[Semanal] Planetarian #5 (Final): o sonho da Yumemi... ~ NETOIN!

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

[Semanal] Planetarian #5 (Final): o sonho da Yumemi...

A capa...
A jornada terminou...

Planetarian chegou ao seu quinto episódio. O ponto culminante de todo o anime. Existia uma pequena dúvida, se esta adaptação manteria a escrita de ter seguido fielmente a novel, tal como tem feito nos quatro capítulos anteriores. A resposta deste questionamento acabou sendo direta, impactante e deveras emocional. Independente de você conhecer a versão original deste título ou não, a chance de ter derramado lágrimas durante este episódio é grande e real.

O Junker estava determinado em enfrentar a ameaça tecnológica, que atrapalha seu caminho para passar pela muralha. Seu anseio estava em levar consigo a Yumemi, visando dar a robô uma chance de continuar seu trabalho com os humanos que existem do outro lado do muro, além de manter intacto o sonho dela que era de não haver nenhuma separação entre os robôs e os seres humanos.

Mesmo com um momento no qual o Junker estava em real perigo, sua companheira caminhava vagarosamente na direção da grande ameaça. Sorridente. Parecia desconhecer o perigo que emergia naquilo que ela via na sua frente. Mais incrédulo estava o humano, que ainda assim pensou rapidamente em aproveitar a oportunidade para tentar atacar a grande máquina. Porém, o destino já estava mais do que traçado, para ambos os personagens.


 Momentos de impacto total...

O que se viu, à partir de tal ponto, foi uma quantidade exorbitante de explosão sentimental, sendo esta uma carga que ocupou um pouco mais da metade do episódio nisto. Tal afirmativa acaba adentrando como elogio para Planetarian em seu último capítulo, pois uma vez mais a novel foi trabalhada com a mais absoluta precisão. E não apenas isto, pois a maneira com a qual tudo se desenvolveu mostrou como uma adaptação deve ser feita, desde os seus princípios mais básicos possíveis.

Para a Yumemi, ficaram as prerrogativas ligadas ao seu grande sonho. O desejo dela que, inteiramente, podia não compactuar com o mundo no qual estava inserida, mas seguramente poderia auxiliar na criação de um novo tempo. De certa forma, o Junker sentiu-se engajado nas palavras de sua amiga robô, querendo cuidar dela e deixá-la contente como sempre. Na verdade, não havia ali espaço para um final minimamente feliz, mas sim para algo que levasse quem assistisse ao anime a uma profunda racionalização. Para a minha pessoa, que chorou bastante neste episódio, o citado objetivo foi cumprido à risca.

Com isso, o anime de Planetarian em sua série de ONA, chegou ao ponto final. Não foi perfeita, isto tem de ser salientado. Mas cumpriu com propriedade cada quesito atribuído a esta adaptação, indo desde o enredo à mensagem que deveria ser passada. Poderia a humanidade, no todo, ter toda a sensibilidade da Yumemi e fazer da Terra um lugar melhor. Os seres humanos poderiam se espelhar no Junker e notar, de alguma forma, que as pequenas coisas da vida podem fazer uma enorme diferença. A obra cumpriu, com brilhantismo, o seu papel.

E assim seguiu-se...

Momentos...
De um belo episódio final...



Problemas - o Junker acabou se vendo em grave perigo. Porém, alguém estava disposto à enfrentar tal situação também...


Calma - os passos curtos e lentos da Yumemi faziam a contraparte da situação na qual ela estava se envolvendo. O Junker viu uma chance clara de barrar o inimigo nisto, mas...


Efeito - a Yumemi acabou sendo subjugada pela potente máquina, mesmo após o disparo certeiro do Junker. Momento de tristeza no pleno início...



Abalo - o Junker chamou a atenção da Yumemi, praticamente destruída à sua frente. Contudo, o humano permitiu-se ficar triste, horrorizado e sensibilizado, ainda mais vendo a maneira com a qual a pequena robô reagia ao momento...





Recordações - a Yumemi sempre falou do quanto gostava de trabalhar junto dos humanos e para os mesmos. Suas memórias, compartilhadas em um último holograma ao Junker, mostraram bem o quanto a pequena robô era querida, mesmo em um momento no qual a felicidade tinha começado a deixar de existir...



Visões - a Yumemi estava com a bateria reserva próxima de se esgotar. O mundo que ela via não era aquele no qual a mesma foi criada. E no semblante do Junker, a maior frustração da simpática robô...



Pedido - o Junker recebeu um pedido da pequena robô, o qual foi atendido prontamente por ele. Tratava-se de fazer uma última recordação, a ser gravada com carinho, para todo o sempre...


Medo - Após o agradecimento, a Yumemi começou a perder sua visão. Com isso, passou a perguntar sobre onde o Junker estava. Era uma robô chegando aos momentos finais de sua existência na Terra...



Lágrimas - não apenas o Junker chorou, mas a Yumemi também o fez, graças à chuva que caia. O olhar registrava o último momento da simpática robô naquele mundo. Ela "lacrimejou" sorrindo, logo após recitar sua frase mais marcante, na qual convidava as pessoas para irem ver as estrelas no planetário...



Tesouro - o Junker perdeu alguém que queria salvar. Mas, obedecendo ao último pedido da Yumemi, as doces memórias delas passaram a ser cuidadas pelo humano. A robô, aliás, também ganhou uma recordação de seu amigo, para acompanhá-la "em seu novo trabalho, no paraíso dos robôs". Um final realmente triste...

Resumindo Planetarian
A avaliação final de uma bela obra...

Yumemi...
Planetarian...

Quando o anime foi anunciado, justamente em um primeiro de abril (relembre aqui), muitas foram as ideias que surgiram na mente de minha pessoa. A principal delas era baseada em uma dúvida que, de toda a forma, era bem cruel. Tratava-se de algo relacionado sobre "o como" Planetarian seria adaptado. Eram muitas as possibilidades, entre as quais estava seguir com fidelidade a novel original, que foi concebida em 2004 sob a assinatura da Key Visual Art's (leia aqui a análise da obra).

Toda e qualquer resposta, para os mais variados questionamentos, acabaram sendo respondidos com uma mescla entre responsabilidade e felicidade. Sendo convertido em anime por meio do estúdio David Production, as aventuras de Yumemi e Junker em um mundo pós-apocalíptico foram conduzidas de uma maneira sumariamente exemplar. A responsabilidade atribuída para o citado estúdio se mostrou muito bem escolhida, levada adiante com uma gama considerável de senso comum. Não houve uma primazia em efeitos visuais, muito menos com alguma animação que venha à marcar época, mas a sensibilidade e o trato que Planetarian recebeu em seu enredo e ambientação merece, abertamente, inúmeros elogios.

Dentre os pontos negativos, podendo serem assim definidos, citam-se aqui características relativas a duração de cada episódio que, de uma maneira chegando a soar minimamente coerente, acabaram contando enredo de capítulo da novel de maneira primorosa. O anime seguiu assim, sem nenhum momento com o chamado "filler", procurando caminhar na linha da obra original com extrema rigidez. Talvez este "caminhar em linha reta" possa soar bem estranho e deveras "raso" para muitas pessoas, sendo tal percurso um risco assumido pela equipe responsável por esta adaptação.

O momento do adeus...
Tecnicamente, pode-se aqui enfatizar que Planetarian não apresentou falhas agressivas ou alguma inconsistência, mas é inegável a citação quanto ao áudio do anime ter sido baixo demais em seu volume, especialmente no primeiro episódio. Tirando tal demérito, o restante da obra mostrou um bom capricho visual, uma ambientação bem produzida, desenhos nítidos e condizentes dos personagens e, por fim, uma OST que acertou por demais em não apenas manter as músicas do jogo de 2004, como principalmente em fazer alguns novos arranjos para os mesmos. Foram características que somaram demais na produção desta adaptação.

De modo geral, o anime em pauta acabou fazendo com que a espera pelo mesmo fosse mais do que recompensatória. Haviam longos anos, desde a última vez na qual a minha pessoa se sentiu tão fascinado por uma obra em animação japonesa. As aventuras da pequena e simpática Yumemi, ao lado do desafortunado e extremamente humano Junker, souberam cativar nos mais diferentes níveis possíveis. Em absoluto, analisar de maneira linear este anime não é o ideal, porém é o caminho mais fácil para se dizer o quanto Planetarian foi especial e primoroso.

Avaliando de maneira técnica e direta, o anime não merece nota máxima. Mas é digno de um valor muito alto, fruto de todos os pontos que foram levantados neste texto. Contudo, de maneira restritamente pessoal, esta obra merece não apenas o topo de todos os animes já vistos (ultrapassando Kanon2006, Clannad After Story e ef ~a tale of memories, inclusive), como já tem um lugar mais do que reservado no coração deste humilde blogueiro que vos escreve neste momento. A recomendação, obviamente, é mais do que positiva para que você assista Planetarian, nobre visitante. E em setembro deste ano ainda terá uma side story em filme (veja a chamada aqui).

Extremamente digno de nota...


Planetarian (série em ONA)
Origem: Key Visual Art's  /  Estúdio: David Production
Temporada: julho'2016  /  Total de episódios: 5

*** avaliação final: 9,0 pontos de 10,0 possíveis ***


"Um buquê... E o verdadeiro sonho da Yumemi..."

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 4Blogger
  • Disqus

4 Comentários

  1. Concordo com vossa excelência, é uma obra de excelente qualidade, com personagens interessantes e com uma história tradicional da Key (nem precisamos dizer que são emocionantes). Também dei 9, pessoalmente acho que a ambientação gráfica poderia ser um pouco melhor, mesmo que esse fator em nada prejudique essa brilhante obra em entrar para história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Planetarian foi convertido em anime da maneira que eu sempre imaginei, quase perfeito.
      Tecnicamente a nota foi 9/10 mas, pessoalmente, 10/10 foi ainda pouco para o anime de Planetarian.


      Até mais!

      Excluir
  2. Fico tranquilo em ver que o desenho foi uma boa adaptação do conto digital, aprovado por alguém que tem bastante apreço à obra.

    Admito que recebi a notícia com ceticismo, mas decidi dar uma chance. Não me arrependo e não tenho nenhum motivo para isso. Tanto que decidi pela compra da mídia física.

    A série de matérias foi muito boa. Conseguiu mostrar todos os pontos mais importantes da obra com precisão e também com sentimento. Agora é esperar pelo especial de cinema. A espera poderá ser bem longa, mas creio que valerá a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Nobre, vamos todos aguardar pelo filme de Planetarian, que realmente merece atenção desde agora.

      E sim, o anime foi belo e nos acertou no ponto.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - NETOIN! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons