Itazura na Kiss, pela Corrente de Reviews'2013! ~ Netoin!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Itazura na Kiss, pela Corrente de Reviews'2013!

A chamada oficial.

Mais um ano se fez passar e com aquela velocidade característica bem conhecida. Agora, a Corrente de Reviews chega a sua segunda edição, seguindo o ideal estabelecido pelo nobre Diogo Prado do parceiro Anime Kenkyuukai. Todo um histórico e do que se trata a ação já foi tema aqui no NETOIN!, e você poderá ter acesso a tal informação ao clicar aqui, visitante.

Em termos gerais, este evento tem por finalidade atribuir algo novo para cada blog, site, podcast ou vlog participante. Este "algo" se caracteriza pela oportunidade em resenhar uma obra, seja ela anime ou mangá, que normalmente o inscrito na ação não faria com facilidade. Muito embora o espaço para algumas brincadeiras fique aberto com tal definição, a verdade é que algumas regras foram atribuídas para a Corrente de Reviews'2013, visando o bom trato na escolha das obras (para evitar a chamada trollagem em excelência).

Excetuando a questão da brincadeira (que pode ser pouco sadia, quando aplicada de forma mais viril) o evento já teve seu início há mais de quarenta e cindo dias, e desde então muitos participantes já expuseram os seus trabalhos. Todos eles podem ser visualizados em uma página especial presente no Anime Kenkyuukai (que pode ser aqui acessada).

Mas antes do NETOIN! resenhar a obra que lhe foi atribuída, é necessário apresentar a equipe antecessora. Em outras palavras, quem foi o responsável na escolha da obra que este humilde blogueiro haverá de mostrar em breve. Acompanhe, amigo visitante.

O antecessor e o presente...

Chamada para a participação do Otaku & Gamer.

Na data de 30 de setembro, enquanto este blogueiro estava em viagem de férias (visitando amigos em Porto Alegre/RS), um vlog expôs o seu trabalho com a participação na Corrente de Reviews'2013. Até então desconhecido por minha pessoa, tal espaço na internet mostrou como que uma dosagem de humor, alinhada à opinião sincera e direta, pode fazer a diferença quando o assunto é resenhar alguma obra.

Tal vlog atende pelo nome de Otaku & Gamer. Seu canal (que pode ser aqui acessado) está recheado de vídeos contendo reviews e opiniões sobre a animação japonesa. Muitos títulos de interesse já foram trabalhados pela equipe, composta por três integrantes (que se apresentam como "Random", "A Panda" e o "Victor Lighty"). Pode-se aqui definir o bom humor como o cartão de visitas mostrado por tal vlog, o que realmente é um ponto para se considerar.

Participando do evento deste ano, o citado vlog opinou sobre o anime Mashiro-iro Symphony (o resultado pode ser aqui visto). Uma obra recente (se analisar o quesito tempo abaixo de dois anos). O anime era proveniente de uma visual novel para adultos, com linguagem para maiores, o que já dá a entender um tanto sobre a história da obra. Entretanto, minha pessoa prefere que você acesse o Otaku & Gamer no citado link mais acima para que você possa curtir, apropriadamente, a opinião de tal equipe sobre o anime a eles outorgado.

O NETOIN! no evento!

E para dar a continuidade à ação, eis que o NETOIN! foi contemplado para receber uma indicação por parte do Otaku & Gamer. E o anime sugerido por tal vlog foi Itazura na Kiss. Esta obra foi vista anos atrás por minha pessoa, ao ponto de pouca recordação ter em mente sobre a mesma. Isto não consolida um defeito extremo, mas sim um ponto para ponderação.

Este anime, na época em que foi visto, não despertou grande empatia para minha pessoa. Somando este fator com o atributo da Corrente de Reviews'2013, então se fez necessário rever toda a obra (em seus vinte e quatro episódios) para que se chegasse a uma opinião mais sincera, e qualitativa, sobre o anime outorgado ao NETOIN! para ser resenhado.

Sendo assim, você está oficialmente convidado à acompanhar a review de Itazura na Kiss, tão válido pela ação em questão como também pontuado diretamente na história deste site, por ser a centésima sétima review de anime aqui publicada. Nobre visitante, tenha uma boa leitura.

Itazura na Kiss e seus enlaces...

Apresentando o anime.

Itazura na Kiss é um anime que, dentro do que se pode definir como títulos mais atuais, já pode ser considerado um pouco antigo. A obra, animada pelo estúdio TMS Entertaiment, foi exibida na segunda temporada de 2008 (iniciou em abril e estendeu-se até setembro do citado ano), contando com um total de vinte e cinco episódios (no qual o último é um tipo de "prólogo do futuro", por assim enfatizar).

A premissa da obra gira em torno do poder de três palavras, sendo tais o amor, a confiança e a amizade. Todas elas formam um elo poderoso na história do anime, que muito embora tenha um fundo sério de análise, desenrola-se mais para o lado da comédia romântica do que para um romance propriamente dito. O escopo está baseado nos sonhos sentimentais de uma adolescente que, mesmo vendo seu amor não ser correspondido, ainda acredita no mesmo e chega à contar, inclusive, com um auxílio inesperado do destino para seguir adiante.

Levando em consideração a ocorrência (que será melhor discutida adiante), pode-se aqui afirmar que Itazura na Kiss soube se aproveitar de um momento surreal para usar de principal alicerce em seu enredo pois, de forma concreta, tudo que ocorreu na sequência foi o resultado direto do primeiro episódio da obra. Não é demérito, sendo que isto tem de ficar bem claro.

Elenco bem chamativo...

Momento para as brincadeiras...

A obra Itazura na Kiss apresenta uma dupla de protagonistas que reforçam o poder de um conhecido provérbio popular, que fala justamente sobre a atração dos opostos. De um lado temos uma pessoa extremamente sentimental, boba em suas ações e extremamente ruim nos estudos. Na outra extremidade aparece um ser santificado por quase toda a escola, muito inteligente mas um arrogante em potencial.

A moça atende por Aihara Kotoko. Uma estudante em vias de tentar ir para a faculdade, mas que esbarra em dois fatores preponderantes para conseguir tal objetivo. Um deles está na sua classe que, não à toa, leva a letra "F" na sequência de sua designação. O outro fator está na própria garota, que não consegue estudar conscientemente, sendo uma candidata certa à algumas das notas mais baixas de toda a turma.

Entretanto, a Kotoko é deveras bonita. Algo angelical transpira em seu semblante. Trata-se de uma amiga de grande confiança, esforçada ao extremo no que tange aos cuidados diretos com as pessoas de seu apreço. Sentimental e apaixonada. Infelizmente para a jovem, seu coração escolheu um alvo que, ao menos inicialmente, está um pouco distante de ser considerado digno.

Momento para a seriedade...

O rapaz chama-se Irie Naoki. Sua família é bem sucedida nos negócios (ao menos transparece isto). Por si, o jovem é extremamente inteligente, sempre tirando as melhores notas da escola e dedicado a um futuro que, para ele, tem de ser minimamente brilhante. Sua aparência também é digna, fazendo com que boa parte das estudantes o enxerguem como um tipo de marido ideal.

Porém, o jovem Irie é esnobe. Carece de sentimentos verdadeiros em seu ser. O comportamento é digno de alguém que teve uma fria educação (o que não é verdade para o caso dele). Dificilmente sorri. Para completar o quadro, o rapaz não mede esforços quando é para "falar verdades" na face de quaisquer pessoa. Sua frieza atinge a Kotoko em cheio, nas mais diversas oportunidades, mesmo com o rapaz sabendo dos sentimentos que a jovem sonhadora tem por ele.

Realmente, pelas descrições acima feitas, é mais do que correto dizer que esta dupla não possui a mínima capacidade de juntas viverem, mesmo que um milagre viesse à presença de ambos para que tal fato ocorresse. Interessante frisar que tal fato pouco provável realmente se fez presente em vias de fato, causando um verdadeiro reboliço na vida de ambos.

Um pouco da história

Corrida em busca de algo...

Tudo em Itazura na Kiss teve início na casa da jovem Kotoko. Após ter levado um fora sem precedentes do Irie, a garota estava tão fora de si que seus amigos notaram isso. Resolveram, então, se reunir em sua casa para animá-la (aproveitando a inauguração de tal construção por parte do pai da jovem). Mas um terremoto colocou tudo à perder, pois a casa da Kuroko veio ao chão. Sem ter onde ficar, o pai da jovem sonhadora recebeu a proposta de um antigo amigo, para na casa dele ficarem por um tempo.

A surpresa está na dita proposta, pois a Kotoko acabou se instalando na casa da família Irie. Sua convivência com aquele que ela tanto admira seria diária à partir de então. Para a garota, uma notícia simplesmente avassaladora. Para o rapaz também. Entre ambos, o significado da palavra "avassaladora" é tão diferenciado quanto o modo de ser e de viver que a dupla possui. Enfaticamente, o anime conheceu aqui a sua primeira grande divisão, que disparadamente é a mais engraçada de toda a obra.

O cotidiano entre os dois era repatriado entre os momentos na escola e em casa. Uma convivência nada fácil, e até um tanto quanto perigosa. Alguns sinais de incômodo surgiram neste quesito, e os mesmos não ficaram apenas ao lado do Irie, pois a própria Kotoko começou a adquirir outros sentimentos pelo rapaz. Entretanto está a se falar aqui da história na qual a paixão de uma adolescente está em xeque e, como a premissa visa deduzir, a Kotoko acaba se auto recusando abandonar os sentimentos pelo estudioso (e mal-educado) rapaz.

Isto foi um tapa em sua face, jovem Irie...

Muitas passagens surgiram no anime, visando mostrar que a convivência (forçada em alguns termos) entre o Irie e a Kotoko daria muitas importantes lições para ambos os personagens. Houveram eventos nos quais a jovem realmente fez valer merecer respeito e o exigiu dentro das conformidades (com direito a um tapa na face do rapaz). Mas também ocorreu do Irie mostrar seu lado humano mais sentimental em alguns eventos. Não foram isolados, sequer sistemáticos, mas existiram. Enfaticamente, pode-se aqui dizer que o anime quis mostrar que, às vezes, uma convivência mais direta é importante.

O grande trunfo de Itazura na Kiss, além do casal de protagonistas e da ação que os levou a se juntarem (mesmo que de forma diminuta na expressão), está no restante do elenco. O anime conseguiu produzir um dos grupos de personagens mais interessantes que este humilde blogueiro já teve a oportunidade de ver. E são muitos os personagens destacáveis. Disparadamente, o jovem Ikezawa Kinnosuke merece aplausos. Sempre fascinado pela Kotoko, ele não desistiu de seu sonho (em ter a jovem para si) até o último momento. Entretanto, ele sempre foi tão bobo e bondoso que, irrefutavelmente, suas ações acabaram parecendo muito mais anseios de uma boa amizade do que para vias de romance, propriamente dito.

O anime contou com um tipo de segunda metade para a sua história, na qual o vínculo do enredo passou a ser a vida em casal. Um matrimônio que nascera meio complicado e que, aos poucos, foi se convertendo em algo realmente digno para ambas as partes. Interessante ver o amadurecimento do Irie como pessoa, humanamente falando. Mas foi triste notar que a Kotoko não abandonara certos costumes de quando era adolescente. Vale aqui a menção para uma pequena dama chamada Kotomi, que soube dar veracidade a uma expressão popular que faz ideia sobre puxar as características do pai e da mãe, igualitariamente.

Opiniões gerais...

O espaço para o beijo...

No balanço geral, Itazura na Kiss foi um anime que fez um sentimento de raiva nascer em minha pessoa, no que tange ao comportamento no qual algumas pessoas ousam submeter-se para agradar (ou meramente se aproximar) de seus alvos, geralmente por causas sentimentais. A Kotoko abusou da sorte em diversos momentos, aparentando ser alguém que não estava ligando muito para certas circunstâncias. Em certa parte uma atitude nobre, pois mostrou não se importar com os olhares alheios. Em contrapartida, mostrou possuir uma vulnerabilidade sentimental elevada demais, o que poderia fazer com que ela se arrependesse de algumas ações em um futuro não muito distante.

Era possível balancear isso harmoniosamente com a ambientação proposta pela história da obra, sendo esta a crença com a qual minha pessoa se apoiou ao longo dos vinte e quatro episódios deste anime. Felizmente tal afirmativa acabou sendo extremamente verídica, funcional e direta, pois Itazura na Kiss soube divertir massivamente em sua metade de conhecimento, ao mesmo passo em que mostrou alguma seriedade (até então não esperada) na segunda metade do anime. Foram surpresas bem agradáveis neste sentido, e acabaram fazendo o anime saltar no chamado gosto pessoal em mente.

Um adendo que talvez não precisasse ser citado se faz conveniente. Trata-se do jovem Irie e sua atuação de voz, tão propícia para o personagem em exibição quanto qualquer premissa ousaria assim defini-lo. No que diz respeito às falas, a do Kinnosuke acabou não ficando muito atrás (um jeito bobo de se expressar que acabou escondendo algumas de suas mais sérias intenções, no decorrer do anime). É possível aqui afirmar que Itazura na Kiss soube sobressair-se neste quesito, sendo um valoroso ponto positivo para a obra.

Objetivamente

O jovem Kinnosuke.

Ao longo de seus vinte e quatro episódios, o anime lançou este humilde blogueiro sobre algumas dúvidas quanto ao seu prosseguimento. Entretanto, todo e qualquer temor inicialmente revelado foi convertido para algo mais saudável e justo, pois Itazura na Kiss soube divertir na maior parte de seu prosseguimento. Não foi uma obra que se possa mensurar para lembrança por longo tempo, mas é um anime do qual se pode extrair lições importantes que vão além da própria diversão.

Musicalmente falando, o anime não foi algo fora do comum, ficando na linha do considerado normal neste segmento. O tema de abertura ("Kimi, Meguru, Boku", por Motohiro Hata) mostrou possuir um toque bem especial para a obra, acima de tudo. Visualmente o anime também apresentou um trabalho bem dentro do considerado normal, mesmo ao ser avaliado diretamente com outras obras da mesma época.

Por tudo que foi aqui mostrado, o anime Itazura na Kiss é recomendado pelo NETOIN!. Ele possui pontos fracos bem visíveis, em especial no comportamento inicial da Kotoko (mesmo sendo bem esperado). Ainda assim, a obra é digna de grande atenção e merece ser por você apreciada, amigo visitante.

A Corrente de Reviews'2013 seguirá com...

E a vez será do blog parceiro Nobumami.

Com isso, a participação do NETOIN! na Corrente de Reviews'2013 se encerrou com propriedade. Uma vez mais, os agradecimentos à equipe do Otaku & Gamer são aqui enfatizados. Resenhar Itazura na Kiss foi muito produtivo e deveras chamativo, mesmo valendo-se da questão em rever o anime após tanto tempo. Contudo, a ação continua e a chamada para o próximo participante tem de ser feita.

E com honrarias, este humilde blogueiro convida você, amigo visitante, a acompanhar a sequência da Corrente de Reviews'2013 no blog parceiro Nobumami. Pertencente ao conhecido Raphael Soma, o blog em questão já é parceiro desta casa tem alguns anos e, sempre que se faz notar, aparecem posts realmente chamativos e interessantes em seu espaço na internet. É com alegria que minha pessoa escolheu o anime Binbou Shimai Monogatari para ser resenhado pelo nobre Raphael.

O motivo da escolha de tal obra está no enredo da mesma, calmo e caridoso. A prerrogativa se concentra em suas duas protagonistas, na vida difícil que elas tem e no como conseguem seguir com o dia-a-dia, sempre cheio de surpresas e desafios (nunca um pedaço de bolo foi tão comemorado, como elas fazem). O desafio para o nobre Raphael está em canalizar o espírito calmo que o anime tenta difundir. Será deveras interessante ver a opinião do rapaz sobre tal anime.

Mais Corrente de Reviews? Prepare-se para 2014...

Até a próxima, visitante!

Veja um balanço geral da Corrente de Reviews'2012, clicando aqui

Reveja a participação do NETOIN! em 2012, sobre Kaiji, ao clicar aqui

Relembre o prenúncio da Corrente de Reviews'2013, acessando aqui o texto

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 14Blogger
  • Disqus

14 Comentários

  1. Vi esse anime a algum tempo já, acho que em 2010 e tive a mesma opinião que você na maior parte de suas citações. Mas não acho que ele seja fraco, apenas como na maioria desse tipo de anime coloca-se uma protagonista que levam seus sentimentos a um nível extremo demais. E acho que isso fez bem a trama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      O anime peca justamente pelos nele entoados, nobre amigo.
      Mas sim, Itazura na Kiss sabe divertir bem.

      Até mais!

      Excluir
  2. Assisti Itazura na Kiss quando lançou a alguns anos. Eu adorei porque, diferente de MUITOS animes, ele segue uma linha contínua de tempo. Os anos realmente passam, os personagens formam no colegial, vão pra faculdade, formam na faculdade, casam... Enfim, é um anime que, mesmo com seus baixos, eu gostei e recomendo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      As características por ti citadas possuem fundamento, nobre.
      Na verdade, Itazura na Kiss só peca nos extremos presentes na dupla principal de personagens. De resto, é realmente um anime recomendável.

      Até mais!

      Excluir
  3. Uma coisa legal é que, esse mangá foi lançado durante um grande período de tempo nos Japão. Nos últimos volumes, a mangaká infelizmente faleceu... O anime contou com a ajuda do marido da mangaká, que expressou quais sentimentos e qual final sua esposa queria, e eles inseriram no anime. Essa curiosidade me fez assistir a obra com muito carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Isto é verdade, nobre.
      Uma colocação bem pertinente. Faz o anime ganhar pontos, seguramente.

      Até mais!

      Excluir
  4. Olá!!

    Toda vez que eu leio algum post do corrente de reviews eu fico entristecida por não ter participado esse ano. Espero que no próximo eu não perca a data de inscrição.

    Quando você assisti novamente um anime tem outra visão do mesmo e até se pergunta em alguns momentos: 'porque eu o assisti?" ou coisas do tal.

    Gostei bastante da sua review. Você mostrou o que parece ser mais importante no mesmo, as personagens principais.

    Se eu ainda estivesse no ânimo para assistir anime eu o assistiria.

    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Eu lhe recomendo este anime, nobre Natália.^^
      Quanto à Corrente de Reviews, haverá mais em 2014 (seguramente).

      Até mais!

      Excluir

  5. Eu assisti esse anime duas vezes, uma seguida da outra e fui ler o manga. Só achei um desrespeito a mangaka ter morrido e terem continuado a publicar.
    Na realidade não se pode esperar muito de um shoujo, mas Itazura na Kiss consegue algo que poucos mangas shoujo conseguem, mostrar algum mínimo de crescimento nos personagens. Amei ver a filha dela maior (puro amor).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Até aonde se sabe, havia uma vontade de continuar a obra mesmo após a morte de sua autora. Como já estava tudo pronto (e era um anseio da mesma antes do fato), o título continuou a sua publicação. Ao menos é o que se faz contar.

      Quanto ao crescimento dos personagens, substancialmente mostra isso. Uma pena que a Kotoko não foi tão além assim. E a filha dela com o Irie é algo deveras lindo de se notar, inclusive pelo fato de ela ter um pouco do lado materno e paterno, literalmente.

      Grato pela visita e comentário.


      Até mais!

      Excluir
  6. Oi Carlírio Neto!


    Pra mim que já leu tantos desses reviews,os benefícios estão + clareados e talz.Já a regra nova não sei se está sendo usada com muito critério...

    E também visualizei os predicados,em ambos sentidos,do O&G.Eles erraram seu nome,mas tudo bem... ¬¬ Indicaram Itazura na Kiss,a qual acho que só poderia a rejeitar se mostrasse a "review prova",mais ou menos como a 'review 100',cuja também pensei ter acontecido. ¬¬

    2008,dizem ser um ano bom pros animes,você mesmo deve ter dito assim tbm.Sendo assim,não ter encontrado algo não significa que o mesmo não exista,ex: ETs.Analogamente como um encontro de opostos{Sendo no Japão,um terremoto nem é puxado,e o morar junto do cara inspira menos uso de clichê ¬¬ ...e um grande espaço pra humilhações. :\ ou pra se botar no lugar do outro.},com todas qualidades e defeitos sobressaltados,não virar um complemento.

    "FRIENDZONE" ao Ikezawa Kinnosuke e finalmente um casal casado... soa interessável,mais ou menos como o tema "Kimi,Meguru,Boku(by Motohiro Hata)" que achei numa batida bem pegajosa,ou numa vibe parecida com a paisagem final do Encerramento de Noir(Kirei na Kanjou BY Akino Arai) no caso de Kataomoi Fighter(ed1) ou o ritmo e voz que reconheci o feeling de AZU and SEAMO na ED2(Jikan yo Tomare).

    E enfim,por ventura me interessei mais por esse emblemático ano de 2008 e pelo anime que liberou informações vindas a calhar,apenas relevaria(EM TESE) um pouco mais o caráter típico de sofredores românticos à moda do Japão.E será que conseguiu "acalmar" o Raphael Soma do NBM2,li o post do cara;só não lembro direito. ^^

    # Ao conhecer o que já expôs de vossa pessoa na forma de blog etc,apareceram-me algumas das características contraditórias que para mim fariam crescer o incômodo de "pisar em ovos" e a interrogação que culminariam num quase fatalista desentendimento.
    Já li muitas coisas tuas,só que nunca me prontifiquei a dissertar.E ainda que eu pense não ser a melhor das táticas se eu vir a ter algum blog algum dia e necessite de um local onde todos vêm anunciar,preferi a sinceridade e numerar os motivos,exs:
    01) Ser pacato X Perder facilmente a paciência nos podcasts(Devem conhecer seus pontos de conflito),por ex.
    02) Incentivar/Divulgar outros blogs,sites etc X Repetir-se que é humildade,onde talvez a humildade seja um predicado mais silencioso.

    E é isso.Talvez só você,"o real interessado",vá a ler.Mas como não tenho certeza se vou ter ou querer esperar outra oportunidade,achei melhor sintetizar uma série de opiniões.


    Bye.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Nunca disse, em nenhum local, que 2008 tenha sido um ano memorável. Agora se me questionarem sobre 2006 ou 2007, aí sim minha resposta estará no nível supracitado de aparição, nobre.

      Os protagonistas de Itazura na Kiss são sinceros demais em suas performances, o que chega à irritar em vários momentos. O modo viril do rapaz e a complacência da moça são dignos de nota, não que isto represente um fator para se elogiar no anime.

      Bom, confesso que estás equivocado em demasia quanto a minha pessoa. Maioria dos blogueiros que me conhecem pessoalmente sabem que sou tão pacato quanto aparento (o que talvez nem seja algo digno de citação positiva).
      No que tange aos podcasts, brincadeiras e alteração de voz são mais que bem-vindas. E sim, os nobres amigos de tais trabalhos conhecem meus pontos fracos, de forma que eu não possuo uma cláusula de escape para os mesmos (ainda).

      Eu adoro incentivar a permanência e textos de outros blogs e sites parceiros. Acho digno o todo que posso com eles aprender, e o tanto que tenho à evoluir na área (mesmo blogando há longos sete anos).
      E isso para mim caracteriza uma humildade singela. Não faço tais ações pedindo algo em troca. As executo por gostar e assim me sentir bem.

      Não posso pedir por provas a ninguém, apenas me conheço o bastante para assegurar a veracidade em cada palavra aqui lançada.


      Até mais!

      Excluir
  7. Oi Carlírio Neto!(2)


    Só pra encerrar o tema,compreendi toda sua visão como: Ano de 2006-2007,a 'personalidade forte' dos personagens,o 'estressezinho' que te provocam para fazer graça contigo etc.

    Quanto a sinonímia de humildade,ela não está escrita em lugar algum,não lembro de ter lido em qualquer lugar sobre isso,não haveria como eu saciar essa "curiosidade" além de ir direto na fonte.Por isso levantei essa bola.

    E se a utiliza como meio de aprendizado,eu te entenderia,já que pratico esse feedback,porém um pouco diferente porque você lê uns 200 blogs/sites(de assuntos não só de animes,não é isso?),sendo achar que muitas vezes nem é tão lembrando por seus 'apadrinhados';fazer o quê??Já no meu caso,é mais direcionado/frequente,tipo "projetos" que despertam teus potenciais latentes.Devido sobretudo a não ler tantos sites quanto já mencionou.

    Enfim,já "nos esbarramos" pela net e devemos "nos esbarrar" muitas vezes mais,pois frequentamos lugares similares.Não queria te ofender ou nada disso,não tenho esse mau costume na blogosfera,se é que já pensou isso e ficara com um mau estar.Apenas quis ouvir sua opinião sobre ti;por não ser íntimo teu etc.


    Bye.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Devo confessar que meu comportamento tão pacífico faz com suspeitas à minha pessoa sejam levantadas, desde as mais mínimas possíveis. Não vi intento algum de sua parte em me menosprezar ou de ser indelicado comigo, mas responder apropriadamente era o básico que eu poderia fazer ante as suas dúvidas, Tabibito-san.

      Ler site demais vejo, ultimamente, como fonte de risco e não algo à ser elogiado. Me perder nisto tem sido cada vez mais fácil. Por mais que eu diga algo assim, tenho certeza de que nunca pararei...

      Deveras, todo e qualquer comentário é bem-vindo. Se não for nos ares do NETOIN!, o que prezo para que seja, nos veremos nos sites e blogs por aí, nos quais certamente também poderemos nos reencontrar.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons