Análises em Geral - parte #55: a maravilhosa história de Kobato... ~ Netoin!

domingo, 19 de agosto de 2012

Análises em Geral - parte #55: a maravilhosa história de Kobato...

Todas as edições brasileiras de Kobato, pela Editora JBC.

Saudações, visitante. Faz muito tempo que a seção Análises em Geral não aparece neste blog. À bem da verdade, a última ocasião foi no texto sobre o anime Shirokuma Café, datado de abril'2012. Desde então, tal seção esteve ausente mas, na presente ocasião, o retorno é garantido com mais um mangá publicado em território brasileiro.

Você está sendo convidado, neste momento, a ficar por dentro de uma das histórias mais singelas que este blogueiro já teve o prazer de ler. Por mais que hajam pontos negativos na parte estrutural da publicação nacional, o enredo da obra possui uma qualidade inegável com forte poder para reter atenção e, porque não citar, canalizar sentimentos à partir de seu grupo de personagens simples e carismáticos.

Amigo visitante, ficar à par do que pode lhe reservar o mangá de Kobato, coleção concluída recentemente e que merece atenção.

Conhecendo a história...

Detalhe do mangá Kobato.

A história de Kobato é cercada de fantasia em meio à realidade terrestre. Em si, o enredo da obra busca fazer ligações interessantes de confiança, amizade e amor, em meio à acontecimentos repletos de sentimentos e razões negativas de ser. Um enredo que leva o conhecido selo de qualidade do grupo CLAMP. Para tanto, uma protagonista à altura se faz necessária para levar tal tipo de história adiante...

Esta protagonista é uma jovem de nome Hanato Kobato. Ela não possui superpoderes, nem tão pouco é nutrida de grande inteligência e sabedoria. Mas ela, Kobato, possui características singulares de comportamento e modo de ver as coisas ao seu redor, onde seu grande carisma e sentimentalismo acabam prevalecendo mesmo em um ambiente mais hostil.

Na verdade, a Kobato está em uma importante missão. Muito embora tal tarefa seja uma incógnita durante boa parte da obra, Kobato deve ajudar as pessoas com problemas em seus corações para seguir adiante em sua jornada onde, a cada auxílio bem executado, ela ganha um Kompeitou ( um tipo de balinha, olhando ao longe ) para encher uma garrafinha que, quando estiver repleta de Kompeitous, significará que a missão da jovem Kobato estará completada. Uma premissa de certa forma básica, mas interessante no decorrer do mangá. Especialmente em se tratando das companhias que a garota passa à ter...

Detalhe do mangá Kobato.

Seu fiel seguidor é seu tutor, sendo Ioryogi o seu nome. Ele deve guiar a Kobato em sua missão. Possuidor de um temperamento severo e de linguajar hostil em diversos momentos, Ioryogi parece ter recebido uma severa punição na terra de onde veio pois, de outra forma, torna-se incompreensível a forma como o mesmo aparece, sendo um boneco de pelúcia.

Ioryogi esconde seus reais sentimentos e razões de ajudar a Kobato. Motivos os quais a garota desconhece mas que, certamente, fazem do simpático bicho de pelúcia um personagem de grande valor na obra. Ele tem contas à acertar, muito disto devido às ações precipitadas que o mesmo teve no mundo do qual veio. Impreterivelmente, o destino da Kobato está atrelado às ações de Ioryogi na Terra. Sucesso certo ou fracasso eminente?

Em meio à toda inocência da Kobato e à rigidez com a qual Ioryogi cuida da garota, a obra alterna momentos de risadas e de lágrimas, de seriedade e de brincadeira, de raiva e de felicidade, em uma realidade na qual ambos os personagens não estão acostumados. Quando um rapaz de nome Fujimoto Kiyozaku atravessa na vida de Kobato, a garota passa à ter que pensar mais do que em sua missão primária...

Detalhe do mangá Kobato.

Kiyozaku é frio, cauteloso, fechado e às vezes muito irritante. Ele tem as suas razões para viver desta forma. Trabalha muito para ajudar com as dívidas de uma creche chamada Yomogi, na qual Kobato acaba indo ajudar como voluntária. Isso fez a alegria das crianças do lugar e de sua dona Okiura Sayaka, que possui muitos problemas com a alta dívida do lugar.

Não é difícil imaginar tudo que faz seguir na história de Kobato. O cenário descrito nos parágrafos acima já dá muita ideia daquilo que lhe espera ao ler este mangá, amigo visitante. Os conflitos internos de cada personagem são postos à toda prova, sentimentos inimagináveis aparecem para aumentar os riscos, o passado da protagonista e de seu tutor são intrigantes e, em meio à tudo isto, o maior dos sentimentos humanos parece florir como uma bela flor que cresce em meio ao solo judiado por um conflito armado.

Kobato reúne características mais que suficientes para chamar a atenção em sua história. Impossível não se sentir mal ao notar a garota Kobato chateada e triste, da mesma forma que é difícil não dar risada ao ver o Ioryogi lançar na jovem protagonista seu castigo com terríveis bolas de fogo...

A publicação...

Todas as edições de Kobato no Brasil.

Quando se deu o anúncio de que Kobato seria publicado no Brasil, este humilde blogueiro ficou imensamente feliz ( clique aqui e reveja o post ). Entretanto, o impacto gerado com a primeira edição do mangá ( leia o texto referente aqui ) em meio à blogosfera, fóruns e redes sociais foi muito negativo, relativo particularmente à aparição de muitas páginas transparentes, sendo que este foi o motivo para muitas pessoas verem negativamente esta publicação da Editora JBC.

Foi um momento no qual aconteceu de tudo um pouco ( cuja opinião deste blogueiro pode ser aqui conferida ). Desde uma campanha no Twiiter promovida por intermédio de uma hashtag, até um blogueiro publicando um vídeo no qual fazia chutar a primeira edição brasileira do mangá Kobato. Tratou-se de um período conturbado, hostil e quase generalizado.

Ainda assim, o mangá de Kobato continuou sendo uma obsessão para este blogueiro, que tem por costume terminar uma obra na qual compra o primeiro volume. Aqui cabem as mais diferentes interpretações para a ação. Fica a análise fria de que a publicação nacional, em si, pouco mudou entre o primeiro e o último volume da obra, por mais que a mesma tenha apresentado uma pequena melhoria. Em si, a aquisição de todos os volumes tornou-se válida em razão da fantástica história da obra.

Mais uma geral em todas as edições brasileiras de Kobato.

Além da história, há uma característica na qual não se deve atribuir pontos negativos:a arte das seis capas. Kobato possui, no geral, algumas das capas mais bonitas que este blogueiro já teve o prazer de ver. No todo, o desenho presente em cada página do mangá é um convite para a imaginação fluir suavemente...

Hoje se faz conhecer os planos da Editora JBC e o porque da diferenciação nos valores de cada mangá. Contudo, Kobato merecia uma atenção maior em sua publicação. Mesmo com um histórico pouco confortável na internet, certamente a obra deve ter feito a alegria de outras pessoas. Fica centrado o fator para se ponderar.

Amigo visitante, aqui se faz uma importante observação: tudo que leste aqui tratou-se de uma impressão pessoal, onde ninguém deve se sentir obrigado à concordar com o que foi aqui descrito.

Objetivamente

As seis capas de Kobato.

Pesando o fato de que a primeira edição brasileira de Kobato teve um histórico nada favorável na grande rede ( graças ao fato já exposto parágrafos acima ), o que se tem ao final de sua publicação é que a história da obra, alinhada às fantásticas artes de suas capas, é que acabaram encaminhando a aquisição do mangá edição pós edição.

A Kobato é uma personagem simplesmente adorável, apesar de ser extremamente inocente em suas ações. O Ioryogi é um ser que dá medo, ao mesmo tempo que pode lhe fazer cair nas risadas. A história tem um ponto inicial básico e muito simplório mas, no geral, acaba chamando muito a atenção. A chance de cair em prantos existe, portanto o aviso é válido.

Foi mais uma obra completada por este blogueiro. Na próxima edição da seção Análises em Geral, você ficará por dentro de um mangá publicado no Brasil, que tem um volume apenas. Mas é um volume de grande valor e de história consistente e chamativa. Então, até a próxima.

[ made in NETOIN! ]

---------------------------------------------------------------------------------------------

Acesse o site da divisão de mangás da Editora JBC, clicando aqui.

O autor do NETOIN! é...
Carlírio NetoCarlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 6Blogger
  • Disqus

6 Comentários

  1. Yahoooo! Faço minhas as suas palavras Carlírio, todas elas! Eu tinha planos de futuramente fazer uma breve análise sobre o mangá para postar lá no blog, desde que ainda estou na espera de que meu último volume que encomendei chegue, sabe-se lá quando.

    ResponderExcluir
  2. Saudações


    O mangá de Kobato é maravilhoso, jovem Ninha Paz. Um tratamento melhor seria mais adequado mas, ao mesmo tempo, não posso me queixar muito...

    Quanto ao Netotin... Trata-se de massinha. Aliás, novidades surgirão quanto ao mascote. Fique de olho.


    Até mais!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Carlírio!

    Sou a JO, dona do antigo Estação Harajuku e agora do novo blog Paprika. Aceito sim sua parceria, por isso já linkei o Netoin! aos parceiros do Paprika.

    Muito obrigada pelo interesse e que nossa parceria fortifique cada vez mais o interesse coletivo pela cultura pop japonesa.


    PAPRIKA
    www.paprikando.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Hello!

    Kobato é um mangá muito fofo e com páginas duplas artísticas, por exemplo a do Kohaku cantando lindamente, por isso esse foi meu wallpaper por muito tempo.

    Enquanto eu ria nos primeiros capítulos de Kobato, pensava que o drama apareceria logo, pois estamos falando do CLAMP. Lembrando bem da tocante conversa entre Kobato e Okiura, como também do casal principal e a estória do Ioryogi-san.

    Por causa da ingenuidade da Kobato que ela conseguiu curar tantos corações, dentre eles o de seu amado e de seu grande amigo. Essa missão não seria melhor cumprida por alguém que não fosse ela.

    É uma pena que o mangá não tenha recebido a qualidade que merecia. A beleza de Kobato é demonstrada pelo "novo" traço da Mokona. Pelo menos, não afetou muito no proveito pela obra, isso é bom.

    Parabéns pela resenha, meu bom amigo! Imagino que muitos deram uma chance a essa obra com suas palavras.

    Até mais o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      O carisma da personagem Kobato e sua bela estória valeram-me cada centavo pago neste mangá, nobre Melima.

      Digo que a premissa foi boa o suficiente para suplantar os problemas visíveis da publicação, na época de seu lançamento aqui no Brasil. A imersão ao plot prevaleceu com sobras.

      Eu agradeço suas boas palavras, minha grande amiga Melima. Me soaram admiráveis e reconfortantes na totalidade... ^^


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons