sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Retrospectiva'2011 - parte #2: mangás e animes...

A beleza: Ikoku Meiro no Croisée.

Amigo visitante, seja bem-vindo ao NETOIN!.

Esta é a segunda e última parte da Retrospectiva’2011, que desta vez abrangerá o contexto dos mangás publicados no Brasil e dos animes que surgiram no respectivo ano. Dentro de uma análise bem simples, porém com pretensões bem ambiciosas, você estará à par da opinião deste humilde blogueiro sobre o tema proposto.

Entenda-se, porém, que o benefício da dúvida é algo que deve ser respeitado. Desta forma, esta postagem estará mais diretamente ligada a uma franca e aberta opinião pessoal sobre os temas propostos. Haverá breves citações à algumas obras, mas elas não estarão niveladas em critério mais fechado como preferência pessoal ou algo deste gênero.

O convite lhe é feito: visitante, esteja à vontade. O NETOIN! busca, com esta segunda parte da Retrospectiva’2011, dar uma opinião mais limpa e direta sobre os temas propostos. Faz-se citar que a sua opinião é sempre bem-vinda, então fique à vontade para citar as suas palavras referentes a este texto, seja via e-mail ou através dos comentários do post.

Tenha uma boa leitura.

Os mangás no Brasil

Os cinco primeiros volumes de Bem-vindo à NHK.

De histórias regadas às lutas intensas, passando por dramas emocionais e contos pesados, culminando com os enredos mais simples e carismáticos: este, provavelmente, pode ser o rótulo que resume todas as obras publicadas no Brasil ao longo do ano de 2011.

Com um leque de escolhas mais amplo e que, com fácil dedução, acabou por satisfazer os mais variados tipos de gostos pessoais, os mangás que surgiram em solo brasileiro despertaram, também, diferentes tipos de interesse dentro do chamado público consumidor.

Fazendo uma breve análise sobre as obras que encerraram as suas publicações em 2011 ( vindas de anos anteriores ), somando-se às obras que surgiram no citado ano ( tendo sido encerradas no mesmo ou não ), o que se tem é um cenário aberto às mais abertas trocas de opiniões possíveis.

Detalhe de um dos dois volumes de Contos de Amor para Você.

Entre os mais diversos títulos publicados, as editoras nacionais buscaram as fatias deste público que mais lhe competem, dentro daquilo que ( na teoria ) poderia se fazer esperar delas. A afirmativa, contudo, faz referência apenas às obras ( nomes e quantidade ) trazidas pelas editoras, pois há outras questões que vieram à tona de forma impactante em 2011. Neste caso, faz-se uma clara referência à qualidade das publicações que, para várias pessoas, acabou deixando a desejar em sua consistência.

É bem verdade que boa parte deste público, como já se fez citar em anterior oportunidade, não está pensando muito neste lado da questão, estando satisfeitos com o fato das suas obras estarem ali, publicadas, prontas para a aquisição. Contudo, muitos também já estão dentro do outro grupo de raciocínio que busca, unicamente, um melhor cuidado por parte das editoras sobre aquilo que estão publicando ( e que deverão trazer ). Em ambos os casos a compra é feita para o entretenimento pessoal e, porque não ressaltar, até para um ganho cultural. À se pensar e refletir...

O mangá de Kobato, em detalhe.

No que tange sobre as obras ( em si ) que desembarcaram em solo brasileiro, a alegria pode ( e deve ) ser estampada. O mercado da área, que teve seu impacto inicial entre os anos de 2000 e de 2001, vê agora uma crescente pujante. Vários títulos, trazidos pelas editoras já conhecidas e por outras que buscam seu espaço ( ou que estão iniciando na área de mangás ), estão disponíveis para a pronta aquisição.

Este humilde blogueiro sempre esperou com paciência para que certas obras viessem à ser publicadas no País. Com satisfação, o ano de 2011 trouxe até obras nas quais não se esperava, em mente, vir para o Brasil. Ao menos, não tão cedo. Mesmo ponderando entre as situações citadas nas linhas mais acima, o saldo atual acaba sendo positivo, mas sem nunca deixar para trás as situações que necessitam de um maior cuidado e avaliação.

Títulos que encerraram as suas publicações em 2011, que tiveram início ( e até fim ) de publicação no citado ano ou que encerrarão mais para frente, fizeram a carteira deste humilde blogueiro tremer compulsivamente. Obras como Bem-vindo à NHK, Elfen Lied, Contos de Amor para Você, Kimi ni Todoke, K-ON!, Solanin, Histórias de Menino e Kobato estão aí para provar isso ( dentre as adquiridas por este blogueiro em 2011 ). Isso sem contar tantas outras publicações que surgiram, ao longo do citado ano, em território brasileiro.

O primeiro volume de K-ON! no Brasil.

Algumas circunstâncias tornam-se interessantes de serem citadas. Este é o caso do primeiro volume de Kobato ( pivô das reclamações citadas anteriormente ), do primeiro volume de K-ON! ( que chamou a atenção pela ótima qualidade de impressão, mas cuja incógnita persiste em existir ) e de Solanin e Histórias de Menino ( que marcam a entrada de uma nova editora no mercado de mangás ).

Deve-se ressaltar, sempre, que 2011 foi um ano determinante no que diz respeito aos mangás no Brasil. Destacam-se, para tanto, os anúncios feitos pela Editora Panini para 2012, a volta de Saint Seiya pela Editora JBC prevista para o início de 2012, a chegada da Editora L&PM no mercado de mangás ( versão pocket ) e outras notícias que, talvez, possam apartar no próximo ano.

Para pensar: se 2011 teve uma grande importância, é muito provável que 2012 também possa ser um marco nas publicações de mangás em nosso País. Resta apenas aguardar e acompanhar os acontecimentos.

Os animes em 2011...

O kawai: Yuru Yuri.

Quando se faz referência aos animes exibidos ao longo de 2011, a primeira coisa que vem à mente é a palavra moe. O termo em questão consegue ser um grande divisor de águas entre os fãs de animes. A razão para tanto vem de dois princípios distintos.

O primeiro destes princípios remete ao mercado atual de animes que, muito embora não faça a exigência de presença do efeito moe nas obras, salienta com ênfase o porque da presença do mesmo. O moe é um verdadeiro estímulo de adoração para muitos onde, às vezes, beira-se o inexplicável. Garotas bonitinhas em universos coloridos e histórias carismáticas ( às vezes, nem tanto assim ) fazem a festa de muitos.

O segundo princípio dita o caminho contrário. Existem muitas pessoas que classificam o moe como a causa de maior impacto na “decadência da animação japonesa”. Nesta linha de raciocínio, fez-se perder o estímulo às boas histórias para prevalecer uma alusão às personagens fofas e delicadas que se fazem presente em grande parte dos gêneros de animes existentes ( para não se dizer em todos ).

A descontração: Nichijou.

Para este humilde blogueiro, o moe não pode ser categorizado como um vilão a ser combatido. De igual forma, também não deve ser idolatrado como a salvação de muitos animes por aí. O equilíbrio e a boa dosagem podem fazer a diferença entre a boa qualidade e o dito dispensável.

Por mais que exista quem não aceite o fato comentado nos parágrafos acima, a verdade é que o moe existe a mais tempo do que se faz imaginar. Doravante a isto, ocorre que é justamente nesta época atual que ele - o moe – está em evidência e ganhando destaques opinativos pessoais, sejam eles negativos ou positivos.

O drama: Ano Hana.

Obras representativas apareceram em 2011, para fazer valer a máxima de que a criatividade ainda existe ou que, minimamente, boas histórias ainda são produzidas. Seja em vias de uma desconstrução de gênero, de uma história de vida próxima da realidade, de um futuro fictício muito mais acerca de todos, de uma comédia descompromissada e interessante ou algo que o faça raciocinar muito ( onde temas como o amor tomam parte ), os animes em 2011 procuraram agradar à uma grande parte do público.

Por suposto, Puella Magi Madoka Magica pode ter sido o convite perfeito para que você embarque a um novo modo de ver e sentir o gênero mahou shoujo, nas mais variadas formas e nos mais diversos sentidos. Não muito obstante, o anime Steins;Gate provou que um sci-fi pode ser muito bem feito e ainda introduzir, quem o assiste, à certos fatos que podem estar próximos da realidade. Ano Hana caracterizou-se por um ser um drama muito bem feito e de grande ( e merecida ) acolhida, mas que pecou ao forçar quem o assiste à ter certas emoções.

A nova visão: Puella Magi Madoka Magica.

Ikoku Meiro no Croisée foi um livro aberto para uma das histórias mais bonitas do ano, onde a pequena protagonista em muito contribuiu para deixar tal afirmativa em foco. Por sinal, Tamayura ~hitotose~ foi um convite muito bem-vindo para o retorno do gênero slice-of-life às suas mais tenras e nobres raízes. Pertencente ao mesmo grupo, Nichijou brindou a todos com uma combinação chamativa e interessante do cotidiano e do humor onde, mais do que nunca, prevaleceu a proficiência nos costumes japoneses para um melhor entendimento do anime.

Para se falar de garotinhas no cotidiano, Yuru Yuri mostra um belo aparato com ambientação propícia, sendo um convite declarado para ver fofura em alto nível. Hanasaku Iroha pode ter sentido o peso da injustiça em razão de alguns episódios, mas mostrou possuir uma história convidativa e pertinente ao seu propósito. Usando da palavra pertinência, Dog Days chegou a abusar do propósito estabelecido, mas nem por tal razão merece alguma crítica mais pesada ou de demérito para a obra.

A ideologia e o raciocínio: Mawaru Penguindrum.

De toda a forma, Usagi Drop pode ser colocado como o anime mais próximo da realidade em 2011, dada a sua história simples e muito eficaz, com direito a uma personagem admirável em sua essência e atuação. Quando se fala em corresponder expectativas, Fate/Zero mostrou, em sua primeira parte, que histórias conhecidas ainda podem resultar em excelentes animações, dignas o bastante de elogios e de serem lembradas por um bom tempo. Não distante a isto, Mawaru Penguindrum também manifestou forte presença, em sua história que buscou casar de forma interessante gêneros como o romance e o drama, regados à um enredo preso em dilemas e à forte manifestação ao pensamento.

Denpa Onna to Seishun Otoko buscou unir o nonsense com pitadas elegantes de slice-of-life, resultando em um anime bastante prático em seu ideal e interessante de se assistir. A-Channel foi um slice-of-life mais comum, sendo passado em ambientação escolar e com um grupo de protagonistas que até perdem alguns pontos em carisma, mas que cumprem bem os seus papéis. A segunda temporada de Kimi ni Todoke brindou a todos com mais voltas ininterruptas envolvendo o Kazehaya e a Sawako. E Un-GO, em sua premissa misteriosa e sistemática, surpreendeu pela condução e pelo foco contido, o tempo, no desdobrar de seu enredo.

Ainda merecem citação as animações que se encerrarão no início de 2012. Neste caso, Chihayafuru desponta como uma grande obra a ser citada, unindo carisma dos seus personagens e momentos de grande emoção em seu decorrer. Por fim, Shakugan no Shana III Final tem mostrado que a história ainda possui muitos desdobramentos para serem esclarecidos, mas que o fluxo em seu prosseguimento está certeiro.

Objetivamente

A promessa: Usagi Drop.

Desta forma encerra-se a Retrospectiva’2011 do blog, que foi dividida em duas partes. Centrada mais nas opiniões pessoais deste blogueiro, o que deverá ser um fato presente em 2012, as postagens procuraram passar uma ideia mais clara e precisa sobre aquilo que, em uma visão bem pessoal, mereceu ser aqui destacado.

De igual forma, esta foi a última postagem do NETOIN! em 2011. A sensação de um dever ter sido mais do que bem cumprido é evidente, e o fato do blog estar em franco crescimento é uma outra razão de importância para crer que, em 2012, novos desafios a serem batidos deverão aparecer.

Ficam aqui registrados os agradecimentos deste humilde blogueiro por sua visita, ao longo deste ano que está para se encerrar. E fica o convite para que, em 2012, você continue a prestigiar o NETOIN!, pois o trabalho para que isso corra continuará efetivamente ( até quando for possível blogar ).

Grato por tudo, e até 2012!
Do blog NETOIN! para você!

[ made in NETOIN! ]

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Retrospectiva'2011 - parte #1: nos ares do NETOIN!

Relembrando Futakoi Alternative...

Amigo visitante, seja bem-vindo ao NETOIN!.

Normalmente, quando se faz citar a palavra retrospectiva, o que se vem à cabeça são várias imagens que se movem rapidamente na memória. Pode parecer uma definição absurda e até surreal mas, na sua essência, é o que geralmente ocorre.

Justamente em épocas de final de ano é que a dita retrospectiva ganha mais força. Isso porque, tudo aquilo que se faz julgar como de mais importante tenha acontecido ao longo do ano, se faz lembrar em um mesmo momento. Tirando alguns pormenores, fazer um aparato daquilo que ocorreu em um determinado espaço de tempo é uma ideia que pode, sim, soar como sendo muito atrativa.

Desta forma, o blog NETOIN! fará a retrospectiva de 2011 em duas partes. Na primeira parte, que será nesta postagem, você verá basicamente aquilo de maior impacto que ocorreu com este blog ao longo do ano que está para se encerrar. Na segunda parte você verá ops destaques deste humilde blogueiro para o citado ano, no que diz respeito exclusivamente aos animes e mangás.

Esteja convidado, amigo visitante, à prosseguir com a primeira parte da retrospectiva deste humilde blog. Não se esqueça que, qualquer dúvida ou algo mais pontual à ser citado, poderás fazer um pronto comentário ao final do texto. Boa leitura.

Recordações de 2011 para o blog...

Imagem do blog Elfen Lied Brasil ( divulgação ).
A primeira parceria formalizada em 2011 ( imagem do blog na época ).

O ano de 2011 começou de forma branda e calma, dentro daquilo que pode ser considerado como a conjuntura normal dos fatos desta casa na internet. Os trabalhos do blog iniciaram-se com uma postagem sobre a edição deste ano do ISML, que contava com alguns duelos de exibição, no intuito de preparar o público para a Fase de Nomeação.

No que vem à ser dito sobre o ISML'2011, houve um saudável empate no número de postagens sobre o evento, com relação à cobertura do ISML'2010. Ao todo, 44 posts foram feitos sobre o ISML'2011. Destaca-se um acompanhamento mais maduro e funcional com relação aos textos presentes sobre o ISML'2010, fato este que pode dar uma bela ideia sobre o que poderá estar por vir para a cobertura do ISML'2012.

Não se pode falar de blogs parceiros sem citar a primeira postagem relativa ao tema em 2011. Sendo assim, faz-se destacar a parceria formalizada com o blog Elfen Lied Brasil, no dia 4 de janeiro do citado ano. Recorde-se de que, em 2010, o primeiro post sobre uma nova parceria foi com o blog Mundo Mazaki ( coincidentemente, também em 4 de janeiro ).

No total de 2011, foram apresentados 43 novos blogs e sites parceiros, sendo que apenas um deles encerrou as suas atividades, enquanto que um outro blog aparenta estar próximo de seguir tal rumo. Ao todo, o NETOIN! conta hoje com 69 blogs e sites parceiros em atividade, dentre os quais 58 possuem com temática a cultura japonesa, enquanto que 11 blogs e sites do total possuem variados temas centrais. Este humilde blogueiro respeita cada um de seus blogs e sites parceiros, e isso deve ser sempre bem enfatizado.

O Encontro de Blogueiros, em São Paulo/SP.
Um sonho distante transformado em realidade...

O ano de 2011 deixou uma outra interessante marca. Pela primeira vez na história, este humilde blogueiro participou de um podcast, fato este consumado no mês de março, atendendo a um convite feito pelo blog parceiro Anime Portfólio. O tema estava centrado na temporada de animes do mês de abril, com direito à muitas opiniões.

Depois desta primeira investida na área do podcasting, este blogueiro se fez presente em mais outros 15 podcasts. A grande maioria vinda de convites dos blogs Anime Portfólio e YOpinando Shinbun ( que são do mesmo dono ), muito embora este humilde blogueiro tenha participado também do JCast #138 sobre o anime Puella Magi Madoka Magica também do podcast CAST! Mangá em três oportunidades onde, em uma delas, o tema foi a primeira edição da Ação Magazine. Provavelmente, o ano de 2012 reservará trabalhos nesta área também...

Um dos grandes pontos altos do ano de 2011 foi um evento que aconteceu em 10 de setembro, na cidade de São Paulo/SP. Tal evento foi o Encontro de Blogueiros, onde bloggers e amigos de várias partes do Brasil reuniram-se na capital paulista para conversar muito, conhecerem-se pessoalmente e trocar ideias sobre a temática da animação e cultura japonesa. Só o fato de ter conhecido tantas pessoas legais e interessantes já valeu a viagem para este humilde blogueiro.

Engana-se você se imaginar que o pessoal se reuniu apenas para conversar. O Encontro de Blogueiros foi muito além disso, pois houve um descontraído karaokê que reservou muitas surpresas ( talentos nunca antes revelados, diga-se de passagem ). Além disso, ocorreu também a primeira edição do otakubar, uma espécie de confraternização entre os presentes no Encontro de Blogueiros. Muitos petiscos, cervejas ( muito embora este humilde blogueiro tenha ficado apenas no refrigerante ) e conversas descontraídas. A capital paulista ficou pequena na ocasião...

Faz-se citar, com alegria, que o blog passou pela sua segunda mudança de layout. A primeira havia sido no distante mês de fevereiro'2008. O fato presente ocorreu no mês de setembro'2011. Não que o layout anterior fosse feio ( e não era ), mas já estava obsoleto. E para enquadrar-se melhor à atualidade, a mudança ocorreu de uma forma que acabou pegando à todos de surpresa. Um novo visual que acabou sendo aprovado.

Alguns mangás deste humilde blogueiro.
Um ano marcado por vários desdobramentos na área...

Os textos especiais tomaram parte do NETOIN! ao longo de 2011. Convém destacar, entre tantos textos, um especial sobre as várias indicações que são feitas à todos, nos mais variados segmentos ( muito embora o texto, em si, tenha ficado dentro da temática do blog ). Além deste pode ser também citado o post sobre os inesquecíveis episódios de animes, no qual este humilde blogueiro fez citar aqueles capítulos que não saem da memória. Para finalizar os destaques nos trabalhos solos, um aparato sobre o gênero slice-of-life acabou sendo muito bem-vindo.

A blogagem coletiva apareceu novamente em 2011. Obviamente, o NETOIN! não deixou tal oportunidade passar desapercebida e resolveu participar da mesma. O tema foi o anime Kimi ga Nozomu Eien, que acabou sendo comentado em 16 blogs e sites diferentes. A cereja do bolo, entretanto, viria apenas mais tarde...

Um grande evento acabou reunindo mais de trinta blogs e sites sobre animação e cultura japonesa. Algo, até então, sem precedentes. Tratava-se de Tezuka Day, evento comemorativo ao mangaká Osamu Tezuka. Este humilde blogueiro participou deste grande evento coletivo abordando a obra Fushigi wa Melmo, uma história cativante pertencente ao gênero mahou shoujo, mas com ótimas pitadas de drama e de slice-of-life, bem na medida.

O ano de 2011 também marcou uma certa revolta, por parte de muitas pessoas, quanto à qualidade dos mangás publicados em solo brasileiro. No caso em específico, com relação à Editora JBC, enfaticamente. Este humilde blogueiro tratou de opinar sobre tal assunto, em um post que unia também a questão do preconceito existente entre os próprios fãs de anime e mangá ( o mesmo pode ser visualizado ao clicar aqui ).

As festividades pelo quinto aniversário do blog.
Um momento para ficar na memória, sempre...

Em 2011 houve a consagração definitiva das seções Curtas em geral e Análises em Geral. Ambas estão muito próximas de serem consolidadas como os novos cartões de visita do NETOIN!. Partindo de um gosto pessoal deste humilde blogueiro ( e atendendo a ótima sugestão de uma amiga ) foi criada uma seção dedicada exclusivamente aos animes e mangás de drama.

Sendo uma das formas com as quais este blog se faz conhecer, as reviews de animes ganharam novo fôlego em 2011. Para que você tenha uma ideia de tal fato, basta citar que foram publicadas 22 reviews no ano em questão. O NETOIN! encerra o ano com 80 reviews de animes à disposição para a sua leitura.

Contudo, foi no dia 2 de outubro que uma grande novidade apartou no NETOIN!. Sim, trata-se do mascote oficial do blog, o Netotin. Sua aparição causou certo e moderado alvoroço em razão de sua aparência, estranha para muitos. Da apresentação oficial do mascote até o presente momento desta postagem, o Netotin tem recebido uma acolhida favorável cada vez maior, o que em muito alegra este humilde blogueiro.

E, pela primeira vez na história deste blog, foi feita uma campanha real de aniversário. Dos dias 1º à 22 de dezembro apareceram a chamada inicial, cinco textos especiais ( onde cada um recebeu uma temática própria dentro das expectativas e anseios deste humilde blogueiro ) e o texto de aniversário propriamente dito. Os cinco anos de atividade do NETOIN! foram comemorados em grande estilo valendo, inclusive, as saudações e parabenizações de muitas pessoas, entre donos e redatores de blogs e sites parceiros e visitantes desta humilde casa na internet ( além dos seguidores do blog no Twitter ). Um momento inesquecível, guardado na memória deste humilde blogueiro com toda a atenção e carinho que faz merecer...

E ainda tem mais...

Esta foi a primeira parte da
retrospectiva'2011 do blog NETOIN!.
Amigo visitante, fica aqui o convite para a
segunda parte, que será publicada em breve.

[ made in NETOIN! ]

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Falácias do Netotin e uma nova entrevista...

Furude Rika dando o seu "oi" especial...

Este humilde blogueiro encontra-se em um momento de grande concentração e de raciocínio lógico. Por esta razão em especial, mais uma vez o mascote tomará conta do NETOIN!, tal como já ocorreu em anterior oportunidade.

Contudo, desta vez, o mascote foi devidamente instruído sobre aquilo que pode ou não fazer no blog. É bem verdade que este blogueiro terá de cumprir uma certa promessa mas, se as coisas forem analisadas de uma forma calma e convicta, pode-se chegar ao resultado de que o esforço poderá valer a pena.

Desta forma o NETOIN! passa a ficar, no prosseguimento desta postagem, sob a responsabilidade de Netotin, o mascote. Amigo visitante, as observações feitas na primeira aparição completa do mascote neste humilde blog continuam válidas. Portanto, caso tenhas alguma crítica, sugestão ou elogio, não esqueça de enviá-las para o e-mail do NETOIN!.

Então, que venha o mascote...

Netotin por aqui, com um aviso...

Aviso do Netotin ( em versão colorida ) para você...

Oi, pessoal! Aqui é o Netotin, pela segunda vez no comando completo do blog ( tá, não é completo, mas já conta ). Sabe, Netotin está bem humorado e pronto para o que virá pela frente, em pouco tempo...

Mas, você não notou ainda a pequena mensagem à direita do blog? Sério que você não notou a mensagem? ~snif... Netotin se sente muito incompreendido agora. Mas, como sou fofo e muito legal, Netotin vai explicar o que está acontecerá, certo?

No dia 22 de janeiro de 2012, uma surpresa envolvendo o ser mais fofo ( eu é claro ) aparecerá para você. Sim, será algo bem legal. Mas o dono me proibiu de contar do que se trata. Ele disse que é algo como "segredo de grande periculosidade", algo bem difícil mesmo de entender... ~netin!

De qualquer forma, se envolve o Netotin, então algo bom vem por aí, não é mesmo? Yay!!! Por isso Netotin tem estado tão feliz ultimamente. É uma alegria tão grande que Netotin tem muita vontade de dividir com você que visita o blog NETOIN!.

Momento da entrevista!

Imagem do blog Síndrome de Hinamizawa ( divulgação ).

Agora, Netotin trabalhará com seriedade! Sim, pois fiz mais uma entrevista. Na primeira vez foi com o Conselheiro Incubator do blog Missão Incubator, se lembra? E sim, o Netotin ainda tem medo de Incubators... ~brrr...

Desta vez, Netotin embarcou no universo concentrado na Vila de Hinamizawa. É neste lugar que ocorrem os eventos do anime Higurashi no Naku Koro ni, não é mesmo!? Yay!!! Bom, Netotin entrevistou uma pessoa bem legal, que gosta muito de Higurashi, principalmente de uma certa personagem...

Fique com a entrevista feita há pouco tempo com o dono do blog parceiro Síndrome de Hinamizawa. Sim, o entrevistado da vez é o John Warlock! Netotin torce com as patinhas cruzadas para que você goste desta entrevista. Antes que eu esqueça: Netotin gostou muito da entrevista, tá? ~netin!

A Ryuugu Rena está calma, em modo kawai, mas...

1. ~netin! Conte um pouco sobre você. Como é o John Warlock na vida fora da internet? Hobbies? Gosta de marshmallows (*Netotin torce para a resposta ser "sim"*)? *curioso*
Primeiramente gostaria de agradecer o convite do blog NETOIN! para essa entrevista, mesmo me conhecendo por pouco tempo. É uma honra ser a segunda pessoa a ser entrevistada no blog. Fora da net... Bom, sou vestibulando. Sim, aquela triste raça sem praticamente nenhuma vida social. Vamos torcer pra que essa vida acabe no começo de 2012! Quanto a hobbies gosto de animes, mangás, light novels, visual novels, filmes e músicas. Não gosto de sair ( semi-hikkikomori xD ) e nem de baladas. Quanto a marshmallow: no leite com toddy fica uma delícia!
Netotin é que fica feliz pela entrevista! Legal! Sabia que Netotin ainda não pode sair sozinho de casa, senão o dono briga comigo? É... Quanto ao marshmallow, Netotin vai pedir para o dono fazer para mim como você escreveu. Se for gostoso comentarei depois, ok!?

2. Você tem um blog bem novinho, não é mesmo? Netotin pergunta: qual foi a sua inspiração para criar ele? O que planeja para o blog daqui em diante? ~netin!
Sim. O Síndrome de Hinamizawa é bem novinho! Mas o que pouca gente sabe é que estou na net há quase um ano e meio. Sou fundador de outro blog, o Light Novel Project, que traduz novels como Angel Beats!, Baka to Tesuto, NHK ni Youkoso, entre outros, para a nossa língua. Lá eu traduzo Zero no Tsukaima e escrevo JAWT. Quanto ao Síndrome de Hinamizawa, eu vou mantê-lo como o seu blog pra escrever sobre reviews, recomendações, enfim, literalmente tudo que eu desejar. Minha inspiração pra criar o último foi realmente minha paixão ( bem exagerada! xD ) por Higurashi. Para mim é uma ótima obra, perdendo no meu ranking apenas para Chobits.
Netotin também tem planos... E Netotin também gosta de Chobits! Yay!!!

3. Você gosta de Higurashi, não é mesmo? O que te fez gostar tanto desta série? O que te prende à Higurashi?
Eu adoro Higurashi. Acho que o que fez-me gostar tanto da série foi a profundidade dos personagens, o modo como os arcos se entrelaçam, como tudo leva a um grande clímax, ah, nem si explicar o que pra mim é tão perfeito em Higurashi, mas eu sei que eu acho uma obra prima. O que me prende a Higurashi? Rena-Sama! xD Não conte pra Rah! Brincadeira. Acho que Higurashi continua me prendendo porque acho que ainda não desvendei todo o mistério da obra. Continuarei apegado a ele até que eu veja todos episódios e OVAs, jogue todas as novels e leia todos os mangas!
Sua sorte é que Netotin, o ser fofo, ainda não conhece a Rah... Mas, como Netotin é bonzinho, mesmo que já a conhecesse não falaria nada...

4. Netotin tem uma dúvida muito importante: por que, nos desenhos animados, os personagens só tem três ou quatro dedos nas mãos, mas possuem o sistema de contagem até dez igual aos humanos? Netotin está muito confuso com isso... ~netin!
Netotin... Essa vou ficar devendo... Bom, seria difícil um sistema de contagem com menos de dez números ( binário que o diga ), mas o motivo real de sua dúvida não sei responder. Acho que vou usar uma resposta trunfo, que pode ser usada em qualquer pergunta sem resposta da vida: isso, meu caro Netotin, é um mistério.
Você também escapou bem da pergunta... ~hunf! Mas alguém a responderá direitinho, um dia...

5. Fora Higurashi, que outros animes de terror ( ou horror e tal ) você gosta? Poderia falar um pouquinho sobre cada um deles? *Netotin faz a pergunta e se esconde atrás da mesa*
Bom, um que gosto muito, embora decepcione no fim, é Ookami-kakushi, que também vem de uma visual novel, com o mesmo diretor de Higurashi Ryukishi07. A história é sobre Hiroshi Kuzumi e sua família, que se mudam para uma pequena cidade cheias de tradições e envolta em mistérios. Ao chegarem, eles são tratados estranhamente bem por todos, menos por uma colega de classe de Hiroshi, que diz pra ele “ficar longe das ruas antigas”. Não vou comentar muito. Tem desaparecimentos, mortes, e uma bishoujo com uma foice! Então assistam! Já outro de terror que posso comentar é Ghost Hunt. É baseada em uma novel que conta a história de Mai, que depois de acidentalmente quebrar uma câmera e a perna de um assistente, acaba trabalhando para Shibuya Kazuya, presidente do Shibuya Psychic Research Center, que procura desvendar casos paranormais. É um anime muito interessante, e em certas partes cheguei a ter medo, como no arco da boneca ( eu tenho medo de bonecas xD ).
Muito medo disso tudo... ~brrr...

... é questão de um deslize para ela mudar de opinião.

6. Uau! Netotin está sabendo que você tem um projeto à ser lançado em 2012. Sobre o que é este projeto? É um trabalho solo ou terá a ajuda de alguém? Netotin estará nele? *os olhos do Netotin brilham*
Sim! Estamos com um projeto para o início de 2012! Um conto de horror, drama e romance: Bloody Rose. Quanto ao conto, ainda estamos soltando informações aos poucos, mas, acho que posso dizer aqui com exclusividade os nomes dos personagens principais: Heiji Hasegawa e Sora Yozora. Agora, não é um projeto solo, estou contando com a ajuda da ilustríssima Rah Walker. Posso dizer que é um grande desafio escrever em conjunto. Mas é um aprendizado e tanto. Afinal, temos que mesclar nossos estilos, dar um jeito de transformar nosso modo de escrita em um. Sem contar que ela é uma grande escritora. Espero que concordem comigo ao ler Bloody Rose. Agora, Netotin, acho que você com certeza não iria querer estar em Bloody Rose! É assustador demais para uma criatura fofa como você!
Puxa! Isso que é companheirismo, não é mesmo? E Netotin ficou com medo... Muito medo, mesmo. Obrigado... ~netin!

7. Que tipo de música e de filme você gosta? Pode citar alguma indicação? ~netin!
Olha, música eu gosto muito de heavy, thrash e prog metal. Graças a alguém estou começando a gostar de outros tipos de músicas como Katy Perry, Bruno Mars e Maroon 5. Mas para indicar, com certeza vai a música que mais gosto: do Metallica, "One”. A letra é profunda e Metallica toca muito. Ainda posso indicar bandas como Dream Theater, Avantasia, Blind Guardian... Quanto à filmes, tem muitos tipos, mas gosto muito de comédia nonsense como “A Herança de Mr. Deeds”, de horror como “Eu sou a Lenda” e principalmente filmes de nerd, como “Star Wars”, “Lord of the Rings” e “Harry Potter” ( estou ansioso para poder ver “O Hobbit”! ). Mas o filme que mais gosto, por incrível que pareça, é um clássico, que indico a todos que não viram: “O Fantasma da Ópera”. Assistam!
Nossa... Quanto nome difícil... Mas Netotin não escutou muitas músicas ainda, mas já viu alguns filmes. Ei!!! Netotin viu na televisão um filme meio antigo chamado "Meu Primeiro Amor" e gostou muito!

8. Sobre o que você mais gosta de escrever ou ler? ~netin!
Gosto muito de escrever fantasia. De minhas quatro obras, duas são fantasias.(JAWT) Just Another Witch Tale é uma história sobre bruxas. E Akar.Iry.Yon é um conto estilo Lord of the Rings. Da nossa querida literatura oriental gosto de romance, comédia, horror... Acho que assisto de tudo! xD
O ser mais fofo ( eu ) não gosta de bruxas... Já basta um ser que tenho medo que transforma as garotas em bruxas... ~brrr...

9. Esta questão é muito importante: o que você acha de mim, o fofo Netotin? *os olhos do mascote Netotin brilham como nunca*
O que eu acho de você? Acho que é muito inteligente pro seu tamanho! E por ser tão kawaii, também acho que deve fazer muito sucesso entre as mascotes femininas de mahou shoujo ( embora acho que a maioria desses mascotes são machos! xD )
Yay!!! Netotin é kawai! Netotin é kawai! E Netotin é inteligente! Yay!!!

10. Cite uma grande alegria que você tem e um grande medo, também.
Uma grande alegria é namorar minha pequena incrível Rah Walker. Meus grandes medos são bonecas e palhaços! xD
Um dia Netotin terá uma namorada também e... Espera um pouco: Netotin não conhece mais ninguém da minha espécie. Estarei sozinho!? ~snif... Sério que você tem medo de bonecas e de palhaços? Puxa...

11. Como você analisa, hoje, os blogs do Brasil sobre anime e mangá? ~netin!
Acho que a qualidade dos blogs está crescendo. Mas ainda temos muito que melhorar. Digo isso por mim mesmo. De vez em quando leio alguns posts em outros blogs e penso: “Cara... Eu não sei escrever...” Mas acho que eu só comecei, então espero crescer com os novos blogueiros do Brasil.
Netotin acha isso também, mesmo sendo bem novinho ainda...

Você gostou da entrevista? Netotin gostou muito e torce para que você também tenha gostado. O John Warlock foi bem legal, não é verdade!? Agora, Netotin vai descansar um pouco, antes que o soninho do ser mais fofo apareça com toda a força...

Tchau, pessoal.

[ made in NETOIN! ]

ISML'2011: o torneio masculino tem o seu campeão...

Lelouch Lamperouge, de Code Geass.

O torneio de exibição masculino do ISML'2011 teve o seu encerramento decretado na data desta postagem ( 27/12/2011 ). Após algumas semanas, fez-se saber o nome do campeão. Em outras palavras: o personagem de anime mais querido dentre o público que vota no International Saimoe League.

Um personagem estrategista, obcecado pelos seus próprios ideais e determinado à cumpri-los sob qualquer hipótese conquistou o posto mais alto do pódio. Na final, ele esteve frente à frente com um personagem que, em muitas de suas feições lembra uma garota, sendo ele pertencente à um anime mais voltado para a comédia descontraída.

Amigo visitante, o grande campeão do Torneio Masculino de Exibição do ISML'2011 foi o Lelouch Lamperouge, do anime Code Geass. Ele derrotou o Kinoshita Hideyoshi, de Baka to Test to Shoukanju na grande decisão, por apenas 79 votos de diferença ( 2155-2076 ). Prevaleceu o poder do Geass ante a graciosidade do Hideyoshi. Terá Lelouch adquirido fôlego extra para continuar com a sua ambição!?

Sakata Gintoki, de Gintama.

A decisão do terceiro lugar teve também um interessante duelo. Frente à frente estavam posicionados Sakata Gintoki de Gintama e o Katsuragi Keima de Kami Nomi zo Shiru Sekai. Com uma diferença final de 164 votos ( 2161-1997 ), o representante do anime Gintama levou a melhor e obteve o direito de subir ao pódio, juntamente aos já cintados campeão e vice-campeão do torneio. Ao Keima, sempre de posse de seu videogame portátil à mão, restou sair da arena sem nada para dizer ou acrescentar, estando apenas preocupado com as suas conquistas no mundo virtual...

Vários outros duelos fizeram seguir-se. Na decisão do 5º lugar a vitória ficou com o Kyon de Suzumiya Haruhi no Yuuutsu ( deixando o Orihara Izaya de Durarara!! com a 6ª colocação ). Por sua vez, o 7º posto ficou à cargo do Edward Elric de Full Metal Alchemist após derrotar o Okazaki Tomoya de Clannad, que terminou o torneio no 8º lugar. Para fechar o grupo dos dez primeiros colocados, o Accelerator de To Aru Majutsu no Index ficou com a 9ª colocação após a boa vitória sobre o Araragi Koyomi de Bakemonogatari, que terminou com o 10º lugar.

Todos os resultados da última rodada.
- Fonte: site do ISML -

As garotas tomaram parte dos duelos extras. E este humilde blogueiro acha incrível o como que a popularidade da Akemi Homura de Puella Magi Madoka Magica é baixa dentro do ISML. Com uma diferença final de 260 votos ( 2130-1870 ) a mahou shoujo acabou sendo derrotada pela Kuroneko de Ore no Imouto. Mas, você que acompanhou o ISML'2011 aqui no NETOIN!, sabe que a citada personagem do universo da Kousaka Kirino fez fenomenal campanha na edição deste ano do torneio ( chegando às semi-finais ).

Desta forma, termina oficialmente os duelos desta edição do ISML. Haverá uma nova edição do torneio em 2012, que deverá contar com novas regras e até, quem sabe, com um número maior de personagens na disputa.

Então, fica aqui o convite: caro visitante, até o ISML'2012!

[ made in NETOIN! ]

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Acesse o site do International Saimoe League, clicando aqui.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O mais forte está aqui: Street Fighter II Victory

O logo de Street Fighter II Victory.

Quando se vem à mente falar de eventos nostálgicos, os animes desembarcaram de forma fulminante na cabeça deste blogueiro. Mais precisamente, em uma época na qual a televisão aberta brasileira tinha um considerável leque de possibilidades dentro desta questão.

Várias são as oras que destacaram nos anos oitenta e nos anos noventa. No último período citado, tudo teve início com Saint Seiya, que inaugurou uma aguçada e forte febre entre os jovens brasileiros. Outros animes foram aparecendo nas telinhas onde, de forma até incrível, conseguiam atender à uma considerável variedade de gostos pessoais ( basta citar obras como Magic Knight Rayearth, Dragon Quest, Sailor Moon e Shurato ).

Dentre tantos animes que se faziam exibir, um contava uma das histórias mais conhecidas do universo dos videogames. Tratava-se de uma versão que era, precisamente, a mais próxima possível da realidade. Neste anime, os ditos "poderes" eram arduamente conquistados, através de muita determinação, estudo e disciplina corporal e espiritual.

Amigo visitante, esteja convidado à conhecer ( ou à se recordar ) um pouco do anime Street Fighter II Victory. Ryu, Ken, Chun Li e companhia o aguardam com muita vontade e força para demonstarr...

Conhecendo toda a trama...

Chun Li, Ken e Ryu: um trio bem jovem...

Street Fighter II Victory faz um convite extremamente sutil e chamativo. Nele, o primeiro nome de peso que se faz aparecer é o do jovem Ryu, que vive em uma das várias ilhas do arquipélago japonês. Junto de um familiar ele trabalha ao ar livre, em uma floresta. Obviamente, existia uma jovem interessada nele, que acabou sendo uma responsável indireta pela mudança na vida do jovem rapaz...

A vida de Ryu prosseguia na mais perfeita normalidade, até o dia no qual a citada jovem lhe trouxe uma correspondência. Esta era uma carta de seu grande amigo Ken, que vivia nos Estados Unidos. No envelope, um curto chamado para ir até a América do Norte, além de uma passagem aérea e um belo maço de Dólares.

Mesmo com as negativas iniciais, Ryu viajou até os Estados Unidos. E o reencontro com o Ken acabou unindo o inesperado e o saudosismo. Filho único de uma família muito mais do que rica, Ken vive ao lado do bom e do melhor. E nada melhor do que uma pequena saída à noite para revigorar o espírito combativo dos jovens lutadores...

O coronel Guile: uso da força para dar lições para os jovens Ken e Ryu...

O problema é que ambos, Ryu e Ken, depararam-se com o maior de seus adversários até então. Um coronel do exército norte-americano de nome Guile. Com uma bela surra inicial aplicada no japonês e, mais tarde, mostrando ao jovem Ken o como que se faziam as coisas na hora da luta, os dois amigos resolveram viajar pelo mundo, para aprimorar as suas técnicas e conhecer pessoas fortes...

Na primeira parada, eles acabam conhecendo uma jovem chinesa de nome Chun Li. Ela é a filha única de um investigador da Interpol, o Inspetor Dubal. A jovem moça se encarrega de mostrar a cidade para os dois viajantes, enquanto o seu pai fica preso à uma dura rotina de investigações...

Em meio à algumas confusões os três jovens acabam se conhecendo cada vez mais, partilhando experiências do fascinante universo das lutas. Até uma ida à Hong Kong valeu a pena para conhecer Fei Long, o grande astro das telas. E assim, a corrida ao encontro do mais forte teve início. Mas...

Na viagem o slogan: vamos ao encontro do mais forte!

Dhalsim: lições de como ligar harmoniosamente força e espírito...

Uma viagem que tinha, no seu escopo, servir para aprimoramento das técnicas de luta visando, inicialmente, revidar as surras sofridas pelo coronel Guile passaram à sofrer, pouco à pouco, uma grande mudança no porque de ser feita, além de passar à ganhar uma nova definição ( muito mais importante do que um revide, diga-se de passagem ).

Uma ida até a Índia fez com que os jovens despertassem para uma verdade, até então, desconhecida. Na busca pelo dito correto e pela perfeita harmonia com a natureza que os cerca, sérias provações foram feitas aos jovens Ryu e Ken...

Após conhecerem Fei Long, Ryu e Ken despertaram para o óbvio: que o mundo é muito grande, sendo que sempre deverá existir alguém mais forte do que você. Além disso, vários eventos paralelos acabaram marcando a vida dos jovens, em especial, com o envolvimento direto de uma grande organização criminosa...

Cammy: o engano caminha com ela, lado a lado...

Em solo espanhol, mais precisamente na cidade de Barcelona, o trio de jovens ( Ryu, Ken e Chun Li ) estiveram mais acerca da face da morte e do medo terrível. Tudo intimamente ligado à um estranho festival com direito ao show sem escrúpulos encabeçado pelo nativo Balrog, um usuário de afiadas garras em seu braço direito.

Pior do que isso era o fato do Dubal ter sido uma vítima da circunstância, do mais puro e ledo engano. Neste contexto, uma exímia lutadora de nome Cammy aparece como sendo a estrela da vez no anime. Em seu encalço está Mike Bison que, à mandos da anteriormente citada grande organização criminosa, busca eliminar aqueles que se atreverem à ir contra ela ( a organização ).

Vega, o homem forte da Shadaloo em sua corrupta e onipotente ambição...

O líder de tal organização era um ser dotado de poderes sobre-humanos quase únicos na face da Terra. Este era Vega, líder da organização Shadaloo, que visava o controle total do mundo. Graças à sua incrível força dizia-se como sendo um novo messias, tamanha prepotência e arrogância que exalava de sua face...

Sim, esta viagem passou à ganhar novos cursos: sérios, audaciosos, investigativos e, além de tudo, com um novo e contundente propósito. Os jovens Ryu, Ken e Chun Li passaram à experimentar novos significados para palavras como força, medo e aprendizado.

Na medida em que os eventos iam afunilando-se, Street Fighter II Victory foi colocando o seu trio de protagonistas em uma verdadeira "roda-viva". Não haviam certezas. A claridade das informações despontavam à base de certo sofrimento e angústia onde, ao menor deslize, alguém poderia se aproveitar da situação e sair com o triunfo no final...

A concentração da força...

Hadouken: a manifestação máxima do poder de Ryu.

Se você está acostumado à jogar Street Fighter e tantos outros jogos de luta, está mais do que à par sobre as concentrações de energia que podem ser lançadas contra um oponente. Em outras palavras, se faz referência direta ao que é comumente chamado de "magia" nestes jogos por seus jogadores.

Em Street Fighter II Victory, pode-se dizer que um dos pontos altos do anime foi o aprendizado submetido aos seus personagens, em especial à dupla Ryu e Ken. Desde a ida até a Índia, os jovens lutadores passaram à estudar-se mais como pessoas. Conhecer os próprios poderes passou à ser mais que uma obsessão, pois tornou-se uma real e clara necessidade.

Os poderes tendem à trazer consigo certos "efeitos colaterais" e, no enredo proposto pelo anime, tais efeitos se traduzem na cobiça e na necessidade crescente de se obter o poder máximo, independente das finalidades reservadas para o mesmo.

Ryu sob o controle do Cyber Chip: o medo estampado na própria face...

Ryu foi o primeiro à manifestar o seu poder. Diferentemente do que se vê nos jogos de luta, em Street Fighter II Victory soltar um Hadouken exigiu mais do que força de vontade por parte do jovem japonês: disciplina, determinação e concentração foram chaves determinantes na busca de tal concretização. O mesmo pode ser aplicado ao Ken, cuja manifestação de poder pôde ser vista com o seu golpe Hadou Shoryu.

Interessante notar, também, que o anime tentou aplicar a sua história o mais próximo possível de como seria em uma realidade. Tanto que, para o Ryu manifestar o Hadouken, dava-se tempo de sobra para se fazer muita coisa. Este humilde blogueiro se recorda de ter lido certa vez, em uma edição da revista AnimeDo, certa frase que resume bem isso...

Em si, o anime presenteou quem o assistiu com uma história e desenvolvimento mais do que decentes. Street Fighter II Victory pode até não ter agradado à quem não aguenta esperar para ver uma "magia" sair, mas certamente ganhou pontos preciosos pela sua execução e pelo modo como os eventos foram se encaixando.

Objetivamente

Ken e Ryu, no encontro dos mais fortes...

O anime Street Fighter II Victory foi exibido no Japão no ano de 1995, entre os meses de abril e novembro. Contou com um total de vinte e nove episódios e mostrou que é possível fazer um ótimo anime à partir de uma história baseada em um jogo de luta.

No que diz respeito à sua animação, nada deve ser contestado com veemência. O anime faz um bom papel em seus cenários e no molde de seus personagens, onde o ótimo uso de cores acabou ajudando à fazer a diferença. Na parte acústica, nenhuma música acabou sobressaindo-se, muito embora todas elas e os pequenos temas tenham total concordância com o ambiente da obra animada.

Um anime que deixou sua marca, e remete à quem na época o assistiu ( como é o caso deste humilde blogueiro ) à muitas saudades. Street Fighter II Victory não carrega consigo um troféu de melhor anime do ano ou algo do gênero, mas mostra que uma história simples pode, sim, render um ótimo anime como produto final...

Com base em tudo que foi aqui descrito, Street Fighter II Victory é um anime que merece ser recomendado. Assim que lhe for possível, aproveite a oportunidade e vá você também ao encontro do mais forte!

[ made in NETOIN! ]

domingo, 25 de dezembro de 2011

É Natal...

Evento natalino do anime Sister Princess...

É chegado o dia de Natal. Para muitos, este dia é muito mais representativo do que pela tradição de se ganhar presentes. Há também quem vê o Natal apenas como um dia normal podendo, apenas, ser comemorado moderadamente.

Seja qual for a circunstância ou modo como se vê a data, é Natal. Para este humilde blogueiro, se faz salientar toda a importância ( seja ela cultural, religiosa ou social ) existente por detrás da mesma, por mais que o brilho que este dia teve em tenras épocas não seja mais o mesmo atualmente ( para este blogueiro, faz-se frisar ).

O NETOIN!, blog voltado à cultura e animação japonesa, não pode deixar com que esta data passe de forma desapercebida. Para dar veracidade à frase anterior, você poderá seguir, agora, uma bela melodia natalina, provinda de um anime muito especial para este humilde blogueiro...

O pessoal de Sister Princess lhe desejando um Feliz Natal.

Trata-se de Sister Princess. E na história deste anime, um jovem vive em um lugar chamado Ilha Prometida com doze garotas ( suas irmãs, à bem da verdade ). Um dos grandes pontos altos desta obra está em seu episódio especial de Natal, onde o jovem Wataru recebe um caloroso e sentimental presente de suas irmãs...

A música se chama "Sono Kiseki wa Towa ni" ( "The Miracle is Forever" em inglês ). Para este humilde blogueiro, é uma das mais belas músicas natalinas já entoadas em uma animação japonesa. Por tal razão, lhe é feito este convite para acompanhar esta letra, na sequência de sua melodia que pode ser aqui acessada.
[ solo da Aria ]
Aogi miru yozora ni
kirameku hikari...
Hitosushi sashite
tenshi no miuta hibikuyo...

[ todas as garotas ]
Sono hoshi wo shirube ni
are no wo susumi.
Aka hoshi no shita
kiseki no aruji deau yo.

Sono kiseki wa towa ni
ai no uta goe...
yorokobi afuredasu...
Aa, kono sekai jyuu.

Tooko ni aru,
kin no hoshi,
michibikare, inori ni kotaete.
Tori wa utai,
hana wa hikari,
kono sekai fushigi ni afure...

Mamori ta ii,
mi wo yudane,
waga ai wo, tsumete sasageyou.
Sora ni hibiku,
tenshi no uta,
koe wo awase utai tsuzukeru...

Utai tsuzukeru...
O Netotin também deseja um Feliz Natal para todos!

Este humilde blogueiro lhe deseja um Feliz Natal!

[ made in NETOIN! ]

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Escute uma outra versão para "The Miracle is Forever", em japonês, clicando aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procure aqui...

Carregando...

NETOIN!


Presente desde
22 de dezembro de 2006...

O layout anterior foi implementado em
11 de fevereiro de 2008...

E o template atual está aí desde
15 de setembro de 2011...
( créditos mantidos no final do blog ).

 
Blog sobre animação japonesa - Favor não copiar os textos do blog sem antes entrar em contato com o dono do mesmo - NETOIN! 2006-2014
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons