Em pauta!

2 de dezembro de 2020

Kyoudai Podcast #135 e a relação com pessoas que veem poucos animes


Atividade em alta...

A série de trabalhos acústicos Kyoudai Podcast, que faz parte da Iniciativa Kyoudai, chegou oficialmente a sua centésima trigésima quinta edição. Para esta ocasião, o tema proposto já havia sido aprovado com bela antecedência e, superando as expectativas iniciais dos participantes, as conversações e troca de ideias acabaram perdurando por um período ainda maior daquele que se imaginava.

Assim sendo, o ponto central foi a relação com as pessoas que assistem a poucos animes. Havia algo de mais complicado acerca do tema, que logo foi desmistificado e convertido em uma prazerosa - e por vezes hilária - troca de ideias. O que teve de momentos sérios, proporcionalmente também houve de vários pontos off-topic durante a gravação deste podcast.

A liderança das gravações, nesta oportunidade, coube novamente ao podcaster Evilásio. Na sequência aparecem o sempre hilário Luk Lucas, o "jovem que odeia jovens" Yuri, a nobre Raphaella que retornou após uma breve ausência em suas participações e, por fim, a minha humilde pessoa que, entre tantos pontos, acabou inventando - sem querer - uma nova palavra para o idioma português, originária diretamente do termo "oficializado".

A vigésima sexta edição da seção Recadinhos do Padrinho não foi ao ar, mas a certeza de um ótimo podcast pode ser aqui mensurada na totalidade. Disto isto, nobre visitante, cabe agora à você aproveitar o que de melhor este Kyoudai Podcast teve para lhe oferecer.

E assim se seguiu...


Kyoudai Podcast #135 e a relação com pessoas que veem poucos animes (via YouTube)
clique aqui para acessar

Acompanhando o podcast
00:00 - apresentações e introdução
02:00 - comentários do Kyoudai Podcast #134
37:52 - explanação do tema
41:38 - citação #1: Evilásio
47:23 - citação #2: Carlírio
01:01:55 - citação #3: Yuri
01:13:19 - citação #4: Luk Lucas
01:34:23 - citação #5: Raphaella
02:17:41 - considerações finais


Blogs participantes deste podcast
Animecote  /  Elfen Lied Brasil  /  Netoin!  /  Yopinando

Chat do Yopinando no Discord
clique aqui para acessar

Página no canal do Netoin!, com todas as edições do Kyoudai Podcast
acesse-a ao clicar aqui

Até a próxima!

O Netoin! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in Netoin! ]

6 comentários:

  1. Saudações Carlírio , socialmente sou bem parecido com o Luk dificilmente falo sobre animes com quem não gosta de anime , e eu sou lacônico pra caramba , resumo tudo em uma frase , em festa sou igualzinho a o padrinho , sou uma parede , uma coluna , só me movo pra pegar a comida e digo mais tirando em casa , fora ninguém diz que sou otaku .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Nobre, seu comentário foi lido e respondido durante a gravação do KP136.

      Até mais!

      Excluir
  2. E aí Padrinho, tranquilão para o verão? =D
    Vamos ao meu 2º comentário!

    Ohhh, myyy gosh! O_O /o\
    Altas revelações do Yuri falando onde a mãe do Alphonse o tocou... kkkkkkkkkkk
    Mas a culpa é do Luk, que fica perguntando essas coisas...xD
    Eu gargalhei aqui, e mais uma vez ressalto que: ainda bem que quando estou ouvindo o podcast em casa, estou sempre de fone...mwahuahuahua
    Fetiche de fio-terra com uma MILF morta? Que loucura bicho O_O!!... Ô Lôko meu!

    Huahuahuahuahuahua, a curtíssima análise da música da Xuxa foi deveras engraçada, por que o Evilásio censurou a discussão? (pergunta retórica) kkkkkkk

    Analisando os depoimentos de cada participante sobre o tema, primeiro dizer que a premissa da Natth para buscar esse tema é mais ou menos válida para mim também, haja vista que eu tenho alguns amigos que gostavam de anime quando éramos mais jovens (seja ainda quando "aborrecente" ou já quando jovem adulto), que hoje dificilmente veem alguma coisa. O mais irônico é que um desses amigos, que foi digamos co-responsável por me trazer de vez de volta ao mundo dos animes em 2004 quando o reencontrei num evento (e assim até criamos um laço maior de amizade do que quando éramos pequenos), hoje não tem mais paciência para animes, ele não acha mais graça naquilo tudo, acha tudo muito lento, não tem mais saco para ficar parado 20 minutos assistindo um episódio de anime... Outro dia desses liguei para ele para explicar uma situação e perguntar se estava tudo bem, como estava o trabalho durante a pandemia (já que ele é do Corpo de Bombeiros), e aí ele perguntou se eu ainda assistia animes e tal, e eu falei que sim e inclusive comentamos várias coisas da época até 2010 mais ou menos, lembramos da emoção que foi assistir o show do Akira Kushida em 2006 no 1º Anime Family, e por fim cheguei a recomendar para ele um anime curto e sério (de 11 epis.), só como forma de mostrar que existem coisas legais e interessantes que ainda podem cativá-lo de alguma forma, não a ponto dele ser o que já foi, mas enfim...
    Só para constar, foi através desse amigo que conheci OP e o ShaKaw, e na época assisti os primeiros episódios do anime para ver se eu gostaria.

    E em segundo lugar, acho que em relação ao contexto geral, eu sou mais ou menos que nem o Evilásio. Também não saio por aí falando que assisto animes e tal, mas também não tenho problema em falar que assisto e gosto de animes, apesar de que ainda tem muita gente preconceituosa sobre isso, e onde mais sinto isso é no trabalho (além da minha mãe, que é um caso à parte), talvez por lá ser o lugar onde passei a maior do tempo nos últimos 9 anos... Ainda temos MUUUITA gente que acha isso bobo, que acha infantil e que acha que você não é uma pessoa tão séria por gostar desse tipo de coisa, que talvez não sirva para ser pai, mãe, marido, esposa, gerente/chefe de algum setor na empresa, etc, mesmo que isso seja de maneira velada...

    (continua no comentário abaixo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Nobre, seu comentário foi lido e respondido durante a gravação do KP136.

      Até mais!

      Excluir
  3. Indo direto ao 3º comentário:

    Mwahuahuahuahuahuahua, foi ótimo a Natth perguntando: "tanto anime aí de futanari, vocês não veem não??" kkkkkkkkk, gargalhei demais com isso! xD

    Engraçado a Natth falar sobre ser eclética e diversificar, e que isso traz um amadurecimento naquele assunto e tal. Nada a ver com animes, mas muito a ver com o que a Natth falou, se trata de um amigo meu "geração Manchete" que numa conversa sobre séries com focos em personagens esportivos, citei alguns personagens da Stock Car BR que renderiam boas séries. Ele inicialmente contestou, mas falei para ele (sem arrogância nenhuma) que ele não gosta de automibilismo, que ele gostava de F-1, e que por isso ele não tem noção sobre o interesse do público BR em personagem X ou Y e que por isso também ele não tem como contestar meu argumento nesse sentido (já fui a duas corridas da Stock Car inclusive). E ele depois analisou e concordou comigo, porque de fato ele só gostava de F-1, diferente de mim que gostava de F-1, gosta de F-Indy, Stock Car e Formula E.

    Irônico vocês citarem Radiant, pois só quem não assistiu nenhum shounen genérico anterior, ou pelos menos os cláasicos (aqui no Brasil), para poder achar que ele é um dos melhores da história (kkkk), pois eu vi pelos menos os 3 primeiros episódios dele e fiz duas análises, e uma delas era bem sintetizada em uma pequena frase: "Para não citarmos obras mais antigas, Fairy Tail, Naruto, One Piece e Bleach mandaram um abraço e agradeceram as referências!". Não estou dizendo que não é um bom anime, nem entrei nesse mérito quando fiz esse breve análise, mas muito do que se vê nele a gente já viu claramente nesses outros citados.

    Eu ainda não vi o anime de Chobits, mas para quem já leu o mangá, nada vai mudar e digo que é um bom mangá sem pestanejar, e ressalto o que disseram o Padrinho e o Evilásio: não julguem sem terem visto ou sem terem lido. E uma coisa a mais a se ressaltar nessa obra: o mangá foi feito por um grupo de MULHERES... não nos esqueçamos dfisso... (porque alguns podem pensar que a premissa é uma coisa machista, claramente feita por um homem e blá-blá-blá)

    No final das contas eu também me vejo como a Natth, só falo com "civis" sobre animes se eles perguntam, mas também não fico empolgadaço falando sobre isso porque sei que geralmente pedidos de recomendações de "civis" são fogo de palha...

    Abraços do Sennaffogo e até ano que vem apenas para o KP! o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      [...continua...]
      Nobre, seu comentário (segunda parte) foi lido e respondido durante a gravação do KP136.

      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do Netoin!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Apenas uma observação deve ser feita, pois não será admitida nenhuma forma de spam.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!