora certa ansiedade para o segundo e derradeiro filme de Higashi no Eden por minha parte. Se me permite caro Carlirio, fará algum post sobre o segundo filme?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      A parte mais intrigante disto tudo está no fato do Akira ter usado todo o seu dinheiro restante para ser o Air King e, mesmo com o saldo zerado dentro do Selecao, ele não foi considerado derrotado no jogo.
      Possivelmente, o Mr Outside quisesse ver aonde chegaria este acontecimento, uma vez que basicamente todos os outros jogadores restantes se posicionaram contra a atitude do Akira (alguns até tentaram "lucrar" com tal evento).


      É possível fazer uma resenha sim, nobre. Terei de rever o filme para não acabar soando injusto em minhas palavras, embora eu me recorde que (infelizmente) tal animação (sobre o segundo filme) acabou devendo um pouco.


      Até mais!

      Excluir
    2. Sávio Carvalho Siqueiradomingo, agosto 24, 2014 12:53:00 PM

      Lembro-me da Juiz explicando ao número VI q ao pedir pra se tornar Rei, as regras, para o Takizawa especificamente, tornaram-se um pouco diferentes, o que mudou completamente a dinâmica do jogo, uma vez q muitos dos Seleção se envolveram após o incidente dos 60 mísseis. De qualquer maneira, se possível, reveja o segundo filme, gostaria de ver oq o caro Carlirio tem a dizer.

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons