O mundo real de Serial Experiments Lain... ~ Netoin!

domingo, 29 de dezembro de 2013

O mundo real de Serial Experiments Lain...

Um fragmento da abertura da obra.

Uma experiência que trás a tona uma concepção de realidade...

Saudações, visitante. É chegado o momento de uma obra antiga, datada em seu visual mas dinâmica em seu conteúdo, aparecer aqui no NETOIN!. Trata-se da centésima décima review da história desta casa na internet, na qual o espaço se faz abrir para um anime do distante ano de 1998.

Naquela época muito já se falava sobre o universo da computadorização. Haviam especulações sobre o então fatídico bug do milênio, que prometia atormentar a vida dos usuários de computadores na virada do ano 2000. A internet ganhava seu espaço com aceleração na crescente e, graças à isso, alguns debates sobre a vida cibernética entraram em pauta.

Um anime japonês de tal época ousou trabalhar esta temática ao seu modo. Em sua esfera está a chamada para possíveis perigos à humanidade, com vistas para o avanço da tecnologia (ênfase total na internet) e como a mesma poderia mudar o modo de vida das pessoas que, em alguns casos, poderiam "abandonar" a sociedade real para aventurar-se no universo cibernético.

Com base nesta pequena introdução você está convidado, visitante à acompanhar a review do anime Serial Experiments Lain, obra esta que pode ser considerada como um clássico dentro de sua proposta e gênero de atuação. Desta forma, tenha uma boa leitura.

Conceitos iniciais: a Wired e demais contrastes...

Seria isto o fragmento de uma ação da mente...

A sociedade está evoluindo a seus passos conhecidos. Um dos alicerces desta evolução está na crescente gestão tecnológica, na qual o advento da internet (a rede mundial de computadores) ganha um destaque acima das outras. Isto se deve a uma razão bem simples, estando a mesma diretamente atrelada à rotina diária das pessoas. Com as ocupações sobre crescentes e diminuindo o tempo para o dito lazer e descanso necessário, as redes de comunicação social e fóruns começaram a cumprir tal papel na vida dos usuários da grande rede de computadores.

É interessante notar que, no contexto aplicado em Serial Experiments Lain, tal diagramação já é trabalhada com um início de escopo mais terminal. A afirmativa justifica em razão da existência de uma união das redes de comunicação mais usadas pela humanidade. Prescrições ao telégrafo e ao telefone tornam-se viáveis aqui, mesmo não sendo as únicas (mas servindo como base e modelo). Mas este citado conjunto não existe em uma forma física ou palpável, pois se faz presente na internet em si.

Em outras palavras, as pessoas que acessam a grande rede podem adentrar a um tipo de nova realidade, na qual todos os sistemas de comunicação acabam se intercalando harmoniosamente, proporcionando (em uma simplória teoria) aquilo que a pessoa busca ao acessar tal área. Indo mais além, isto significa uma aproximação muito mais íntima entre as pessoas e os maquinários, sem a necessidade de um intermediário físico para tanto.

Uma "nova realidade".

Para toda a explicação dada nos dois parágrafos anteriores, visitante, se deu o nome de Wired. Em resumo, a proposta deste sistema estava em conectar pessoas e máquinas através da dita ressonância mental. Como explanado anteriormente, na teoria isto serviria para dar as pessoas aquilo que elas buscavam em termos de descontração, lazer e até demais negócios e atividades sociais, uma vez que o tempo escasso não lhes permitia isso. Entretanto, o uso da Wired acabou ganhando dimensões muito mais catastróficas e chamativas do que sua prerrogativa inicial podia assim defini-la.

Houve quem se entregasse totalmente a este novo e meticuloso sistema. Não poderia soar como novidade tal afirmação. Pessoas que passaram à buscar refúgio ou fuga de suas realidades viris, bem como também existiam aqueles que almejavam muito mais do que uma "satisfação mondana" com tal sistema. Neste imbróglio generalizado, o anime fez questão de apresentar em seu início o resultado direto que a Wired causou em uma estudante, que abandonara seu corpo físico para passar à viver, unicamente, na realidade cibernética.

Mas as coisas não param com a Wired em si, pois um tipo de novo protocolo cibernético está para ser criado, dentro da realidade proposta pelo anime. O mesmo se encontra intimamente baseado na internet e recebeu o nome de "Protocolo Sete", simples em sua aparição mas poderoso em sua provável execução. Diante disto que lhe foi apresentado, é possível concluir que Serial Experiments Lain lhe faz um convite a uma nova e fascinante realidade, em todos os sentidos possíveis.

Personagens e motivações...

O olhar da Lain...

Conhecer a história de base da obra é o primeiro passo para você ter uma melhor imersão sobre a mesma, nobre visitante. Como tal dado já é de seu conhecimento pleno, está na hora de você ver onde que os personagens se encaixam neste contexto. Dito isto, ninguém chama mais a atenção em Serial Experiments Lain do que a sua protagonista maior.

Como o próprio nome do anime vem à sugerir (Experimentos Sérios com Lain, no mais próximo do português literal), a protagonista do anime se chama Lain. Na verdade, Iwakura Lain é seu nome completo. Uma garota que não possui atrativos físicos que sejam chamativos ou de imenso impacto. Muito embora ela possua uma beleza peculiar em sua face, a Lain é uma garota extremamente comum, que possui um dia-a-dia tão normal quanto se pode imaginar.

Mas tudo isso que foi dito acima, sobre a Lain, não passa de uma teoria. Isto se deve à vários fatores. Começando pelo pai da jovem, o senhor Iwakura Yasuo, que possui uma grande parte de sua vida totalmente dedicada aos computadores.muito disto, claro, tem afinidade íntima com o seu trabalho e ligações junto às ditas Wired e o "Protocolo 7". Ele parece ter dedicado tanto a sua vida a tal trabalho, que sua própria esposa, Iwakura Miho, parece não ter importância para ele (ao menos, não como se poderia especular em uma vida de casados).

A família da Lain. Cena comum?

Iwakura Mika é a irmã mais velha de Lain, sendo detentora de um comportamento quieto e no próprio canto, apenas falando com a dita protagonista em alguns momentos de alta chamativa do anime ou então, minimamente, para chamar a atenção da Lain por alguma ocorrência. vale lembrar que, em seu berço familiar, a jovem e pequena protagonista não possui uma vida que possa ser chamada de muito normal, o que acaba levando Lain à agir assim também em sua diminuta vida social.

E quando se fala em diminuta, isto se deve ao fato da mesma ser restrita à sua escola. Na instituição de ensino, Lain é vista por suas (poucas) colegas como alguém de personalidade estranha, frágil, que não oferece perigo à ninguém, mas que acaba gerando muitas interpretações equivocadas sobre as suas ações pois, além de quaisquer outra coisa, a Lain possui poucas falas. Suas ideias não ficam claras para ninguém, em absoluto, graças à sua quietude. É óbvio presumir que, graças à tudo isto, algumas encrencas e situações nunca antes esperadas acabam atormentando a vida dela.

A vida de Lain acaba se transformando em duas etapas distintas. A primeira delas quando seu pai lhe compra um computador ultra moderno, o qual possibilita uma maior interação da jovem com a grande rede. E a segunda vem à tona quando ela, Lain, acaba "sendo apresentada" ao submundo real, no qual ela acaba descobrindo sobre coisas que transformariam o seu para todo o sempre.

Dados gerais...

Lain e suas amigas: vertentes de uma realidade.

Serial Experiments Lain trabalhava o dito tecnológico e humano, com ênfase às suas ligações mais íntimas possíveis e aplicando, como adição, conceitos extremamente fortes à respeito de família e de sociedade, por exemplo. Somente esta frase já poderia resumir o anime totalmente que, ao longo de seus treze episódios, soube enfatizar aquilo que na época de seu lançamento ainda era um futuro remotamente distante mas que, atualmente, não parece estar tão longe do mundo conhecido.

É importante aqui analisar que o anime trabalha muitos tópicos paralelos à sua premissa central. Tem-se, por exemplo, o cotidiano inicial da Lain, vista como esquisita na própria escola e como extremamente calada pela própria família. Há também o pai dela, cuja paixão pela informática não conhece fronteiras e que, guardadas as devidas proporções comparativas, acaba demonstrando um tímido esforço (inicial) para mostrar à sua filha mais nova as verdades do mundo que a rodeia.

E fica aqui registrado um plus value altamente poderoso para quando você ver o anime (se assim desejar fazê-lo), nobre visitante. O mesmo está no fato dela, Lain, acabar possuindo a chave que seu pai tanto busca para as suas ambições. Há também o fator direcionado na totalidade para o dito Wired, suas atribuições e maiores consequências. E sim, há um toque tímido de slice-of-life nesta obra, com o diferencial do mesmo não ser nem um pouco harmonioso ou fantasiosamente belo ou atraente.

Pode-se enfatizar, com tudo isto, que Serial Experiments Lain não busca trazer nenhuma lição de moral, nem mesmo apresentar salvação para a humanidade ou algo assim. O anime apenas faz um singelo alerta sobre o mundo ao redor de todos. Por mais que seja uma ficção em sua concepção, sua proximidade com a realidade é bem notória em diversos pontos de compreensão.

Objetivamente

A Lain, antes de ir dormir...

Tendo ido ao ar na terceira temporada de 1998, Serial Experiments Lain foi animado pelo estúdio Triangle Staff e dirigido por Nakamura Ryuutarou. Com um total de treze episódios em seu currículo, a obra chamou a atenção na época pelos fatores já aqui apresentados. No Brasil, o anime teve transmissão pelo canal pago Locomotion, isto no início dos anos 2000.

Abrangendo conceitos mais técnicos, a obra pode ser colocada como irrefutavelmente datada. Mas isso não significa que seu visual seja feio. Ao contrário disto, pode-se aqui aplicar a ideia de que o modo como a animação flui, bem como a mesma se fez conduzir, combinam com a proposta da obra em si. O mesmo pode ser aplicado, guardadas algumas diferenças, às características acústicas do anime. Sua OST é repleta de pequenas faixas de impacto, assimilando-se neste quesito à alguns jogos de survival horror (em especial alguma alusão à Resident Evil I e II)  que faziam a festa dos gamers em tal época. Os temas de abertura e de encerramento chamam a atenção positivamente.

Com muita alegria, o NETOIN! faz uma indicação muito positiva para que você assista à Serial Experiments Lain, nobre visitante. A obra trabalha temas que merecem a sua pronta atenção, de uma forma tão subjuntiva quanto chamativa para a sua compreensão. O ritmo lento dos diálogos e eventos pode ser um entrave, mas pondera-se para que tal característica não lhe seja um real empecilho para se assistir à esta obra.

Este anime foi assistido por uma indicação da nobre amiga
Ana Carolina, que participa de vários podcasts e que também
já teve seus posts aqui publicados. Minha pessoa agradece 
à ela por tal indicação e esta review é resultado direto disto.

Em breve, mais dois animes (indicados por outras pessoas)
também receberão reviews aqui no NETOIN!.
Por isso fique atento, nobre visitante.

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 10Blogger
  • Disqus

10 Comentários

  1. Boa noite Carlírio!!!

    Esse anime é um clássico e eu lembro muito bem quando eu era criança e lia sobre ele na Neo Tokyo e sempre tive vontade de assistir.
    Essa temática sobre dois mundos é genial e os conflitos mentais que isso gera me deixa totalmente interessada em assistir!

    Vou colocar na lista.

    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Como assisti por indicação, acredito que infelizmente levei tempo demais para terminar esta obra, nobre. Este anime se saiu melhor do que eu poderia esperar.

      A temática dele é chamativa e, em diversos pontos, coincide com a realidade de nosso mundo. É algo realmente para se levar em consideração.

      Qualquer coisa, comente em momento oportuno sobre o que tu achou da obra, nobre.


      Até mais!

      Excluir
    2. Nazca Dias ^^, temos algo em comum... tbm lia muito a Neo Tokyo e lembro sim desse classico, e como sou curioso depois de ter lido ja fui baixando para assistir e serio é muito gostoso de assistir, no começo ficamos confuso mas quando termina os 13 episodios paramos para pensar um pouco sobre o mundo ao nosso redor, simplismente viajado huhuh
      Nao so coloque na sua lista como tbm dê prioridade a ela xD
      nao vai se arrepender :3

      Excluir
  2. Já pensou o Netotin na Wired?

    RESENT DAY..
    PRESENT TIME!
    AHAHAHAHA!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Hum...
      Parece chamativa a proposta, embora a mesma tenha me dado um pouco de medo...xD

      O Netotin falando isso seria, minimamente, surreal...^^


      Até mais!

      Excluir
  3. oláaaa!
    obrigada pela sua mensagem de feliz natal que deixou no meu blog <3333
    agora,te desejo um ótimo 2014!!
    ahhh,mas não esquece amanha teremos um post especial de ultimo dia do ano!
    mas,agora tem um novo post tb:)
    venha me visitar :

    http://gliter-lovely.blogspot.com.br/

    bjosss ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Parece estar bem contente, nobre. Isso é muito digno e me deixa alegre, também.^^

      Sim, já passei em vosso blog e deixei minha opinião sobre o mesmo.


      Até mais!

      Excluir
  4. Dalhe, Carlírio!
    Haja coragem para escrever sobre Lain, é isso aí, meus parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Lhe agradeço humildemente, nobre Pedro.

      Confesso, entretanto, ter ficado curioso com vossa indagação sobre o anime (a obra) em si.


      Até mais!

      Excluir
  5. Esse anime realmente impressiona. Seja pelo seu traço bem estilizado ou principalmente por seu roteiro voltado ao mundo virtual, este que estava começando a se desenvolver no mundo naquela época. A maneira como o anime mostra esses elementos, confundindo e distorcendo a realidade, é excepcional. Exclente review!

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons