Um clássico de grande naipe: Popolocrois Monogatari ~ Netoin!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Um clássico de grande naipe: Popolocrois Monogatari

Popolocrois Monogatari.

Este humilde blogueiro quer fazer um convite muito especial para você, amigo visitante. Trata-se de um convite para voltar de forma rápida e precisa no tempo. Mais precisamente, para quase dez anos atrás...

Era uma época na qual os animes eram transmitidos no Brasil como um verdadeiro "boom" do momento, incluindo as redes abertas de televisão. Entretanto, o texto não vai ressaltar tal momento dos animes em si, mas sim um título especial que merece forte menção.

Um anime que possui traços e cenários que fazem passar um tipo de mensagem mais infantil que, na verdade, esconde uma história muito interessante e profunda em seu interior. Este anime fez parte das manhãs de muitas pessoas no início dos anos 2000.

Caro visitante, prepare-se para saber um pouco sobre Popolocrois Monogatari, um anime mágico em sua essência e muito sincero em seu ideal.

Personagens mais do que carismáticos...

Hyuu e o jovem Pietro, ao fundo.

O título Popolocrois Monogatari possui um belo e importante diferencial logo de entrada: seu elenco mais do que carismático. Conhecer este grupo de personagens já dá uma bela dimensão daquilo que se faz esperar antes de assistir à tal obra animada.

Neste anime, PakaPuka Pietro é o príncipe do Reino de Popolocrois. Trata-se de um rapaz extremamente ativo, nem um pouco medroso, possuidor de um grande poder escondido dentro de si. À rigor, Pietro é um príncipe aventureiro, que não dispensa uma boa saída do castelo para procurar por alguma ação fora do Reino...

E a vontade de Pietro aumenta quando quem o acompanha é a sua melhor amiga, uma simpática bruxinha de nome Narcia. Esta garotinha possui um tom de voz muito suave e, nitidamente, guarda um sentimento especial pelo jovem príncipe. Mas a Narcia guarda um estranho poder consigo...

Tal poder permite à Narcia transformar-se em Kai, uma espécie de segunda personalidade da mesma. Neste caso, a Kai tem um comportamento diferente de sua contraparte Narcia, sendo bem mais agitada e bem mais atlética do que esta.

Maou GamiGami está dentro deste robô, que é a cara dele...

O vilão merece tal definição apenas pelo seu comportamento pois, à rigor, ele é o responsável direto pelas situações mais cômicas do anime. Seu nome é Maou GamiGami, um sujeito muito inteligente, que criou o seu próprio exército de robôs. Ele é obcecado pela Narcia e odeia o Pietro, vendo no garoto um rival à ser derrotado ( não só pelo fato de ele ser um príncipe, como principalmente em razão dos sentimentos que ele, GamiGami, possui pela Narcia ).

E no que se trata de sentimentos, a Hyuu é uma personagem que não os tem muito bem definidos. Graças à uma ação desastrosa do GamiGami, a Hyuu acabou viajando no tempo e indo para nas terras de Popolocrois. E ele não veio sozinha...

Junto da Hyuu vieram seus guardiões: Sanda e Ston, dois seres muito pequenos e estranhos. Enquanto Sanda é mais reservado e apático nas ações, Ston é mais inteligente ( mas não muito ).

A menção honrosa cabe ao cavaleiro de Popolocrois, Shirokishi. Ele é muito leal ao rei e a rainha de Popolocrois, e nutre um forte sentimento de zelo para o Pietro. Além disso, suas falas e ações seguem os mais sérios lemas dos samurais.

Um pouco da história do anime e de suas ligações...

Recepção calorosa!?

Em Popolocrois Monogatari, tudo parece iniciar-se da forma mais tranquila e amena possível, onde se faz apenas apresentar os personagens e dar o sinal de que, muito provavelmente, o anime seria bem simples em diversos aspectos. À bem da verdade, não é isso o que acaba ocorrendo...

Recorde-se de que foi comentado, de forma breve, sobre o poder oculto do Pietro? Pois bem: ele possui dentro de si o Poder do Dragão, o que confere ao rapaz uma força quase descomunal quando se faz necessário ( quem costuma sofrer muito com isso é o GamiGami ). Entretanto, este poder é muito invejado e certa pessoa, em um momento de pensamento oscilante e vago, o tira de Pietro...

A Hyuu é uma garota que merece atenção, pois ela é pertencente ao Povo do Vento, sendo que ela possui um forte gênio por conta, talvez, de sua criação. O que parecia ser uma amizade muito bacana que estava à se formar entre ela ( a Hyuu ) e o Pietro e a Narcia tornou-se, na verdade, um acúmulo de anseios e sentimentos vazios...

Shirokishi e Narcia.

O anime carrega, em sua história, uma triste lenda sobre dois povos antigos. Por sinal, Pietro e Hyuu são os representantes de tais povos que, no passado, possuíram as suas desavenças.

Em vários momentos do anime se faz possível notar algumas evidências bem interessantes, que convergem para a citada lenda. A Hyuu, por si, acaba não vendo mais a necessidade de se manter em um tempo que não lhe pertence. Com isso, passa a buscar meios para voltar para a sua própria época, junto de seus guardiões ( que são também os mascotes deste anime ).

E estes mesmos guardiões acabam exercendo grande papel na forma de pensar da Hyuu, especialmente o Ston. Este guardião, o Ston, é um verdadeiro articulador de ideias que beiram a bizarrice, pois o mesmo não gosta muito do Pietro. Inclusive, parte dele a ideia de retirar do jovem príncipe o seu Poder do Dragão e trancafiá-lo na Anemoritos, a fim de persuadir o Pietro no momento oportuno, mas...

Kai e Pietro.

Há um ponto que merece destaque no anime, envolvendo o mestre da robótica GamiGami. E à partir de um certo evento, que envolve tal personagem, que o anime muda radicalmente de configuração, passando à concentrar-se em um saboroso drama cercado por uma certa ação e momentos de grande reflexão.

Além do conflito histórico entre dois povos, o anime faz questão de tocar em um tópico de impacto: o valor da amizade. De forma simples e bem distribuída, Pietro e amigos conseguem transmitir, com muita claridade, que a amizade não é algo que escolhe momento ou razão para acontecer. As pessoas tornam-se amigas, às vezes, já em um primeira vez em que se cruzam ( por mais que o tapa que Pietro recebe da Hyuu, no início do anime, tente dizer o contrário ).

Neste cenário, a Narcia também fica com seu pensamento em aberto sobre os reais sentimentos do jovem Pietro, que causa um alvoroço para tentar tirar toda e qualquer culpa da Hyuu, quando ele perde o seu Poder do Dragão.

Em outras palavras, Popolocrois Monogatari pode até possuir um enredo simples, mas ele é bem trabalhado e recheado de pontos de impacto e de reflexão, chegando ao ápice de realmente prender a atenção de quem o assistir, só pelo prazer de tentar saber o que ocorrerá na sequência dos episódios.

A séria infantilidade do anime...

Pietro frente à frente com o GamiGami que está, novamente, em um robô.

Uma questão deve ficar sumariamente clara no que diz respeito à Popolocrois Monogatari. O anime brinda quem o assiste com um visual limpo, colorido e de cenários infantis, formando um combo perfeito com o desenho de seus personagens.

Ao se notar algo assim, de primeira vista, logo vem à se imaginar uma história simples que não vá além de um mero passatempo. Contudo, e pelo que já pôde ser observado nos parágrafos acima, o anime é carregado com emoções e momentos de grande atenção, onde vários gêneros estão juntos em prol de algo maior, que é a qualidade final apresentada pela obra animada.

Popolocrois Monogatari não tem a intenção de ser um anime de época. Mas é inegável a sua ótima produção que, alinhada ao bom andamento do roteiro e ao modo como seus personagens agem no decorrer do mesmo, faz vir à tona um sentimento de satisfação plena.

Ainda assim, este anime pode não ser de seu agrado, por justamente tratar de grandes temas em seu decorrer alinhados a um visual mais infantil e muito bonito ( em outros termos: bonitinho demais ). Para este humilde blogueiro, faz quase uma década de quando este anime foi visto, e a impressão que a obra deixou em sua exibição continua com o mesmo impacto e respeito desde então.

Objetivamente

Toda a turma junta...

O anime Popolocrois Monogatari, que foi ao ar originalmente entre os anos de 1998 e de 1999 no Japão, possui um visual que não é necessariamente datado, graças ao ótimo uso das cores e ao apelo mais infantil feito com categoria.

A parte sonora do anime tem um destaque de real valor. Se as insert songs são simples, o mesmo não pode ser aplicado aos temas de abertura e de encerramento. Neste contexto, é justamente a música de abertura ( "Natsu Kikyuu", cantada pela Ootsuka Rie ) que merece uma forte e positiva menção.

Em resumo, Popolocrois Monogatari faz uma chamada leve e descompromissada, que se eleva pouco à pouco, até chegar ao seu ápice que é a união de ação, drama e romance. Pietro, Narcia e Hyuu é o trio que comanda todo o anime.

Por tudo que foi aqui mostrado, Popolocrois Monogatari é um anime que merece assistido, de forte recomendação. Se tiver a oportunidade de assisti-lo, não a deixe passar.

Poder oculto do marshmallow!?

Netotin não tem nenhum poder!? Isso não é justo. Por que vários mascotes possuem poderes e o Netotin não? ~netin'tin! Espera aí: e se o Netotin tiver um poder oculto igual ao do Pietro!? Humm... Seria muito legal. E Netotin gostou das partes sobre a amizade tão comentadas no anime. Até porque, é nisso que Netotin tanto acredita! Yay! ~netin!

[ made in NETOIN! ]

  • 5Blogger
  • Disqus

5 Comentários

  1. Ah,assisti o/
    Eu estava no Fundamental…Época boa^^.Era o período de férias (aquelas no meio do ano),meu irmão e eu acordávamos cedo só pra assistir. Sim, eu não tinha TV a cabo, e os animês estavam escassos. (eu ria da música de abertura,e a história não era lá essas coisas). Só não lembro de ter acompanhado até o final…Com certeza, a GLOBO trollou com a gente e não exibiu a série inteira. (Descobri,recentemente, que Popolocrois foi um jogo pra PS).

    ResponderExcluir
  2. Saudações


    Assisti o anime das manhãs da Globo, no início de 2002...
    E pode acreditar: foi exibido inteiro sim, mas apenas uma única vez ( não teve direito à repetições ).

    E sim...
    Popolocrois teve jogo para PS e para PS2.

    Sinceridade? Acho este anime simplório e cativante. Gosto muito de Popolocrois.


    Até mais!

    ResponderExcluir
  3. Nossa eu nunca ouvi falar deste anime na TV Aberta eu so sei que esse GamiGami é uma imitação discarada do Doctor Eggman(DOutor Robotinic) do Sonic the Headhog.

    ResponderExcluir
  4. Uma das minhas maiores frustrações animísticas.
    Não conseguir assistir na TV e é complicado achar para baixa. Vou tentar outra vez.

    ResponderExcluir
  5. Que coisa mais linda... Demorei um horror de tempo pra encontrar esse anime na internet, alias, o nome dele. Quando fui procurar a abertura pra ver, me dei por conta que estava cantando junto. O detalhe: Assisti ela quando tinha nada mais nada menos que 7 anos! Como é que eu lembro? Ainda uns meses atrás, o sobrinho de minha sogra, chamado Pietro, veio em minha cidade... Eu olhei pra ele e disse "Sabia que quando eu era criança eu adorava teu nome??" aí agora fiquei pensando "Porque eu adorava o nome "Pietro" Era o nome de todos os meus 'bebês' (eu tinha bonequinhos homens), e dizia que o nome do meu filho iria ser Pietro... AGORA LEMBRO PORQUE GOSTAVA TANTO!

    *-* QUE NOSTALGIA ENOOORME!!!

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons