[N! Drops] Dez'2016 #39: saudades familiares em lágrimas... ~ Netoin!

domingo, 11 de dezembro de 2016

[N! Drops] Dez'2016 #39: saudades familiares em lágrimas...


Sentimental ao extremo...

Udon no Kuni no Kin'iro Kemari é um dos animes que mais tem agradado a minha pessoa na atual temporada que, em si, está mais do que satisfatória. Não para menos, o seu slice-of-life carismático e cheio de vertentes com cunho familiar tem sabido aquecer corações, literalmente. Tais palavras são direcionadas para todo o conjunto da obra, desde o enredo até tão chamativo elenco. Sem limitadores, para nenhuma das vertentes.

No episódio da semana, houve um convite às lembranças do passado. Enquanto o Souta e sua irmã Rinko arrumavam a casa (em razão do aniversário da falecida mãe de ambos), o pequeno Poco era cuidado pelo Nakajima, que já havia surpreendido à todos ali após contar sobre a mãe dele e o anseio de ver o seu filho casado (ele mesmo no caso). Após a limpeza, a Rinko resolveu preparar o almoço para o pessoal (pois ela tinha que treinar tal ação rapidamente) mas, obviamente, tudo saiu errado em sua ação. Chateado, o Souta deu um sermão nela e o ambiente ficou levemente pesado.

Poderia ter ficado nisto o capítulo em pauta, mas a verdade é que ele foi bem além, gerando imensos pontos positivos para a obra em si. Lembranças tomaram conta do episódio à partir de tal ponto. Começou pela Rinko recordando de quando o Souta se acidentou, o que já remetia à similaridade da situação quanto ao falecimento de sua mãe. A sequência foi da própria moça respondendo às palavras sinceras do Nakajima, que no passado gostava dela, sendo que ela havia notado mas nunca tinha tocado no assunto, pois considerava o citado rapaz como membro da família.

Rinko e Nakajima: no presente e no passado, mas com um mesmo enfoque.

 Rinko e sua mãe: quando as lembranças sabem causar comoção.

Pode-se dizer que este episódio foi todo da Rinko e sua história que, além dos pontos citados no parágrafo acima, lembrou-se de quando tentava aprender a cozinhar com sua mãe mas sempre falhava. Além disto, a razão para ela querer aprender a cozinhar era mais do que trivial, pois a sinceridade e alegria dela transbordava no olhar, ao contar para o Nakajima que seria mãe. Após tais acontecimentos, ela e seu irmão Souta se reencontraram e fizeram as pazes.

O grande momento do episódio veio justamente com os dois irmãos, no cemitério, prestando as devidas homenagens à mãe de tais. Palavras sinceras, lágrimas e recordações do passado vieram à tona com força, vislumbre e magnificência. O Poco auxiliou no processo, uma vez que (aparentemente) ele foi o responsável por algo que fez a Rinko e o Souta visionarem certos momentos do passado, quando crianças juntos de seus pais. Desnecessário enfatizar o quanto as lágrimas fizeram descer pelo rosto deste humilde blogueiro, tamanha foi a emoção concentrada em todo o episódio, que acabou chegando ao seu ponto culminante em tal momento.

O anime soube ser magnífico e emotivo neste episódio. Não que seja uma novidade para a obra em pauta, mas o resplendor do todo foi diferente, exuberante em potencial. Udon no Kuni no Kin'iro Kemari, tristemente, não é um tipo de anime que haverá de ser lembrado pelo fandom durante um longo tempo. Mas, seguramente, as suas passagens já marcaram muito para este ano. E para a minha pessoa, já é uma das dez melhores obras da animação japonesa em 2016, no todo.

Emoções verdadeiras...

Momentos...



"Quando a refeição não fica da maneira que se esperava..."


"Sim, Nakajima, a Rinko sabia de seus sentimentos para/com ela no passado. Porém..."



"Não chore, irmão. Eu serei sua irmã e mãe daqui em diante..."



"Eu também quero comer a comida que a mamãe faz..."


"Pedido de desculpas..."



"Mãe, eu quero ser uma mãe igual à você!" 


"Vou me esforçar para ser uma 'mãe' igual ao Souta!"

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons