Uma review especial! - Rebuild of Evangelion 2.22: You Can (Not) Advance ~ Netoin!

domingo, 9 de dezembro de 2012

Uma review especial! - Rebuild of Evangelion 2.22: You Can (Not) Advance

A chamada para mais um post especial.

Momentos são momentos na história. É bem verdade que este blog é levado adiante com muito carinho por parte deste blogueiro, pois de outra forma chegar aos seis anos de existência não seria um pensamento muito viável para o caso. O NETOIN!, próximo de tal marca, anseia muito em dividir esta alegria com você, nobre visitante.

E o fato é que, fazendo parte das comemorações pelo sexto aniversário do blog, entrará em cartaz a centésima review de anime. É um acontecimento que ficará gravado para sempre na história do NETOIN! e também de minha pessoa. E o título escolhido não poderia ter sido mais apropriado para tanto...

Com tantos textos sobre animes de drama, slice-of-life, comédia romântica e figthing games, ainda não havia nenhuma obra cuja temática central (ou uma das premissas da mesma) fosse os mechas. Sim, a obra a ser analisada trabalha é ambientada em um mundo pré-apocalíptico, onde a sobrevivência da raça humana acaba sendo tão incerta quanto a própria existência da mesma no universo.

Amigo visitante, esteja convidado à ler a review do NETOIN! sobre o filme Rebuild of Evangenlion 2.22: You Can (Not) Advance. Aproveite e tenhas uma boa leitura.

Conceitos iniciais

Rebuild of Evangelion 2.22.

Planeta Terra, século XXI. O momento é de batalhas intensas. A humanidade vive praticamente em uma era pré-apocalíptica, pois as batalhas que se sucedem não mostram um resultado muito favorável para os terráqueos. O mundo está sendo invadido por seres do espaço denominados como Angels, cuja obsessão está acabar com a raça dominante local.

Para se defender de tal ameaça, cuja magnitude dos problemas por ela causados é inimaginável, gigantes robôs de combate foram criados, sendo cada unidade deles chamada de EVA. No controle de cada um destes mechas estão jovens treinados, prontos para lutar por uma mesma causa e objetivo. Ao menos, esta seria a teoria sobre as motivações de cada piloto...

Um destes pilotos acaba se tornando o centro de muita atenção, isto em diversos momentos, sendo Shinji o seu nome. Em seu interior reside o anseio pelo reconhecimento. Mas não se trata de uma condecoração, medalha ou estátua pela liberdade humana frente aos Angels: Shinji busca mostrar valor ao seu pai e, com isso, ter o reconhecimento do mesmo.

Shinji, com a sua expressão facial mais costumeira...

Shinji sabe que o percurso para a realização de tal desejo é muito perigoso, repleto de imprevistos e de muitos percalços. Estranhamente, o rapaz parece querer se esconder de algo ou de alguém, deixando clara a ideia de não querer assumir muitas responsabilidades. Ainda assim, ele é uma das pessoas responsáveis por auxiliar a raça humana nesta guerra pela sobrevivência.

Sendo muito metida, arrogante e egocêntrica, uma garota surge de outra nação para abalar (um pouco) a cabeça do jovem Shinji. Ela também pilota um EVA com excelência nos comandos. Esta moça chama-se Asuka e, mesmo com tamanho temperamento, é possível ver nela alguns traços de bondade e magnificência humana. Entretanto, é visível que ela adora importunar o Shinji com tal comportamento, muito embora o rapaz não seja o único alvo dela para tanto.

Uma outra jovem, de nome Rei, é o completo oposto comportamental da Asuka. Sendo também responsável por uma unidade EVA, esta moça é muito quieta e de pouca fala. Seu olhar deixa aparecer apenas incógnitas sobre ela própria. A Asuka não suporta tamanha quietude, e a chama de "mascote" sempre que possível. Este é o trio principal de personagens desta obra, sendo que juntos enfrentarão muito mais do que os Angels...

Dos conflitos às angustias pessoais...

Caberia aqui um "prazer em lhe conhecer"?

O elenco que se faz presente em Evangelion 2.22 está mergulhado por questões pessoais, especialmente o jovem Shinji. Lutar para defender a Terra e buscar a confiança de seu pai, já são questões mais do que suficientes para deixar o cérebro do rapaz trabalhando à toda. Tudo "piora" quando se faz perceber que seu pai lhe dá ordens sobre as ações com o EVA (na NERV). Pai e filho estão do mesmo lado, mas não necessariamente no mesmo time.

A Asuka se mostra muito forte e confiante em suas habilidades. Até certo ponto isto não deixa de ser verdade, pois ela é realmente muito boa pilotando um EVA. Entretanto, e para a infelicidade da Asuka, seu excesso de confiança pode ser visto facilmente como maior ponto fraco que ela possui.

Quando a quietude é muito presente em uma pessoa, o medo pode vir à tona rapidamente. A Rei aparenta saber disto mas, ainda assim, mantém o seu escopo comportamental inalterável até o último instante. Ela prefere se resguardar nas ações realizadas e nas palavras por ela proferidas. Assim como a Asuka, a Rei possui um charme todo especial, mas...

Rei e Asuka: o assunto da conversa é...

Vários personagens presentes nesta animação possuem um envolvimento interessante na trama. Uma moça de nome Katsuragi, que mora no mesmo local que a dupla Shinji e Asuka, trabalha também na NERV. Pesquisas, ordens, premissas, validações: tudo basicamente tem de passar pelos olhares dela. No que tange à vida pessoal dos pilotos dos EVAs e das chances de vitória que a humanidade possui neste terrível conflito, a mente da Katsuragi acaba indo para uma outra direção, com um anseio tão simplório e inocente que, infelizmente, acaba aparecendo de forma muito tardia.

Gendo é o nome do pai de Shinji. Para este blogueiro, um homem que tem tudo para dividir opiniões. Suas ações são muito calculistas. Trata-se de uma pessoa fria, a perfeita incógnita para um líder. para Gendo, pensar duas vezes é inaceitável. Contudo, taxá-lo unicamente como alguém malvado pode ser classificado como um erro. Mas isto não passará de um engano temporário...

Evangelion 2.22 possui uma base forte nos combates, mas aquilo que se passa no íntimo de seus personagens também aparece de forma vívida. É uma característica que não se nota em toda e qualquer obra e que, certamente, ganha pontos pontos preciosos e certeiros para esta animação. Interessante frisar, contudo, que o desespero do elenco (presente em alguns momentos da obra animada) deve ser levado à sério, pois embora seja uma ficção, fica no ar aquele sentimento sobre como cada um agiria se tudo fosse real.

Humanos contra Angels...

O EVA #1, pilotado pelo Shinji.

As lutas que se seguem em Evangelion 2.22 são realmente dignas de empolgação. Cada combate entre uma EVA e um Angel pode definido como aquele convite certeiro para se ver uma cidade ser destruída ou, no mínimo, uma região ser realmente abalada (fisicamente falando). A força concentrada e presente nas batalhas devem ser observadas com calma e atenção, pois realmente fazem merecer por isto.

A cada combate, que inicia-se com a aparição do oitavo Angel, uma explosão visual de efeitos e contrastes fica à sua espera, visitante. Uma luta que se desenrola sob o mar de cor vermelha (no anime, a vida marinha só fez decair e água passou a ter tal coloração) faz as devidas apresentações nesta animação, sendo que em tal combate é que a Asuka dá o ar de sua graça pessoal.

Todo e qualquer combate tem um interesse forte em jogo. Aparentemente, os Angels deixam indícios de quando irão atacar os humanos, mas isto não representa uma vantagem para os terráqueos. Na verdade, os EVAs possuem um imenso trabalho durante os confrontos que chegam à lembrar, guardadas as devidas proporções, verdadeiros embates entre dois seres vivos.

A luta desenrola, em uma paisagem já devastada...

Por mais que exista todo um sistema de segurança em cidades como Tokyo-3, a verdade é que mesmo elas não estão isentas de fortes ataques oriundos dos Angels. Estes seres parecem possuir uma força simplesmente descomunal, não temendo em nenhum instante a resistência por parte dos humanos. A cada ataque, uma cidade basicamente some do mapa. É o cenário perfeito para um evento pré-apocalíptico.

Em si, Evangelion 2.22 possui tais embates como um dos alicerces de sustentação, mas não faz deles algo para se vangloriar (muito embora haja motivos para tanto). A obra usa deste conflito entre duas raças para trabalhar duas temáticas bem interessantes: o sci-fi (com mechas) e o drama (dos personagens, em especial do Shinji). Uma ligação muito bem vinda e proveitosa, chamativa e que pode causar um impacto positivo muito forte.

E algumas destas batalhas conseguem emocionar. O conflito entre os mechas coloca em xeque muita coisa, entre elas as motivações oriundas dos pilotos dos EVAs. Há uma carga sentimental presente nas batalhas e, como se isto não fosse o suficiente, quando não há a emoção pessoal entra em cena o momento da ação, ou melhor, o que se resulta dele. Sentir-se na pele de um dos personagens é quase inevitável.

Objetivamente

Foi tudo um mal entendido...

Rebuild of Evangelion 2.22 mostrou ser uma animação simplesmente impactante. Pelo mundo afora, são muitos os que consideram a série (em sua totalidade) como uma obra prima indispensável. Para este humilde blogueiro, a obra é digna de muitos elogios.

Tendo sido lançado em 2009, esta animação nega-se à envelhecer com o tempo, dada a qualidade de sua apresentação visual, muito bem executada pelo Estúdio Khara. Porém, é a parte acústica que encantou fortemente este humilde blogueiro, com a presença de músicas instrumentais e até de corais, especialmente servindo de fundo durante alguns combates.

Uma obra que merece respeito. Esta animação merece forte recomendação. Pelas razoes aqui apresentadas, o blog NETOIN! lhe indica o filme Rebuild of Evangelion 2.22: You Can (Not) Advance para ser assistido. Tire suas conclusões e veja, por si, se a fama da obra no mundo tem ou não razão de existir.

Até a próxima.

Acesse o site oficial desta animação, ao clicar aqui

O NETOIN! sempre presente: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]

O próximo post especial terá o medo como temática. Aguarde, nobre visitante!


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 1Blogger
  • Disqus

1 Comentário

  1. Parabéns pela marca, e Evangelion é um anime que marcou sua época e se mantém um sucesso mesmo nas versões lançadas a pouco tempo.

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons