Curtas em geral - parte #230: lembranças de Final Fantasy IX... ~ Netoin!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Curtas em geral - parte #230: lembranças de Final Fantasy IX...

O logo de um grande jogo...
Um singelo convite de retorno às origens...

O mundo dos jogos, no que tange à série Final Fantasy, ainda respirava os ares da oitava edição de tal quando, não mais que ao acaso, uma notícia acabou sendo a responsável direta pela criação de um grande alarde. No final de 1999 a Squaresoft havia revelado que estava com mais de setenta porcento de seu novo jogo pronto, que seria lançado no ano seguinte e que despontaria para concorrer com o seu maior rival em tal época, sendo este Dragon Quest VII (que também estava para ser lançado).

Quando se pensava em algo novo, ou a sequência de um jogo da série Romancing SaGa (por exemplo) a perplexidade tomou conta de todos, pois o nome pronunciado foi Final Fantasy IX. Em outras palavras, este novo capítulo da conhecida saga de RPGs já estava em pleno desenvolvimento pouco tempo após o lançamento de Final Fantasy VIII. E suas primeiras imagens chamaram a atenção por um detalhe demasiadamente importante, sendo este o retorno aos cenários que fizeram a fama da série até a sexta edição (lançada ainda na década de 1990).

E para a alegria de muitos, a engine de enredo e ambientação propostas por Final Fantasy IX dava realmente a ideia do chamado retorno ao passado. O jogo marcaria a despedida oficial da Squaresoft da plataforma PlayStation em sua primeira geração e, para tanto, personagens em SD e cenários medievais fizeram a festa dos jogadores da época (estando este humilde blogueiro incluso no grupo). Toda a estória desta nona edição da conhecida saga possuía os elementos básicos da mesma, com o auxílio de novos pontos de atenção (como a melhora no jogo de cartas) e um sistema de batalha que, seguramente, conseguia ser mais simples do que seu jogo antecessor.






"A chamada sobre a corrida pelo poder, que resultou apenas em desastres..."





 Momentos de Final Fantasy IX.

Personagens do naipe de Zidane Tribal (o protagonista que era da profissão thief e repleto de coragem) e da Garnet Til Alexandros XVII (a Princesa do reino de Alexandria) usaram e abusaram do elemento carisma com incrível propriedade superando, neste aspecto, os personagens de Final Fantasy VIII. Soma-se à isto o fato de outros integrantes do elenco, como o atrapalhado e fiel soldado de Alexandria Adelbert Steiner, a simpática e tristonha maga negra Vivi, e a enigmática e comilona Quina Queen também terem contribuído massivamente para a ótima repercussão que este jogo obteve.

Na parte gráfica, fica notório que Final Fantasy IX realmente soube aproveitar ao máximo a capacidade de processamento do PlayStation (mesmo com a pouca RAM que tal console tinha). Neste quesito, o jogo ficou par-e-passo com o vislumbre visual de Dragon Quest VII e também com a ótima conversão de Grandia, oriundo de sua versão original para o saudoso Sega Saturn (console este que dispunha de quatro vezes mais RAM que o rival de 32-bit da Sony). A parte acústica não necessita de grandes comentários, pois Nobuo Uematsu mostrou um trabalho soberbo com esta edição de Final Fantasy, proporcionando um verdadeiro espetáculo para os ouvidos.

Representando o poder que o nome dispunha na época, Final Fantasy IX tinha apenas um ponto que poderia ser considerado falho, estando este acerca do grau de dificuldade do jogo (que era muito mais fácil de finalizar do que Final Fantasy VIII, porém um tanto mais difícil de ser encerrado do que Final Fantasy VII). As aventuras de Zidane e companhia limitada merecem ser lembradas com carinho e devoção, pois o jogo soube deixar muito bem a sua nobre marca.

Isto é Final Fantasy...


"A transição para um retorno às origens mereceu todo o seu brilho..."

Final Fantasy IX Best Cutscenes

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons