[N! Drops] Set'2014 #54: o final de Glasslip... ~ Netoin!

domingo, 28 de setembro de 2014

[N! Drops] Set'2014 #54: o final de Glasslip...

Glasslip...
Julgando o que não parece pedir por isso...

Ao mesmo tempo no qual tudo pareceu ser apenas um tenro sonho, dentro de um devaneio mental passageiro, a realidade bateu a porta com extrema força e vigor. Muito embora a frase tenha soado muito mais como um tipo de analogia poética da questão, a grande verdade está no fato de Glasslip ter sido um anime voltado à lhe fazer pensar muito, por mais que a temática não aparentasse isto à princípio.

Esta obra teve seu início envolto por algumas dúvidas, todas elas estando acerca de seu enredo em base. No contexto adotado pelo anime, os personagens Kakeru e Touko possuem um estranho poder de prever o futuro. Mesmo não se tratando de um pulo de tempo mais distante, tal dom já era grande o suficiente para criar certos problemas para a citada dupla. Baseando-se nos conceitos típicos de ficção e drama, Glasslip buscou acentuar-se nesta proposta, não sem antes mostrar um pouco daquilo que mais afligia o seu elenco principal.

Em si, o anime mostrou o desenvolvimento (mesmo que de maneira superficial em alguns momentos) de outros quatro personagens além da dupla Kakeru e Touko. Tratam-se, no caso, dos casais em potencial Hiro e Sachi, Yukinari e Yanagi. As estórias que envolvem estes participantes do anime não possuem um grande mistério e até careceram de alguns pontos de reflexão, mas souberam chamar a atenção (em muito) pela perceptividade emotiva de seus enredos. Enquanto Hiro e Sachi buscavam uma descoberta e a aceitação dos sentimentos pela moça, a dupla Yukinari e Yanagi corria em direção a um tipo de igualização de valores, onde ela sempre sentiu algo de especial por ele, mas este tinha seus olhares voltados para uma outra jovem.

Kakeru.
No início do anime foi mostrado o quanto a Touko era especial para seus quatro amigos daquela pequena cidade. A chegada do Kakeru, contudo, lançou muitas dúvidas para o grupo, em especial na visão do Yukinari e da Yanagi. Uma desconfiança sobre a quietude do rapaz foi lançada no ar e, junto dela, a "descoberta" do estranho poder que ele possui (junto à Touko) colocaram muitos sentimentos em xeque. Momentos de controvérsias fizeram parte da trama, em especial até o décimo primeiro episódio da obra, colocando à vista de quem assistiu o anime muitas ponderações.

Com um décimo segundo episódio extremamente atípico e, ao mesmo tempo, digno de muita racionalização (teorias e ideias sobre o mesmo), as chances do final causam algum impacto mais profundo diminuíram bastante em boa parte do fandom. O anime Glasslip passou a ter que provar seu real valor, justamente no momento mais derradeiro. E o capítulo de encerramento tentou empunhar tal bandeira, muito embora a verdade esteja no fato de mais dúvidas terem surgido ao lugar de respostas (que seriam mais bem-vindas).

A centralização do final esteve, tal como em boa parte do anime, levada adiante pela dupla Touko e Kakeru. Dois enigmáticos personagens em seus conceitos, mas profundamente normais em seus valores. Talvez a palavra "abstrato" defina muito bem o que foi, em tempo, o último episódio de Glasslip. Conversas curtas e diretas, propósitos lançados à esmo no ambiente e a prerrogativa de que o casal principal já se conhecia desde o tempo mais à frente do dito atual lançaram interrogações sobre a consistência do anime em seu enredo. Desnecessário enfatizar que, mesmo com a citada centralização no objetivo, o episódio final ainda conseguiu ceder seu espaço para os outros personagens que mereceram destaque no anime.

Touko.
Com um enredo tão repleto de questionamentos e possuidor de muitas variáveis, seria mais lógico atribuir à Glasslip uma grande perda em sua avaliação final, tanto de pontos para apreciação como de recomendação. Para a minha pessoa isto acabou ocorrendo, mas mesmo tais características ainda conseguiram deixar o anime bem nivelado no todo, sem ser necessária uma comparação com as avaliações atribuídas aos outros animes desta temporada (julho'2014) que continua em seu processo de finalização.

Muito do que foi ressaltado acima se deve a parte técnica do anime que, não apenas atendeu uma prévia perspectiva como também mostrou-se quase impecável. Visualmente, Glasslip é muito bonito de se notar e digno o bastante de muitos elogios. O mesmo vale para sua parte acústica, em especial pelas insert songs e pelo tema de abertura, sendo compostos por melodias calmas e totalmente aprazíveis à ambientação. Estes são dados de profunda relevância para o anime.

A nota de lamentação, entretanto, existe com força para Glasslip. Ao final de tudo, fica no ar o sentimento de que este anime poderia ter se saído bem melhor do que foi. Além disto, mesmo com treze episódios o enredo também careceu de um melhor trabalho. É triste mensurar algo assim. Entretanto, mesmo com tais revés em citação o anime conseguiu nivelar-se de maneira positiva. Foi um drama bem-vindo no geral. Não se trata de um anime que deixará saudades ou que se fará lembrar por muito tempo. Mas, seguramente, Glasslip ainda soube assegurar o seu espaço.

Pontos positivos sempre existirão...

Momento do adeus...
Glasslip
Temporada julho'2014 - Total de 13 episódios

Nota final: seis pontos de dez possíveis
Anime moderadamente recomendado pelo NETOIN!

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 12Blogger
  • Disqus

12 Comentários

  1. Sinceramente fiquei com um gostinho de ter perdido meu tempo esperando que melhora-se e passava episódios e nada. E esse final fechou do mesmo modo que o resto da série, dialogos que não levaram a nada. Sem explicação concretas. Só o visual que foi bem elaborado, mesmo assim abusando daqueles dois a tres segundos da imagem parada em um personagem, que neste ultimo episódio foi exagerado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Eu não tive tal sentimento ao final de Glasslip, nobre...

      Entretanto, posso lhe assegurar que a minha opinião, no todo, foi de que o anime poderia ter sido muito melhor...
      Mas ainda conseguiu prender a minha atenção em dados momentos...


      Até mais!

      Excluir
  2. Puxa. Eu estava realmente gostando deste anime. Um romance leve para passar o tempo. Mas os 2 últimos epísódios ... foram um banho de água fria. Ao contrário de outros animes, como Himegoto, que os 2 últimos episódios foram meio surpreendentes e 'tensos' (para um anime de 4 minutos ...). Eu realmente estava gostando de Glasslip, me passava uma ideia que teríamos algo no nível de White Album 2, mas o que vi foi uma baita enrolação, os romances não desenvolviam-se, a tensão que criou-se depois da briga do Yukinari com o Kakeru se esvaiu com o tempo e o anime acabou morno, quase frio. Arte muito bela, boas peças no piano na área musical. E só. Eu apreciei mais Locodol(7,5/10), Hanayamata(8/10), Himegoto(7/10) e Sabagebu(8/10). Glasslip tinha tudo para ser a minha estrela na temporada, mas acabou sendo a minha maior decepção. Eu dou (5/10) só pela arte, música e as porradas que o Kakeru levou ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Nível de White Album 2?
      Isto seria pedir demais para Glasslip, nobre Haitani...

      Tudo que eu realmente queria desta obra é que ela não acabasse tropeçando em si própria, o que infelizmente acabou ocorrendo.
      Dou 7/10 porque, além de possuir um visual estonteante, o anime ainda conseguiu prender a minha atenção, por mais que em vários momentos eu tivesse vontade de soltar certas palavras de frente ao monitor...

      Sejas bem-vindo, nobre.
      Comente sempre que desejar.


      Até mais!

      Excluir
    2. É. Minhas espectativas sobre Glasslip eram muito grandes, porém provaram-se infundadas. Sem dúvidas. Eu acompanho seu blog a muito tempo, mas nunca tive coragem de postar nada (sou anti-social [real e virtual] ao extremo, estou tentando mudar isso...). Agora, irei comentar sempre que for oportuno. Obrigado.

      Excluir
    3. Saudações


      Tenho para mim, nobre, o costume que já dura 3 anos e meio, de não fazer grandes expectativas sobre nenhuma obra. No caso dos animes é justamente para evitar certos tipos de "sofrimento" e afins...
      Acabei vendo este anime em pauta (assim como vários outros, por sinal) da maneira mais descompromissada possível e acredito que isto tenha auxiliado (mesmo que minimamente) em minha avaliação final da obra...

      Mas te digo: para chegar ao nível de White Album 2, Glasslip teria que correr muito (de maneira vertiginosa).

      Agradeço por vosso respaldo.
      Certamente, estou desde este momento no aguardo de suas novas opiniões, tal como trato as pessoas que humildemente vem até aqui comentar.


      Até mais!

      Excluir
  3. Mano, gostei do anime, queria mais episódios e claramente, explicações, mas vou dizer, o cara que escreveu esse anime "puxou um" hein, kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Nobre Arthur, eu ainda endosso seu comentário com: o anime poderia ter sido bem melhor do que foi...
      Uma pena.

      Grato pelo seu comentário.


      Até mais!

      Excluir
  4. Boa noite. Terminei de assistir esse anime agora e estou muito insatisfeitoa c/ o final. Eu não entendi muito bem o que aconteceu c/ o Kakeru e a Touko. Digo, se foi o caso dele ter voltado p/ o "mundo" dele ou se ele só foi viajar c/ a mãe e depois um tempo ele voltará. Eu só gostei do Kakeru, Hiro e um pouco da Touko. O resto eu n gostei. Então, eu queria saber o que você acha que aconteceu. Na realidade, eu ficaria menos insatisfeita se não tivesse sido tão vago e se não parecesse que o Kakeru nunca existiu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Em tempo: dou para ti a certeza da segunda pista sobre o final, que tu citou.

      Infelizmente, Glasslip gerou muito mais dúvidas do que certezas em seu final.

      A sequência de episódios se comprometeu de verdade no penúltimo, de fato. O dito capítulo derradeiro, que fechou o anime, não conseguiu sequer explicar o mínimo dos eventos anteriores, o que julgo lamentável...

      Grato por seu comentário, nobre Letícia.


      Até mais!

      Excluir
  5. Hi^^ queria saber o que aconteceu no final acabei de assistir a não intendi ;-;kakeru kun então nunca existiu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Nobre, o Kakeru sempre existiu.
      Na verdade, a tomada de decisão dele (a dúvida do mesmo sobre tal ação) é que acabou reforçando a ideia que tu citou em sua pergunta, Lucy.

      É um final complexo.
      Contudo, o rapaz sempre existiu. Mas os fragmentos do inconsciente dele realmente chegaram ao nível de "estourar os miolos", hehe...


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons