Informação - Governo japonês contra a ilegalidade na internet ~ Netoin!

terça-feira, 29 de julho de 2014

Informação - Governo japonês contra a ilegalidade na internet

Calma, pessoal...

E que as divagações tenham início...

Você tem de se recordar que, há quase dois anos atrás, o governo de Tóquio começou uma forte empreitada contra a pirataria. Para ser mais incisivo no tópico, trata-se aqui de exclamar as ações que repudiam a dita "pirataria" de material protegido por direitos autorais na internet, em específico de animes e mangás. Desde então tem sido cada vez mais comuns notícias de vários japoneses indo para a prisão, justamente por fazerem upload de vários episódios e edições de mangás de muitas obras diversificadas.

Links de apoio (via Crunchyroll em inglês)

Muito embora a lei esteja sendo cumprida à rigor no território nipônico, a quantidade de material protegido que circula pela internet (da maneira conhecida como inadequada) continua muito alta. Para o governo japonês, animes e mangás são partes incontestáveis da cultura local e que devem ser respeitadas e trabalhadas de acordo. E dando valia à tal dizer, para não falar das pretensões em diminuir os grandes prejuízos que a indústria do entretenimento local tem com o fato em destaque, as ações serão ainda mais rígidas à partir de primeiro de agosto próximo.

Kerberos visionando um novo horizonte?

Um total de quinhentos e oitenta sites estrangeiros, que exibem animes por streaming ou possuem mangás para leituras online (sem as devidas licenças para tanto), serão sumariamente notificados à partir da data citada no parágrafo mais acima. A ação visa, em primeira instância, fazer um comunicado formal de que tais sites possuem materiais ilegais e pedirão pela retirada dos mesmos, dentro de um prazo que deve ser estipulado. É óbvio imaginar que, caso a reivindicação não seja atendida desta forma, outras medidas mais sérias deverão ser tomadas.

À princípio os alvos primários devem estar concentrados em território chinês, mas não se descarta a possibilidade de diferentes nações estarem sendo vigiadas. E no que tange unicamente à China, existem estimativas de que o prejuízo gerado pela clandestinidade de material japonês protegido em tal país chegam ao montante de quinhentos e sessenta bilhões de Yenes (cerca de cinco bilhões e quinhentos milhões de Dólares norte-americanos, ou ainda mais de cento e vinte e dois bilhões de Reais brasileiros).

Em resumo, parece se aproximar cada vez mais o período no qual ver animes ou ler mangás na internet só serão ações permitidas via legalização oficial. Minha pessoa pode estar tendo uma visão exagerada disto, mas o cenário faz assim parecer cada vez mais. De momento é necessário aguardar as ações da empreitada e, em breve, novas atualizações deverão aparecer sobre este trabalho do governo japonês.

É o momento de sua opinião, nobre visitante...

Link de apoio:

Campanha dos Guardiões dos Animes e Mangás:

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 8Blogger
  • Disqus

8 Comentários

  1. Já tinha ouvido falar disso. Vi e li que quem baixasse material protegido via YouTube era prese além de ter que pagar uma multa. Tenso.

    Contudo, não vejo a ação japonesa como errada, afinal, quando o material está lá, ilegal, as empresas, juntamente com o criador deixar de ganhar o seu.

    Que bom que nesse quesito eu estou com a consciência leve. O Crunchyroll ao que vi é legal certo? Saberemos se essa ação chegará por aqui quando tiver neguinho reclamando que tiraram o Anitube do ar.

    Até mais



    *percebi a sutil mudança nessa área. Isso mostra a quanto tempo estou longe daqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Sim, confere...
      O Japão está a caça de quem faz upload de arquivos protegidos por direitos autorais na internet. Começou pelos seus cidadãos e, agora, chegará à vários outros países.

      O mesmo vale para o Brasil, nobre, no que tange ao material aqui protegido e que deve ser preservado tanto quanto o nipônico.

      Claro! Netflix, FUNimation Channel e Crunchyroll são exemplos de sites legalizados para exibição de tais materiais. Mas vejamos até aonde isto poderá chegar...


      Até mais!


      PS: sim, tens que aparecer aqui mais vezes!

      Excluir
  2. Aí eu fico me perguntando, pra quê? É graças essa pirataria que o mercado de mangás, ao menos no Brasil, tem se tornado mais popular trazendo novas obras todos os semestres. Sem a tal "pirataria" muito dos mangás vendidos aqui seriam completos desconhecidos e não chamariam atenção e muito menos remeteria em $$$$ porque pagar 11~16 pilas num mangá que você não conhece é complicado. O Japão deveria entender que não é todo país que cultua a produção massiva de desenhinhos encadernados semanalmente...


    É uma situação complicada que nunca imaginei que de fato aconteceria. É algo a se temer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Lhe entendo mais do que perfeitamente, nobre Lucas.

      Mas a questão vai bem mais além do que a dita pirataria ser beneficiente para diversos mercados (entre eles o brasileiro, o mexicano, o chinês e o argentino, por exemplo).

      O governo japonês está trabalhando nisto por etapas. Primeiramente, vigiando as ações da própria população neste sentido e prendendo pessoas que façam uploads de material licenciado caso necessário. E agora começará à intimar sites estrangeiros que distribuam animes para serem assistidos online (streaming) ou que disponibilizem mangás para leitura via grande rede. Como dito no post, o prejuízo para eles (com cifras muitas altas) já não pode ser deixado de lado.

      Os portais que trabalham de forma legalizada neste contexto, em teoria, estão isentos de receberem as intimações do governo nipônico (Daisuki, Crunchyroll, FUNimation, Netflix, entre outros). Mas, por agora, é melhor observarmos como tudo isto ocorrerá.

      De toda a forma aguardemos, nobre.


      Até mais!

      Excluir
  3. Olha, sinceramente eu acho que não vai dar em nada isso tudo. Se eles fecharem 2 sites, abrem 8 novos e assim continua. O mIRC está ativado até hoje por quê? Haha, aquilo nunca vai acabar porque as restrições não vão chegar até lá, então em caso de desespero é só recorrer a ele! Infelizmente ou não, é difícil acabar com a pirataria e poxa, incluir o youtube na lista? Achei exagerado, mas não errado, afinal as pessoas que nos propõem entretenimento são aquelas que mais saem prejudicas. As mídias físicas como LNs, mangás e BDs são de grande valia para editoras, mangakás, estúdios, animadores e afins, e poxa, acho digno pessoas que se esforçam tanto para divertir as outras receberem seu mérito por isso, mas ao mesmo tempo acho inválido restringir cultura. Acho o fim dos tempos aquelas mensagens "Esse vídeo não está liberado para seu país" Hã? Manda mais xenofobia na minha cara que tá pouca é o que penso às vezes (há exagero na minha frase, mas é só pra mostrar o quão nervosa fico lol)


    Se for pra fecharem os sites e serem rígidos como querem, que liberem aos streaming oficiais como o Crunchyroll, por exemplo, uma maior quantidade de títulos. Falo dele porque eu e você assinamos, Carlirio, e apesar de repararmos que a cada temporada a quantidade de títulos aumentam, também sabemos que muitas outras obras poderiam vir, mas negociar com os japoneses sempre é complicado, então que tal eles serem menos prepotentes nas negociações? Me parece que a proposta é realmente essa, dar preferência aos sites oficiais, mas tenho lá minhas dúvidas se vão ficar só no diálogo ou se farão isso pra valer.


    Bom, o alerta já foi dado e todo mundo tem que ficar ligado >D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Acredito que nem se questiona se vai dar em algo ou não tudo isso, nobre Nayara. A situação está mais na pegada da "caça às bruxas" do que quaisquer outra coisa de momento.

      Vejo (opinião pessoal) que a intenção do governo nipônico não é acabar com a pirataria, pois isto é impossível (usando o bom português). Mas existe algo no qual eles podem (teoricamente) agir, tratando-se no caso de fazer com que boa parte dos internautas percam certos costumes, seja por meio inicial da informação para depois agir mais incisivamente. Não à toa, tudo começou no próprio território japonês.

      O que me preocupa é que muitos de tais sites já foram comunicados via e-mail e, neste caso, poderão ser considerados reincidentes (o que piora tudo) pelo governo japonês. Além disto, alguns de tais portais "brincam" com a situação e esquecem da existência de leis internacionais sobre proteção ao direito autoral. A situação, com isso, fica ainda mais severa.

      E sim, concordo muito contigo quando tu fala sobre o acesso à cultura e afins. Mas isto não depende apenas de um lado da questão, nobre, mas sim de todos os envolvidos nisto. Também fico pasmo ao ler aquilo no YouTube (sobre a restrição), mas o próprio portal só pode assim agir (senão pagará pela ação dos usuários).

      Também tenho muitas dúvidas sobre como tudo ocorrerá, mas vamos aguardar pelos primeiros movimentos e poder tecer novas opiniões, nobre.


      Até mais!

      Excluir
  4. Bem, eu acho certo e um pouco errado essa atitude do governo Japonês...
    Acho certo eles tentarem organizar algumas coisas , mais sério (minha opnião) eu não quero parar de assistir meus animes favoritos, sinceramente mesmo eu sendo fã de animes, tipo , não vou poder ficar gastando dinheiro pra pagar um site (legal) somente pra assistir animes!! Tipo cara, hoje me dia agente não acha dinheiro não chão não pó, obiviamente site pirata é ruim , mais quem é que vai gasta dinheiro pra assistir Animes!! (Eu especificamente) não vou ter condições para pagar um site pra assistir....
    Sinceramente essa situação deixa qualquer um nervoso, é um caso de preucupação... Não posso e nem consigo pensar em algo , sabenmdo que talvez eu não vou mais pode assistir o que gosto , se não pagar....

    O geito é esperar e ver no que dar e rezar pra que tudo der certo.
    Contanto que eu possa continuar assistindo o que gosto, isso basta... mais dinheiro falta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Nobre Gabriela, para tu ter uma ideia, vai fazer dois anos que lancei este post e as ações do governo japonês não pararam.
      Obviamente, o maior ponto de ação está na própria população do Japão, onde a caça contra quem faz upload de material com direitos autorais (no caso animes e/ou mangás) na internet, disponibilizando-os livremente, está realmente forte.
      É bem fácil encontrar relatos pela internet afora de, todos os meses, vários japoneses irem presos por tal ação.

      Quanto aos sites estrangeiros ao Japão, de 2014 para cá poucos foram intimados, efetivamente. Destes, uma parcela foi realmente fechada/encerrada. Porém, isto não significa que a preocupação deve diminuir. Para ninguém.

      No meu caso, vejo animes no Daisuki (que é gratuito mas possui poucas obras) e no Crunchyroll (pago uma mensalidade nele, atualmente em R$15, com um catálogo bom mas que poderia ser ainda maior). Tem pessoas que, além destes, veem animes atualmente também no Netflix (que está expandido-se em tal área de ação, aos poucos).
      Obviamente, também vejo ainda animes em outros portais (normalmente quando os sites com streamings oficiais não tem certas obras), mas esta é uma questão mais comportamental pessoal (creio eu).

      No mais, a tendência real é de que todo este movimento japonês continue a aumentar nos próximos anos.
      Aguardar é preciso.

      Grato pela sua visita e pronto comentário, nobre Gabriela.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons