01/01/15 - 01/02/15 ~ NETOIN!

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Informação - Dengeki Bunko e seu jogo no ocidente!

O momento se aproxima.
O ocidente ficará em polvorosa!

Em outubro do ano passado se fez registrar a última vez na qual o jogo Dengeki Bunko Fighting Climax se fez aqui apresentar, visitante. A união de forças entre a Sega e a Dengeki Bunko resultou em uma ótima pedida para o entretenimento geral, graças a colisão (crossover) entre personagens famosos das adaptações em animes das obras da Dengeki, somados aos representantes e todo o trabalho visual por parte da conhecida softhouse.

Dica de leitura aqui no NETOIN!

Este jogo foi lançado nos fliperamas nipônicos no primeiro quadrimestre de 2014. Mais tarde, em novembro do mesmo ano, tal título se fez presente no PlayStation 3 e no PS Vita, mas apenas para o arquipélago japonês. Muito embora já se fazia especular sobre a vinda deste jogo para o mercado ocidental, tudo ainda parecia ser incerto. Para muitos, tudo não passava de mera especulação. Contudo, tal prerrogativa acabou sendo positiva.

Segundo o site Crunchyroll (cuja nota oficial do mesmo pode ser aqui vista), Dengeki Bunko Fighting Climax se fará oficialmente presente na Europa e América do Norte ainda este ano. Isto é algo muito representativo e de grande enfoque, pois o fandom ocidental poderá desfrutar de ótimos combates com seus personagens favoritos. A espera agora não passará de poucos meses, até que o título seja lançado nestes lados do globo terrestre.

Prepare-se!
Vindo também para PlayStation 3 e PS Vita, este jogo lhe desafiará com partidas no famoso sistema de duplas (no caso é um personagem fixo na arena e outro que serve de apoio, porém sem a possibilidade de troca entre ambos durante a contenda). Os especiais (chamados de Climax Arts) conseguem trazer para a luta as principais características de seus detentores, ao mesmo passo que as assistências também exploram (das melhores maneiras possíveis) as habilidades dos seus personagens.

Muitos animes estão representados neste jogo, seja com personagens fixos na arena de combate ou como assistência para os mesmos. Obras como Shakugan no Shana, To Aru Majutsu no Index, Durarara!!, Bokusatsu Tenshi Dokuro-chan, Golden Time, Sword Art Online, Denpa Onna to Seishun Otoko, Black Bullet, Toradora! e Strike the Blood são exemplos de presenças prontas e garantidas em Dengeki Bunko Fighting Climax.

A data real de lançamento ainda não é conhecida. Mas com a certeza de que o jogo virá para o ocidente, já é possível planejar as estratégias de combate e, por meio dos vídeos presentes pela internet, observar todas as possibilidades de combos que forem atingíveis. Agora, tudo é questão de tempo, nobre visitante.

Aguardar é preciso...

Imagens...

Dengeki Bunko Fighting Climax
- clique nas imagens para vê-las em tamanho real -










Dicas de vídeo (via YouTube)

Site oficial do jogo


"Misaka Mikoto à espera para grandes combates..."

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

[N! Drops] Jan'2015 #15: mentiras em Shigatsu...

Correndo do próprio sentimento...
Buscando uma definição...

Shigatsu wa Kimi no Uso, em seu episódio da semana, apresentou duas metades distintas e proporcionais no que tange ao sentimentalismo. O mesmo é real, porém nivelado para cada momento e personagem em sua mais plena apresentação. Desta forma, tudo que se faz entender como momento vivido pela Tsubaki chega a ser pouco. As dúvidas em sua mente (e coração) são tantas, que a jovem tenta tirar forças dos mais diferentes lugares para seguir adiante e tentar, de alguma maneira, agir como quer perante o Kousei.

A esportiva garota está em um momento delicado. De um lado, ela já sabe que seu grande amigo de infância (e dono de seu coração) está para ir embora, onde a dedicação às artes musicais será um grande viral para ele (em tal esfera, o ódio que a Tsubaki tem pela música em si apenas cresce consideravelmente). Na outra extremidade desta equação paira o medo dela em estar, talvez, "maltratando" alguém com o seu estado emocional atual (infelizmente a realidade é tocante e, por mais que não se note, algo acontece com ligação sobre isto).

A jovem acabou sendo surpreendida pelo seu senpai, o rapaz que a estava namorando há pouco tempo. Ele tomou as rédeas da conversação e, por meio de alguns fatores, resolveu terminar ali o enlace com a garota em questão. Se a Tsubaki já estava com muitas questões para acertar consigo mesma, certamente esta acabou lhe provendo ainda mais para racionalizar. É possível entender muito bem o que se passa na mente dela agora. E dito isto, acompanhar o Kousei tocando piano na escola pode até não ter sido a melhor das ideias para ela, mas certamente o evento serviu para o momento ficar ainda mais envolvente e em franca evidência.

O término de uma ação...
O décimo quinto episódio de Shigatsu wa Kimi no Uso não ficou focado unicamente na Tsubaki, muito embora ela tenha sido a detentora da atenção em boa parte do mesmo. Isto porque a segunda metade do capítulo apresentou mais alguém que, aparentemente, odeia o Kousei (ou minimamente quer espioná-lo de alguma maneira). A pequena garota mostrou ter um talento nítido para o piano, muito embora seu comportamento a coloque no patamar de extremo cuidado. Contudo, o real momento deste episódio acabou se reservando para o final do mesmo.

Durante a segunda parte deste capítulo, foi mostrado também que o Kousei anseia em se aproximar da Kaori no hospital, mas acaba sempre se afastando dela nos últimos instantes, similar ao sentido de alguém que está em fuga acelerada de um compromisso ou que, minimamente, ainda não possui franca certeza daquilo que deseja. Ele se sente pressionado por si próprio, mas a garota que está cuidando de sua saúde anseia pela visita dele. Com base nisto, ela vai tentando se reerguer para poder voltar à ativa, como musicista e violinista que é.

Porém, os últimos momentos do episódio acabaram sendo mais do que tristes. Shigatsu wa Kimi no Uso tem provado, cada vez mais, que a música é apenas uma maneira de alocar as facetas de seu enredo, que agora resolveu focar de vez no drama e no sentimento que envolve o grupo de protagonistas da obra. A Kaori, tanto quanto a Tsubaki, possui questões sentimentais para acertar o quão breve for possível. Porém, no caso da primeira jovem citada, muitas lágrimas haverão de serem derramadas por algo ainda maior.

Aguardar é preciso...

Momentos...


"Tsubaki ao lado do Kousei, buscando seu equilíbrio após o fim de um relacionamento..."


"Esta garota espionava o Kousei por alguma razão, não refletida na imagem..."


"Falsidade à espreita..."


"O que ocorrerá agora é bem incerto..."

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Volta ao Passado - Fofura sem fim em Tsubasa Chronicle...

"Gao! Beam!!!". Eis a frase do Kurogane na imagem acima.
E o Kurogane ganhou um visual extremamente malvado (e dócil) ao mesmo tempo...

Tsubasa Chronicle foi um anime bastante promissor que, dentro daquilo que se esperava, entregou tudo que se fazia possível ao longo de seus cinquenta e dois episódios. A obra foi exibida entre abril'2005 e novembro'2006, contou com três capítulos em OVA (Tokyo Revelations), mais dois em OAD (Tsubasa Shunraiki) e um filme (Genkijouban Tsubasa Kuronikuru: Torikago no Kuni no Himegimi). Por mais que tenha sendo divida no fandom entre insatisfações e congratulações, o anime em si acabou realizando um bom papel, conseguindo trabalhar diversos de seus temas originais ao explorar o vasto universo que se fazia cercá-lo.

Contudo, o episódio que será aqui tratado é deveras interessante, justamente no sentido de sua aparente calma ter resultado em um bom impacto (dentro daquilo que se define por diversão). De fato, o entretenimento mais do que absoluto se fez presente no trigésimo sétimo capítulo deste anime em pauta. E tudo isto por que o conhecido grupo de viajantes (Syaoran, Sakura, Kurogane e Fye) acabaram apartando em um mundo, no mínimo, curioso. Um ambiente nada hostil e mal, mas sim cercado de muita beleza e fofura para todos os lados.

Tendo como título "Mokona é um artista", este episódio foi ao ar no segundo cour do anime, em 2006. Enquanto os quatro viajantes interplanetários estavam juntos na forma mais caricata e meiga possível, o simpático ser branco e saltitante se encontrava em um sala, aparentemente de uma mansão, na qual se deparou com uma das penas da Sakura e uma estranha garota. Esta jovem por sinal era uma adoradora convicta na fina arte de criar histórias, sentir-se livre para imaginar novos universos, e o objeto de busca do citado grupo lhe conferia poderes excepcionais para tanto.



 Do encontro ao Mokona surpreso, passando pelo Kurogane sendo
devorado e o mundo com os seus dias contados...

A jovem artista disse ao Mokona que, para salvar seus amigos e trazê-los novamente ao mundo real, seria necessário criar um enredo no qual eles pudessem sair daquele estado caricato. Contudo, não podia ser escrito/desenhado "qualquer coisa", pois o simpático ser teria de executar a ação com o mais sincero sentimento por eles, que residia em seu coração. Um projeto ambicioso, em tese, que acabou levando o "senhor puu" a se perder inicialmente com aquilo que via e tentava criar em cima.

Por sorte, a moça que o observava concordou com um pedido feito pelo próprio Mokona e ele pôde, então, criar uma nova estória do zero com os seus valiosos amigos. Aquele universo acabou sendo apagado e o novo enredo se desenvolveu na Terra conhecida pelo simpático mascote. Para cada viajante um papel digno e diretamente ligado ao seu contexto. O Kurogane era um professor na escola. A Sakura (e vários outros personagens que já haviam aparecido na série até então) era uma aluna dele. O Fye era um dos instrutores da instituição. E o Syaoran era um aluno transferido.

Todo o enredo, segundo a mente do Mokona, se passava no dia em que o rapaz chegava àquela escola, como um estudante transferido. Ele foi se sentar ao lado da Sakura e ela, gentilmente, se apresentou ao recém-chegado (embora tinha se recordado dele). Por sua vez, o Syaoran disse à ela que não havia a necessidade de se apresentar, pois nele haviam muitas recordações de quando ambos brincavam juntos quando crianças, com o adendo de um certo e rico sentimento sempre ter estado ao lado desta dupla.



 Agora, o Kurogane é professor. Syaoran e Sakura são dois jovens apaixonados
que se encontram depois de um bom tempo. E o Fye... Bom...

O Mokona havia pensado em tudo. Ele criou um mundo (ambientado na Terra) no qual o Syaoran não iria se sentir sozinho com relação à Sakura, dando-lhes a oportunidade de se entenderem e ficarem juntos. Outorgou ao Kurogane a responsabilidade de sábio e mestre, muito disto graças à sua seriedade constante. E colocou o Fye como aquele personagem que sabe quebrar um clima nítido, e que também consegue ser muito atrapalhado. O mascote saltitante também se colocou em tal universo, de uma maneira extremamente adorável, como um tipo de robô que salvaria o mundo de uma terrível profecia (a qual o Fye foi o grande culpado em tê-la concretizado).

Contudo, o Kurogane acabou sendo um grande ícone neste episódio em questão, pois ele foi o alvo da citada profecia e acabou se transformando em um "perigoso" e "horrendo" monstro, similar ao Godzilla na essência (poderia ser ele o "Kuroganezilla") e dono de um poderoso golpe, batizado unicamente como "beam" (raio em inglês). Somado ao seu assustador "Gao" (servindo de fala única e bem chamativa) ele estava destruindo a cidade, até que ele acabou encontrando o seu fim, graças a uma certa ação ter sido realizada por um apaixonado casal levando, assim, ao encerramento da profecia e a salvação do quarteto de viajantes, de volta para a sua realidade.

Um episódio carismático, cômico e (como se pode esbravejar) muito fofo. Tsubasa Chronicle saiu por um momento de seu contexto mais linear e resolveu dar uma pausa na profundidade do seu enredo, apresentando um capítulo de relaxamento e digno de suaves suspiros risonhos ao ser assistido. A arte simplória, caricata em formato super-deformed (o conceituado SD) ajudou muito na premissa, trazendo para si a grande responsabilidade na ação deferida. Mesmo já tendo passados quase nove anos desde a sua exibição original, este episódio é digno de grande e irrefutável recordação.

E um viva para o Mokona...

Momentos...


"Estas eram as ruínas... Extremamente fofas, não?"




"Alguém fez o que não devia e o resultado final foi..."


"Gao! Beam!!!"


"Um beijo poderia salvar o mundo... Mas algo não ocorreu bem assim..."


"Puuu!!!"


"Kurogane, como dragão, sendo derrotado pelo Mokona metálico gigante..."


"Para voltar à realidade, então que seja sugado pelo Mokona metálico!"

Tsubasa Chronicle - Episódio #37
"Mokona é um artista!"

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - NETOIN! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons