01/12/13 - 01/01/14 ~ Netoin!

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

E que venha 2014...

Hora de escrever o último post de 2013...

O ano de 2013 deixou a sua marca...

Saudações à você, nobre visitante. Este post não trará nenhuma review de anime. Também não terá nenhuma notícia para se destacar. Nem ao menos nenhuma novidade no ar para se citar (embora exista). Tudo isto porque é o último dia de 2013.

Talvez seja estranho mensurar isto. Deixar em clara evidência o frescor do momento, fortalecido pelo momento maior que está na chamativa de um novo ciclo que está por se iniciar. Para a minha pessoa isto inclui o NETOIN! no referido segmento, com muita propriedade. Este humilde espaço na internet que, em resumo, só deu orgulho a este blogueiro que vos escreve neste momento.

Mas não há a necessidade de centralizar-se no site em si. A data não pede por isso, unicamente. Na realidade, este ciclo que se encerra mostrou tantas novidades e oportunidades de exploração para a minha pessoa, que a projeção real para o próximo ano já começou de forma muito positiva. E aqui se fala de todos os âmbitos possíveis (profissional, pessoal e na internet).

O ano deixou sua marca. O espeço está aberto para 2014, que já iniciará com notícias para você, nobre visitante. E nos outros segmentos, pode-se aqui predizer que o tempo tudo definirá. Sempre ele, o tempo, implacável quando quer e severo quando se fez necessário. Medo e coragem caminhando paralelamente com a tristeza e a alegria. Isto é algo que apenas ele, o tempo, pode realmente oferecer.

Não há muito mais para ser dito neste momento, além da mais nobre e singela mensagem de todas...

Tenha um Feliz Ano Novo, visitante!
Que o seu 2014 seja repleto de realizações e muito sucesso!

São os votos sinceros do NETOIN! para você!

Até 2014!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O NETOIN! e seus destaques da animação japonesa em 2013!

A Frau e todo o seu sarcasmo estendem o tapete vermelho...

Quando se faz lançar uma proposta com o título de "melhores do ano", "destaques em um período" e afins, você já se sente parte de um pequeno universo. É neste exato momento que as opiniões se colidem, não no intuito da competitividade, mas sim no propósito de estabelecimento de um novo elo, no qual é possível haver uma troca de informações entre todas as pessoas interessadas pelo tema.

É com esta mentalidade que, desde o ano de 2010, o NETOIN! vem apresentando um post especial com os destaques na animação japonesa, ano após ano. A ideia, bastante disseminada na blogosfera mundial, tem um objetivo bem conciso. Para tanto basta observar como cada blog ou site dá o seu enfoque nas mais variadas listagens.

Dito isto, você é convidado neste momento à acompanhar aquilo que este humilde site tem à lhe oferecer, como base opinativa, sobre os destaques anuais provenientes dos animes japoneses. Desde agora, minha pessoa lhe deseja uma boa leitura, visitante.

Recapitulação: de 2009 à 2012...

Higashi no Eden.

Nos três anos anteriores, este site apresentou pontos de vista bem pessoais sobre a animação japonesa em si, dentro de sua base e empregabilidade. Por mais não tenha existido um post com os destaques de 2009, tudo terá início com este ano em citação. Irá se iniciar, neste instante, uma pequena viagem ao tempo.

No ano de 2009, a relação dos melhores animes ficou assim configurada:

1 - Higashi no Eden
2 - Clannad After Story
3 - Casshern Sins
4 - Eve no Jinkan
5 - Bakemonogatari

O drama presente no segundo cour da obra máxima da Kyoto Animation naquele ano foi deveras importante para a consolidação de tal título entre os destaques do citado ano. A história do herói que odiava a sua própria existência, em uma Terra pós-apocalíptica, também mereceu presencial citação. Por fim, a grande surpresa daquele ano atendeu pelo nome de Higashi no Eden, com um apelo voltado para questões político sociais, além da apresentação da figura de um pseudo "messias japonês".

Bungaku Shoujo.

Para 2010, a listagem final contou com as seguintes obras em equivalência:

1 - Bungaku Shoujo (movie)
2 - Kami Nomi zo Shiru Sekai
3 - Angel Beats!
4 - Working!!
5 - Katanagatari

No ano em destaque, a prerrogativa foi totalmente da descontração. Com exceção ao drama da garota literária, que fez a mente de minha pessoa balançar naquele ano, os demais animes listados tiveram pouca diferença entre um e outro. Todos eles possuíram suas razões de se fazerem presentes em tal listagem, desde a figura do conquistador Katsuragi Keima, passando pelas aventuras de Kanade e companhia na busca pela "libertação" de suas almas, passando pelas desventuras com o pessoal do Restaurante Wagnaria, até pousar nos longos mas preciosos episódios das aventuras presenciais de Katanagatari. Destaque especial para Otome Youkai Zakuro, uma grata surpresa no ano de 2010.


Usagi Drop!.

Em 2011, o hall da fama no NETOIN! teve a presença de:

1 - Usagi Drop!
2 - Puella Magi Madoka Magica
3 - Fate/Zero
4 - Ano Hana
5 - Tamayura ~Hitotose ~

A safra que o ano de 2011 apresentou foi muito digna para a minha pessoa. Diversas obras poderiam estar presente com grande e irrefutável seguridade nesta listagem. Os cinco animes listados fizeram por onde merecer tamanha representatividade, mas outras obras como Mawaru Penguindrum, Steins;Gate e Hanasaku Iroha também merecem ser aqui citadas, evidenciado uma listagem ainda mais nobre e consistente.


Hyouka.

Por sua vez, o ano de 2012 contou com as seguintes obras em sua lista final:

1 - Hyouka
2 - Jinrui wa Suitaishimashita
3 - Sakamichi no Apollon
4 - Kokoro Connect
5 - Tonari no Kaibutsu-kun

Eis que 2012 também teve a sua representatividade. Muitas obras chamaram a atenção justamente naquilo que este blogueiro mais aprecia, que é o gênero drama. Contudo, títulos diversos mereceram um forte destaque e citações de valor. À respeito disto, os cinco animes acima listados enfatizam muito bem isto. Entretanto, algumas menções honrosas se fazem muito necessárias, pois tais animes foram tão valorosos quanto estes acima listados. Para tanto mencionam-se obras como Hotarubi no Mori e, Ano Natsu de Matteru e Fate/Zero 2.


Falando de 2013...

Kill la Kill.

Antes de mais nada, é necessários que você se atenha quanto aos critérios utilizados por esta casa, para determinar a listagem final de destaques dentro de um período (o ano de 2013 no caso). Na verdade, trata-se de uma observação simples, porém bem sagaz e direta no ponto.

Os animes que tiveram segundo cour no início de 2013 (cujas estreias foram na última temporada de 2012), são elegíveis para quaisquer categoria deste ano que está para se encerrar. São eles: Robotics;Notes, Shin Sekai Yori, Magi, Little Busters!, Sakurasou no Pet na Kanojo e Shirokuma Cafe, dentre aqueles que minha pessoa estava acompanhando no referido período.

Vale lembrar que os animes que terão segundo cour no início do próximo ano somente serão elegíveis para tal, ou seja, 2014. Dentre as obras que estão sendo acompanhadas por minha pessoa, se faz citar: Kill la Kill, Magi II, Nagi no Asukara, Yowamushi Pedal, Kuroko no Basket 2 e Golden Time.

Passadas as explicações, o NETOIN! dará início à mostragem dos destaques da animação japonesa em 2013. Nobre visitante, tenha uma boa leitura.

2013 - os destaques negativos

Meganebu!.

O ano de 2013 teve início com uma sórdida premissa. A mesma vinha juntamente com o segundo cour de Robotics;Notes. O último episódio exibido em dezembro de 2012 havia deixado no ar a ideia de que o anime saberia explorar muito bem seu enredo à partir de janeiro de 2013. Porém, o que ocorreu foi totalmente o contrário. Em si, a obra não apresentou a evolução que se podia dela esperar. Em seu lugar, uma série de eventos anti-clímax foram sendo passados sequencialmente.

Mesmo com seus três últimos episódios que mereceram algum destaque, ao final da média Robotics;Notes acabou devendo bastante. Desta forma, este site classifica este anime como a grande decepção de 2013. Porém, prevaleceram nele a presença de uma certa e inóspita personagem, bem como a apresentação de uma OST digna de todo e qualquer respeito.

Contudo, é necessário apresentar o anime que merece em sua vanguarda o título de pior  no período em avaliação. Com tal prerrogativa, a obra que acaba despontando para tanto vem diretamente da última temporada, sendo que a mesma ousou ser diferente em alguns aspectos, mas acabou pecando justamente nesta vã tentativa.

Muromi-san e seu peixe-remo.

Tal primazia vai para o anime Meganebu!. Em si, a ideia da obra não era ruim (embora não conseguisse ir muito além de um clichê básico). O anime narrou as desventuras de cinco garotos do ensino médio japonês que participam de um clube, sendo este o de pessoas que usavam óculos. A obra até buscou apresentar algum humor, mas as tentativas mostradas acabaram ficando muito aquém de todo e qualquer prognóstico. Com um visual chamativo (mesclando o surrealismo e o efeito psicodélico, especialmente no uso das cores), este anime acabou ficando como o grande destaque negativo do NETOIN! em 2013.

E quando se imagina que tudo havia parado, surge também a escolha do pior personagem do ano. Para tanto, minha pessoa teve que remoer oito dos cinquenta e sete animes vistos ao longo deste ano, com a finalidade de chegar a um consenso digno sobre tal escolha. E a mesma, ainda assim, poderá soar levemente injusta, pois se trata de um personagem que é legal, penando negativamente por ser muito masoquista e totalmente inútil.

Com tais palavras, o Peixe-remo do anime Muromi-san fica com a menção honrosa de pior personagem deste ano. Como frisado anteriormente, o mesmo acabou enquadrando-se na questão de sua gritante inutilidade como ser vivo naquele ambiente humorístico. Mas isso não deixa para trás a sua principal qualidade, que fica à vista clara de quem com ele topar por aí.

2013 - os melhores personagens

Chamber, de Suisei no Gargantia.

Para alguns, 2013 mereceu ser marcado como o ano dos coadjuvantes. Para outros, foi o período no qual os protagonistas se sobressaíram. Independente de qual lado você esteja, é vem interessante verificar que este ano em questão apresentou um bom leque de possibilidades, no que tange à escolha de um personagem mais digno para ser mencionado como destaque positivo.

E para dar início aos trabalhos, faz-se aqui necessária a chamada para um personagem que ousou acompanhar seu dono (e mestre) em uma jornada para outro planeta. Diretamente de Suisei no Gargantia vem a figura dele, o robô Chamber, como o melhor personagem masculino em 2013. Toda a sua nobreza e fidelidade foram cruciais para tamanha escolha e representatividade. A disputa, obviamente, não foi fácil. Mas seguramente, este simpático robô fez por onde merecer este posto de destaque.,

À saber, outros personagens também merecem forte menção aqui. Este é o caso do Rivaille, de Shingeki no Kyojin. Ao mesmo grupo podem ser conotadas as presenças do Kyousuke (Little Busters! Refrain), Hachiken (Silver Spoon) e Accelerator (To Aru Kagaku no Railgun S). Isto sem contar outro grande leque de personagens, proporcionando diversas possibilidades para a escolha deste ano.

Koto, de Kyousougiga.

No âmbito feminino a escolha também se fez bem acirrada. O ano de 2013 apresentou memoráveis personagens, na mesma proporção na qual se fez mostrar aquelas figuras mais irritantes e indesejáveis. Com isso, pode-se aqui definir que chegar à uma escolha dentre as personagens femininas foi ainda mais difícil do que na masculina, tendo em vista que aqui a disputa foi acirradamente superior.

Levando em conta "o todo" que se fez prosseguir até o último momento de cada anime, o NETOIN! apresenta a Koto, de Kyousougiga, como a personagem feminina de maior destaque em 2013. Arteira, simpática, atrevida, carinhosa e verdadeira são os atributos que recaem diretamente para a protagonista do citado anime. E vale muito vê-la em ação na obra em questão que, à sua forma, também mereceu amplo destaque ao longo do ano corrente.

Para que você tenha uma breve ideia sobre quem estava no páreo para destaque do ano como personagem feminina, faz-se citar personagens como a Mikasa (Shingeki no Kyojin), Misaka Mikoto (To Aru Kagaku no Railgun S), Frau (Robotics;Notes), Rin (Little Busters! Refrain!), Setsuna (White Album 2), Shiori (Kyoukai no Kanata), Ibara (Coppelion), Hanekawa e Nadeko (ambas de Monogatari Series Second Season).

2013 - os animes em destaque

Yama no Susume.

O ano corrente despontou com uma serventia bem meticulosa, no que se refere ao consenso sobre o dito "melhor anime em 2013". As aspas se fazem mais do que necessárias para tal afirmativa, uma vez que várias obras poderiam ter cravado um um tipo de empate técnico nas mais diversas posições, ao mesmo passo. Além disto, definir algo em um top tão arriscado como esse não busca ultrapassar linhas, necessariamente.Há muito informe presente, que varia da opinião pessoal em seu resplendor até chegar à pontos técnicos mais críveis.

Antes de dar início a listagem do ano, é necessário enfatizar as gratas surpresas que apareceram em 2013. Elas se iniciaram com os animes de curta duração, que apareceram em boa quantidade no decorrer deste ano. Destaca-se, para tanto, a singela estória promovida por Yama no Susume, anime no qual carisma e montanhismo caminharam lado a lado com relativa elegância. A obra Da Capo III apresentara uma busca saudável e de respeito às origens da série em si. O dia-a-dia de um ambiente de trabalho, promovido por Servant X Service, também merece ser aqui conotado como uma grata surpresa no ano.

O vislumbre de Konotonha no Niwa foi algo perto do mágico (Makoto Shinkai mostrando que realmente possui um tato elogiável para tais animações e enredos de impacto emocional). Mágica esta que se fez presente com amplitude em Little Witch Academia, uma obra independente que teve um imenso e inolvidável valor. E não se pode esquecer de Shin Sekai Yori, disparadamente o anime com a maior quantidade de plot twists deste período, ousando trabalhar diversas vertentes de trama e se tendo se saído muito bem com tal execução.

E quando se fala de longa metragens, os mesmos ganharam destaque também. A preferência de minha pessoa ficou com To Aru Majutsu no Index: Endymion no Kiseki, cuja abordagem foi tão fiel à série quanto se poderia esperar em larga equivalência. Outros dois filmes que merecem destaque aqui são Puella Magi Madoka Magica: Rebellion e Steins;Gate: Fuka Ryouiki no Déjà vu. Com suas propostas bem diferenciadas, ambos os filmes acabaram agradando dentro de uma sólida e saudável perspectiva.

Contudo, agora é o momento de se apresentar os animes destacados em 2013, na visão de minha humilde pessoa (que ilustra com alegria a visão do NETOIN! como um todo).


5º lugar: Kyousougiga - A irreverência à serviço do folclore e da aventura por duas realidades distintas, porém paralelas entre si...


4º lugar: Silver Spoon - Aprender a ser um futuro empresário da agricultura nunca foi tão divertido. Ao menos assim poderia se imaginar...


3º lugar: Uchouten Kazoku - Guaxinins nunca foram tão ousados e engraçados. Além disto, tais seres nunca foram tão humanos em suas almas e consciências...


2º lugar: White Album 2 - O romance-mor de todo 2013. A chamada para se aprender como validar (e também ao contrário) o maior e mais precioso sentimento humano está nesta obra...


1º lugar: To Aru Kagaku no Railgun S - A Cidade-Escola não apenas foi muito bem representada, como a obra em si apresentou irrefutável qualidade de seu início até o final...

Chihayafuru II.

Este foi o top'5 para 2013, na visão do NETOIN!. Contudo, várias outras obras fizeram por onde merecerem destaque e apoio. Dadas tais razões, se seguirá mais baixo duas listagens complementares, visando dar prosseguimento a um top'10 e finalizando com um top'20 geral do corrente ano.

Os seguintes animes podem ser alocados para a formação de um top'10 geral, iniciando do sexto posto e encerrando na décima colocação. Na salientada ordem, são eles: Monogatari Series Second Season, Chihayafuru II, Kami Nomi zo Shiru Sekai III, Shingeki no Kyojin e Little Busters! Refrain.

À seguir, surgem mais dez animes, que podem ser alocados entre a décima primeira e vigésima posições (na ordem estipulada, sequencialmente), perfazendo e finalizando o chamado top'20 em 2013. Para tanto, seguem-se as seguintes obras, tal como se fez definir: Shin Sekai Yori, Kotonoha no Niwa, Kyoukai no Kanata, Servant X Service, Free!, Aku no Hana, Sakurasou no Pet na Kanojo, Gingitsune, Gatchaman Crowds e Suisei no Gargantia.

Vale lembrar, entretanto, que tudo aqui apresentado é uma opinião deste site, na visão de minha pessoa. Nenhum dado presente pode ser constatado com um tipo de verdade absoluta do universo, e nem deve ser assim ostentado. Entretanto, o convite está mais do que aberto para que você exponha o seu top, suas sugestões, observações e críticas na área de comentários deste site, nobre visitante.

Espera-se, desde este momento, que este post tenha servido para o propósito e, desde agora, ficam válidos os votos para um 2014 bem chamativo e repleto de alegrias no âmbito da animação japonesa.

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

domingo, 29 de dezembro de 2013

O mundo real de Serial Experiments Lain...

Um fragmento da abertura da obra.

Uma experiência que trás a tona uma concepção de realidade...

Saudações, visitante. É chegado o momento de uma obra antiga, datada em seu visual mas dinâmica em seu conteúdo, aparecer aqui no NETOIN!. Trata-se da centésima décima review da história desta casa na internet, na qual o espaço se faz abrir para um anime do distante ano de 1998.

Naquela época muito já se falava sobre o universo da computadorização. Haviam especulações sobre o então fatídico bug do milênio, que prometia atormentar a vida dos usuários de computadores na virada do ano 2000. A internet ganhava seu espaço com aceleração na crescente e, graças à isso, alguns debates sobre a vida cibernética entraram em pauta.

Um anime japonês de tal época ousou trabalhar esta temática ao seu modo. Em sua esfera está a chamada para possíveis perigos à humanidade, com vistas para o avanço da tecnologia (ênfase total na internet) e como a mesma poderia mudar o modo de vida das pessoas que, em alguns casos, poderiam "abandonar" a sociedade real para aventurar-se no universo cibernético.

Com base nesta pequena introdução você está convidado, visitante à acompanhar a review do anime Serial Experiments Lain, obra esta que pode ser considerada como um clássico dentro de sua proposta e gênero de atuação. Desta forma, tenha uma boa leitura.

Conceitos iniciais: a Wired e demais contrastes...

Seria isto o fragmento de uma ação da mente...

A sociedade está evoluindo a seus passos conhecidos. Um dos alicerces desta evolução está na crescente gestão tecnológica, na qual o advento da internet (a rede mundial de computadores) ganha um destaque acima das outras. Isto se deve a uma razão bem simples, estando a mesma diretamente atrelada à rotina diária das pessoas. Com as ocupações sobre crescentes e diminuindo o tempo para o dito lazer e descanso necessário, as redes de comunicação social e fóruns começaram a cumprir tal papel na vida dos usuários da grande rede de computadores.

É interessante notar que, no contexto aplicado em Serial Experiments Lain, tal diagramação já é trabalhada com um início de escopo mais terminal. A afirmativa justifica em razão da existência de uma união das redes de comunicação mais usadas pela humanidade. Prescrições ao telégrafo e ao telefone tornam-se viáveis aqui, mesmo não sendo as únicas (mas servindo como base e modelo). Mas este citado conjunto não existe em uma forma física ou palpável, pois se faz presente na internet em si.

Em outras palavras, as pessoas que acessam a grande rede podem adentrar a um tipo de nova realidade, na qual todos os sistemas de comunicação acabam se intercalando harmoniosamente, proporcionando (em uma simplória teoria) aquilo que a pessoa busca ao acessar tal área. Indo mais além, isto significa uma aproximação muito mais íntima entre as pessoas e os maquinários, sem a necessidade de um intermediário físico para tanto.

Uma "nova realidade".

Para toda a explicação dada nos dois parágrafos anteriores, visitante, se deu o nome de Wired. Em resumo, a proposta deste sistema estava em conectar pessoas e máquinas através da dita ressonância mental. Como explanado anteriormente, na teoria isto serviria para dar as pessoas aquilo que elas buscavam em termos de descontração, lazer e até demais negócios e atividades sociais, uma vez que o tempo escasso não lhes permitia isso. Entretanto, o uso da Wired acabou ganhando dimensões muito mais catastróficas e chamativas do que sua prerrogativa inicial podia assim defini-la.

Houve quem se entregasse totalmente a este novo e meticuloso sistema. Não poderia soar como novidade tal afirmação. Pessoas que passaram à buscar refúgio ou fuga de suas realidades viris, bem como também existiam aqueles que almejavam muito mais do que uma "satisfação mondana" com tal sistema. Neste imbróglio generalizado, o anime fez questão de apresentar em seu início o resultado direto que a Wired causou em uma estudante, que abandonara seu corpo físico para passar à viver, unicamente, na realidade cibernética.

Mas as coisas não param com a Wired em si, pois um tipo de novo protocolo cibernético está para ser criado, dentro da realidade proposta pelo anime. O mesmo se encontra intimamente baseado na internet e recebeu o nome de "Protocolo Sete", simples em sua aparição mas poderoso em sua provável execução. Diante disto que lhe foi apresentado, é possível concluir que Serial Experiments Lain lhe faz um convite a uma nova e fascinante realidade, em todos os sentidos possíveis.

Personagens e motivações...

O olhar da Lain...

Conhecer a história de base da obra é o primeiro passo para você ter uma melhor imersão sobre a mesma, nobre visitante. Como tal dado já é de seu conhecimento pleno, está na hora de você ver onde que os personagens se encaixam neste contexto. Dito isto, ninguém chama mais a atenção em Serial Experiments Lain do que a sua protagonista maior.

Como o próprio nome do anime vem à sugerir (Experimentos Sérios com Lain, no mais próximo do português literal), a protagonista do anime se chama Lain. Na verdade, Iwakura Lain é seu nome completo. Uma garota que não possui atrativos físicos que sejam chamativos ou de imenso impacto. Muito embora ela possua uma beleza peculiar em sua face, a Lain é uma garota extremamente comum, que possui um dia-a-dia tão normal quanto se pode imaginar.

Mas tudo isso que foi dito acima, sobre a Lain, não passa de uma teoria. Isto se deve à vários fatores. Começando pelo pai da jovem, o senhor Iwakura Yasuo, que possui uma grande parte de sua vida totalmente dedicada aos computadores.muito disto, claro, tem afinidade íntima com o seu trabalho e ligações junto às ditas Wired e o "Protocolo 7". Ele parece ter dedicado tanto a sua vida a tal trabalho, que sua própria esposa, Iwakura Miho, parece não ter importância para ele (ao menos, não como se poderia especular em uma vida de casados).

A família da Lain. Cena comum?

Iwakura Mika é a irmã mais velha de Lain, sendo detentora de um comportamento quieto e no próprio canto, apenas falando com a dita protagonista em alguns momentos de alta chamativa do anime ou então, minimamente, para chamar a atenção da Lain por alguma ocorrência. vale lembrar que, em seu berço familiar, a jovem e pequena protagonista não possui uma vida que possa ser chamada de muito normal, o que acaba levando Lain à agir assim também em sua diminuta vida social.

E quando se fala em diminuta, isto se deve ao fato da mesma ser restrita à sua escola. Na instituição de ensino, Lain é vista por suas (poucas) colegas como alguém de personalidade estranha, frágil, que não oferece perigo à ninguém, mas que acaba gerando muitas interpretações equivocadas sobre as suas ações pois, além de quaisquer outra coisa, a Lain possui poucas falas. Suas ideias não ficam claras para ninguém, em absoluto, graças à sua quietude. É óbvio presumir que, graças à tudo isto, algumas encrencas e situações nunca antes esperadas acabam atormentando a vida dela.

A vida de Lain acaba se transformando em duas etapas distintas. A primeira delas quando seu pai lhe compra um computador ultra moderno, o qual possibilita uma maior interação da jovem com a grande rede. E a segunda vem à tona quando ela, Lain, acaba "sendo apresentada" ao submundo real, no qual ela acaba descobrindo sobre coisas que transformariam o seu para todo o sempre.

Dados gerais...

Lain e suas amigas: vertentes de uma realidade.

Serial Experiments Lain trabalhava o dito tecnológico e humano, com ênfase às suas ligações mais íntimas possíveis e aplicando, como adição, conceitos extremamente fortes à respeito de família e de sociedade, por exemplo. Somente esta frase já poderia resumir o anime totalmente que, ao longo de seus treze episódios, soube enfatizar aquilo que na época de seu lançamento ainda era um futuro remotamente distante mas que, atualmente, não parece estar tão longe do mundo conhecido.

É importante aqui analisar que o anime trabalha muitos tópicos paralelos à sua premissa central. Tem-se, por exemplo, o cotidiano inicial da Lain, vista como esquisita na própria escola e como extremamente calada pela própria família. Há também o pai dela, cuja paixão pela informática não conhece fronteiras e que, guardadas as devidas proporções comparativas, acaba demonstrando um tímido esforço (inicial) para mostrar à sua filha mais nova as verdades do mundo que a rodeia.

E fica aqui registrado um plus value altamente poderoso para quando você ver o anime (se assim desejar fazê-lo), nobre visitante. O mesmo está no fato dela, Lain, acabar possuindo a chave que seu pai tanto busca para as suas ambições. Há também o fator direcionado na totalidade para o dito Wired, suas atribuições e maiores consequências. E sim, há um toque tímido de slice-of-life nesta obra, com o diferencial do mesmo não ser nem um pouco harmonioso ou fantasiosamente belo ou atraente.

Pode-se enfatizar, com tudo isto, que Serial Experiments Lain não busca trazer nenhuma lição de moral, nem mesmo apresentar salvação para a humanidade ou algo assim. O anime apenas faz um singelo alerta sobre o mundo ao redor de todos. Por mais que seja uma ficção em sua concepção, sua proximidade com a realidade é bem notória em diversos pontos de compreensão.

Objetivamente

A Lain, antes de ir dormir...

Tendo ido ao ar na terceira temporada de 1998, Serial Experiments Lain foi animado pelo estúdio Triangle Staff e dirigido por Nakamura Ryuutarou. Com um total de treze episódios em seu currículo, a obra chamou a atenção na época pelos fatores já aqui apresentados. No Brasil, o anime teve transmissão pelo canal pago Locomotion, isto no início dos anos 2000.

Abrangendo conceitos mais técnicos, a obra pode ser colocada como irrefutavelmente datada. Mas isso não significa que seu visual seja feio. Ao contrário disto, pode-se aqui aplicar a ideia de que o modo como a animação flui, bem como a mesma se fez conduzir, combinam com a proposta da obra em si. O mesmo pode ser aplicado, guardadas algumas diferenças, às características acústicas do anime. Sua OST é repleta de pequenas faixas de impacto, assimilando-se neste quesito à alguns jogos de survival horror (em especial alguma alusão à Resident Evil I e II)  que faziam a festa dos gamers em tal época. Os temas de abertura e de encerramento chamam a atenção positivamente.

Com muita alegria, o NETOIN! faz uma indicação muito positiva para que você assista à Serial Experiments Lain, nobre visitante. A obra trabalha temas que merecem a sua pronta atenção, de uma forma tão subjuntiva quanto chamativa para a sua compreensão. O ritmo lento dos diálogos e eventos pode ser um entrave, mas pondera-se para que tal característica não lhe seja um real empecilho para se assistir à esta obra.

Este anime foi assistido por uma indicação da nobre amiga
Ana Carolina, que participa de vários podcasts e que também
já teve seus posts aqui publicados. Minha pessoa agradece 
à ela por tal indicação e esta review é resultado direto disto.

Em breve, mais dois animes (indicados por outras pessoas)
também receberão reviews aqui no NETOIN!.
Por isso fique atento, nobre visitante.

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

sábado, 28 de dezembro de 2013

Curtas em geral - parte #210: o shoujo pedirá passagem em 2014!

Uma chamada interessante...

Na última edição do curtas em 2013, o amor pede passagem...

Faz algum tempo que a seção Curtas em geral não apresenta um texto novo. Por sorte, tal período de ostracismo foi oficialmente encerrado graças à duas notícias que prometem chamar a intenção dos amantes de um bom shoujo anime, no que tange à temporada de janeiro'2014 (que está para iniciar-se).

Nos meses de janeiro e fevereiro do próximo ano, duas séries de mangás ganharão as suas conversões para anime. Ambas as obras serão exibidas durante um programa infantil de nome Oha-Suta. Por meio desta básica chamada, você já pode ter a clara (e certeira) visão de que são títulos cujas histórias são mais simples, quase em nada dramáticas, mas que possuem todos os arquétipos de um bom e caridoso shoujo anime.

Um três dias de janeiro irá ao ar a obra Sugar Soldier. Por suas vez, três datas de fevereiro contarão com a exibição de Romantica Clock. Ambos os títulos serão transmitidos como séries de OVA (original video animation), com um total de três episódios para cada um. E nas vertentes destes animes está a chamada mais básica e simplória possível sobre os sentimentos humanos.

Enquanto Sugar Soldier visa trazer uma trama com superação pessoal (na qual a protagonista carrega o flagelo de ter um "dom especial" e este ser o motivo de sua impopularidade), Romantica Clock contará uma história sobre um casal de gêmeos que possui o receio de ver a sua afinidade pessoal enfraquecer com o passar do tempo.

Para você ter acesso à maiores informações, basta acessar o site Anime News Network, de onde provém tais notícias. Fique à par das datas e outras características de Sugar Soldier aqui, da mesma forma que você encontrará mais informações sobre Romantica Clock ao clicar aqui.

Bônus: Nagi no Asukara em AMV...

A Manaka pedindo passagem no NETOIN!.

Recentemente, a minha pessoa estava conversando com uma grande amiga na rede social Facebook. Entre devaneios durante a troca de ideias sobre o anime Nagi no Asukara, este humilde blogueiro acabou deparando-se com um AMV muito bem feito, e bem curto, sobre a obra em citação.

Com o nome de "One Time", tal vídeo mostra os bons e meticulosos momentos vividos pela dupla Manaka e Hikari, dois dos principais personagens do anime, além de contar com flashs da participação do jovem Tsumugu. É um AMV que merece a sua atenção, nobre visitante.

"One Time", Nagi no Asukara AMV

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons