01/09/12 - 01/10/12 ~ NETOIN!

domingo, 30 de setembro de 2012

ISML'2012: apenas as mais fortes sobreviverão...

 
International Saimoe League.

Desde que iniciou o torneio deste ano, o ISML tem demonstrado querer fugir de seus padrões tradicionais já bem conhecidos. A Fase Regular já chegou ao seu fim e, oficialmente, o torneio entrou em seu período derradeiro, no qual apenas as personagens realmente fortes sobreviverão.

Os prognósticos, os números e a classificação geral já tiveram a sua importância para o ISML'2012. À nível de histórico é óbvio que ainda terão mas, à rigor, a conhecida borracha foi usada e agora reinará de forma absoluta o famoso regulamento do cruzamento olímpico, sem direito à repescagem. Em outras palavras, quem perder estará saindo da competição.

Entretanto, existe uma cláusula de escape importante nesta fase da competição. De acordo com as novas regras do ISML (relembre-as aqui) irá iniciar-se agora a Post Season Phase #1. Dezesseis personagens em cada uma das divisões, Nova e Stella, disputarão dentro das mesmas as premiações que lhe serão dadas em caráter exclusivo. Através de duelos eliminatórios será possível avançar as etapas até que se chegue a grande final. A campeã da divisão Nova receberá a Argola de Safira, enquanto que a campeã da divisão Stella será condecorada com a Argola de Diamante.

 
A distribuição dos duelos, por divisão.
- Fonte: site do ISML -

Mas a grande cláusula de escape se faz entender agora. Enfaticamente, apenas as personagens que forem derrotadas na primeira rodada da Post Season Phase #1 estarão realmente eliminadas do ISML'2012. Isto ocorrerá em razão da próxima e última fase do torneio contar com apenas oito contestantes de cada divisão, formalizando o que virá à ser a Post Season Phase #2 (se preferir, o top'16 deste ano). Nela, o cruzamento olímpico será entre as divisões, com duelos eliminatórios até a grande final. Será lá que a grande vencedora receberá o prêmio máximo do ISML, a Tiara.

Como se pôde notar, há um grande caminho para ser percorrido entre todas as contestantes. Analisando de forma fria e cautelosa os duelos, o cenário mais realista possível é de que, muito provavelmente, as chamadas "zebras" não deverão aparecer agora. Embora existam os duelos mais incógnitos, o mais certo à se dizer é que, na maioria dos combates, as ditas favoritas deverão avançar sem problemas e garantir presença no top'16 deste ano.

Pelos lados da divisão Nova, os duelos #3 (Nakamura Yuri vs Kuroi Mato) e #4 (Yui de Angel Beats! vs Touwa Erio) chamam a atenção por não terem uma favorita declarada com louvor. Qualquer resultado que venha à ocorrer neles poderá ser considerado como normal. Na divisão Stella há apenas um confronto no qual qualquer resultado poderá ser considerado normal, sendo ele o embate entre a Suzmiya Haruhi e a Hinagiku Katsura. Um duelo caseiro se fará realizar, onde duas contestantes de K-ON! se enfrentarão pela permanência no ISML'2012, sendo elas a Nakano Azusa e a Hirasawa Yui.

 
Tachibana Kanade: a mais forte candidata pela Tiara do ISML'2012.

Ao longo de sua jornada, o ISML'2012 mostrou que alguns animes já não possuem mais o mesmo impacto entre os fãs ocidentais. Se no ISML'2009 o anime Clannad conseguiu colocar seis personagens no top'16, desta vez apenas uma representante obteve a classificação, sendo ela a Sakagami Tomoyo. Outro ponto que merece atenção está na obra Puella Magi Madoka Magica. Aclamado pela crítica como o melhor anime de 2011, o título não teve o mínimo de impacto ao longo do ISML deste ano. Esperava-se que, ao menos, a Homura Akemi avançasse até a fase na qual se encontra o torneio neste momento, mas nem isto acabou acontecendo...

Outros animes e personagens souberam usar bem de seus créditos entre o público para aplacar, com categoria, ótimas performances no ISML até aqui. Um dos melhores exemplos está em Bakemonogatari, que conseguiu colocar três personagens no Post Season Phase#1. Igual número de contestantes classificadas acabou tendo o anime Boku wa Tomodachi ga Sukunai. O poder da fofura administrado fortemente por K-ON! ainda surte um grande efeito no público votante, tanto que três personagens deste título também obtiveram as suas classificações para a presente fase.

A nova fase já teve início neste domingo. Está chegando o momento de se definir com quem ficará a Tiara do ISML'2012. Se a sua personagem favorita está viva na competição, vote nela para seguir ainda mais adiante. Até a próxima.

Mantenha a sua sintonia com o NETOIN!, curtindo, seguindo e opinando!

[ made in NETOIN! ]

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Visite o site do International Saimoe League ao clicar aqui.


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

sábado, 29 de setembro de 2012

Uma difícil decisão para Wataru - Parte #1 de 4!

A chamada para um novo trabalho no blog...

Esta história expressa apenas passagens fictícias da série em questão, 
vindas da mente do criador deste texto. Sister Princess, sua história original 
e personagens pertencem exclusivamente aos seus criadores.

Introdução

Sister Princess é uma série criada no ano de 1999. Ela provém de uma light novel que possuiu, ao todo, cinquenta e quatro volumes publicados. Esta obra contou ainda com uma versão em mangá e duas animações para a televisão, sendo uma datada de 2001 e a outra de 2002, onde se se faz apresentar diferenças tanto no desenvolvimento da história como da animação em si.

Além disto, Sister Princess também apareceu no universo dos videogames, no início dos anos 2000. Aterrissou em consoles como o Game Boy Advance, PlayStation One e o Sega Dreamcast. Em todos os jogos, você era o jogador que tinha por missão tentar conquistar uma das garotas. Com diferentes possibilidades e finais, nenhum destes jogos teve versão adulta. Em outras palavras, não há risco de se deparar com cenas obscenas durante a jogatina.

A história desta fanfic se dará após o encerramento da primeira versão animada de Sister Princess, quando Wataru resolve retornar para a Ilha Prometida e deixar Tóquio para trás, abandonado para sempre a ideia de pertencer a tão sonhada “elite”, tão duramente cobiçada por tanto tempo (e frustrando os anseios de seu amigo Akio).

Você adentrará a um tipo de futuro alternativo que se dará exatamente no ponto citado mais acima...

Uma difícil decisão para Wataru
por: Carlírio Neto

Capítulo #1 – O amanhecer de um novo dia: relembrando velhos costumes...

O Sol raiou uma vez mais na Ilha Prometida. Na grande casa, doze garotas e um rapaz estavam prestes à acordar, após um dia de tantas festividades como foi o anterior. Afinal de contas, Minakami Wataru finalmente resolveu ficar na ilha, em companhai de suas doze irmãs, abandonando aquele sonho antigo (de seu “eu” antigo) de pertencer à chamada “elite” dominante.

Wataru acordou após uma noite de grandes comemorações na casa. Com uma espreguiçada majestral, ele se virou para a janela e contemplou o belo amanhecer. Como é de se seu costume, foi para escrivaninha para mandar um e-mail ao seu amigo Akio:

- Para Akio: - Wataru começa a digitar o e-mail - É mais um dia bonito aqui na Ilha Prometida e... - uma breve pausa e um suspiro acalorado – Ha, há, há, há... O que estou fazendo? Não é possível... (frase clássica de Wataru sendo aqui entoada) Não preciso mandar este e-mail, pois o Akio vive aqui na Ilha Prometida com a sua irmã, Mami... Ha, há, há...

Este é o verdadeiro Wataru que, após se arrumar, começa a descer as escadas da grande casa.

Ao chegar no último degrau, Wataru encontra a pequena Aria com um pirulito à saborear. Ela, com a sua conhecida velocidade e percepção, vira-se lentamente para Wataru e diz:

- Nya!!! - forma como a Aria chama o Wataru
- Aria-chan. Bom-dia. O que está fazendo aqui sozinha, Aria-chan?
- Aria... Está com o pirulito... Esperando o Nya para brincar...
- Ha, há, há, há... Não é possível... Não tomou café?
- Café? (…) Aria... Ainda não tomou... O café...
- Então vamos juntos para o salão? Vamos tomar café junto das outras, que tal?
- Sério? Nya!!! Hi, hi, hi...

De mãos dadas com sua pequena irmã, o Wataru dirigia-se até o salão. Acompanhar o andar calmo e tranquilo da Aria não é algo muito fácil de se fazer, uma vez que ela é extremamente devagar para várias ações...

Neste meio tempo, um grito de socorro se fez ecoar pela casa. Na verdade era a Mamoru, se aproximando de Wataru e da Aria com grande velocidade. Aparentemente, o patins dela estava estava desregulado...

- Cuuiiiidddaaaddddoooo!!! - grita Mamoru, desesperadamente

Neste meio tempo, o Wataru joga a Aria para o lado e recebe o impacto certeiro de sua irmã...

- Não é possível... (novamente a sua frase clássica).
- Foi mal, Anii... - responde Mamoru, usando da forma carinhosa como chama por seu irmão
- Ai, ai, ai, ai... Mamoru-chan, apesar de toda a festa de ontem, você ainda está cheia de energia, não é?
- Claro, Anii! Só de pensar que todos nós vamos viver juntos aqui, dá para imaginar o tanto de coisas que poderemos fazer. - Wataru fica vermelho, e Mamoru continua...
- Anii, teremos que continuar com as suas aulas de natação. Você pode melhorar ainda mais! - sorri, feliz...
- Claro, Mamoru-chan. - responde Wataru, passando a mão sobre a própria nuca, em um claro gesto de quem está “sem jeito” no momento...

Enquanto a Mamoru foi acompanhar a Aria (para ver se estava tudo bem com ela), o Wataru seguiu até o salão. Ao abrir a porta só teve tempo de ser devidamente bem recepcionado por uma de suas doze irmãs...

- Onii-tama!!! Hi, hi, hi, hi... - esta é a forma com a qual a pequena Hinako-chan chama o seu irmão

- Hinako-chan... ugghhh – Wataru é fortemente abraçado pela sua pequena irmã
- Onii-tama, onii-tama, você vai tomar café agora? Hi, hi, hi, hi...
- Se você desgrudar de mim por um pouco que seja, irei sim, Hinako-chan...
Wataru foi até a mesa, achando que conseguiria se servir. Mas um vaso de flores que caiu ao seu lado quase acabou com as suas pretensões...

- Whoa!!!! - grita Wataru, ao ouvir o som do vaso e vê-lo se espatifando ao seu lado
- Onii-chama!!! Desculpa, Onii-chama!!! - esta é a Kaho-chan, chamando Wataru pela forma que mais gosta...
- Ka-Kaho-chan... Cuidado, Kaho-chan. O que aconteceu?
- Eu tropecei ali atrás... Desculpe, Onii-chama...
- Tudo bem, tudo bem, Kaho-chan... - Wataru acaricia a cabeça de sua irmã
- Onii-chama, tome seu café enquanto Kaho vai cuidar das flores lá fora. Tchau, tchau, Onni-chama...
- Não é possível... - balança a cabeça Wataru, enquanto ri timidamente

Enquanto Wataru levava à sua boca a xícara de café, a cozinheira oficial do lugar apareceu com uma bela fatia de bolo para o rapaz degustar junto do café.

-Hi! Ni-sama. - esta é a Shrayuki chamando por seu irmão
- Bom-dia, Shirayuki-chan! - Wataru sorri, resplendorosamente – O que é isso no prato?
- Ni-sama, hoje você vai provar este delicioso bolo de coco com frutas silvestres, feito pela Princesa... - Shirayuki gosta de se chamar de Princesa, mas não por arrogância – Prove, Ni-sama.

Wataru sempre pensa uns dois ou três segundos antes de comer algo feito pela Shirayuki, não por ela cozinhar mal (ao contrário, ela é uma ótima cozinheira) mas sim por um receio pessoal bem peculiar. Ao levar o bolo à boca...

- Hum... Está muito bom!
- Que bom. Fico feliz, Ni-sama. Este bolo foi feito com uma receita muito especial...
- Puxa. Obrigado, Shirayuki-chan.

Neste momento, Wataru se levanta e caminha até a porta da casa. Nisto, um calafrio enigmático percorre toda a espinha dorsal do rapaz, o que acaba fazendo com que ele emita um suspiro simplesmente tenebroso e apavorante...

- brrrrr.... - Wataru emite este som enquanto treme
- Você está bem, Ani-kun? - pergunta Chikage-chan.
- Chi... Chikage-chan! - se espanta Wataru – O que aconteceu? Por que estou tremendo?
- Ani-kun, você precisa se acalmar um pouco... Se espantar assim não é bom para você...
- Chikage-chan...

Wataru fica parado e surpreso, enquanto a Chikage-chan caminha tranquilamente para dentro de casa. Esta garota volta e meia provoca arrepios em Wataru, uma vez que ela domina as artes divinatórias e sempre está com o seu tarô, aonde quer que vá...

Já do lado de fora, Wataru se escora em um gradil que dá de frente para o mar, que divide a Ilha Prometida e o continente. Enquanto escutava o barulho do mar, o rapaz começou à pensar em todo tempo no qual está vivendo ao lado de suas irmãs...

Mas, por um instante, sua meditação foi interrompida ao sentir o solo tremendo ao seu redor (e abaixo do próprio Wataru também). E ao olhar para trás, bem devagar, ele dá de cara com a Mecha-Rinrin e sua criadora...

- Pare! Mecha-Rinrin! - grita Wataru, em franco e aberto desespero...
- Oi, Aniki!!! - Rinrin cumprimenta com alegria o seu irmão
- Rinrin-chan... O que está fazendo agora pela manhã?
- Hi, hi, hi... Estou arrumando umas peças da Mecha-Rinrin, mas parece que deu algum problema dentro dela e todo meu trabalho foi jogado fora...
- Heeee... Isso é um problema... - Wataru leva a mão ao queixo e pondera – O que vai fazer agora, Rinrin-chan?
- Não sei, Aniki. Eu preciso de mais peças e...
- Deixa eu adivinhar: você vai querer ajuda financeira, não é? - um clássico pedido da Rinrin para seu irmão
- Por isso que te adoro, Aniki! Com certeza preciso de sua ajuda financeira.
- Não é possível... Ha, há, há... - sorri Wataru

Este comportamento por parte da Rinrin é sempre esperado pelo Wataru. E não havia a menor necessidade da garota mudar seu estilo de ação agora...

Caminhando ao redor externo da casa, Wataru acabou deparando-se com a Marie, a sua irmã de frágil e preocupante saúde. Ela vive se desculpando para ele por “todo o trabalho que lhe dá”, o que vem à soar meio estranho...

- Aniue-sama, bom-dia... - a forma carinhosa da Marie cumprimentar seu irmão
- Marie-chan. Bom-dia. Você está bem?
- Sim. Estava aqui tricotando esta blusa para lhe dar... - Wataru fica vermelho e a Marie prossegue falando – Sabe, vai esfriar em breve...
- Mas Marie-chan, e você? Está tudo bem, não vai fazer nada para você?
- Tudo bem... Tenho muitas blusas em meu armário... Eu só queria que o Aniue-sama tivesse com o que se proteger do frio que virá...
- Obrigado, Marie-chan!
- Sabe, Aniue-sama... Quando fecho meus olhos, todos imaginam que estou tendo uma recaída... - Wataru fica de pé, fixado no chão, enquanto escuta a Marie com total atenção e prossegue com sua fala – Na verdade, eu vejo árvores bonitas de uma floresta distante. Imagino estar deitada confortavelmente embaixo de uma destas árvores, olhando para cima, com toda a calma e tranquilidade. É tudo tão bonito e agradável...
- Fico feliz por você, Marie-chan.
- Sim. Obrigada por me entender, Aniue-sama!

Wataru continua a andar ao redor da casa, pensando no que a Marie falou. Enquanto meditava com toda a vontade, o rapaz foi surpreendido por um grito feito à certa distância, de alguém que estava escondido atrás dos arbustos...

-Yo-ho!!!! - foi o berro
- Hã? Quem está aí? - Wataru, curioso
- Ahá! Ani-chama nunca consegue ver a Yotsuba... CHECK! - a Yotsuba sempre chama assim o Wataru
- Yotsuba-chan. O que está fazendo?
- Ho-ho! Estou acompanhando Ani-chama sem perceber. Para Yotsuba, não há segredos que você possa esconder... Ho-ho-ho...
- Só você mesma, Yotsuba-chan...
- Ani-chama, tome cuidado. Quando você menos esperar, a Yotsuba estará no seu encalço. Vou tirar muitas fotos do meu irmão para mostrar o quanto sei sobre você!
- Trabalhe duro, Yotsuba-chan!
- Até mais, Ani-chama. CHECK!

A Yotsuba sai correndo, deixando o Wataru perplexo como de costume. Mas o rapaz continua à caminhar ao redor da casa, até ouvir uns sons de arco e flecha...

Certamente deve ser a Haruka treinando a sua precisão nesta arte. Além disto ela também treina com armas, sendo muito talentosa naquilo que faz, além de ter sido educada para ser uma exímia esposa quando for mais adulta.

Neste meio tempo, Wataru se aproxima do local onde Haruka está treinando...

- Força, Haruka-chan!
- Hã? Ah, Anigimi-sama! - modo com o qual ela, Haruka, chama seu irmão
- Há, há. Como está o treino, Haruka-chan?
- Anigimi-sama, estou treinando muito para lhe proteger do perigo quando precisar. - Wataru fica vermelho e Haruka prossegue com a fala – Um dia, quando você precisar...
- Há, há... Não é possível... Eu agradeço, Haruka-chan. Mas nunca fiz nada para merecec... - Wataru é interrompido
- Não, não... Anigimi-sama é especial demais para todas nós. Inclusive... Para... Mim... ~poo (lê-se póó)

Depois disto, o Wataru deixa a Haruka treinando...

Uma coisa que certamente deve estar passando pela cabeça do rapaz é se, em algum momento, uma fraqueza não baterá nele e algo mais sério possa vir à acontecer. Claro que, para o Wataru, esta é uma realidade nada possível...

Desta forma, o rapaz continua com a sua caminhada pelo terreno da grande casa e se depara com as folhas caindo ao chão, suave e delicadamente, como se fossem dar ao prenúncio de algo que estava por acontecer...

- Não é possível... - suspira Wataru, enquanto começa à caminhar no sentido da cidade da Ilha Prometida

Mas Wataru não viu a Sakuya-chan e nem a Karen-chan. Onde elas estarão?

* continua... *

Na quarta, dia 3 de outubro...
Capítulo #2: uma conversa com a Karen-chan...

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Continua a saga sobre os estúdios de animação...

Imagem do blog Animecote ( divulgação ).

O universo dos podcasts está sempre em evidência. No que diz respeito aos blogs e sites que se tratam da cultura japonesa, esta ferramenta tem se mostrado muito útil e repleta de surpresas. Aliás, este blogueiro esteve inspirado por demais nesta ocasião...

Um podcast marcado pelas adivinhações dos títulos que seriam citados por minha pessoa. Som de bombas e de armamento bélico pesado também se fizeram ecoar pelo mesmo. Mas o clima de descontração prevaleceu em grande estilo, onde mais quinze estúdios se fizeram citar.

Nomes como Kyoto Animation, A-1 Pictures, Shaft, Gainax e Gonzo se fazem presentes no podcast do blog parceiro Animecote. E pode acreditar, amigo visitante, que este trabalho ficou realmente muito bom. O time foi o mesmo da primeira parte deste podcast: este humilde blogueiro e os jovens Bebop (do Animecote) e Evilásio (do Anime Portfólio).

Para escutar o AnimecoteCast #14 é muito simples, pois basta acessar o blog parceiro ao clicar aqui. Você poderá curtir o podcast no blog em questão ou então fazer o download do mesmo para a sua maior comunidade.

Encontre o NETOIN! por aí... Presente no Facebook e no Twitter!

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Confissões de um blogueiro: a vontade de estar em um anime...

 
 A Sunohara Mei parece estar curiosa...

Assistir animes é algo que minha pessoa faz há muitos anos. Existe a questão do gosto, o encantamento com cada história, com aquele personagem no qual você se identifica, tem a música que lhe toca fortemente, entre tantas outras coisas...

Enfim, são muitas as razões que podem lhe fazer assistir a um anime. Logicamente, tem aqueles que acabam entrando em um seleto grupo, que seria o das obras preferidas. É a chamada elite que cada um tem para si próprio, que se vê contente em dizer o porque gostou de tal título e gosta ainda mais de propagar a informação para os demais à sua volta.

De igual forma existem os títulos que, após serem vistos, não causam uma sensação tão impactante de satisfação. Mesmo eles possuem as suas boas características que, certamente, tendem à ficar na cabeça por algum tempo. Inclusive, até mesmo as obras que venham à ser consideradas como ruim tem similar característica. Sinceramente, é algo tão natural quanto se faz imaginar.

Ash e a Chikorita: o pokémon preferido deste blogueiro era ela...

Entretanto, existe uma questão que está intimamente ligada aos animes que são assistidos. É algo pouco comentado, quase nada explorado. Pois se trata de uma característica presa à própria mente, naqueles momentos do mais puro e sossegado devaneio mental (um sonho, um pensamento ou até um pesadelo). Em outras palavras, a ideia à ser passada está em se imaginar dentro de um anime.

Não é algo estranho, nem tão pouco surreal. Este blogueiro já se imaginou interagindo nos mais diferentes universos animísticos, lado a lado com personagens que tenham marcado algum período em especial ou que, tão pura e simplesmente, tenham fornecido um bom divertimento dentro dos animes aos quais pertencem.

Porém, o fato de se imaginar em um universo animado pode acarretar em surpresas tenebrosas e obscuras. Além disto, nem todas as experiências são satisfatórias e, em vários momentos, o papel secundário é que acaba combinando mais. Visitante, se prepare para os exemplos de interação com os quais este blogueiro já deixou passar pela mente, em oportunidades únicas... 

O sério Keitaro...

O primeiro caso disto que vem à mente é Love Hina. Sim, a obra de Ken Akamatsu que me fez dar ótimas risadas em incontáveis pontos do mangá, quando o mesmo se fez por mim colecionar em 2003. Não havia nenhum segredo ali: a história divertia, a leitura era feita com vontade (a cada página um anova emoção, por assim exclamar) e os personagens conseguiam fortalecer a proposta de divertimento lançada por esta obra.

Este blogueiro se imaginava como um visitante no Japão. Planejava ficar cerca de três dias no balneário onde se passa a história de Love Hina. Um esbarrão com o Keitaro no meio da rua selava o convite para ir até e Hinata-Sou e lá ficar durante a estadia em terras japonesas. Minha pessoa se surpreendera com uma voadora certeira que a Kaolla Su havia desferido no pobre Keitaro, ao perguntar para ele onde esteve e quem era eu.

Não há tantos detalhes, mas pode-se aqui citar que foram três dias simplesmente hilários. Em todos eles o Keitaro apanhou cerca de três vezes da Narusegawa Naru, uma vez da Mokoto, altos chutes por parte da Kaolla e altos deslizes nas escadarias e arredores da pensão. Um desastrado nato. Mas houve uma passagem de desconforto, na qual a Kaolla questionou minha pessoa sobre o porque do Brasil ter tantas bananas e o Japão não. Um momento de desconforto, deve-se admitir...

A cena mais improvável da história de Tenchi Muyo!.

Mas a criatividade mental não parou por aí. Outra obra na qual este blogueiro se viu aventurando foi Tenchi Muyo!. A série de tv Universe, para ser mais preciso.O início dos anos 2000 reservaram este anime para ser visto todas as tardes. O harém descomplicado e certeiro havia ganho a minha simpatia com a mesma velocidade que um cometa rasga o sistema solar...

Detalhes à parte, em certa oportunidade imaginei-me andando pela cidade próxima à residência dos Masaki. Até aí estava tudo bem, sem nenhuma complicação aparente. Bom, estava tudo na mais nítida ordem até o momento no qual uma explosão acabara de acontecer, atingindo a minha pessoa em cheio, no meio da rua. Ficar estirado com a fumaça à sair de meu corpo, somado aos olhos em estado psicodélico não foi uma visão das mais confortáveis...

Ayeka e Ryoko estavam brigando, para variar. Sem nenhuma novidade, por causa do Tenchi. Entretanto, o rapaz viu o incidente acontecer e ofereceu auxilio para este blogueiro, ainda "anestesiado" no chão. Levado até a sua residência, a Princesa Sasami passou à me aplicar os devidos curativos, enquanto o Tenchi chamava a atenção de suas principais pretendentes de forma bem direta. Uma sessão de desculpas aconteceu depois que minha pessoa recobrou os sentidos. Convidado para jantar, ali fiquei até o anoitecer. Realmente, pode-se dizer que o perigo havia batido em minha face...

E a Yamada não perdoa, nem um pouco...

Ainda há mais. E este consegue ser um tanto quanto mais recente, pois se fez passar no universo de Honey and Clover. Neste caso, este blogueiro era um estudante era universitário, alocado na mesma ala que Morita e companhia limitada. O problema central estava justamente ali. Ao invés do Takemoto ser o alvo central das provocações do Morita, minha pessoa servia de cobaia para a causa...

Aparentemente, neste universo a minha vida não passava de um grande turbilhão. Basicamente, todo dia o Morita aprontava alguma coisa para a minha pessoa, que não conseguia revidar como realmente deveria fazê-lo. De nada adiantava os apelos do Takemoto e da Hagu, pois cada palavra sobre isso não fazia o menor efeito no cidadão das brincadeiras.

Por fim, eu havia conseguido me formar e o Morita havia repetido uma vez mais. Nem assim houve paz. Pelo menos, já não precisava ir tanto até a universidade e só esbarrava com o cidadão muito raramente. Sair com o pessoal era um convite à diversão, mas ver o Morita ficar judiando a Hagu não era muito legal...

Zetsuboushita!

Em meio à tantas passagens diferentes, esta em especial beirou o surrealismo com maestria e muita competência. Até porque, como poderia se virar um estudante brasileiro transferido para o Japão, sem entender nada do idioma local, indo parar justamente na turma do professor Itsohiki Nozomu? Ele mesmo, o senhor mais desesperado dos animes, protagonista maior de Sayonara Zetsubou Sensei e detentor de um desejo de morte simplesmente assustador.

Na maior parte do tempo, ficar com a boca devidamente fechada era tudo que eu podia fazer naquela sala de aula, repleta de alunos únicos em suas concepções. À todo instante, sem entender uma única palavra do que tanto falavam, minha pessoa ficava simplesmente sem ação. Olhos arregalados, o suor frio caindo pelo corpo e aquele medo de que uma pergunta poderia ser feita para mim a qualquer instante...

Eis que o senhor Nozomu fez uma pergunta. É claro que naquele lugar, este blogueiro era o estudante estrangeiro que não sabia japonês. Comicamente, o professor começou a tentar fazer com que minha pessoa compreendesse o que ele tanto queria perguntar. A única coisa que ele conseguiu foi ouvir o som das risadas que ecoavam pela sala, provindas de seus enigmáticos alunos. Diz a lenda que, logo após tal fato, ele soltou a seguinte frase: "Estou desesperado! Estudantes transferidos do Brasil me deixam desesperado!". Ele teria dito isto enquanto batia com a cabeça no mapa mundi...

A maldade está apenas em quem vê maldade nesta imagem...

Amigo visitante, este post não teve o intuito de servir de atestado de insanidade mental ou algo do gênero. Este blogueiro quis, unicamente, experimentar um pouco da mais pura descontração enquanto  faz redigir um post. A escolha deste tema pareceu ser muito atrativa, uma vez que não há uma recordação (imediata) de alguém que tenha feito tal ato na blogosfera brasileira sobre animes...

Qualquer que seja o risco ofertado por um texto assim, este blogueiro admite que gostou de fazê-lo. Houve diversão e descontração mesmo que, nos quatro casos citados, a minha pessoa não tenha se dado bem uma única vez. Costuma-se dizer que isto faz parte da vida e do crescimento como pessoa...

Ficam aqui os anseios de que você tenha gostado deste texto. Aproveite a oportunidade e, nos comentários, deixe registrado algo parecido ao que foi aqui mostrado. Ou seja, se você já se imaginou dentro do universo daquele anime (ou mangá) que tanto admiras.

Até a próxima.

Desbrave o NETOIN! você também: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Gekkou Gear, um novo blog parceiro...

Imagem do blog Gekkou Gear (divulgação).

Saudações, visitante. Mais um blog parceiro será apresentado para você, neste instante. E se trata de algo que remete ao período inicial das atividades do NETOIN!, pois quando surge um e-mail solicitando parceria se faz tomar todo um cuidado que, em grande parte das ocasiões, é revertido com absoluto sucesso em uma parceria formalizada.

E neste momento, você é convidado à conhecer o blog Gekkou Gear, diretamente do Rio Grande do Sul para todo o Brasil. O mesmo é administrado pelo jovem Eduardo Losekann, que iniciou as atividades de seu blog no mês de junho do corrente ano.

No Gekkou Gear, o que se tem são postagens curtas mas bem interessantes sobre o universo da cultura pop japonesa. Dentro da temática central do blog, o mesmo trabalha com animes, mangás e até figures. Aliás, todo o repertório está centralizado justamente no slogan do blog que é "animes, mangás e figures".

Mesmo com tão curto tempo de vida, o Gekkou Gear tem desenvolvido textos bem chamativos. Convém aqui citar a explicação que é dada para Table of Contents. Além disto, algumas reviews também endossam o leque de opções de leitura promovido pelo blog parceiro.

Com base em tudo que foi descrito acima, o Gekkou Gear é um blog que merece a sua visita.

Comunicação total via Facebook, Twitter e E-mail. Curta, siga e opine!

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

Apresentando o Another Warehouse...

Imagem do blog Another Warehouse (divulgação).

Saudações, amigo visitante. À partir de agora, o NETOIN! lhe apresenta mais uma parceria formalizada recentemente. Como do costume da casa, os blogs são aqui descritos e se fazem citações sobre as suas características mais chamativas para tanto.

E na presente oportunidade, este blogueiro dissertará sobre uma casa na internet que já teve outros nomes. Talvez você já tenha conhecido (ou ouvido falar sobre) os blogs Net Armstrong Jet Armstrong Blog e Planeta do Moe. Pois bem, fique à par de que a novo parceiro do desta casa é, justamente, o blog que precede estes dois.

Desta forma, faz-se aqui citar o nome Another Warehouse como parceiro do NETOIN!. O mesmo é administrado por um jovem chamado Eduardo Ketsura. Em certa oportunidade, acabamos por participar de um podcast sobre os animes da primeira temporada de 2011 (clique aqui para acessar este podcast) que foi muito interessante.

Como se pode notar na página que faz uma introdução do blog, o Another Warehouse procura não apenas continuar os passos deixados pelo já extinto Planeta do Moe, como também  está buscando fornecer uma gama mais abrangente de conteúdo. Artigos sobre doramas e filmes americanos entram neste repertório. Para tanto, uma boa equipe se faz necessária e o blog em questão possui um total de nove autores.

Os textos do novo blog parceiro são diretos no ponto, possuindo variados modos de apresentação, uma vez que cada um dos autores publicam seus posts de formas diferenciadas. Na ambientação promovida pelo blog parceiro, tal característica pode funcionar muito bem.

Com base em tudo que foi aqui descrito, o Another Warehouse é um blog que merece a sua visita.

Ajude a melhorar o NETOIN!, opinando por: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Podcast sobre estúdios de animação...

 Imagem do blog Animecote (divulgação).

Amigo visitante, se você gosta de ouvir podcasts, certamente esta dica lhe cairá muito bem. O trabalho à ser aqui apresentado foi feito pelo blog parceiro Animecote, que convidou este blogueiro e o jovem Evilásio (dos blogs parceiros Anime Portfólio e YOpinando) para participar do AnimecoteCast de número treze.

Nesta edição o tema tratado foi estúdios de animação. Basicamente, todos os estúdios conhecidos foram citados neste podcast, onde cada um dos participantes fez questão de falar de tais empresas e das obras que foram animadas pela mesma.

Fique à par de que a gravação ficou muito extensa. Por tal razão, o AnimecoteCast acabou sendo dividido em duas partes. Nesta primeira parte um total de treze estúdios de animação foram citados estando, no grupo, nomes como: Production I.G., Studio DEEN, J.C.Staff, Toei Animation e Madhouse.

Com um clima regado à mais pura descontração, conversa amigável e trocas de opiniões muito sinceras, este AnimecoteCast merece ser ouvido. Para tanto, bastará à você acessar o blog parceiro Animecote ao clicar aqui, onde terás a opção de escutar o podcast pelo player embutido no blog, ou então fazer download do mesmo. E deixe a sua opinião sempre em evidência, amigo visitante, comentando.

Dica do NETOIN! para você...

Não esqueça do podcast lançado dias atrás, onde um time de
primeira grandeza fez aquela playlist especial, com as 
músicas de animes preferidas de cada participante do mesmo 
(Evilásio, Raoni, Ojudeuateu, Carlírio Neto e Lilian Kate Mazaki).  
No blog YOpinando (clique aqui para acessá-lo).

Amigo visitante, até a próxima!

Curta, siga e comunique-se com o NETOIN! aqui: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

domingo, 23 de setembro de 2012

Curtas em geral - parte #167: avaliando mangás...

 
Os mangás em destaque.

Caro visitante, esta edição da seção Curtas em geral será moderadamente diferente de todas as anteriores. Note que, neste caso, vem à citar-se cento e sessenta e seis edições anteriores à presente. Portanto, sinal de novidade no ar...

À bem da verdade, dois mangás em circulação atualmente no Brasil serão aqui tratados. Vamos entender melhor esta ideia como um tipo de impressões básicas, onde o todo que será destacado irá resumir-se às impressões que tais histórias estejam deixando para este blogueiro.

Desta forma, você está convidado à acompanhar este texto que, muito embora exprima uma opinião pessoal, manterá uma das características mais conhecidas do NETOIN!: spoilers quase inexistentes. Aprecie os próximos parágrafos e tenha uma boa leitura.

Edições #7, #8 e #9 de Kimi ni Todoke, em foco.

As três últimas edições do mangá de Kimi ni Todoke tem feito este blogueiro pensar muito sobre um personagem em especial: o Kazehaya. Não que ele seja ruim (pois não é) mas, na verdade, o comportamento dele parece misturar a timidez que ele tanto ostenta com o certo medo que o rapaz tem de agir. Obviamente, aqui  faz entrar em xeque a questão cultural japonesa quanto ao namoro e similares, no qual o Kazehaya cai como uma verdadeira luva...

Por sua vez, a Sadako aparenta ser a mesma desde a primeira edição. Na verdade, a minha pessoa acabou de ser um pouco malvada com ela então, para corrigir este grave erro, é preferível mencionar a garota como uma pessoa que está se descobrindo cada vez mais. Com grande sinceridade, encanta à minha pessoa toda a inocência que gira em torno desta personagem, que continua sendo um dos grandes pontos altos desta obra.

Os eventos que ocorrem nestas edições (da sete à nove) colocam à prova toda a timidez que envolve o Kazehaya e a Sadako. Além disto, o surgimento de um novo personagem acabou sendo algo muito bem-vindo, no que diz respeito ao prosseguimento dos eventos da obra (para dar aquela "apimentada"  estratégica e benéfica na história). De momento, basta aguardar o que virá pela frente...

A terceira edição de K-ON!, em foco.

Decididamente, K-ON! é uma obra que prega a simples e pura diversão. É bem verdade que os eventos contidos neste mangá não conseguirão, na teoria, agradar à todos os fãs desta obra como ocorrera com o anime do mesmo. Mas para este blogueiro, este título em versão publicada consegue cumprir com o seu papel, que é distrair e divertir.

Realmente, este grupo de garotas consegue exibir muito carisma. Em especial a Azusa, que no mangá tem se apresentado da mesma forma que no anime. Estranhamente, minha pessoa não consegue simpatizar com a Ritsu. Talvez a melhor explicação para isto esteja no modo desta personagem se comportar, um tanto quanto brincalhona e irresponsável demais. Não há nada de errado em ser extrovertida mas, mesmo para ela, as linhas são constantemente ultrapassadas...

As demais integrantes do HTT (Yui, Mio e Mugi) continuam as mesmas de sempre, com os seus comportamentos únicos e também com as caretas da Mio quando está com medo (realmente, a Ritsu até merece alguns pontos por causa disto). Resta apenas uma edição para encerrar o mangá de K-ON!, mas este humilde blogueiro recomenda muito a aquisição desta publicação. No aguardo do ponto final desta obra.

Amigo visitante, até a próxima.

Canais de comunicação com o NETOIN!: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

sábado, 22 de setembro de 2012

Análises em Geral - parte #57: uma beleza chamada Card Captor Sakura...

 As edições adquiridas, até o momento...

Amigo visitante, esta edição da seção Análises em Geral tem o propósito de trazer, para você, as impressões que este blogueiro vem tendo da republicação nacional do mangá Card Captor Sakura, pela Editora JBC.

É válido fazer um flashback neste momento, por toda a história em solo brasileiro que esta obra do grupo CLAMP carrega. No ano de 2001, as aventuras da pequena Kinomoto Sakura para juntar as cartas Clow foram publicadas pela JBC, junto de outros três títulos de grande importância. Na ocasião, o formato adotado era o mesmo que se faz usar atualmente em Negima!, com algumas poucas diferenças em pontos como a textura do papel.

Definições básicas

Páginas coloridas na republicação de Card Captor Sakura.

É fácil imaginar o sucesso que este mangá fez na época. Mas, passados onze anos desde a publicação original, Sakura retorna ao Brasil em novo formato e com melhorias consideráveis e atraentes em sua publicação. Este blogueiro deve salientar para você que tais mudanças não são meramente superficiais, pois causam impacto direto no mangá em si.

Após as citações mais básicas, é chegada a hora de ir-se mais à fundo no quesito publicação em si. Visitante, você precisa saber que Card Captor Sakura (na publicação atual) está tendo um tratamento que faz jus à importância e ao valor da obra, onde diversos detalhes tem ganhado pontos mais do que preciosos. Por exemplo a capa que, mesmo com a sensação negativa deixada pelo modo como o nome do título foi escrito, era algum tipo de obrigatoriedade da qual a JBC não poderia fugir. Ainda assim, a capa é digna de elogios.

 Mais detalhes de páginas coloridas no mangá.

O papel possui uma qualidade muito boa, principalmente se for feita uma comparação com a impressão brasileira original. A inclusão de páginas coloridas tornou-se mais do que um atrativo, pois tal ação valorizou ainda mais o conjunto desta obra . Há cerca de dez páginas com ilustrações coloridas em média, por edição (levando em consideração que este texto está sendo feito com base nos três volumes já adquiridos).

As linhas de cada desenho, tanto nas páginas coloridas como nas em preto e branco, sugerem que todo um cuidado especial foi ali tomado. O que se faz notar, para tanto, é uma proximidade com a publicação japonesa neste sentido. Dificilmente você encontrará falha em alguma linha ou traço, seja ela de cada personagem ou dos cenários em cada página.

Até o "pirralho encrenqueiro" se saiu bem...

Uma antiga queixa que existia por parte de muitas pessoas não tem se dado, aparentemente, ao direito de aparecer nesta nova publicação de Sakura e companhia. A mesma se trata da existência das famigeradas páginas transparentes, que tantos infortúnios causaram no final de 2011 (principalmente) quando da publicação do mangá Kobato (cuja avaliação já foi feita aqui no NETOIN!). Nesta republicação, dentro do que este blogueiro notou, a existência de tais tipos de páginas foi nula.

Por fim, mas não menos importante, existe a questão da tradução. Há um tipo de discussão no fandom quanto ao uso ou não dos sufixos japoneses nos diálogos dos personagens. Outra pauta pertinente está acerca de se usar, ou não, as falas mais conhecidas do elenco deste mangá no que tange às utilizadas quando o anime se fez exibir no Brasil. Este blogueiro interpreta tal situação como algo puramente pessoal mas, em uma opinião direta, tanto o nível da tradução quanto às falas de cada personagem estão em um nível ótimo de apreciação.

Histórias distintas...

Um detalhe da história em prosseguimento...

A história de Card Captor Sakura é muito conhecida, mas uma recapitulação é sempre bem-vinda. Em certo dia, Kinomoto Sakura estava limpando o sótão de sua casa quando, sem querer, deixou cair um estranho livro que possuía um lacre. Ao manusear om objeto, Sakura acabou liberando uma estranha magia, na qual acabou libertando todo o conteúdo que lá dentro havia. Lá dentro existiam muitas cartas, criadas por um antigo mago chamado Clow (o que sugere o nome delas como cartas Clow).

Junto das cartas o guardião delas também acabou por sair do livro. O nome dele é Kerberos mas, até aonde uma segunda impressão pode se tornar válida, ele estava mais para um bichinho de pelúcia do que para um poderoso guardião. Após as explicações necessárias (e muitos problemas) a Sakura acabou se tornando a única card captor do mundo e, como o nome faz sugerir, sua missão está em juntar todas as cartas Clow.

Momento em que a Sakura começa à ser atacada...

Em meio às aventuras já tão conhecidas presentes no anime, algumas observações merecem ser feitas. Este blogueiro não comprou Sakura em sua publicação original no Brasil, estão se faz pedir para que você não se espante com a surpresa de minha pessoa. para iniciar, algo notório se encontra no comportamento da Daidouji Tomoyo, a melhor amiga de Sakura. Se no anime o verdadeiro gostar da Tomoyo quanto à card captor era bem mais sútil, no mangá isso se torna muito mais evidente. Uma pincelada básica em uma das edições ajudará muito a deixar tal fato em evidência.

O professor Terada (da classe da Sakura) é muito mais recatado no anime, onde a Rica é quem demonstra no olhar o que sente por ele. Mas no mangá o que ocorre, já nos primeiros volumes, é algo no qual algumas pessoas poderão torcer os seus narizes em desagrado. Uma característica que já era conhecida diz respeito à Mei Ling, pois ela não existe no mangá. Ela foi criada para a versão animada da obra, no intuito mais do que certeiro em dar uma cutucada naquele ambiente tão amigável vivido pela Sakura e seus amigos.

Objetivamente

As três edições já adquiridas até aqui. E o Netotin participa da festa...

A nova publicação de Card Captor Sakura possui um capricho muito elevado. É bem verdade que ainda não se chegou à metade dos volumes previstos, mas até aqui tudo que se pode fazer é elogiar o trabalho da JBC no que tange à Sakura.

Criticar e elogiar faz parte do ciclo da vida, é algo muito natural. O mesmo vale para os mais variados segmentos, como este. Desde agora, este blogueiro está com uma grande ansiedade para saber quais serão as outras diferenças que, certamente, estão por vir na história. Muito embora as que já apareceram nas três edições iniciais serviram plenamente como um belo cartão de visitas...

A recomendação para a compra desta republicação de Sakura é total. Visitante, caso você curta e esta obra e gostaria de tê-la em seu acervo, pode saber que esta é uma ótima oportunidade para fazê-lo pois, realmente, a nova edição de Card Captor Sakura vale o investimento.

Não esqueça: Twitter / Facebook / E-mail  - Comunique-se com o blog!

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Em Porto Alegre/RS, um Encontro de Blogueiros à moda do Sul!

A viagem até Porto Alegre/RS...
Saudações, nobre visitante. Lembranças representam algo de muito valor para a minha pessoa. Tal como ocorreu com o post especial sobre o Encontro de Blogueiros'2011 em São Paulo/SP, o presente texto fará uma referência direta e total aos dias em que este blogueiro esteve na capital do Rio Grande do Sul.

Contudo, deve-se ficar claro que esta era uma viagem de férias que acabou se transformando, genuinamente, em um Encontro de Blogueiros no sul do Brasil. Isto porque além dos amigos de Porto Alegre mais duas amigas foram da cidade de Rio Grande até a capital gaúcha para, todos juntos, se divertirem e conversarem muito.

E este texto esconde mais um atributo em especial, sendo este um marco para o blog NETOIN! em si: trata-se do post de número 800 da história desta casa. É um momento de grande importância e valia, que não poderia fazer surgir em melhor e mais apropriado momento. Sendo assim acompanhe, à partir de agora, como se desenvolveram estes dias em terras gaúchas.

Visitas, passeios e muito mais...

Edificação do centro de Porto Alegre/RS.

A chegada em Porto Alegre/RS foi com um clima muito agradável: céu azul, nenhuma nuvem e o Sol reinando absoluto. Com esta impressão teve início toda uma saga que duraria quatro dias. Um período relativamente curto que, mais para frente, poderá ser melhor visto como excelente nos mais diversos modos.

Com todo o pessoal reunido, houve muito passeio pela cidade. Minha pessoa ficou admirada ao notar tanta movimentação no centro histórico de Porto Alegre, que em muito trouxe lembranças de alguns locais da capital paulista. Em meio à tantas andanças, a esportividade acabou sendo o ponto de maior atenção durante estes dias.

O Museu,  local de grande atenção durante o passeio pela cidade.
Visitas à locais de importância foram feitas durante a estadia na cidade. O Museu, que apresentava um trabalho com fotos mostrando a história recente do Brasil, chamou muito a atenção deste blogueiro e de seus amigos ao lado. Impressionante foi notar que algumas das imagens ali presentes tiveram o poder de fazer com que minha pessoa e outras duas pensássemos, naquele momento, sobre questões como o sofrimento dos povos indígenas, além de ponderar sobre como que as pessoas viviam em Serra Pelada.

Do Museu até a Casa da Cultura. Este local foi um dos preferidos por todos, disparadamente. A quantidade de coisas para lá ver, somado ao tamanho do empreendimento, deixaram para este blogueiro uma sólida impressão de manutenção da cultura local. Mais para frente, você verá que este local também foi o preferido do pessoal por outras razões...

Na Zona Militar porto-alegrense.
A Zona Militar porto-alegrense era caminho para se chegar ao Gasômetro. Desta forma, todo o grupo entrou no prédio do exército para ver uma demonstração gratuita que lá tinha. De veículos aos armamentos bélicos era possível ver uma considerável gama de objetos à respeito do militarismo brasileiro. Além disto, a Revolução Farroupilha estava também em foco, pois em uma das salas era possível ver quadros que contavam um pouco da história deste acontecimento da história local e do Brasil.

Desnecessário dizer que nem este local foi perdoado pelo ímpeto do grupo presente. A ansiedade em entrar em alguns daqueles veículos era imensa, sendo que uma tentativa teve êxito, sendo ela bem aproveitada por todos. Alguns detalhes serão revelados mais à frente neste texto.

Uma visão da cidade, à partir da Casa da Cultura.
O Gasômetro mostrou para todos não apenas uma parte das belezas de Porto Alegre (não restringindo-se às águas do Guaíba) como também o poder da mãe natureza. Com o tempo se fechando rapidamente e muitos raios caindo no horizonte, era perfeitamente possível que certos fenômenos ocorressem. Os cabelos de todos ficarem para cima pode ter sido consequência direta disto...

Passeios pelo Shopping Iguatemi e por um outro shopping situado na região de Praia de Belas (sendo que nestes shoppings se realizaram as conversas mais sérias do grupo, abrangendo temas como o fandom, blogs, animes entre outros) também merecem forte destaque, bem como as andanças comuns no Mercado Municipal porto-alegrense, dada a sua localização bem estratégica na cidade. Todo o grupo, em suma, fez um belo tour pela cidade onde houve um grande ganho cultural, caminhando paralelamente às brincadeiras feitas por todos, onde prevaleceu o entusiasmo. Sendo assim, é chegada a hora de ressaltar justamente este lado dos dias em Porto Alegre...

A turma!

Consegues identificar quem é quem nesta imagem?
Não há um termo que designe da melhor forma como foram estes dias em Porto Alegre do que este: descontração. Sem a menor sombra de dúvidas, todos sem exceção se divertiram bastante, mesmo que nos últimos dias a chuva tenha atrapalhado demasiadamente o programa.

Excetuando-se os percalços oriundos pelo clima nada amigável de sábado à tarde (15/09/2012) em diante,  tudo que se teve foi um verdadeiro festival de risadas, brincadeiras, zoações e ações inesperadas (por assim exclamar).

O post sobre esta ida à Porto Alegre presente no blog do mascote, o Netotin do NETOIN!, se focou unicamente na diversão vivida por todos. E você poderá ter agora, visitante, um breve resumo deste blogueiro sobre este verdadeiro Encontro de Blogueiros à moda do Sul.

O Raphel (do blog parceiro Nothing but Malice and Misery) é uma pessoa demasiadamente inteligente e incrivelmente calmo no ato da conversação. É bem verdade que conversamos pouco e que faltaram oportunidades mas, certamente, ele é uma pessoa memorável (e grande entendedor de Kamen Rider). A Asuna não faz parte de nenhum blog em específico, mas apronta das suas neste meio tão interessante que é a blogosfera. Basta citar, como modelo, o seu trabalho na montagem do mascote Netotin com as Paquitas em uma certa imagem. Ela é muito extrovertida e foi a responsável direta por fazer a pequena Se-chan (do blog parceiro Kono-Ai-Setsu) chorar de tanto rir em certo momento.

A foto marcante: Josi, Se-chan, Carlírio, Mazaki e Asuna.
Aliás, a Se-chan é uma jovem propícia ao sorriso, sob qualquer circunstância (e a Asuna soube se aproveitar disto, com maestria). Sua companheira de blog, a jovem amiga Mazaki (cujo blog próprio, o Mundo Mazaki, é também parceiro desta casa) também soube se divertir (e bastante). A mentalidade firme da Mazaki para muitos assuntos é seu grande ponto de impacto, sendo que a arte da escrita é algo que muito a atrai. Por fim, a Josi (do blog parceiro Argama) sabe ser simpática e altamente extrovertida. Difícil para este blogueiro imaginar alguém que consiga deixá-la chateada ao extremo...

Nenhuma das pessoas deste grupo foi esnobe, prepotente ou algo similar. Todos primaram pela simplicidade, no modo de ser e em cada palavra, fazendo valer em sua plenitude cada momento ao lado de tais pessoas. E isto é um fato inquestionável.

Entre muitas brincadeiras (e até trollagens) ocorreram muitas conversas sérias. A cada caminhar foi possível notar uma saudável e bem-vinda sintonia entre todo o grupo, presente neste grande encontro. Foi um período muito legal que, infelizmente, o tempo chuvoso fez questão de estragar nos dias finais.  Mas até aí consegue se perdoar, pois houveram muitos registros que ficarão guardados na memória.

Mas, caso a memória invente de falhar, as imagens darão conta do recado...

Objetivamente

O rack está cheio: é hora de comprar uma estante...
Foi um Encontro de Blogueiros não tão caracterizado como um mas, em sua essência, pode ser assim chamado. Desde a recepção, a acolhida e o todo que ali ocorreu  mostraram unicamente que o resultado, para este blogueiro, não poderia ter sido outro que não fosse a plena satisfação.

Este grupo foi realmente muito legal de conhecer. Cada pessoa com seu toque peculiar, especial e chamativo. Momentos assim engradecem a mente e o coração e, por tal razão, a imagem que finaliza este post especial é justamente a que está mais acima, da residência deste blogueiro. as lembranças não podem sumir, jamais...

Humildemente, espera-se poder encontrar todos eles ao vivo novamente. Não se pode estar viajando sempre, e vida diária exige muitos esforços com as suas responsabilidades. Mas cada momento deve ser guardado desta forma, com responsabilidade e atenção. Que o digam os álbuns de fotos deste humilde blogueiro...

Amigo visitante, espera-se que tenhas apreciado este texto, que foi um grande marco para o NETOIN! como  blog (por ser o post de número #800) e para este blogueiro como pessoa, por todas as razões já tão citadas nos parágrafos acima.

Até a próxima.

- Sintonize-se com o blog por: Facebook / Twitter / E-mail -

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Fim da linha para o Subete Animes: análise, conclusões e agradecimento...

O provável último printscreen do blog parceiro Subete Animes.

* Áudio recomendado para acompanhar esta leitura: "Nirvana", El Bosco (YouTube)

Às vezes não parece que já se fizeram passar longos cinco anos. Por mais que minha pessoa seja uma das mais velhas entre os presentes da atual blogosfera brasileira sobre animes, este período que foi citado tem um marco no distante mês de setembro de 2007.

A recordação que vem à mente, oportuna e nem um pouco discreta, remete a uma busca por informações sobre Kanon 2006. Havia acabado de assistir à este anime e a procura era apenas por uma coisa: opiniões de outras pessoas, internet afora, sobre esta obra. Saber o que entenderam, o que pensaram, enfim, buscar o chamado "algo diferente" para ver se a análise de minha pessoa estava tão distante assim das demais, ou não.

Um redirecionamento apareceu para o Subete Animes que, mais do que rapidamente, tornou-se o primeiro blog com o qual tive contato direto e, ao mesmo tempo, aquele que passei à visitar com mais frequência durante um longo tempo. Seu proprietário, o jovem Leandro Nisishima, colocou fichas em uma parceria com o meu blog recém criado e, à partir deste ponto, vários trabalhos bacanas e interessantes foram feitos...

Primeiro houveram os trabalhos especiais sobre o Centenário da Imigração Japonesa no Brasil (que será aqui republicado) e sobre a Key Visual Art's (cuja republicação já ocorreu recentemente). Depois veio o projeto KS (diminutivo para Kotatsu Shinbun). Este, por sinal, durou um pouco mais de onze meses mas conseguiu mostrar, na época, do que a blogosfera era capaz.

Uma representatividade por parte da Nagisa, de Clannad.
- Primeiro fechamento do Subete Animes: veja o post aqui -

Entretanto, no ano de 2009, o jovem Nisishima dava claros sinais de desgaste. A redução no número de posts era a maior prova disto. Pensava-se em fechar definitivamente o Subete Animes. Graças à algumas chamadas, o rapaz não apenas voltou aos textos como também trouxe outras pessoas para participar do seu blog, sendo a maior parte destes de nomes conhecidos atualmente na blogosfera como um todo.

Por mais que o Subete Animes tenha voltado de breve ostracismo, o que acabou ocorrendo foi que o Nisishima pouco participou efetivamente do blog. À bem da verdade, foi uma mudança de layout aqui e um texto ali. Visivelmente, o rapaz não mais queria blogar e, independente de qualquer protesto, ele decidiu retirar-se das postagens no blog. Além disto, acabou deixando o Subete Animes nas mãos de seus redatores da época.

Quando ocorreu de minha pessoa visitar São Paulo/SP após longos vinte e dois anos
(em fevereiro de 2011), prontamente o rapaz entrou em contato e, tanto ele quanto o jovem Cuerti (hoje proprietário do bem visto blog Argama) recebeu este humilde blogueiro na capital paulista, deixando o dia reservado para conversas sobre o fandom e afins. Mas foi em março do mesmo ano, na segunda ida à terras paulistas, que o Nisishima teve uma conversa muito clara e concisa com minha pessoa.

Em pauta estava o seu sentimento quanto à blogosfera e, principalmente, com o fandom em si. Para ele, perdeu-se o amor e a paixão pela arte e passava à prevalecer a objetividade e a consumação do dito certo e errado sobre animes e mangás, mas de forma vertiginosa e preocupante. Na visão do Nisishima era o momento propício de sair do ramo.

Em menos de um mês, o blog parceiro voltou do período de ostracismo.
- O primeiro retorno do Subete Animes: veja o post aqui -

A minha pessoa coloca "culpa no cartório" ao nobre amigo, até porque ele fazia posts no blog (entre 2007 e 2009) com uma velocidade intrigante e assustadora, o que dava a vaga impressão de que, cedo ou tarde, aquilo cairia na mesmice para o rapaz. Ocorreu o que se faz saber, em junho de 2010, com a saída "em definitivo" do Nisishima deste ramo das blogagens. Entretanto, ele tentou voltar com um outro blog, usando para tanto de um pseudônimo no qual minha pessoa odeia com todas as forças: Incubator, ou melhor, Mestre Incubator.

Assim o Nisishima criou em novembro de 2011 o já finado Missão Incubator, blog este que "repetiu os mesmos erros" do Subete Animes em uma visão restritamente pessoal. Sem dar tempo para as coisas acertaram-se, saia um post atrás do outro. Não julga-se isto como um demérito ou como ponto negativo pleno mas, objetivamente, era uma ação na qual o final já se fazia saber...

Não há crime algum em lançar posts todos os dias, ou várias vezes em uma mesma data, pelo contrário. Entretanto, este é um segmento de risco e muito perigoso por similar razão. Soma-se isto, no caso do jovem Nisishima, à sua visível descrença com a forma na qual as coisas estavam por caminhar. Mesmo mediante ao todo que se fez aqui citar, seria muita falta de pudor apenas julgá-lo e desmerecê-lo pois, na verdade, o que o jovem Leandro Nisishima merece é bem o contrário disto...

Por parte deste humilde blogueiro, o Nisishima tem toda a gratidão e reconhecimento pelo que fez, representou e ainda se faz valer em meio à crescente blogosfera animística brasileira. Ele quer ainda ver os animes com algum prazer e satisfação, não mais tendo que desgarrar esta ou aquela obra por alguma razão que a pessoa dele, em outra época, talvez considerasse determinante para não vê-la ou recomendá-la para outra pessoa.

Assim como a dupla de Byousoku 5 Centimeter, resta olhar para as lembranças...

Minha pessoa foi citada por ele, em seu post de fechamento oficial do blog (o mesmo será apagado em breve com o restante de todo o Subete Animes), o que fez com que a alegria viesse aos olhos deste blogueiro. Tudo isto que se vê hoje no NETOIN!, à título de exemplo, é feito com carinho, dedicação e muita vontade. Contudo, é algo que um dia conhecerá o seu ponto final. Não é agora, nem amanhã, nem no mês que vem. Mas um dia ocorrerá, seja por uma razão forte o bastante para tanto ou por alguma determinação muito maior do que se possa presumir.

Este é o legado da vida: tudo que inicia tem seu miolo e, fatalmente, um dia deixará de existir. Talvez no caso dos blogs e sites, como um todo, não venha à ser da mesma forma como é para os seres vivos. Quem é este humilde blogueiro para algo julgar à não ser as próprias ações mas, ainda assim, fica válido o registro verídico.

Grato ao Nisishima como blogueiro sobre animes e mangás que foi, que agora tentará descansar um tanto graças à sua "aposentadoria" da área. Mas o amigo Nisishima ainda será visitado mais vezes, onde mais conversas ocorrerão.

Obrigado, Leandro Nisishima.

[ made in NETOIN! ]

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Este post marcou o início de uma nova investida que ocorrerá no NETOIN!, mais precisamente, em sua linguagem e forma de explanar seus textos. Amigo visitante, até a próxima!

O autor do NETOIN! é...
Carlírio NetoCarlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - NETOIN! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons