[Volta ao Passado] Seiya contra Saga... ~ Netoin!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

[Volta ao Passado] Seiya contra Saga...


E na saga dos Cavaleiros de Atena...

Existem limitadores, para tudo. Não importa em demasia questões que envolvem a falta ou não de qualidade visual (mesmo para a época), os famosos "buracos" de enredo ou as falas que se repetiam à esmo, por vezes, dentro de um diálogo no mesmo episódio. A verdade é que Saint Seiya, no já distante ano de 1994 (mais precisamente no dia primeiro de setembro do citado ano), por intermédio da hoje inexistente Rede Manchete de Televisão, se encarregou de trazer para o Brasil aquilo que se conhece como o verdadeiro alavanque da animação japonesa, dado o estrondoso sucesso que a obra fez. Muitos animes já foram exibidos bem antes das aventuras de Seiya e companhia, mas em nada comparou-se a fama que este título em pauta acabou tendo.

Este humilde blogueiro não é um fan incondicional desta série, seja em anime ou mangá. Entretanto, também não desgosta ao nível de se odiar tal obra. Ao contrário pois, independente de quaisquer coisa, houveram sim os capítulos que a minha pessoa mais gostou deste anime, em causa e efeito. Por sinal, dois deles serão comentados neste mesmo post, de maneira breve e direta. Até porque, ambos se completam nitidamente.

A fase clássica de Saint Seiya, sendo esta a série de setenta e três episódios sobre o Santuário na Grécia, estava se aproximando de seu momento mais derradeiro. Após passar pelas doze Casas do Zodíaco e ver seus amigos morrerem em batalha, das mais diferentes formas, o Cavaleiro de Pégaso (Seiya) estava por se encontrar face a face com o Mestre do Santuário. Em outras palavras, um "simples" Cavaleiro de Bronze estava para enfrentar o guardião máximo da Deusa Atena, o homem que cuida e rege o Santuário na ausência dela, ajudando-a a manter e batalhar pela paz na Terra.

O Seiya, após perder os seus cinco sentidos.
Ao menos, o parágrafo acima dá a ênfase de uma teoria bem convidativa. Na verdade, o Mestre do Santuário era um dos doze Cavaleiros de Ouro, sendo ele o Saga de Gêmeos. Este homem vivia com um tipo de dupla personalidade, uma boa e a outra má. Para a infelicidade de muitos, o seu lado malvado sobrepujou sua outra vertente comportamental e, assim, tal pessoa acabou sendo o percussor de todos os males que assolaram não apenas o Santuário da Grécia, como ao planeta em si. O jovem Seiya se viu confuso, uma vez que om ser à sua frente mudou de ação rapidamente.

Nos episódios #71 e #72, o Cavaleiro de Pégaso acabou experimentando alguns dos piores castigos possíveis à ele reservado. Sem grandes escrúpulos, o Cavaleiro de Gêmeos foi inapelável, ao nível de retirar os cinco sentidos do Seiya, deixando-o como um tipo de "cadáver vivo" na Terra. Neste ponto, o combate foi muito mais fantasioso (não se poderia esperar que uma pessoa em tais condições pudesse caminhar, falar ou até aplicar golpes) do que se poderia imaginar. Mas, com a maior sinceridade do mundo, tudo isto funcionou perfeitamente na época na qual este humilde blogueiro viu pela primeira vez tais episódios e, atualmente (com a noção mais nítida das falhas citadas no início deste texto), a mensuração ao saudosismo é mais do que válida e justa.

Saint Seiya, hoje em dia, é avaliado com o rigor que se compete, tal como quaisquer outro anime e mangá acaba tendo de passar por tais avaliações, sejam elas meramente pessoais ou de alcunha geral. Mas os capítulos aqui citados tiveram o seu valor, verdadeiramente. Por isto, esta lembrança merece ser aqui compartilhada com você, nobre visitante.

E assim se segue...

Momentos...


Poder - deitado no chão, o Seiya emergiu para mostrar o seu poder. Para o Saga, restou ficar sem acreditar naquilo que estava acontecendo, naquele instante...


Incrédulo - o Saga não acredita no que vê em sua frente. Mesmo sem seus cinco sentidos, o Seiya consegue lhe aplicar o "Meteoro de Pégaso" na velocidade da luz...


Golpe - o "Turbilhão de Pégaso", usado para tentar derrotar o temido Cavaleiro de Gêmeos, Saga. O resultado, entretanto, foi o esperado...


Lágrimas - Saga não compreende o porque da face lacrimejante. Para o poderoso Cavaleiro de Ouro, nada poderá mais detê-lo quanto a sua grande ambição pessoal...


Saint Seiya (Os Cavaleiros do Zodíaco)
- saga do Santuário -
Episódio #71 - "O relógio de fogo se extingue! 
A verdadeira identidade do Grande Mestre!"
Episódio #72 - "Vá, Seiya! Supere a morte dos amigos!"


Definição - o momento derradeiro se aproxima com força...

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons