Curtas em geral - parte #214: falando das dublagens de Dragon Ball... ~ Netoin!

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Curtas em geral - parte #214: falando das dublagens de Dragon Ball...

Alguém está furioso aqui...

A dublagem em animes é sempre um tópico discutido com veemência pelo fandom mundial. Este é um fato deveras antigo, totalmente compreensível em sua existência e também um grande fiel da balança para várias pessoas, que preferem abrir mão de assistir um anime com vozes em seu idioma local ou que realmente preferem assistir às obras faladas em sua língua pátria. Trata-se de um assunto extenso, repleto de ramificações e com linhas de diálogo bem definidas.

A questão desta edição da seção Curtas em geral está pautada nas dublagens. E um anime foi o escolhido para o ser o alvo de citação, tratando-se de Dragon Ball Z. Esta obra, aclamada por quase todo o planeta, tem as suas falas sendo ditas nos mais diferentes idiomas. Poderia até ser considerado, entre outras coisas, um anime cuja dublagem realmente causa um sentimento saudosista para muitos, justamente pelo fato de tal obra ter sido muito divulgada e transmitida pela televisão (aberta e paga) por um longo espaço de tempo.

Tira-se o pequeno divagamento de minhas pessoa em uma parte do parágrafo anterior e tem-se o ponto certo para a chamada de atenção. O mesmo está trelado sobre até quando (entenda-se por momento ou situação) uma dublagem pode distorcer (ou não) a ideia real da obra ou parte da mesma. Note que, aqui, está sendo falado unicamente do poder que a dublagem possui e que a mesma, dependendo do caso, pode acabar influenciando negativamente na experiência de se assistir ao anime (da mesma maneira que influencia de maneira positiva, quando certas características pertinentes à obra original não são deixadas de lado).

Mais alguém está perplexo aqui...

No caso em específico aparenta existir um diferencial enorme na dublagem de Dragon Ball Z no idioma espanhol, em uma comparação direta com a de seu País de origem (a Espanha) e a sua facção da América Latina (que pode ser tratada, no caso, proveniente do México). Algumas falas dos personagens não se limitam a "falta de vida" (o tom usado na voz em certos momentos) e vão além, pois os termos mais condizentes com o universo das aventuras do guerreiro saiyajin Son Gokku e companhia acabaram se perdendo de forma bem inusitada. E não há exagero nesta afirmativa.

Um exemplo bem contundente está no primeiro dos três vídeos com link ao final do post, no qual o próprio termo [saiyajin] foi substituído por [seres do espaço]. Provavelmente você deve estar surpreso ao ter conhecimento disto, tanto quanto a minha pessoa acabou ficando. Além disto o golpe máximo de Gokku, a [Genkidama], também acabou sendo tesourada inapelavelmente. E depois disto tudo tem-se ainda alguns momentos nos quais a atuação dos dubladores deveriam ser mais expressivas mas que, infelizmente, acabaram dando uma outra conotação às suas respectivas cenas.

O segundo vídeo também faz a comparação com as dublagens em espanhol, separadas pelo grandioso Oceano Atlântico. Nele, uma compilação com diversas cenas é feita, nas quais nem mesmo o narrador do anime Dragon Ball Z acabou escapando de severas críticas (nos comentários do vídeo). Pode-se aqui imaginar diversas razões que levam uma dublagem ser tão diferente da outra, por mais que tecnicamente o idioma acabe sendo o mesmo. E jamais a palavra técnica havia ganho tão poder como agora (e não se faz referência aqui à potência de combate em lutas). Pode ter ocorrido algo referente à algum tipo de censura, o que explicaria muita coisa mas não serviria de desculpa real. De outra forma, pode também ter sido uma forma de "localizar" a dublagem do anime (que pode ter agradado os locais, mas que acabou soando deveras estranho na atuação geral).

Alguém está desesperado aqui...

Neste momento minha pessoa se recorda de quando Shurato veio para o Brasil, em abril de 1996, pela Rede Manchete. Muito embora na época não se tenha dado importância (pessoalmente falando), os nomes dos golpes, locais e personagens foram mantidos tal como eram em sua versão original. Isto porque (segundo se faz constar) o citado anime veio à partir de fitas masters da versão mexicana do mesmo e, como em tal nação também não houve nenhuma alteração com a versão japonesa, pode-se dizer que o anime chegou em sua forma "pura" para ser exibido pela emissora brasileira.

Voltando no que tange à Dragon Ball Z, o último vídeo listado mais abaixo apresenta uma interessante sequência do personagem Son Gohan, durante a saga de Cell. Nela, oito dublagens diferentes foram apresentadas (entre elas a brasileira) e tal vídeo vale a citação para você notar, unicamente, como um dublador tem grande poder com a sua voz (este profissional faz a grade diferença, em especial nas cenas que exigem maior impacto em sua atuação). No âmbito geral, tal vídeo passa um pouco distante da diferenciação mostrada nos anteriores, mas sem dúvida também vale a pena dar uma olhada no mesmo.

De toda a forma, não há a intenção de se crucificar ninguém aqui. O intuito do post é, como foi ressaltado anteriormente, lhe deixar à par de que as dublagens ao redor do mundo possuem um grande poder. Fica  feito o convite para que você deixe a sua opinião, no que tange à demonstrar sobre até qual ponto uma dublagem pode realmente impactar positiva (ou negativamente) em uma obra áudio-visual. E sim, este humilde blogueiro aprecia os animes dublados em português (a maioria ao menos).

Dicas de visitação (YouTube)

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 6Blogger
  • Disqus

6 Comentários

  1. Realmente as dublagens causam impacto em que verá a obra. O video das varias dublagens mostra a diferença. Sinceramente como vi Dragon Ball dublado, ainda acho estranho quando vejo o original. E essas versões em Espanhol não tiveram a mão da censurável empresa americana que acabou com One Piece? Sem falar da péssima interpretação dos dubladores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Sim, eu acredito no dito poder que uma dublagem possui, seja ela para o bem ou para o mal.
      Entretanto, a versão em espanhol proveniente da Europa me chamou um tanto quanto negativamente a atenção, justamente pelo fato da mesma ter alterado nomes de golpes e afins do anime (além de alguns dubladores não terem, exatamente, agido de acordo com o que certos momentos pediam).

      Até mais!

      Excluir
  2. Olá!!

    Ver coisas dublados (não somente animes, por isso 'coisas') não me incomoda e dependendo da obra meu divertimento e tentar acertar este ou tal dublador, diferente de pessoas que abominam qualquer tipo de dublagem que não seja a original.

    Nesse caso, DBZ eu assisti inteiramente em português e sua dublagem em japonês desagrada aos meus ouvidos. Puro pré-conceito. Incrível como a coisa muda quando se muda de país. E pensar que muitos dos animes dublados por aqui (antigamente pelo menos) viam após a dublagem mexicana ou espanhola. (Se você já assistiu a CDZ na TV aberta, era só apertar a tecla sap da TV e o negócio ficava em espanhol).

    Realmente a interpretação impacta bastante em qualquer idioma... xD

    Até breve!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Eu realmente concordo contigo, nobre.
      Para mim, assistir animes (filmes, seriados e afins) com o idioma local na dublagem é bem satisfatório.

      Mas, inegavelmente, a dublagem tem um grande poder. E nos exemplos que citei no post, dá para notar o quanto que este poder pode ser bem usado (ou não). XD

      Até mais!

      Excluir
  3. Até que em animes eu considero que o impacto da dublagem não é tão alto, porquê não é como se você estivesse sobrepondo uma voz de outra pessoa num ator real ou parecido. Se o anime foi feito originalmente por dubladores japoneses, porque não poderia ser feito por dubladores brasileiros?
    Claro que tem a questão das "localizações" que sempre acabam sendo feitas com a dublagem, mas se for parar pra pensar, na maioria das vezes as legendas também são moldadas de forma a facilitar o entendimento de quem assiste. O que já vi de "itadakimasu" sendo legendado como "bom apetite" e semelhantes é gigantesco, e se for parar pra pensar na questão, essa não é realmente uma tradução fiel dessas expressões. Pra querer realmente entender a obra em seu contexto original, só mesmo aprendendo o idioma. Por isso acho que não faz sentido alguém reclamar de dublagem e assistir legendado.
    Isso é claro, considerando uma dublagem decente. Uma dublagem meia boca realmente é mil vez pior do que uma legenda meia boca...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Acredito que existam muitas perspectivas que possam aqui serem lançadas, nobre . Nos exemplos que citei no post há quase um abismo de diferença na qualidade, entre as dublagens espanhola e mexicana, para o anime Dragon Ball Z. Penso se isso acontece, enfaticamente ou não, com outras obras dubladas em tais nações (exemplo).

      Mesmo as dublagens feitas no Brasil possuem muitos diferenciais, mas meu gosto pelas mesmas é bem alto.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons