Coppelion - Episódio #11: da corrupção ao resgate! ~ Netoin!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Coppelion - Episódio #11: da corrupção ao resgate!

Esta é a Aoi.

Procurando a co-relação entre um início sofrível e um final promissor.

Dizem que todo e qualquer conceito de arte e cultura pode ser expressivo das mais diversas formas, incluindo nisto os momentos mais esperados (ou não) para tanto. Na animação japonesa é comum que você se sinta absorto por um enredo e torça para que o mesmo siga muito bem adiante, por mais que tal história seja ruim ou muito mal conduzida na maior parte (ou em todo) seu desenvolvimento.

Pois bem. Coppelion, anime da atual temporada que está prestes à findar, se aplica de forma gritante ao enunciado no parágrafo acima. E pensar que, realmente, a obra tem chamado positivamente a atenção nos últimos três episódios que, somados ao atual, demonstra um fato quase incontestável. Se o plot deste anime tivesse sido trabalhado com constância e seguridade desde o seu início (incluindo nisto o flagelo deixado pelo famoso segundo capítulo), seguramente o mesmo estaria entre os melhores deste final de ano.

Deixando de lado as observações mais pessoais deste humilde blogueiro no momento, o décimo primeiro episódio de Coppelion mostrou qual o caminho para o final desta obra. Sem o menor resquício de exagero, o presente capítulo mostrou momentos nos quais a corrupção foi tão chamativa quanto a prerrogativa infame de ação por parte do governo japonês (valendo-se disto apenas no anime e dentro do contexto do mesmo, frisando o fato). Se depender unicamente de tudo que foi feito pelo Primeiro Ministro, mesmo antes de ele chegar a tal representatividade, o mundo poderia realmente ter sido destruído sem dó ou quaisquer sentimento de compaixão.

A Aranha de Metal em ação!

Não é necessário aqui falar de dureza nas palavras ou nas ideias lançadas. O grupo de Coppelions presente na antiga capital reforçou a tese abrigada no resguardo da salvação. No caso, pela espécie humana. E pensar que o Haruto poderia, em algum momento, compartilhar dos pensamentos da Ibara e levar os mesmos totalmente à sério. Um aprova cabal de que, muito possivelmente, o momento dá o direcionamento da ação. E o mesmo vale para o pessoal vindo de "O Planeta", lutando até o último fio de esperança pelas suas próprias vidas.

Adendo estratégico para a Aoi. Minha pessoa não vai aqui classificar isso como algo positivo ou negativo. Talvez o mais justo seja "um pouco de cada". Isto porque ela mostrou ter poder, mesmo que atendendo ao segmento do famoso clichê básico e até pertinente em alguns momentos, nos quais a citada personagem manifestou tal energia sem ter controle sobre a mesma e nem mantendo-se à si própria. As irmãs Ozu conseguiram decepcionar de forma lamentável neste episódio. Mas exigir alguma perfeição (se é que pode este humilde blogueiro assim definir "o todo") seria pedir demais.

O anime ainda apresentará pontos que servirão para dar valores finais à várias das circunstâncias de seu enredo que, ao menos em teoria, não aparentava ser tão difícil de ser trabalhado. Na próxima semana, dentre outras coisas, é possível que uma nova vida nasça em meio aos escombros físicos da antiga capital e mentais por parte de todo o elenco de Coppelion. A ideia de um final aceitável foi plantada neste episódio em análise. Resta observar se a mesma será conduzida desta forma.

Trívia em Coppelion #11


Inconsciente - O fato da Aoi ter mostrado seus poderes de uma forma tão básica (e com um certo ar de anti-clímax) deixou um desgostoso flagelo nos ares de Coppelion. Era bem evidente que algo seria feito para mostrar a personagem em combate, cujo presságio disto já havia sido dado no episódio #10. Entretanto, o que ocorreu no capítulo presente foi belo e envolvente, ao mesmo tempo no qual foi apagado e forçado. Ela tinha o poder e o usou inconscientemente (isto não é ruim). Mas as circunstâncias do episódio não foram exatamente favoráveis para isso...

Momentos...


Ibara - A Coppelion que mais mostrou atividade em combate não imaginava que, neste episódio, uma de suas maiores crenças seria adotada por quem ela menos esperava que fosse fazê-lo...


Olhares - A aflição em meio à ação da Aranha de Metal era visível na face de cada um destes três personagens...


Golpe - As irmãs Ozu continuavam fortes. No caso, o Haruto sofreu muito na mão de uma delas. Por suposto, a Ibara também penou em tal circunstância. Mas...


Poder - A Aoi tem um poder, que espantou até as irmãs Ozu. O uso do mesmo veio em um momento oportuno, visando a destruição da Aranha de Metal. Mas as circunstâncias ficaram fixas em um clichê que, de alguma forma, era bem esperado...


Auxílio - O Haruto resolveu abraçar uma causa. Não se esperava tal ação dele, evidentemente. As complicações viriam na sequência...


Alvo - O Haruto foi atacado pelo líder da Primeira Divisão. Na sequência, o atirador se tornou alvo. E uma breve discussão sobre "certo e errado" teve início. No final, mais uma surpresa...


Esperança #1 - A grande nuvem se aproximava em grande velocidade e cabia à alguém o manifesto pela salvação. A prova de que a humanidade merecia ser salva estava ali nascendo...


Esperança #2 - Se faltavam provas quanto ao salvamento de toda uma espécie, a imagem acima pode auxiliar grandiosamente à dar um veredicto final para a questão...

Até a próxima, visitante!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 2Blogger
  • Disqus

2 Comentários

  1. Parece que o anime vai ter um final muito mais conclusivo do que eu esperava. O equilíbrio entre ação, suspense, emoções e revelações neste episódio foi excelente. Agora sim a história está correndo.

    E o que eu mais temia, ocorreu... Aoi revelando super puderes mirabolantes do nada ~
    Mesmo não gostando da forma como a importância dela foi trabalhada, ainda assim era melhor do que deixá-la esquecida, então, ponto positivo também.

    O flashback com a despedida entre o Natsume e o General Kinikida era algo que eu esperava bastante, para explicar a relação entre o primeiro ministro e a 1ª Divisão. Me pergunto se alguma questão política ainda será trabalhada até o final da série...
    De qualquer forma, achei um pouco fantástico demais o líder da 1ª Divisão tomar uma saraivada de tiros, sobreviver, e ainda conseguir segurar um poste depois... Bem, acho que não adianta ficar prestando atenção neste tipo de detalhe numa obra desse estilo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Concordo com as suas observações, nobre.

      No que tange à Aoi, principalmente, é bem verdade que não havia muito para ser feito sobre ela. Então, também concordo que desta forma foi o mais próximo do digno possível para a personagem.

      Este flashback foi ótimo.
      Incrível notar o quanto a politicagem se faz presente na obra. Chega a dar alguma raiva e desespero...

      E sim, vejamos que tipo de final a obra terá.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons