[Fim de Temporada] Saint Seiya: Soul of God ~ NETOIN!

sábado, 26 de setembro de 2015

[Fim de Temporada] Saint Seiya: Soul of God

A chamada da vez.
A luz dos Cavaleiros pairou na terra de Asgard...

Parece até um convite de retorno para a década de 1990. Saint Seiya é uma franquia que, dificilmente, será esquecida um dia. Seja pela vontade do fandom ou pela insistência comercial de seus responsáveis. Independente de quaisquer um destes fatores, as lutas para proteger a Deusa Atena e as pessoas da Terra sempre terão um ponto culminante para conversações, trocas de ideias e afins. Aliás, 2015 acabou reservando mais um capítulo disto tudo.

Tendo estreado na temporada de abril'2015, Saint Seiya: Soul of God é uma obra que realmente auxilia a dar veracidade no todo que foi descrito mais acima. Sua história e ambientação se passam paralelamente à Saga de Hades, onde os Cavaleiros de Bronze estão batalhando contra Hades, buscando salvar a Atena e impedir que o Sol se escureça para sempre na Terra. Neste meio tempo os Cavaleiros de Ouro, que auxiliaram os demais guerreiros na destruição do Muro das Lamentações, acabaram ganhando uma nova vida temporária em solo terrestre visando, assim, banir um outro mal que assolava novamente a região conhecida como Asgard.

Tal local, situado no extremo norte do mundo, estava envolvido novamente por uma trama visando a dominação global. Tendo o Aioria de Leão como personagem de maior importância desta saga, o anime começou mostrando a chegada dele à Asgard e o reconhecimento da ambientação por parte do mesmo. A hostilidade, emanada por um poderoso e desconhecido cosmo, voltava às antigas falácias desta gélida terra merecer ter a luz do Sol para si, dentre outras vertentes.

De maneira gradativa, os demais Cavaleiros de Ouro foram reaparecendo, auxiliando assim a enriquecer a trama e o seu desenvolvimento. Junto deles se fizeram presentes os (novos) Guerreiros Deuses de Asagard, desta vez liderados por um incógnito homem chamado Andreas Rize, sendo ele mais tarde reconhecido como uma divindade de nome Loki. Diante de todo o escopo explanado, nota-se que Saint Seiya: Soul of God não fugiu em nenhum momento das máximas conhecidas sobre a história e desenvolvimento de personagens desta conhecida série.

Se aproxima o momento do combate derradeiro.
O episódio final, exibido nesta semana, conseguiu apaziguar quase todos os pontos críticos que puderam ser encontrados ao longo da exibição desta obra. Isto porque, nos momentos derradeiros, o combate dos Cavaleiros de Ouro ante o Loki conseguiu agradar e emocionar. Por mais que o conteúdo do embate em si possa ter soado com muita previsibilidade, a verdade é que o envolvimento e o modo como tudo aconteceu foi muito digno de nota. Não se tratou unicamente de um momento saudosista, mas sim de que foi notório o bom trabalho ali executado. Ao final de tudo, minha humilde pessoa não conseguiu conter as lágrimas que cismavam ardorosamente em cair.

Entretanto, cabe aqui ressaltar que o capítulo final soube diminuir as tensões negativas provocadas pelo próprio anime, em específico no tocante ao enredo. Algumas falhas puderam ser observadas no envolvimento do elenco, sobretudo em um subaproveitamento de alguns dos Cavaleiros de Ouro. Os próprios Guerreiros Deuses de Asgard tiveram ações um tanto quanto aquém do que poderia se esperar deles. Talvez o número de episódios não tenha sido o adequado mas, de toda a forma, a obra apresentou um enredo não muito bem trabalhado no geral.

Tecnicamente, o anime também mais decepcionou do que agradou. Houveram sim momentos de grande primor na obra, em especial nos seus combates, mas foi mais do que notória a deficiência na elaboração dos cenários, na movimentação e no desenho dos personagens (além de algumas CGs que foram pouco harmoniosas). Neste escopo visual, a conhecida saga acabou não sendo trabalhada como merecia. Contudo, o selo de qualidade acústico foi mantido com primor neste título. O tema de abertura, com uma leve alteração, trouxe à mente as mais diversas lembranças acerca de Saint Seiya. O encerramento também soube atingir em um bom ponto. Os efeitos sonoros foram os mais clássicos possíveis.

Conclusivamente, Saint Seiya: Soul of God acabou merecendo uma recomendação positiva. Por mais que certas falhas possam ter soado como imperdoáveis, o anime acabou agindo de maneira certeira nos momentos mais oportunos. Dificilmente esta saga do universo de Saint Seiya será lembrada por um longo período. Mas, seguramente, foi muito bom ver os Cavaleiros de Ouro como protagonistas de toda a ação.

Avante, Cavaleiros de Atena!


"Loki, o falso Deus de Asgard..."


"O Cavaleiro de Touro em ação..."


Saint Seiya: Soul of God
Estúdio: Toei Animation  /  Total de episódios: 13
Temporadas: abril e julho'2015

* avaliação final do anime: 6,5 pontos de 10,0 possíveis *


"A armadura de ouro em sua forma divina..."

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 4Blogger
  • Disqus

4 Comentários

  1. Simplesmente não me interesso por nada relacionado á franquia Saint Seya, quando eu era criança eu era super motivado á ver a obra, e qd vi gostei mas atualmente acho que não consigo ver nada relacionado.
    Gostaria de saber se é recomendável realmente ou somente nostalgia?
    No mais obrigado por mais um post ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Sendo bem sincero: nem apelo para o saudosismo aqui. A crítica positiva é válida, à partir do momento que a obra melhora o roteiro em sua segunda metade. Só pela nostalgia, para ser sincero, eu não veria esta obra...


      Até mais!

      Excluir
  2. Achei o fim bem emocionante , amarrou bem com a série clássica , apesar de não ser tão fã quanto era no passado , assisti por ser gratuito , achei a história legal , mas o traço é aquelas coisas que só a Toei pra nos oferecer , e encerrando vai ser dublado em português , com os dubladores clássicos , confesso assistirei pra ouvir com as vozes brasileiras .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Eu achava que seria questão de tempo para este anime ser dublado em nosso idioma. Agora, o fato está consumado e verei novamente a obra em razão disto.

      E sim, o final do anime foi categoricamente emocionante. Muito bons os últimos dois episódios.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - NETOIN! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons