Netoin!

domingo, 11 de fevereiro de 2018

[N! Drops] Fev'2018 #9: sentimentos adiante em Citrus...


Avançando na história...

Momentos antes de assistir ao sexto episódio de Citrus, este humilde blogueiro encontrava-se em um tipo de dilema. Até então, o anime havia apresentado e mostrado bastante da "estranha relação" vivida pelas suas protagonistas, sendo elas a Aihara Mei (a presidente do conselho estudantil sempre quieta) e Aihara Yuzu (energética e que não costumava muito pensar antes de agir). Contudo, seus modais comportamentais escondiam um "algo à mais", uma vez que a Mei não sabia direito o que fazer em certos momentos (agindo por preposições bem pessoais e erradas em boa parte das vezes), ao mesmo tempo na qual a Yuzu conseguiu apresentar uma significativa evolução (sem abandonar o seu jeito mais "moleca" de ser).

Ao longo de cinco episódios, o anime fez questão de deixar claro o quanto os sentimentos conflitantes das protagonistas eram grandes e que, ao mesmo tempo, não eram os únicos pontos a serem trabalhados na obra. Questões pertinentes à vice-presidente do conselho estudantil, a Momokino Himeko, foram também levadas adiante. Além disto, a Aihara Ume pode ser descrita como um verdadeiro anjo em Citrus, dada a sua incrível paciência e como aparenta lidar bem com o ambiente à sua volta. Neste meio tempo, as sucessivas dúvidas da Yuzu sempre eram colocadas em xeque, muito em razão das interrogativas vindas da Mei e, se não fosse pela carismática Taniguchi Harumi (a grande amiga da "moleca" deste anime), certa personagem já teria enlouquecido com grande facilidade.

Apesar de certos temas terem sido trabalhados, dentro do espectro da obra, ainda faltava algo para ser respondido. Se por um lado a Yuzu saiu de seu estado inicial para ser uma jovem mais inclinada a saber o que sente (pensando antes de agir), no outro canto a Mei continuava a navegar em seus devaneios que, por vezes, deixava a minha pessoa com imensa raiva a cada vez que ela abria a boca no anime (um pequeno rant se fazia necessário, visitante). O início do sexto episódio mostrou bem isto, com a chegada do Aihara Shou tendo, assim, a possibilidade das engrenagens do anime, enfim, trabalharem em harmonia. Uma aposta arriscada, diga-se de passagem, a que este blogueiro acabou fazendo.

Felizmente, este mesmo sexto episódio mostrou que o enredo de Citrus soube realmente afunilar. E tudo isto girava no entorno da Mei e seus questionamentos do passado, quando criança, uma vez que a pessoa na qual ela mais se espelhava não queria, enfaticamente, assumir o posto no Academia. Isto é algo compreensível, ao menos em boa parte, mas que de certa forma não justifica na totalidade suas ações que alinhavam defensividade e incisividade, especialmente quanto à Yuzu. Suas ganas de entender apenas em parte o que sua meio-irmã tanto dizia e/ou queria fez, da Mei, uma jovem de caráter bem duvidoso para este humilde blogueiro. Esta opinião não mudou na totalidade, mas foi realmente muito bom notar o anime avançando em um ritmo agradável (por mais que a resolução entre  Shou e Mei tenha soado um tanto quanto simples demais).

Contudo, o final do sexto episódio acabou servindo de ponte para dois tópicos. O primeiro deles está na dupla de protagonistas Mei e Yuzu, especialmente após o primeiro beijo realmente sentimental e honesto entre elas. O segundo, por sua vez, gira em torno da jovem de cabelos rosados, Mizusawa Matsuri. A grosso modo, soou nítido o fato desta garota não ser "flor que se cheire" e, salvo o caso da minha pessoa estar omitindo uma opinião equivocada, a verdade é que conflitos e confusões deverão aparecer novamente em Citrus.

Aguardar é preciso...

Momentos...



"Quando o pai delas apareceu, a Mei sentiu muito mais do que a Yuzu..."



"Ação e reação em meio a um momento nada propício..."


"Então, o Shou é tsundere consigo mesmo..."


"Harumi, verdadeiramente a grande amiga da Yuzu. E isso é sério..."


"Momento do auxílio..."



"Reconciliações..."


"O beijo verdadeiramente sentimental..."


"Esta jovem não parece ser uma boa pessoa..."

Até a próxima!

O Netoin! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in Netoin! ]


Conheça o autor do Netoin!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

sábado, 10 de fevereiro de 2018

AnimecoteCast na temporada de janeiro/2018 - Parte #2


A continuidade do trabalho acústico...

É chegado o momento de aparecer a continuidade do AnimecoteCast anterior, vindo com a sua centésima vigésima segunda edição de seu já conhecido podcast de temporada, sendo a segunda parte sobre os animes de janeiro/2018. Contudo, se você não escutou a primeira parte deste trabalho acústico, poderá escutá-lo através do link abaixo citado, sendo isto bem importante para teres uma ideia sobre o que já foi falado e afins.

AnimecoteCast #121 - Temporada de janeiro/2018 - Parte #1
clique aqui para acessar

A equipe presente foi a mesma da edição passada, visitante. A liderança continuou sendo do jovem Erick Dias, seguido pelo podcaster Evilásio, do falador convidado Yuri e a minha pessoa. Como foi salientado na chamada anterior, neste post você terá acesso às principais notas dadas nesta série de dois podcasts, nas quais os valores individuais e em grupo estarão à disposição para a sua pronta análise (veja-as mais abaixo, ao final deste texto, antes dos links de acesso para este podcast em si).

Alguns pontos curiosos se fizeram presentes neste podcast. A nomenclatura do gélido continente ao sul do globo terrestre ficou em evidência (sendo este Antártida ou Antarctica). O dito relacionamento real entre as jovens protagonistas de Citrus também esteve em pauta. No geral, os abraços e a temática central de Hugtto! Precure também merecem aplausos. Isso para não esquecer de Pop Team Epic, um dos hits de comédia da atual temporada que, para três dos quatro participantes deste AnimecoteCast, não corresponde a boa fama que está tendo. Tudo isto forma apenas "a ponta do iceberg", pois o podcast teve muito mais trocas opinativas.


Mais abaixo se seguirá (tal como foi feito nos posts dos podcasts passados do AnimecoteCast desta temática) a média que a temporada teve por cada participante e alguns dados de importância. A nota máxima é cinco (5). Ao lado desta, segue-se em parênteses o total de animes vistos. Por fim, os animes com as maiores notas de cada participante (no máximo de quatro obras, não necessariamente em ordem de preferência).

* Carlírio Neto: 3,3 (18)Yuru CampSora yori mo Tooi BashoHugtto! Precure e Cardcaptor Sakura: Clear Card-hen;
* Yuri: 3,1 (20) - Violet EvergardenDevilman: CrybabyYuru Camp e Sora yori mo Tooi Basho;
* Evilásio: 2,8 (15)Devilman: CrybabyKokkokuViolet Evergarden e Basilisk: Ouka Ninpouchou;
* Erick Dias: 2,1 (33) - Koi wa Ameagari no You niKokkokuMitsuboshi Colors Yuru Camp.

Agora saberás quais foram as maiores e menores notas ofertadas, na média, dentre os participantes do podcast, no qual o valor máximo é cinco (5). Na sequência, será mostrada a média final do podcast em si, seguido do total de animes vistos. Inclui, também, a lista dos animes que não foram citados neste trabalho acústico, uma vez que nenhum dos participantes os assistiu até a gravação do mesmo.

* Top'5 na média da equipe: Devilman: Crybaby (4,3); Yuru Camp (4,2); Koi wa Ameagari no You ni, Hugtto! Precure (4,0); Kokkoku, Sora yori mo Tooi Basho (3,7); Violet Evergarden (3,6).
* Bottom'5 na média da equipe: Ryuuou no Oshigoto! (1,8); Skirt no Naka wa Kedamono Deshita, Nanatsu no Bitoku, Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku, Hataraku Onii-san! (1,5); Takunomi. (1,3); Hakyuu Houshin Engi, Kaijuu Girls: Ultra Kaijuu Gijinka Keikaku 2nd Season, 25-sai no Joshikousei (1,0); Pop Team Epic (0,7).
* Média final dos quatro participantes: 2,8 (36 animes).
* Animes sem avaliação (não foram vistos até as datas das gravações): Dame x Prince Anime Caravan, Killing Bites, Märchen Mädchen, Sanrio Danshi, Gin no Guardian 2nd Season, Gintama: Shirogane no Tamashii-hen, Saiki Kusuo no Ψ-nan 2, Zoku Touken Ranbu: Hanamaru, gdMen, Inazma Delivery: Dougyousha Attack-hen e Mameneko.


AnimecoteCast na temporada de janeiro/2018 - Parte #2
AnimecoteCast #122 - link para download  /  escute online (via blog Animecote)

Blogs e sites que integraram a equipe deste podcast
Animecote  /  Netoin!  /  Yopinando

Até a próxima!

O Netoin! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in Netoin! ]


Conheça o autor do Netoin!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

[Comentários Retrô] Kono Minikuku Mo Utsukushii Sekai - Episódios #1 e #2


Uma aventura descompromissada, mas nem tanto...

Uma semana atrás, esta casa na internet anunciava a segunda que seria comentada dentro da seção Comentários Retrô (clique aqui para ver a chamada). Trata-se, obviamente, de Kono Minikuku Mo Utsukushii Sekai ou, no português aproximado, "Este Feioso e Belo Mundo". Acessando o link indicado um pouco mais atrás, terás a introdução necessária quanto ao básico de sua história que, entre outras coisas, possui ambientação escolar, um tanto de ecchi, comédia, poderes mágicos e, ao que tudo indica, ainda cederá espaço para um tanto de drama.

No episódio inicial, como se poderia imaginar, tem-se a apresentação de toda a ambientação e elenco da obra. Neste caso, o jovem Takemoto Takeru está sendo o seu cotidiano de sempre, com as intermináveis dúvidas e questionamentos sobre o porquê de se fazer algo, além de ter que aturar as implicâncias provenientes de suas colegas da escola e também de uma prima sua, a Nishino Mari. Apesar de sempre olhar com raiva para ele, a moça aparenta nutrir um certo sentimento pelo Takeru, que vive na mesma casa que ela.

O protagonista da obra vive com seus tios e prima. Não se fala muito de seus pais neste primeiro momento. Além de ir para a escola, o Takeru trabalha como motobói para o seu tio. Para tanto, não importando o local, ele sempre conta com a presença de seu melhor amigo, o Ninomiya Ryou, que o auxilia sempre da melhor maneira possível em quase tudo. Justamente durante uma entrega normal e comum é que a vida do Takeru começaria a mudar drasticamente. Até porque, não é sempre que uma garota aparece à partir do feixe de luz que cruzava o céu noturno.

Existe um pequeno desconforto no primeiro contato entre o Takeru e a estranha jovem, a qual o rapaz lhe deu o nome de Hikari. E tal sentimento aumentou com a chegada de um monstro que atacou aos dois. O Ryou resolveu investir com a moto que seu amigo usava para as entregas ante a estranha criatura, mas não teve um bom resultado. Após isso, o protagonista transformou-se e começou a lutar contra tal monstro que, minutos após, acabou fugindo. Takeru e Hikari se aproximaram mais e o rapaz jurou protegê-la. Por sua vez, o Ryou acabou olhando muito para o local onde apareceu a garota dos céus, pois algo dali ainda o incomodava.

 Episódio #1: Takeru mostrando a língua para as suas colegas na escola. Tudo normal para ele...

 Episódio #2: o Takeru é tímido, acima de tudo. E a Hikari é bem inocente, também...

Se o início do anime mostrou um belo tanto da obra e sua ambientação, o segundo episódio uniu a comédia leve, o ecchi e o nonsense em uma mesma linha, quase que literalmente. A junção disto tudo não foi exatamente ruim, ao contrário, mas é notória a observação de que isto dificilmente ocorreria de similar maneira atualmente. Basta teres em mente que o Takeru levou a Hikari para sua casa (era esperado que isto ocorresse, todavia). Na manhã seguinte, um desconhecido grupo começou a investigar a área onde, na noite anterior, todo o relato dos parágrafos acima deste ocorrera.

Você pode achar estranho, e a minha pessoa não lhe tirará a razão sobre isto, mas na casa onde o Takeru vive não houve algum questionamento mais aguçado quanto a presença e procedência da Hikari (a maior bronca acabou sendo o estado no qual a moto do seu tio ficou). A jovem, aliás, foi bem direta em afirmar que se sentia solitária no espaço e que acabou caindo na Terra "ao acaso". Para a Mari tudo isto piorou, a partir do momento no qual a recém chegada afirmou ter o maior respeito e admiração pelo Takeru, justamente por ele tê-la apoiado e protegido, sendo o rapaz a pessoa que ela mais considera desde então. Olhares estranhos se viraram contra o protagonista, de diversas fontes.

Por outro lado, uma nova personagem apareceu. Ela se chama Portman Jennifer, uma cientista que pertence ao grupo que estava investigando a área dos acontecimentos do episódio anterior. Ela acabou indo parar na casa onde o Takeru vive, como pensionista. Causou estranheza à Hikari (mas acabou tomando banho com ela "para ver o quão extraterrestre a jovem era") e, mais tarde, acabou percebendo os sentimentos da Mari para/com o protagonista. Mas para a prima, começará uma disputa bem acirrada para levar adiante aquilo que sente. Enquanto a Hikari conseguia a permissão de ali viver em um dos quartos, no mesmo lugar das ocorrências de outrora mais uma estranha garota havia aparecido.

Visitante, tenha em mente que Kono Minikuku Mo Utsukushii Sekai teve dois episódios iniciais bem interessantes, sendo concisos quanto à proposta central do anime mas que, ao mesmo tempo, não pede para ser levado extremamente à sério. Este é um ponto fundamental, ao menos por agora. Destaque para o visual bem feito da obra (obedecendo à média de seu lançamento, o ano de 2004), tendo a forte presença do efeito ecchi alinhada à causa. No mais, espera-se que o drama apareça cedo no anime.

E assim se segue...

Episódio #1: "Madrugada, a linha divisória entre a Luz e a Escuridão"


"Como diz o dito popular, 'quem com ferro fere'..."


"Ação e reação, estrelando a Mari e o Takeru..."


"Ryou desenha a garota perfeita para o Takeru, segundo as palavras do seu amigo..."


"Hora da entrega. A Mari pede para o Takeru tomar cuidado..."




"Takeru conhece a Hikari. Sua vida começará a mudar agora..."


"O Takeru transformado para a luta. Incógnitas no ar..."

Episódio #2: "Você é o meu primeiro"


"Uma verdade vindo à tona e outra sendo investigada..."



"Histórias aumentadas, desconfiança e a aceitação, graças ao Ryou..."



"A Hikari explica sua história. Todos acompanham, literalmente..."


"Ryou ainda incomodado com algo. Hikari ganhando uma vestimenta para si..."



"A cientista Jennifer e suas verdades bem pontuais..."


"Hikari e Takeru em um momento sério, além de uma nova garota surgindo..."

Até a próxima!

O Netoin! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in Netoin! ]


Conheça o autor do Netoin!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2018 (ano 11)
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons