[Temporada em Andamento] Abr'2014 - Opiniões e devaneios... ~ Netoin!

domingo, 18 de maio de 2014

[Temporada em Andamento] Abr'2014 - Opiniões e devaneios...

Sentindo a empolgação da Kaori.

Deixando divagações no ar...

Uma das prerrogativas mais conhecidas no meio animístico está em seu caráter opinativo, ou seja, quando cruzam-se ideias e devaneios sobre aquilo que está se assistindo. Se levar em consideração esta linha de pensamento, a probabilidade de muitas de tais opiniões mudarem de percurso nas próximas semanas é realmente alta, ao mesmo passou que outras análises possuem a tendência de se manterem intactas, seja para o bem ou para o mal.

No caso em questão, se fará presente neste texto uma linha opinativa sobre como tem se saído a atual temporada de animes (abril'2014) na visão deste humilde blogueiro. A prerrogativa buscará mostrar, entre outras coisas, que nem sempre aquela obra esperada poderá realmente mostrar o porque de ter sido tão esperada, ao mesmo tempo no qual alguns animes (não antes previstos de serem vistos) acabaram ganhando um conceito muito maior em suas avaliações do que em títulos nos quais se esperava algo à mais.

Para tanto, é necessário você saber que, inicialmente, minha pessoa tinha a ideia inicial de assistir a apenas dez animes nesta temporada: Ryuugajou Nanana no Maizoukin, Haikyuu!Gokukoku no BrynhildrInugami-san to Nekoyama-sanAkuma no Riddle, Jojo's Bizarre Adventure Stardust CrusadersNo Game No Life, Isshuukan FriendsSoredemo Sekai wa Utsukushii e Hitsugi no Chaika. A tais animes somavam-se os prosseguimentos de Nisekoi, Yowamushi Pedal e de Tonari no Seki-kun.

Esta listagem acima acabou aumentando consideravelmente, pois outras obras acabaram tendo presença na grade do NETOIN!, sendo elas: Mushi-Shi Zoku Shou, Mahouka Koukou no Rettousei, Ping Pong The Animation, Baby Steps, Black Bullet, Abarenbou Kishi!!! Matsutarou, Captain Earth, Gochuumon wa Usagi Desu ka?, Mekaku City Actors, Selector Infected Wixoss, Mangaka-san to Assistant-san e Fuun Ishin Dai Shogun. Com a inclusão destes animes, o total da temporada de abril'2014 acabou saltando para vinte e duas obras. Bastante, sendo este um número que não era sequer almejado chegar perto desde a temporada de abril'2011. Neste caso não se trata de gosto ou preferências, mas sim unicamente pelo "tempo livre" que ia ficando mais escasso (em contrapartida ao momento mais atual).

A questão maior, entretanto, está em saber quais destas obras tem realmente valido a pena seguir. Em outros casos, vale aqui a famosa mensuração sobre a existência de animes à serem abandonados e se, em algum ponto, existe uma perspectiva pessoal de melhora para o prosseguimento de tais obras ou não.

Os animes em ascensão...

Mushi-Shi Zoku Shou (divulgação).

Primeiramente, é bem interessante fazer a citação para os animes que vem agradando bastante na opinião deste blogueiro considerando, para tanto, alguns fatores bem específicos. Não há a nada que venha à fazer tais palavras ficarem acima de quaisquer outro ponto opinativo, mas torna-se interessante a aparição delas para uma troca de ideias entre este blog e você, visitante.

Do montante de vinte e dois animes da temporada sendo vistos, existem dez que estão no grupo daqueles que têm estimulado a curiosidade pessoal, semana após semana, justamente com ensejo de ficar acerca de todos os seus eventos e pormenores. Torna-se irrefutável a presença (bem no topo da lista) de duas obras em especial, sendo elas Isshuukan Friends e Mushi-Shi Zoku Shou. Não são animes perfeitos mas, seguramente, estão dentro daquele famoso pressuposto de enredo em sua continuidade, de um trabalho técnico que combina amplamente com os títulos em si e, sobretudo, com personagens bem interessantes. A chamada mais espiritual promovida pelos mushis e as lições de amizade da dupla Kaori e Yuuki são estórias cativantes e de grande apreço por parte de minha pessoa.

No que se trata de tal grupo duas menções extremamente honrosas merecem ser feitas. As mesmas vão para Haikyuu! e Ping Pong The Animation. São animes do gênero esporte que apresentam um plot de fundo extremamente satisfatório e digno de atenção. No primeiro caso tem-se o vôlei como ambiente e plano de sustentação, com a chamada da rivalidade entre dois rapazes e a necessidade que ambos possuem de desenvolvimento na prática do desporto. Por sua vez, a segunda obra consegue atrair a atenção para o seu visual demasiadamente incomum (e até grotesco de se notar), mas que possui um enredo que lhe prende durante a sequência de cada episódio, por apresentar um protagonista que se nega à mostrar (facilmente) todo o seu real potencial e desenvoltura (na prática do desporto e também como pessoa).

Baby Steps (divulgação).

A área em análise ainda não terminou. Isto porque Mahouka e Jojo's Stardust aparecem na mesma com aquilo que tais obras apresentam de melhor. No primeiro anime citado tem-se a questão da segregação escolar que evoluiu, em três episódios, para a prerrogativa de uma aliança que visa (aparentemente) o domínio do Japão. Com isto, o jovem Shiba (e sua falta imensa de expressões faciais) vem demonstrando que ele realmente tem escondido (e muito bem) seu real potencial de mago nos exames técnicos escolares. O segundo anime, por sua vez, apresenta a ação desenfreada com o visual quase cartunesco em seu esplendor total. A questão da censura que tem aparecido nas aventuras de Jojo e companhia é digna de uma análise à parte mas, dentre outras circunstâncias, Jojo's Stardust tem sido um anime muito bom de ser assistido (por mais que o quinto e sexto episódios tenham deixado um pouco à desejar).

Esta listagem chega ao seu fim com a adesão de quatro animes. No Game No Life e Baby Steps aparecem neste segamento como obras que poderão subir ainda mais no conceito deste humilde blogueiro. No primeiro caso a chamada para a aventura em um mundo regido pelos jogos e seus compromissos é deveras intrigante, além de ser muito divertido. A obra usa e abusa sensivelmente do dito (e por muitos odiado) fanservice, mas percebe-se que tal característica já estava presente na obra em seu formato original. O segundo anime citado é bem mais cômodo, unindo a temática slice-of-life com o gênero esportivo baseado no desporto tênis. E tem sido muito agradável ver o protagonista de tal obra agindo com a mais plena e serena normalidade, com seus conflitos internos em ascensão (além de outras coisas). Destaque para as chamadas técnicas presentes em tal obra.

Black Bullet e Soredemo encerram muito bem este seleto grupo, da parte de minha pessoa. O primeiro anime apresenta um tipo de enredo do tipo pré-apocalíptico, no qual um vírus devastador transforma as pessoas em criaturas horrendas. A chamada está por uma dupla composta de um guarda (por assim exclamar) e uma garotinha (vítima direta de uma segregação imposta devido à realidade daquele mundo). O anime, em si, poderia ser bem melhor, mas a foram que os últimos três episódios se desenvolveram dá uma clara ideia de que, em breve, novidades dramáticas (e sentimentais) haverão de aparecer. No outro corner está a bela estória de amor extremamente simplificada e minimalista, na qual a princesa de um pobre reino acaba tentando se casar com o rei da mais poderosa nação do mundo. Ambos possuem temperamentos explosivos e, no íntimo de cada um, há questões pessoais a serem resolvidas. Com um visual retrô (que lembra antigas sagas de RPGs), este anime tem conseguido cativar a minha pessoa em demasiado.

As decepções...

Gokukoku no Brynhildr (divulgação).

Quando se fala em decepções pode-se atribuir duas ideias bem distintas. A primeira seria de um anime no qual se esperasse algo e a entrega acabou sendo abaixo da expectativa lançada. A segunda aplica-se ao anime que começou bem e veio decaindo, episódio pós episódio. Com base nestas duas linhas de raciocínio tem-se o escopo central da área denominada como [decepções]. E acredite, nobre visitante, que mesmo a minha pessoa possui as obras que não recomenda para ninguém em específico e que, ainda assim, alguns de tais animes serão vistos até o final dos mesmos, ao mesmo passo que outros poderão ser deixados pelo caminho bem em breve.

Indiscutivelmente, Inugami-san to Nekoyama-san é a maior decepção da temporada para a minha pessoa. Talvez aqui exista um misto de inocência com a falta de pesquisa mais aguçada acerca da obra em questão. Mas a verdade está em que, mesmo sendo um anime de episódios bem curtos, a forma como os mesmos se desenvolvem é algo bem doído para a mente. Além deste tem Mangaka-san to Assistant-san, sendo outra obra de curta duração que, mesmo sendo bem melhor que o primeiro anime citado, ainda deixa à desejar no quesito humor (teoricamente o seu ponto forte), com um protagonista que consegue elevar o significado da palavra "tarado" à novos extremos.

No quesito em pauta há espaço para outros animes ainda. Dai Shogun é uma obra deveras peculiar neste segmento. Poderia ser fácil perdoar a falta de animação e de uma técnica mais aguçada deste título, desde que o enredo colaborasse para isto. Infelizmente, tanto uma como a outra característica acabam conciliando-se harmoniosamente, e isto não é um elogio. A não ser que o fato da virgindade servir de atributo para a salvação do Japão, sendo este o principal atributo para se pilotar um mecha na Era Meiji, seja algo mais do que dignificante. Akuma no Riddle era um anime no qual o enredo, em suas sinopses iniciais, chamava bastante a atenção. Infelizmente a prerrogativa não tem se confirmado como poderia e, desta forma, tal obra aparece naquela facção de títulos que tem perdido nota a cada novo episódio.

Contudo, quando se fala de anime que tem decepcionado a cada nova semana, este sem dúvida alguma é Gokukoku no Brynhildr. De um primeiro episódio que (se não foi excelente ao menos) instigou a curiosidade, para uma sequência de apresentações de novas personagens e um aumento significativo de ações não muito condizentes com o ambiente proposto, Gokukoku tem feito uma mistura estranha de elementos dentro de seu próprio enredo central. A animação não é ruim mas, ainda assim, entra como ponto negativo para o anime (que no todo não tem conseguido se ajudar). De toda a maneira esta obra deverá ser vista até o final no intuito de, talvez, aparecer algo que melhore o seu contexto (ou que o faça descer de uma vez).

O meio da tabela...

Ryuugajou Nanana no Maizoukin (divulgação).

Esta é a área que apresenta outra parte do montante de animes que estão sendo assistidos. Aqui ficam os animes cuja melhora tem aparecido episódio pós episódio ou que, de alguma forma, tem se mantido dentro de suas médias originais (por assim classificar). Entretanto, alguns destes poderão realmente subir ainda mais no conceito restritamente pessoal, ao mesmo tempo que outros poderão decair (precocemente ou não).

Selector Infected Wixoss e Hitsugi no Chaika são bons exemplos de obras deste bloco. Longe de serem animes ruins, tais títulos tem apresentando uma diferença deveras curiosa na forma como seus enredos tem sido explanados. No caso do primeiro anime o desenvolvimento do jogo tem chamado a atenção, pois falta a necessidade de algo explique um pouco mais a ideia por detrás de cada partida. Além disto, o elenco em si também apresenta suas incógnitas. O segundo anime tem, para a minha pessoa, decaído um pouco desde o terceiro episódio mas, de alguma maneira, a obra ainda consegue manter a atenção por características de interesse, estando entre elas a exímia animação e o modo como a Chaika se faz apresentar durante tal título.

Mekaku City Actors e Captain Earth incluem-se no grupo como grandes e irreverentes incógnitas para a minha pessoa. No instante em que o desenvolvimento de um episódio chama a atenção positivamente, o outro tende a trilhar o caminho contrário (sendo que tal afirmativa vale para ambos os animes). Interessante frisar que o primeiro título carrega consigo o selo Shaft de animação de uma ponta à outra (e variantes), ao passo no qual a segunda obra conseguiu mostrar uma definição para o seu nome no sétimo episódio (além da chamada para os conflitos terem se intensificado). Mas se há um anime que tem mantido a sua linha este é Gochuumon wa Usagi Desu ka?. Sem a menor sombra de dúvidas esta é a obra que carrega consigo a leveza de seu elenco e enredo, transpirando paz por todos os poros possíveis e imagináveis (vale aqui mencionar que seu visual faz tal alusão com certificado total).

Abarenbou Kishi!!! Matsutarou tem provado, episódio pós episódio, ser um anime voltado ao público mais velho que assiste animes (e talvez esteja agradando este humilde blogueiro por isto). Levando em consideração que o seu protagonista não passa de um grande folgado e que o sumô realmente se fez aparecer (com certo brilhantismo), o humor da obra parece legítimo. A animação e o visual dão o efeito retrô que parece combinar perfeitamente com a sugestão de ambiente alçada por este anime (que possui uma das melhores aberturas da temporada). Contudo, Ryuugajou Nanana no Maizoukin pode ser considerado o melhor anime deste grupo em análise. Os primeiros episódios mostraram um ar de simplicidade que inspiravam a obra como sendo sem muitos atrativos. Mas o terceiro episódio registrou alguns eventos que começaram a se suceder e que, atualmente, colocaram Nanana em um novo patamar (a obra tem ganho pontos a cada semana). Além da animação (que é uma das melhores da temporada) o enredo tem chamado a atenção e positivamente e, desta forma, saber o que realmente ocorreu com a jovem Nanana é algo muito intrigante (e que clama por explicação).

Objetivamente

No Game No Life (divulgação).

A ideia central deste post, extremamente simplório apesar de um tanto quanto longo, foi de deixar amostra o modo que a temporada de animes atual pode ser avaliada até o momento por este humilde blogueiro. Obviamente a situação aqui exaltada foi de demonstrar, com muita sinceridade, o que cada anime tem transmitido e aquilo que (de foram diminuta) pode ser analisado deles.

O espaço, à partir deste momento, está totalmente aberto para a sua pronta opinião. Deixe registrado aquilo com o qual você concorda e discorda neste post. Se não for o caso, sua listagem pessoal também será bem-vinda. Desta forma a análise da temporada de abril'2014 ganhará maior importância e será interessante, além disto tudo, ter seu ponto de vista incluindo animes que não se fazem aqui presentes.

Dicas de visitação à posts similares nos blogs parceiros do NETOIN!

Grato por sua atenção e leitura deste texto, nobre visitante.

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 2Blogger
  • Disqus

2 Comentários

  1. No grupo "dos bons" não estou vendo a maioria dos citados por você já que não gosto muito de animes de esporte(só vejo Yowamushi) e devido a ter uma primeira temporada não estou vendo Mushishi. Mas concordo que Isshukkan é muito bom, e acho que Mahouka poderia ser melhor, e Black Bullets, Soredemo estão na média.

    Sobre as decepções não acho que Brynhildr esteja tão ruim assim. E sobre o meio da tabela concordo com quase todos já que não estou vendo o de sumô e nem Captain Earth.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Mushi-Shi é um anime singular no propósito, não existindo a obrigatoriedade de ver a primeira temporada (2005), uma vez que o primeiro episódio da atual fornece toda a análise introdutória sobre os mushis, igual ao início da empreitada antecessora...

      Ah, para mim Gokukoku está aquém demais das expectativas. É uma das decepções da temporada para mim, com seguridade.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons