[N! Drops] Jul'2014 #36: punindo em nome da Lua! ~ Netoin!

sábado, 5 de julho de 2014

[N! Drops] Jul'2014 #36: punindo em nome da Lua!

Um logo...

E Sailor Moon retorna...

É bem verdade que, desde certos momentos de 2012, a internet vivia o cáucaso das especulações sobre um novo anime para as guerreiras lunares. O mesmo chegou à marcar presença em três listas de temporadas diferentes, sendo cancelado em todas elas. Mas, no segundo semestre de 2013, a confirmação apareceu e Sailor Moon, enfim, passou à ganhar vida uma vez mais com certa propriedade.

A data (05/07/2014) será lembrada para sempre como o dia no qual Tsukino Usagi reapareceu, para punir à todos os malfeitores em nome da Lua. Sim, pois Sailor Moon Crystal estreou em tal momento citado. E a premissa da obra mistura um pouco de nostalgia com um tanto de ousadia, pois este anime não pode ser tratado unicamente como um remake, mas sim como uma nova forma de contar a estória da obra que, desta vez, procurará seguir o desenvolvimento do mangá em sua totalidade.

E tal amostra apareceu justamente neste primeiro episódio. Com aquela premissa da garota chorona e que odeia acordar cedo, Tsukino Usagi estendeu o tapete vermelho para os seus fãs no mundo na escadaria de sua casa, ao seu estilo, o modal mais conhecido de seu comportamento com longa data. Sua voz, meticulosamente, resgata a essência da mesma personagem quando estreou a primeira temporada deste anime em sua forma clássica, no distante ano de 1992.

O retorno dela, Tsukino Usagi.

A nostalgia se misturou ao conceito de "novo" neste episódio inaugural. Isto porque o visual dos personagens fez um tipo de contraposição às falas que já eram bem aguardadas (especialmente por quem conhece a animação original). Este foi um fator bem positivo, pois a aparência do elenco dá a ideia de um grupo mais adulto no visual, em um estilo bem distante do mais simples e cartunesco que pôde ser presenciado há vinte e quatro anos atrás. De maneira interessante, a Usagi não foi a única personagem a causar um certo sentimento diferente com o novo visual, pois o pessoal da escola e demais representantes do elenco estiveram à altura disto com grande primazia.

A eterna melhor amiga de Usagi (Osaka Naru), a gata falante originária da Lua (Luna), a professora de inglês (Sakurada Haruna), o sempre nerd da escola (Umino) e a "primeira paixão" da guerreira lunar (Motoki) também passaram por algumas alterações bem significativas em seus semblantes, feições e visuais. A mãe e o irmão mais novo de Usagi também deram o ar de suas aparições, com certas falas e ações que já se faziam aguardar. Entretanto, está a se falar aqui de um anime estrelado pela Usagi e, assim sendo, nada seria igual se não contasse com a presença dele, Mamoru Chiba (Tuxedo Mask), que manteve o abalo emocional à protagonista da obra com o seu novo visual.

Quando se fala de enredo, este episódio manteve aquela essência básica. De uma maneira geral, os eventos que ocorreram neste início de Sailor Moon Crystal foram bem similares aos da série clássica de 1992. Contudo, não se pode esquecer que este anime visa trabalhar com o modal aplicado no mangá e, desta maneira, pode-se aqui citar (com certeza) que a aplicabilidade se saiu muito melhor do que esperava-se. É bem verdade que algumas reações dos personagens causarão o impacto da dúvida para quem se recorda bem da estreia clássica, mas isto não entra necessariamente como um demérito para a obra em si.

Certas cenas continuam simplesmente impagáveis.

Um dos momentos mais aguardados era a sequência de abertura e a mesma não decepcionou. A sequência conseguiu passar, de maneira exata, todo o escopo daquilo que será trabalhado ao longo do anime, sem a menor hesitação. Os quatro Grandes Generais e a maligna Beryl também apareceram, além da verdadeira vilã da primeira grande saga das guerreiras lunares (tal como se faz mostrar no mangá). O tema usado, "Moon Pride", conseguiu combinar bem com a proposta lançada pela animação. Entretanto, para a minha pessoa, ficou no ar aquela saudável recordação da abertura clássica e sua música que ficou gravada na mente por tantos anos (mas nada que também não possa ocorrer com "Moon Pride", que é uma música digna).

O encerramento sobressaiu-se, não apenas pela melodia como também pela sequência mostrada. A música "Gekkou" deixou no ar a ideia da amizade que não se abala ou de uma vitória à ser comemorada. Mas à julgar pelo vocal, o amor ganhou o poder absoluto em tal melodia. No mais, os efeitos sonoros foram extremamente comuns, não cabendo aqui uma alusão que sirva como digna de nota ou próxima à isto. Mas isso não significa que tenha sido um trabalho ruim (bem ao contrário disto).

Entretanto, não apenas a voz da Tsukino Usagi como a transformação dela em Sailor Moon poderá dividir opiniões. A técnica utilizada foi a CGI e, sendo bem direto no ponto, a mesma poderá incomodar à muitos gostos em particular (mesmo no que se refere ao próprio fandom em si). Para a minha pessoa tal sequência foi proveitosa, mas a verdade é que nestes quesitos (voz e transformação) não deverá existir a dita unanimidade. O sentimento de nostalgia pairou no ar em diversos momentos, mas a premissa é de que este será um trabalho deveras digno (a famosa torrada na boca da Usagi é motivo de discussão pela internet afora). Contudo, é Sailor Moon novamente no ar, mesmo que apenas uma vez a cada quinze dias (levará um ano para o anime terminar, pois serão vinte e seis episódios ao todo). E aguardar é mais do que preciso.

Sejam bem-vindas, guerreiras lunares...

Momentos...


"Um tombo... Nada digno de recordações, Usagi..."


"O primeiro encontro nunca se esquece..."


"O mal ronda os arredores de Tóquio..."


"A professora que não perdoa nunca a Usagi está em ação novamente..."


"A melhor amiga e o rapaz que estuda imaginando jogos de videogame..."


"A digna troca de olhares..."


"Codenome Sailor V!"


"O rapaz que trabalha no fliperama que, por uma certa razão, é o preferido da Usagi..."


"Notas baixas lhe renderão mais e mais castigos, Usagi..."


"Como lidar com o choro da Usagi? Missão difícil esta..."


"Moon Prism Power! Make Up!"


"A guerreira que luta pelo amor e pela justiça! Sailor Moon!"

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 2Blogger
  • Disqus

2 Comentários

  1. O balanço geral foi positivo.

    Mas, vamos ver qual será o comportamento do público japonês ao longo do tempo... Afinal, pelo visto, tivemos um divisor de águas na indústria, e nem foi com um anime...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Confere vossa informação, nobre Sandra.
      Concordo com tal neste aspecto de mercado. E sim, acredito que Sailor Moon Crystal ainda possui um grande potencial...


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons