Especial: falando sobre "Kimi ga Nozomu Eien" em uma escala maior... ~ Netoin!

sábado, 23 de julho de 2011

Especial: falando sobre "Kimi ga Nozomu Eien" em uma escala maior...

"Kimi ga Nozomu Eien".

Amigo visitante, você está prestes à ler um texto participante de um grande empreitada. Vários blogs/sites sobre animação japonesa irão postar, de forma individual, as impressões que cada um deles tiveram sobre um anime pré-selecionado.

Trata-se, para um melhor entendimento, de um trabalho em conjunto. Uma iniciativa que teve como ponto de partida uma ideia lançada por um dos redatores do blog parceiro "Subete Animes", que passou à ser conduzida também pelo blog parceiro "Gyabbo!". Vários blogs/sites foram convidados à participar, e o resultado final pode ser visto neste momento.

A escolha do título à ser trabalho se deve ao fato da obra ter dividido opiniões. Mas a grande questão é relativa justamente à isto: será que "Kimi ga Nozomu Eien" ainda divide opiniões!?

Uma review diferente. Uma análise um tanto quanto profunda. Caro visitante, prepare-se para embarcar no universo de um anime de drama e romance que, certamente, tem o poder de fazer com quem o assiste experimentar vários sentimentos diferentes no seu decorrer...

Dos personagens ao plot...

Takayuki e Haruka em um momento sentimental...

O anime "Kimi ga Nozomu Eien" é uma obra que foi ao ar no final de 2003, vindo diretamente de um jogo para PC ( do gênero eroge ). Neste titulo, drama e romance andam lado a lado, quase que de mãos dadas. Mas conhecer os personagens principais que compõem a obra é algo muito importante neste momento.

A amizade é algo simplesmente dignificante, e na época de escola é que tende a intensificar-se. Com base em tal afirmativa, se faz apresentar as jovens Hayase Mitsuki e Suzumiya Haruka. Elas são realmente grandes amigas. E os modos de vida extremamente opostos parece ligá-las de uma forma mais forte...

Enquanto a Mitsuki é esportista ( pratica natação ) e bem hiperativa, a Haruka é bem mais quieta e sossegada em seu canto, sendo muito tímida. Como se faz esperar, a Mitsuki é quem acaba ajudando a Haruka à ficar junta do rapaz que gosta, dado o seu comportamento anteriormente citado...

No que se diz respeito aos rapazes, Narumi Takayuki e Taira Shinji aparentam também se entenderem muito bem. À primeira vista pode-se notar que eles são jovens tão diferentes quanto às moças já citadas. O Takayuki aparenta ser mais atirado e brincalhão. Por sua vez, o Shinji parece ter a cabeça no lugar, sendo um tanto sério demais em certas ocasiões.

Da esquerda para a direita: Shinji, Haruka, Mitsuki e Takayuki.

Instigado pela Mitsuki, o Takayuki se vê às voltas com a jovem Haruka. Como um bom clichê ( muito bem-vindo por sinal ), o rapaz não nota os sentimentos da moça até que, em certo momento ( após uma intervenção mais profunda da Mitsuki e do Shinji ), eles começam a namorar.

E parece que o namoro está para ganhar ares mais sérios, pois a irmão mais nova de Haruka entra em cena para fazer com que o rapaz conheça os pais da moça. Graças a tal proeza da Suzumiya Akane, sempre energética, o jovem Takayuki pôde então conhecer o berço familiar da Haruka.

Aparentemente tudo está em ordem. Contudo, a jovem Mitsuki nutria um grande sentimento pelo Takayuki mas, não querendo ferir a sua amiga Haruka, preferiu ajudá-la à ficar com rapaz do que buscar a sorte com os seus próprios sentimentos por ele. Uma atitude nobre? Aparentemente sim, mas atitudes de grande bondade costumam trazer algumas tristezas consigo...

Com base no final do parágrafo anterior, em um certo dia o Takayuki acaba por se atrasar para encontrar-se com a Haruka. A razão para tanto está em uma conversa inesperada com a Mitsuki no caminho. O que ninguém poderia imaginar era que, uma conversa descompromissada com direito à uma lembrancinha de brinde pudesse trazer à tona um acontecimento cruel...

Uma visão cruel demais...

A crueldade citada no parágrafo anterior baseia-se em um acidente, que deixou a Haruka em coma e o Takayuki em prantos. O mesmo pôde ser conferido nos semblantes da Mitsuki e do Shinji. Comoção generalizada.

Não é da intenção deste humilde blogueiro fazer com que você tente adivinhar o que passa à ocorrer deste ponto em diante, mas sim fazer com que a imersão na história contada ganhe um sentido. É a partir deste ponto que "Kimi ga Nozomu Eien" se torna um divisor de águas ( ou acaba criando tal divisor sem perceber ).

A razão para o descrito no parágrafo acima será vista mais adiante.

Direcionamentos e opinião...

Um longo período neste estado...

Quando se fala de sentimentos humanos, se fala de algo que pode ser em um momento constante e duradouro, mas em outro pode ser abrupto e curto. O amor pode carregar as duas facetas mostradas. Mas no caso em específico não se fará analogias sobre o amor, mas sim à um interessante confrontamento entre o amor, a sinceridade e a honestidade.

Tenha em mente que a Haruka ficou no hospital por longos três anos. Neste meio tempo, sua família a visitava. O jovem Takayuki também, ao menos até quando foi advertido à parar de fazê-lo. A situação do jovem que já era deprimente piorou, pois ele já não via mais necessidade de viver. Nisso, apareceu a Mitsuki.

Esta jovem largou da natação e de seus sonhos para ficar ao lado de quem amava. Ela fez o Takayuki voltar à viver. O relacionamento dos dois passou por muitos bons momentos, mas também teve obstáculos. Em dada circunstância, a Akane passou a nutrir um rancor forte pelos dois ( na verdade, em especial pela Mitsuki ). E a situação piorou com o fato da jovem Haruka ter, enfim, acordado.

As situações pessoais de Mitsuki e Takayuki tornam-se secundárias. Com a Haruka acordada de seu longo pesadelo de três anos, as coisas deveriam tomar um eixo final. Mas o que se pôde notar foi um festival de falta de caráter e de coragem excessiva nos momentos mais impróprios...

A responsável pelos momentos cômicos: Daikuji Ayu.

Para este humilde blogueiro, a Mitsuki se aproveitou do momento. A chance de ela ter o Takayuki ao seu lado era justamente aquela, quando do estado de coma da Haruka. Três anos acabaram se tornando o período perfeito para direcionar as coisas ao seu favor. Diante disso, créditos para a Mitsuki por ter feito o jovem voltar à viver. Mas os tais créditos param por aí mesmo...

Não é uma situação muito fácil de se definir, nem tão pouco direta para se julgar abertamente. Se colocar no lugar de cada personagem não se torna a questão, mas falar das ações cometidas sim. E na opinião deste blogueiro, não apenas a Mitsuki foi falsa, como o Takayuki também foi fraco.

O rapaz desligou-se do mundo por se sentir culpado pelo ocorrido com a Haruka. Talvez uma obra pervida do destino, mas ele não precisava se achar como sendo o responsável na totalidade pelo ocorrido. Mas preferiu desligar-se à seguir. Não fosse a Mitsuki, provavelmente ele poderia ter se tornado um verdadeiro hikikomori. Ele mostrou-se grato, ficou ao lado da Mitsuki mas pensando na Haruka...

E quando ocorreu da Haruka se levantar para a vida novamente, o casal formado nestes três anos em que a moça esteve no hospital ficou totalmente em parafusos. Com desencontros emocionais, falsas palavras e situações que podem levar qualquer um da tristeza à fúria ( e vice-versa ) em questão de minutos, Takayuki e ( principalmente ) a Mitsuki sofreram uma reviravolta em suas vidas.

Lembranças...

Pode-se ressaltar que tanto a Mitsuki quanto o Takayuki tinham pessoas bem legais, no trabalho de cada um, para lhes dar um apoio necessário às suas vidas. Faz-se uma menção honrosa para a Akane, que soube ver o momento vivido pelo rapaz e, mais tarde, pela própria Mitsuki. É bem verdade que, no anseio de acabar com as mentiras, a Akane quase acabou com a Haruka mas...

Para este humilde blogueiro, o final do anime não foi o esperado. Entretanto, por mais que os últimos dois episódios tenham mostrado um direcionamento que este blogueiro não queria, é bem verdade que o mesmo combinou mais com toda a conjuntura mostrada no decorrer do anime.

O anime parece ter tido a intenção de provar que pessoas muito boazinhas tendem à sofrer mais do que as outras. Mas isso fica apenas na impressão, felizmente. A carga dramática pelo título é forte e presente, e várias de suas passagens poderão fazer com que você queira saltar para dentro da história, à fins de resolver tudo o que acontece de outras formas.

Este blogueiro: sentiu pena da Haruka, viu uma força latente na Akane, não suportou a falta de caráter da Mitsuki e se irritou com a falta de coragem do Takayuki. Entretanto, tanto a Mitsuki como o próprio Takayuki tentaram-se sobressair-se ( bem ) de alguma forma. Atitudes que para alguns são válidas e honrosas, mas que para outros são mesquinhas e muito frágeis. A decisão? Quem faz é você...

Objetivamente

Uma cena...

Disparadamente este texto foi o que mais conteve spoilers na história de quase cinco anos do "NETOIN!". Contudo, a causa para tanto é justa. Dada a temática da multi-blogagem em si, escrever o que sente e o que pensa sobre a série é o ponto de impacto. Assim sendo, este humilde blogueiro pode ter exagerado um pouco...

Mas "Kimi ga Nozomu Eien" consegue incorporar primorosamente um drama sob medida, bem levado e estruturado, com o poder de fazer quem assistir o anime mudar de opinião sobre a obra umas duas ou três vezes. Um romance escolar que se transforma em um drama problemático e profundo. O anime acertou neste ponto.

Por ser uma obra animada de 2003, a apresentação visual está muito boa. A trilha sonora ajuda bastante, e envolve nos momentos certos. Não é um anime que tenha o princípio de receber premiações, mas tem a intenção de mostrar uma história para se fazer pensar e refletir.

Por tudo isso, "Kimi ga Nozomu Eien" é um anime recomendado.

[ made in NETOIN! ]

O intuito desta blogagem ao melhor molde coletivo é mostrar
para você, amigo visitante, os diferentes pontos de vista que
podem ser
encontrados em uma mesma obra.

Este blogueiro agradece a sua visita e leitura deste texto, e
faz um convite: visite os blogs/sites abaixo, e leia outras perspectivas em
torno do anime "Kimi ga Nozomu Eien".

Gyabbo! - Subete Animes ( por Panina Manina ) - Elfen Lied Brasil

  • 6Blogger
  • Disqus

6 Comentários

  1. Carlírio, concordo plenamente com TUDO que você disse e te aplaudo por levar o texto de maneira sóbria. Hayase errou feio, muito mesmo. Dou muito valor pras minhas amizades sabe e inevitavelmente fico revoltada, quando isso é esquecido por um motivo qualquer. Sei que é uma ficção, mas o fato de causar essas discussões e questionamentos, é o que torna algumas delas tão interessantes.

    Takayuki realmente merecia ter terminado o anime da mesma forma que o protagonista de 5 centímetros por segundo, foi uma pena terem passado a mão na cabeça do rapaz...

    [i]O anime parece ter tido a intenção de provar que pessoas muito boazinhas tendem à sofrer mais do que as outras. Mas isso fica apenas na impressão, felizmente.[/i]

    Exatamente. Os bonzinhos que sofrem. Sofrem por serem ingênuos, tímidos e retraídos. E é por isso que criticam a Haruka. Bem, é a vida :)

    ResponderExcluir
  2. É incrível como seus posts conseguem colocar de maneira tão sútil e delicada o seu ponto de vista, no fundo no fundo, acho que até concordaria com você, mas ainda acho que discutir o certo e errado nesta é série é como discutir o sexo dos anjos.

    ResponderExcluir
  3. Saudações

    *Roberta:

    Agradeço pelas suas palavras. Deixei meio no ar o como que eu gostaria que o anime tivesse terminado, mas você chegou perto demais daquilo que senti com o final de "Kimi ga Nozomu Eien".

    *Kico7:

    Realmente fico muito grato pelas suas palavras sobre o post. Realmente, algumas opiniões que tenho sobre o anime deixei bem escancaradas no texto. Contudo, outras deixei "no ar", para percepção própria do leitor...

    E a sua afirmativa é verdadeira: "(...)mas ainda acho que discutir o certo e errado nesta é série é como discutir o sexo dos anjos".


    Até mais!

    ResponderExcluir
  4. Carlírio, finalmente pude ter contato com o seu texto com a calma necessária.

    Parabéns pela abordagem sóbria que, autoral, não detona a multiplicidade. Aponta seu caminha sem fechar as portas para os outros. Apenas discordo plenamente do visual bom, mesmo para 2003 essa animação já está bem datada e o traço soa simplório.

    Sobre a interpretação da obra, jogo no time dos Mitsukistas e discordo do seu pov, bem como da Roberta.

    Só quero deixar claro que, diferente do que vocês apontaram, eu não condeno a Haruka, apenas dou mais créditos para a Hayase. A Haruka é vítima da vida, situação que podou anos de amadurecimento. Só que viver é também quebrar a cara e passar por cima disso, coisa que ela fez inesperadamente bem no último episódio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you. Pensei que eu era o único a não odiar a Mitsuki. Na verdade, eu gosto dela.

      Bom, se tem algo que eu não vejo de jeito nenhum nesse anime, é algum mocinho ou vilão. Todos os personagens têm suas virtudes e defeitos, e todos sofreram, de um jeito ou de outro.

      Fácil falar que a Mitsuki traiu a Haruka. Se ela estivesse acordada e consciente, eu concordaria com isso. Mas ela esteve em coma por três anos. Posso não entender demais de medicina, mas, pelo que sei, quando alguuém está nessa situação, pode sair do coma com alguns meses, mas também pode passar décadas em coma... ou mesmo não acordar nunca mais.

      Ter essa incerteza sobre a sua cabeça, sabe-se lá por quanto tempo, é se aproveitar de uma situação ?

      Repito, eu não defenderia a Mitsuki se a Haruka estivesse ciente do que se passava à volta dela, o que, até ela ter acordado do coma, não era o caso.

      Foram três anos, que podiam perfeitamente ter se estendido por muitíssimo mais tempo. E aí, tanto o Takayuki quanto a Mitsuki iam deixar de viver ? Porque era o que estava quase acontecendo. Eu realmente senti muito pelo que aconteceu com a Haruka,porque a vida acabou não sendo muito generosa com ela; mas, para quem está vivo e consciente, a vida tem de continuar. Deixar de viver não ajudaria em nada, ou alguém acha que sim ?

      Eu assisti o anime todo há pouco tempo. No episódio final, quase cheguei a chorar, mas de raiva, porque no começo eu cheguei mesmo a pensar que o Takayuki ia ficar com a Haruka... e ainda bem que errei o prognóstico. Nisso, discordo da opinião do blogueiro, porque pra mim, o final foi o esperado, porque a lógica não podia ser outra... outro final seria sem nexo.

      E, como o Kauê disse, viver é também passar por situaçções difíceis, e superá-las. Concordo que nisso, a Haruka saiu-se muitíssimo bem.

      Quanto ao Takayuki e a Mitsuki, eles mereciam, depois de tudo o que se passou, recomeçarem e ficarem juntos, mesmo.

      Excluir
  5. Saudações


    Agradeço pelas suas palavras também, Kauê.

    Quanto ao meu pov, realmente não enfatizei a minha opinião sobre a Haruka. Quanto a Mitsuki, acredito sim que isto é história de um anime, mas que pode ser aplicada, eventualmente, na vida real de alguém.

    Mas, mesmo assim, mantenho a minha posição quanto à ela. Não pinto a Mitsuki como uma vilã ou como o esterótipo do ridículo, mas a achei falsa em demasiado. Como já comentei em meu pov, dar os créditos à ela pela recuperação do Takayuki é louvável e de grande ponderação contudo, e infelizmente, o mesmo não consigo elevar ao como que a mesma agiu no decorrer da história. Ela se aproveitou de uma situação, querendo ou não.

    Permita-me citar esta sua frase: "A Haruka é vítima da vida, situação que podou anos de amadurecimento. Só que viver é também quebrar a cara e passar por cima disso, coisa que ela fez inesperadamente bem no último episódio". Ela é vítima, sim. Mas foi um caminho que ela buscou, inevitavelmente. Não foi algo lhe forçado, mas sim um "algo" que a mesma criou. Ao saber do estado de coma da Haruka, principalmente...

    Em resumo: distinguir mocinhos e bandidos em Kimi ga é algo difícil demais. O instinto humano fala muito alto...

    Quanto ao visual, eu realmente sou suspeito demais nesta área. Mas acredito que o visual simplório não prejudica muito o anime. Pesos-pesados como Chrono Crusade são desta época, e admito que o padrão visual de Kimi ga, em comparação com o citado título por exemplo, é muito abaixo. Mas gostei, ainda assim. Às vezes, tentar não me entender nestes aspectos técnicos é algo bem mais saudável e menos estressante, hehe...

    Novamente, agradeço pela sua visita e comentário.

    Até mais!

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons