NETOIN! e os seus destaques da animação japonesa em 2012... ~ Netoin!

domingo, 6 de janeiro de 2013

NETOIN! e os seus destaques da animação japonesa em 2012...

 A limiar diferença imposta pela velocidade: Robotics;Notes.

Saudações, amigo visitante. O NETOIN! aprontou-se devidamente neste domingo para trazer, até você, mais um post de impressões pessoais. Não se tratará de algo relativo a um episódio ou supostamente a um momento de algum anime em específico, mas sim de um aparato mais generalizado, onde todos os animes que se encerraram em 2012 (incluindo os da última temporada de 2011 que seguiram-se até março do ano passado) poderão, ou não, se fazerem aqui presentes.

Trata-se da chamada para os destaques da animação japonesa no ano que se encerrou, perto de uma semana atrás. Obviamente o texto que se fará seguir se tratará unicamente daquilo que foi visto por este blogueiro, ao longo de 2012, e que tenha despertado interesse ou que tenha sido chamativo o bastante para se fazer aqui presente.

Você é o convidado para acompanhar este texto, opinar sobre o mesmo e trocar opiniões sobre cada indicação aqui feita. Vários dos blogs parceiros desta casa já mostraram aos seus visitantes os seus destaques no ano que se passou, e agora é chegada a vez do NETOIN! mostrar o que pensou da animação japonesa em 2012.

Que este texto seja de seu apreço, e tenhas uma boa leitura.

Decepções bem variáveis...

Kill Me Baby: poderia ter sido bem mais divertido...

O ano de 2012 mostrou que, às vezes, algumas esperas pela grandiosidade nem sempre se fazem presentes. Também deixou em clara evidência que, em certas oportunidades, um anime que tem um plot interessante pode ser maltratado ao ponto de ser facilmente esquecido. As razões para tamanhas afirmativas são várias e densas.

Não chegando à ser exatamente uma decepção (longe disto, pois soube entreter dentro de seu escopo), Shakugan no Shana III Final poderia ter sido muito mais do que acabou sendo. Pecou em alguns detalhes como nomenclaturas e conversas detalhadas ao extremo. As batalhas foram satisfatórias, mas as resoluções finais acabaram soando como "amigáveis demais". O título ficou acima da segunda temporada, o que por si já é ótimo, mas no balancete final o anime ficou devendo um pouco.

Talvez você tenha estranhado o parágrafo acima, pois minha pessoa é muito conhecida por não fazer posts negativistas (ainda mais em se tratando de uma série na qual este blogueiro tem grande apreço). Porém, o grande destaque negativo do ano passado foi Kill Me Baby. A obra em si poderia ter divertido muito mais. O anime poderia ter elevado o seu padrão de humor e ter sido muito mais do que acabou sendo. Acabou conformando-se com as chamadas piadas repetitivas e com as situações em que o humor apresentado não conseguia fazer com que as risadas saíssem. Infelizmente, faltou harmonia a este anime.

Poderiam ter sido melhores: Recorder to Randoseru, Ebiten, Kono Naka ni Hitori Imouto ga Iru!, Gyo! (OVA), Arcana Famiglia, Upotte!!, Another.

O Penguim apaixonado: um dos momentos em que ele diverte pela irreverência...

No âmbito dos personagens, a citação poderá soar tão estranha quanto irreverente para você. A escolha foi tão difícil para este blogueiro quanto se faz imaginar, até porque o anime ao qual tal criatura pertence é disparado um dos mais irreverentes que este blogueiro já teve o prazer de acompanhar

Vindo diretamente do universo de Shirokuma Cafe desponta a figura do Penguim-san. A proposta do personagem no anime é visível para qualquer um. Com muita honestidade, pode-se dizer que ele consegue entreter em vários momentos do anime, mas ele também é deveras insuportável quando não se precisa.

Uma escolha boba, infantil e decididamente metida por parte deste blogueiro. Isto tem que se confessado de forma aberta, livre e espontânea. Mas este personagem, o Pinguim, conseguiu abrir uma exceção nas regras deste post especial e configurou-se como um destaque negativo no ano de 2012.

Surpresas interessantes...

Satou Poyo: o simpático gato de estimação.

O ano de 2012 revelou muitas surpresas chamativas, interessantes e densamente bem-vindas. A grande maioria, como dita a conhecida cartilha, provenientes de séries e que poucas pessoas poderiam apostar alguma coisa. Mas alguns títulos mais inflamados também se fizeram representar muito bem.

No início do ano apareceu Ano Natsu de Matteru, que vinha com o chamado selo da nostalgia estampado entre os fãs das séries Onegai Teacher e Onegai Twins. Com uma história baseada na ficção, romance e leves toques de sci-fi, este anime conseguiu arrecadar muitos pontos preciosos em razão de um ponto específico: teve bem menos fator ecchi que as séries Onegai citadas.

Outra obra que pode ser citada com categoria é Poyopoyo. Um anime demasiadamente simples, de ambientalização e traço mais infantil, mas portador de um grande fator de carisma. O som emitido pelo bichano Poyopoyo em suas falas jé é um fator mais do que suficiente para fazer com que este personagem esbanje simpatia e, porque não enfatizar, que o anime ao qual pertence divirta exatamente na medida.

Joshiraku: o segredo está nas entrelinhas do anime...

Joshiraku chamou a atenção de poucas pessoas no fandom. Entretanto, o anime soube ser elegante em sua proposta e mostrou muitos momentos de reflexão. Além disto, pitadas certeiras de um humor bem colocado deram aquele ingrediente especial para a obra, que em si, não conteve-se ao cutucar a sociedade, o fandom e outros seguimentos e características da vida humana. Irreverência teve nome em 2012. Some-se à tudo isto o fato deste anime ter apresentado o melhor encerramento do ano (a música "Nippon Egao Hyakkei", que é simplesmente contagiante).

Papa no Iukoto wo Kikinasai e Inu x Boku SS, ambos da primeira temporada do ano passado, também podem adentrar ao grupo das gratas surpresas do mesmo. Se houveram olhares tortos em razão de seus vídeos iniciais e episódios que abusaram do fator moe, também se fizeram presentes nestes animes fatores como narrativa e diversão, preponderantes o bastante para que os mesmos fossem seguidos do início ao fim.

Foi um ano de surpresas. A espera é que, para 2013, hajam muitos mais títulos que mereçam ser aqui citados como surpresas agradáveis e positivas.

Outros animes que surpreenderam ou que ficaram dentro do esperado: Shakugan no Shana III Final, Tari Tari, Yuru Yuri 2, Dog Days', Binbougami Ga!, Acchi Kocchi, Tsuritama, Natsuiro Kiseki, Hiiro no Kakera, Hiiro no Kakera 2, Nazo no Kanojo X, K-ON! (movie), Joshiraku, Saki Achiga-hen Episode of Side A.

As estrelas de 2012...

Nagase Iori, de Kokoro Connect.
 
Um representativo grupo de personagens fez questão de se apresentar para todos ao longo de 2012. Nos mais diversos animes, nas mais variadas (e até inusitadas) situações, muitos doa atores e atrizes do grande palco da animação japonesa deixaram as suas marcas. E este blogueiro faz questão de transmitir para você, neste momento, quais são os personagens que mais chamaram a atenção (dentro de uma questão bem pessoal).

Obviamente, o trabalho todo tem seu início com a escolha do grande destaque no âmbito feminino. E o ano passado deixou as coisas muito difíceis para este blogueiro, do início ao fim. A Mutsume Yuu (Saki Achiga-hen - Episode of Side A) era uma candidata, tanto quanto a guerreira  Saber (Fate/Zero 2), a tímida e naturalista Kithara Mio (Ano Natsu de Matteru) e a enigmática Eru Chitanda (Hyouka). Mas apenas uma pode ser efetivamente situada como destaque do ano.

E para este blogueiro tal destaque coube à Nagase Iori (Kokoro Connect). Tendo que viver em meio e um enlace familiar pouco saudável (e preocupando-se muito com a sua mãe), a Iori ainda teve de suportar os experimentos nada convencionais em sua escola, que acabou confinando em um segredo foraz ela e seus amigos do clube ao qual pertencia. Com reviravoltas e uma bonita lição sobre sentimentos, ela ficou com este simbólico título de 2012 pelo NETOIN!.

Menções honrosas: Sasako-san (Shirokuma Cafe), Mizutani Shizuku (Tonari no Kaibutsu-kun), Yamano Remon (Ano Natsu de Matteru), Senomiya Akiho (Robotics;Notes), Watashi (Jinrui wa Suitaishimashita), Akiyama Mio (K-ON! Movie), Natsume Asako (Tonari no Kaibutsu-kun), Toshinou Kyoukou (Yuru Yuri 2), Anrakutei Kukuru (Joshiraku).

Yoshida Haru, de Tonari no Kaibutsu-kun.

Eleger o personagem masculino como destaque de 2012 não foi também uma tarefa das mais fáceis. É bem verdade que muitos dos que se fizeram presentes tinham características um tanto diferenciadas entre si. Um contexto bem esperado. Mesmo assim, chegar a um denominador comum foi deveras exaustivo.

Dentre os nomes à serem certificados em uma pré-listagem lá figuravam: o guerreiro Lancer (Fate/Zero 2), o pequeno apaixonado Kirishima Kaito (Ano Natsu de Matteru), o desbravador de enigmas Houtarou Oreki (Hyouka) e o Yaegashi Takeshi (Kokoro Connect). Olhando direito, um grupo deveras concentrado.

Mas o NETOIN! deixa a simbólica primazia de personagem masculino destaque em 2012 para o carismático Yoshida Haru (Tonari no Kaibutsu-kun). Com o seu humor inflamado e suas criancices certeiras durante todo o anime, o Haru conseguiu sobressair-se em meio à um seleto e dificultoso grupo de personagens, muito disto graças à sua irreverência e elevado fator de carisma nele existente.

Menções honrosas: Otonashi Io (Acchi Kocchi), Rider (Fate/Zero 2), Onizaki Takuma (Hiiro no Kakera), Kurosawa Yamato (Sukitte Ii na Yo), Kawabuchi Sentarou (Sakamichi no Apollon).

Os destacados animes de 2012...

Haru e Shizuku em Tonari no Kaibutsu-kun.

É chegado o momento do blog apresentar os melhores animes de 2012, isto claro na opinião de minha humilde pessoa. É bem verdade que todas as portas para o top'5 se fizeram abrir nos tópicos já tratados, mas é sempre de bom tom anunciar o que acontece e deixar à sua vista o que, sobre o ano passado, se fez presente na mente deste humilde blogueiro.

O primeiro anime a ser citado é justamente Tonari no Kaibutsu-kun. A irreverente comédia romântica da última temporada passada, que se fez rechear por pitadas dignas de um bom shoujo, soube levar com graciosidade tudo aquilo que queria em boa parte de seus episódios. Para quem não acredita no amor entre um rapaz brincalhão e uma moça abruptamente séria, este anime acabou sendo sendo de grande e valorosa acolhida.

Tonari no Kaibutsu-kun - 5ª colocação

A turma de Kokoro Connect reunida...

Cinco jovens estudantes fazem parte de um clube de pesquisas em sua escola. Partindo-se deste único ponto inicial não há nada demais para se explanar. Entretanto, estes mesmos alunos passaram por muitas provações ao longo do anime, verdadeiros testes de força emocional e de conduta interpessoal.

Desta forma, Kokoro Connect conseguiu se fazer presente neste top'5. Não apenas pelo seu plot bem sugestivo, mas também pela forte e presente interação entre os personagens, o acabou gerando inúmeros pontos positivos para o anime. Uma obra muito bem recomendável.

Kokoro Connect - 4ª colocação

Um momento tenso em Sakamichi no Apollon...

Na segunda temporada de 2012 surgiu um anime que, ao menos em sua aparência inicial, parecia que iria tratar-se da música como elemento principal. De certa forma, a sonoridade musical se fez presente da forma mais concreta possível neste anime.

Entretanto, Sakamichi no Apollon chamou a atenção também por outras razões. O trio de personagens principais apresentou, para todos que viram o anime, algumas das principais lições sobre amizade e confiança que uma pessoa tem de conhecer para levar sempre adiante. E com os fundos musicais apropriados, amparados por uma ambientalização simplesmente memorável, este anime conseguiu entrar no pódio final do ano.

Sakamichi no Apollon - 3ª colocação

Watashi e sua expressão sarcástica em Jinrui wa Suitaishimashita...

O anime mais original e imprevisível de 2012 não poderia ficar de fora do top'5. A obra que será citada fez por merecer estar no pódio não apenas pelo que já foi citado, como principalmente por toda a apresentação de personagens realmente únicos, chamativos e dotados de um poder de atenção simplesmente elevado.

Desta forma, Jinrui wa Suitaishimashita fez e aconteceu no ano passado. Muito embora o rótulo de anime cult lhe caia muito bem, é inegável a qualidade apresentada em seus cenários, no desenho de seus personagens, no desenvolvimento do enredo e, porque não ressaltar, na apresentação do elenco sem nome próprio que acabou sendo conhecido por fatores mais convencionais como "o ajudante". Admire-se com os frangos esfolados você também.

Jinrui wa Suitaishimashita - 2ª colocação

Hora da pesquisa em Hyouka...

O momento da pesquisa em larga e abundante escala. Um anime que teve uma das sequências de evolução em seus episódios mais lentas, dentre as quais este blogueiro consegue se recordar. E ainda assim, um anime que soube buscar nesta evolução o fator de retenção e com ele conquistar muitos elogios.

Trata-se de Hyouka, um anime que possivelmente muitas pessoas devem ter deixado de lado em seus primeiros episódios que acabou mostrando, muito em razão da dupla Chitanda e Houtarou, o que um enredo bem trabalhado pode produzir. Graças a sua fantástica evolução episódio pós episódio e grande poder de reter a atenção, minha pessoa tem neste anime o grande destaque para o ano de 2012.

Hyouka - 1ª colocação

Menções honrosas: Sukitte Ii na Yo, Fate/Zero 2, Chuunibyou demo Koi ga Shitai!, Ano Natsu de Matteru, Hotarubi no Mori e (Movie), Uchuu Kyoudai.

Objetivamente

A pequena Kud, de Little Busters!...

Quando um post como este é finalizado, este humilde blogueiro carrega consigo a sensação do dever cumprido. Tendo por base todos os animes que foram vistos ao longo de 2012, ou que se fizeram encerrar no referido período, pode-se dizer que a opinião aqui exposta seja bem sincera e dentro de uma expectativa pessoal já esperada.

Provavelmente tenhas sentido falta de nomes como Robotics;Notes, Shin Sekai Yori, Magi, Little Busters! e Shirokuma Cafe. Como estes animes ainda prosseguirão até meados de março ou abril do corrente ano, eles estarão dentro do escopo como elegíveis para melhores de 2013.

Desta forma, o especial com os destaques de 2012 (na visão do blog NETOIN!) encerra-se aqui. Amigo visitante, minha pessoa espera que tenhas tido uma ótima leitura e o convida, humildemente, à expor no campo de comentários a sua opinião, e também como formarias o seu próprio top do ano que passou.

Até a próxima.

O blog parceiro Anime Kenkyuukai também elegeu os melhores. Para ver basta clicar aqui

Reveja os posts do NETOIN! com os destaques em 2010 e 2011

O NETOIN! está presente no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 12Blogger
  • Disqus

12 Comentários

  1. Concordo com grande maioria da sua lista, apenas tiraria Hyouka, que tem uma bela animação, porém a história me decepcionou. E Kokoro Connect é um anime que não colocava fé , porém após deixar o preconceito de lado e assistir, foi uma agradável surpresa, sem duvidas um dos melhores do ano. Colocaria em sua lista de melhores do ano Tsuritama, que para mim foi um dos melhores do ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Como sempre gosto de enfatizar, e muito valorizo tal dizer, os gostos são basicamente únicos para cada pessoa. Deixando o que senti de 2012 aqui tenho que estar preparado para tudo...^^

      Hyouka teve um clima de mistério que me prendeu desde o início, mas foi no final dele que me surpreendi muito mais. Achei ótimo. E realmente, Kokoro Connect sofreu com alguns paradigmas do fandom, que julgo como normais, mas que no final mostraram-se não estar tão corretos.^^

      Tsuritama foi um bom anime para mim.


      Até mais!

      Excluir
  2. Mais um post interesante do blogueiro mais carismatico da blogosfera dos animes...
    Gostei da sua lista, gostaria de apresentar minhas maiores decepções:
    1- Zetman
    Foi a maior decepção do ano para mim, pois tinha material para ser um dos melhores do ano e tinha o protagonista mais agradavel de todos que passaram por este ano de 2012, o Jin-kun é incrivel no mangá mas no anime foi muito mal trabalhado.
    A adaptação não foi nada justa, fiel e complacente com o mangá, sou fã da serie e para mim foi a MAIOR decepção dentre todos os animes deste ano, sem sombra de duvida, dropei no episodio 05.

    2- Saint Seya Omega
    Sou fã de CDZ e por isto mesmo nem considero “isto” sendo Sequel da serie… é totalmente ilogico, insolita e sem-nexo.
    O sonho de muitos fãs acabou se tornando um pesadelo com esta serie.
    “Vergonha”, é a unica palavra que descreve esta Sequel… fica aqui meu lamento como fã de CDZ.
    Tem tanta coisa dentro deste anime acontecendo por por pura conveniencia de roteiro, é como se tudo o que CDZ mostrou (em todas as suas Sagas) até antes de Omega não valesse nada… as explicações logicas sumiram.
    Dropei no episodio 05.

    3- Shining Hearts
    Para quem esperava algo parecido com o jogo, acabou levando um dos maiores "tombos" deste ano.
    Não tem o desenvolvimento do game, os personagens são extremamente superficias e tediosos e o felling de aventura do jogo ficou esquecido na cabeceira da cama da direção tecnica do anime. Triste e lamentavel... se um dia fizerem algo realmente fiel ao material original será fantastico.
    Neste eu fui até o final, pois ainda tinha esperança de "algo" referente ao game acontecer de verdade.

    Series que me surpreenderam demais, das quais não esperava grande coisa ou tinha em mente uma premissa diferente da qual foi mostrada:
    1- Nazo no Kanojo X
    2- Acchi Kocchi
    3- Papa no Iukoto wo Kikinasai
    4- Inu X Boku SS
    5- HighShool DxD
    6- Girls und Panzer

    Adorei a forma que voce tratou de mostrar suas "Estrelas de 2012"... ficou muito divertida, com um clima de "Oscar". Com direito a discurso e homenagem ficou tudo ainda mais prazeroso. Caprichou legal, gosto da sua criatividade neste tipo de coisa pois é um diferencial bem grande para com o "comodismo" existente por aí.

    Por fim, deixo o meu TOP 05 deste ano que passou... usei do mesmo criterio que voce e deixei de lado meus favoritissimos Psycho-Pass, Robotics;Notes e Shin Sekai Yori.
    1 – Fate/Zero Season 2
    2 – Hyouka
    3 – Jinrui wa Suitai Shiamshita
    4 – Kokoro Connect
    5 – Tari Tari

    Estranhamente é meio parecido com o seu..., coincidencia ou estes animes realmente foram divertidos e agradaveis!?!?
    Desculpe pelo comentario enorme, mas quando eu começo é dificil de parar, então desde já peço desculpas por este inconvenio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Heverton, fique à vontade para opinar da forma que quiser, até porque esta área de comentários é direcionada para todos vocês aqui dissertarem as suas opiniões. Isto me deixa muito contente.^^

      Sou grato por suas palavras quanto ao post em si, e também quanto ao modo em que tratei algumas peculariedades, como na escolha dos personagens de maior destaque no ano passado. A forma de expressão é interessante e, podes acreditar, em nenhum momento imaginei estar fazendo algo similar a um Oscar. Se passei tal impressão é mais um motivo para me sentir bem.^^

      Quanto aos nossos tops do ano... Não acredito em uma simples impressão (coincidência) apenas. Possivelmente estas obras, ao menso a maioria, foram realmente ótimas.

      Uma vez mais, agradecido.^^

      Até mais!

      Excluir
  3. Metade da lista de indicações acima dropei logo no inicio porque não tive paciencia de esperar que ficassem melhores. Se é que ficaram, como Popoyo, Shirakuma Café, Joshiraku, Acchi Kocchi e Saki.

    Concordo com a Iori sendo um dos destaques femininos do ano, mas minha lista incluiria tranquilamente a Saber(que você também citou), a impagável Momiji(Binbougami Ga), a Shizuku(Tonari Kabutsu-kun)e a Rikka(Chuunibyou).

    No masculino concordo em gênero, número e grau com o Haru(Tonari Kaibustsu-kun), com menções honrosas ao Dark Flame Master(Chuunibyou).

    Na lista dos melhores talvez os 3 ultimos estariam na minha lista, não sei se na mesma ordem, mas curiosamente Hyouka só achei mediano, o desenho e a parte tecnica são muito bonitos, mas a história não me prendeu. E Jinrui juro que tentei assisti-lo mais de uma vez, mas além de ser "fofinho demais" em seus traços e cores a história não me convenceu até o episódio 4. Provavelmente posso dar uma chance algum dia. Colocaria em suas posições o próprio Fate/Zero II, mesmo que o final não tenha sido lá muito empolgante e pela surpresa e a diferenciação no desenho dos personagens, na história inusitada e a intenção de inovar até na voz das seyus fico com o Nazo no Kanojo X no primeiro posto.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Nobre @açougueiro@ digo-lhe que, para mim, todos os animes que tu dropaste foram muito bons do início ao fim. Shirokuma Cafe ainda seguirá até abril'2013. Quanto à Poyopoyo, Saki Achiga-hen e Joshiraku, o que tu viste no início assim se seguiu até o final. Caso não tenhas apreciado o ponto de partida destas obras, provavelmente a sequência das mesmas não seria de seu agrado...^^"

      Falar de gostos é sempre complicado, devo admitir. No que tange aos personagens, o ano de 2012 foi muito positivo individualmente. Acho isto demasiadamente interessante, sendo esta razão da minha dificuldade maior em eleger dois personagens (um por sexo) para subir ao topo do pódio...

      Hyouka desenvolveu-se na crescente, ao meu ver. Jinrui acabou distribuindo alguns tapas no fandom mundial (e sim, a apresentação dele é deveras infantilizada, muito embora eu não veja isto como um demérito) em razão de sua história com atmosfera tão psicodélica e extravagante...^^

      Fate/Zero 2 foi, para mim, inferior à primeira temporada, mas nada que estragasse o anime. E Nazo no kanojo X vi um mês atrás, no Crunchyroll, e me simpatizei com a obra.^^

      Grato por vosso comentário, como de costume.^^


      Até mais!

      Excluir
  4. Sei que nossos gostos são bem diferentes, mas fiquei curioso com duas série que tem grande chance de figurarem no ANIKENKAI AWARDS estarem presentes nesse post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Interessante, nobre Diogo...

      Darei uma olhada em seu post. Quanto aos gostos bem diferentes, é como já lhe disse, a graça do mundo mora justamente aí.^^


      Até mais!

      Excluir
  5. Realmente Hyouka me surpreendeu desde o primeiro episódio, e pela grande temática da investigação. Até achei algumas referências com Sherlock Holmes, espero que tenha uma segunda temporada... Adoraria ver o Houtarou desvendando a morte do tio da chata da Chitanda, e sua irmã mais velha ajudando.

    Bom trabalho Netoin!~humhum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Sinceramente, Hyouka superou as expectativas iniciais que eu tinha para o anime...^^

      Grato pelo comentário.


      Até mais!

      Excluir
  6. Concordo totalmente com Hyouka como melhor do ano :D Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons