01/11/12 - 01/12/12 ~ NETOIN!

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Sigma Pi tem química, romance e muito mais!

A edição #4 de Sigma Pi (divulgação).

Saudações, visitante. O NETOIN! apresenta para você, neste instante, um texto sobre trabalhos nacionais. à bem da verdade, todo o post estará centrado em uma obra. A mesma vem à ser um fanzine que, de forma impactante e bem aplicada, pode ser definida também como um mangá.

Para iniciar os trabalhos, é necessário que você saiba sobre os detalhes básicos da obra em si. O título é Sigma Pi que, à primeira vista, poderá lhe soar de forma um tanto estranha. Na verdade, há uma simbologia muito gratificante e chamativa por detrás de tal nome.

A escritora de tal obra, a jovem Adriana Yumi, buscou inspiração em uma conhecida disciplina escolar para colocar na ativa a sua obra. A mesma é a Química. Se você acha que tal idealização seja estranha, este humilde blogueiro aconselha à ti que se prepare bem, pois Sigma Pi esconde muitos trunfos em suas mangas...

A história...

Detalhes do primeiro volume de Sigma Pi (divulgação).

Todo o enredo desta obra centraliza-se, inicialmente, em uma jovem garota. Branca é o nome dela, sendo uma moça recém transferida para um colégio interno bem conhecido na região. A recepção que a mesma teve na instituição, por parte de uma das responsáveis do lugar (a coordenadora Alice), acabou sendo para Branca tão inusitada quanto os acontecimentos que fariam se seguir.

Esta instituição tinha uma regra bem curiosa: todos os seus estudantes tem que participar de um clube. Desta forma, teve início uma verdadeira corrida da Alice para alocar a Branca em algum clube ativo. Com persistência, chegou-se à uma solução para o caso. A estudante transferida iria conhecer, de imediato, o local onde realizaria as suas atividades extracurriculares.

Eis que Branca havia sido colocada como integrante do clube chamado Sigma Pi. E tal nome estava amigavelmente ligado à Química. Não à toa, os participantes deste clube praticam experiências e discutem sobre a disciplina, estando aí um dos tramas principais de toda a obra. Obviamente, um grupo de personagens propício e representativo ao título em si se faz presente neste mangá.

Henrique é um rapaz chato e muito implicante coma  Branca, muito embora ele esconda muitas surpresas por detrás de seu comportamento tão fechado. Um outro rapaz consegue ser bem na dele, o Benjamin, muito embora algumas situações o forçarão à tomar certas atitudes. Na sequência tem o Colombo, muito bem educado mas que esconde um conceito pessoal demasiadamente interessante e chamativo em suas ações. Por fim tem-se o Nestor que, na visão deste blogueiro, consegue ser um personagem odioso e até vulgar, quando assim deseja ser.

Interessante frisar que, em meio a este grupo apresentado, você pode esperar por reviravoltas na história muito interessantes. Muito embora a Química seja o alicerce principal desta obra, um lado romântico bem aprofundado aparece com maestria em Sigma Pi, onde se faz existir o casamento ideal entre as aulas de tal disciplina promovidas por este mangá e o clima de romantismo existente na ambientação da mesma.

Interligando fatores...

Detalhe do quarto volume de Sigma Pi (divulgação).

A Adriana Yumi, responsável por Sigma Pi, procura trazer à tona muitas informações interessantes sobre a Química por meio de um mangá. E a jovem não se limita à fazer citações da disciplina durante a obra, pois na verdade ela vai muito além disto, buscando trazer os ensinamentos da Química com metáforas, diálogos interessantes entre seus personagens e desenhos extremamente chamativos, que trabalham em prol da causa.

Este humilde blogueiro admirou o traço visto em Sigma Pi. Melhor do que isto, a evolução do desenho da Adriana é simplesmente notável, bastando ver as duas imagens usadas neste post (referentes aos volumes um e quatro da obra) para se atestar tal afirmação. À primeira instância, o desenho dela não era feio mas apresentava pontos de observação (que não cabe à minha pessoa julgar). E ver tais pontos sofrendo alterações positivas, volume após volume, é algo que certamente faz o leitor de Sigma Pi ficar deveras contente e muito entusiasmado com o decorrer da obra.

Muito embora a Química seja o alicerce e pilar de sustentação para Sigma Pi, paralelamente outros eventos engrandecem de forma amistosa a obra, atribuindo a mesma uma dosagem bem-vinda de expectativa e de grande curiosidade. E muitos dos acontecimentos atrelados à Sigma Pi estão intimamente ligados ao romance.

Em si, a personagem Branca representa uma inocência das mais notáveis e cativantes. É natural imaginar que, eventualmente, a garota se veria interessada (ou alvo de olhares) por alguém. isto ocorre, em boa parte, graças ao seu comportamento tão dócil e carismático. E a própria Branca busca sintetizar, no prosseguimento de Sigma Pi, que tudo pode ser feito e conquistado com muita humildade.

Amigo visitante, quando leres Sigma Pi poderás notar que as palavras deste humilde blogueiro não foram superficiais, pois a obra se faz digna de grande admiração e de elogios. E a evolução constante, volume pós volume, mostra que a jovem Adriana está disposta a mostrar para todos que ela possui uma grande vontade e carinho com a obra, em um claro sinal de respeito tanto com ela própria, como para cada pessoa que lê o seu mangá. Motivos dignos.

Objetivamente

Branca e Netotin, na visão deste humilde blogueiro.
- arte aprovada pela Adriana Yumi -

Minha pessoa acredita, com vontade, que os trabalhos nacionais devem ser divulgados. Há pessoas, como a Adriana, que levam adiante a sua obra tão querida e bem cuidada, no intuito de mais aprender com a sua história e, ao mesmo tempo, buscar um reconhecimento justo por parte de todos. Está sendo falado aqui, de um título que busca colocar paralelamente eventos que interligam a Química e o romance. Uma combinação que, dentro de Sigma Pi, surte um efeito muito positivo.

Em si, Sigma Pi é um convite para se envolver em um ambientação que não busca fugir da realidade, mas que lhe abraça com grande calmaria e categoria. Uma obra que cativa por muitos fatores, estando a maioria deles exposta neste texto. Certamente, você poderá se sentir agraciado ao ler este mangá da jovem Adriana Yumi, nobre visitante.

Por tudo que foi aqui descrito, o mangá nacional Sigma Pi é mais do que recomendado pelo NETOIN!. Leia-o e surpreenda-se você também.

Até a próxima.

Visite o Sigma Pi em seu blog oficial e em sua FanPage no Facebook.

Comunique-se com a Adriana Yumi: Facebook / Twitter / E-mail

 O NETOIN! sempre presente: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

ISML'2012: e terá início o torneio masculino!

 ISML'2012.

O ISML'2012 já coroou com a Tiara a Tachibana Kanade, de Angel Beats!, que se tornou a primeira campeã invicta da história deste torneio. Foi um título aguerrido e muito merecido, construído de sucessos e também de grandes duelos, em especial os do famoso top'16. Todos os preparos, agora, se fazem voltar para o o ISML'2013, com a tendência de ser o maior de todas as edições do International Saimoe League.

Ao menos, este deveria ser o pensamento mais tradicional possível. Há uma razão apenas para o mesmo não ocorrer agora: terá início a segunda edição do Torneio Masculino do ISML. Para este ano, noventa e seis personagens de diversos animes foram convocados para duelarem entre si. Em jogo, a premiação máxima entre os rapazes e direito de figurar no mesmo hall que a campeã do torneio principal deste ano.

De certo, você deve estar um tanto curioso para saber quais são estes personagens e como eles participarão. Com bastante simplicidade, haverão dezesseis grupos com seis contestantes em cada um deles. Ao contrário do torneio feminino, não existirão divisões "etárias por série" e duelos se seguirão dentro das chaves, onde os melhores colocados se classificarão à fase posterior.

 A divisão dos grupos para o Torneio Masculino.
 - Fonte: site do ISML -

Os grupos, tal como se fazem apresentar na imagem acima, mostram bem que o Torneio Masculino estará também cercado por fortes emoções. Nomes extremamente conhecidos do grande público como Naruto, Monkey D. Luffy e Kurosaki Ichigo farão parte desta edição, tal como se fez ocorrer em 2011. Mas não apenas de popularidade extrema se fará viver o ISML'2012 Masculino.

À bem da verdade, muitos outros nomes estarão envolvidos pelo combate extremo ao longo da competição. O universo dramático de Clannad se fará representar pelo "delinquente" Okazaki Tomoya e Sunohara Youhei. De igual forma, a ambientação misteriosa de Hyouka estará presente por intermédio do Oreki Houtarou. Todo o resplendor de Card Captor Sakura estará neste ISML, por insistência total do Syaoran Li. Aquele ser que tanto prezam para participar do torneio principal também estará presente, com o objetivo de brigar pelo título perdido na edição passada, sendo ele o Kinoshita Hideyoshi de Baka to Test to Shoukanju.

O campeão da primeira edição do Torneio Masculino lutará forte para manter o seu reinado. Esta é a meta mais que certeira do representante maior de Code Geass, Lelouch Lamperouge. Muitos outros combatentes também estarão duelando para eliminá-lo o mais rápido possível. Sakata Gintoki, de Gintama, está muito disposto à aprontar. Talvez esta seja a oportunidade para o senhor da conquista,  Katsuragi Keima, fazer valer a sua fama. Poderá ocorrer do Kazehaya Shouta, de Kimi ni Todoke, deixar à mostra o poder de seu fandom.

Lelouch: a meta é manter o título sob seus cuidados...

Em si, o Torneio Masculino é uma forma clara, divertida e justa de fazer com que todos, em absoluto, possam desfrutar "do todo" que um evento do naipe do ISML pode ter à oferecer. De outra forma, esta é a chance ideal para as garotas deixarem à mostra os seus anseios, no que tange na votação para escolher aquele será eleito como o personagem masculino preferido dos animes.

Os embates se seguirão à partir desta terça-feira, dia 27 de novembro. Existe uma grande possibilidade de alguém querer aprontar para cima do atual campeão Lelouch, da mesma forma que a sua "supremacia" na competição poderá ser mantida.

É o momento de apostar na sua preferência, ou ao menso naquele que você julga como o mais digno de seu voto. O convite está feito para acompanhar a segunda edição do Torneio Masculino. A pergunta que tende à ficar no ar é: por quem está a sua torcida?

Acesse o site o International Saimoe League, clicando aqui

O NETOIN! sempre com você: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

domingo, 25 de novembro de 2012

Que tal falar de animes fofos?

Sketchbook Full Colors: o cotidiano gentil e caloroso...

Gêneros, tipos, temáticas, segmentos, ramificações: palavras que designam uma obra, estando diretamente ligadas à características que variam desde o chamado público-alvo até o prosseguimento das mesmas propriamente dito.

Por muitas vezes as obras são taxadas, positivamente ou negativamente, simplesmente por estarem atreladas a um segmento determinado ou terem sido feitas por um estúdio tal ou equipe de trabalho "x". Mesmo que tais informações possuam as suas importâncias verdadeiras e cruciais (e assim são), analisar previamente com base unicamente nas mesmas pode vir à constatar um sério erro. A chance de se perder algo que pode lhe agradar existe, da mesma forma que a criação de uma expectativa acima da convencional pode acabar resultando em uma grande frustração final.

Basicamente, todos os títulos existentes passam por tais provações. Alguns em maior quantidade, outros em menos. E dentro da temática deste humilde blog, a animação japonesa é também parte integrante de tal fato. Entretanto, um tipo de anime em específico será o alvo da vez para este texto de caráter opinativo, sendo este ligado aquilo que pode ser melhor definido como fofo.

Personagem e animes fofos...

Dog Days: há guerras, fatos desconcertantes, mas tem muita delicadeza no ar...

Uma obra para ser considerada fofa tem de possuir, enfaticamente, um traço e ares mais característicos ao que se diz como bonito e belo. Tem que abusar das cores, com estilo bem propício. Ao mesmo tempo, o título pode ser fofo sem o menor alarde bastando, para tanto, possuir um carisma daqueles em que o sorriso venha à face apenas ao se olhar a animação desenrolar.

O trabalho maior está intimamente ligado ao desenho (ou escopo) dos personagens. Eles se fazem presentes com características peculiares: abrangendo as suas feições, estilos de movimentação, cores e um comportamento que, muitas vezes, pode espantar pelo preciosismo ou pela simplicidade. Um detalhe bastante curioso mora justamente nesta afirmação, pois nem sempre um personagem fofo reúne todas as características aqui citadas.

É uma ideia confusa, este blogueiro deve aqui confessar. Até porque um personagem fofo pode ser assim definido graças ao seu comportamento, sem apresentar (necessariamente) traços ou feições pertinentes ou comuns. De igual forma, o ser pode ter um rosto demasiadamente angelical e ser digno o bastante de chamar a atenção graças ao seu traço e feições tendo, no entanto, o comportamento de um vilão de grande classe.

Bottle Fairy: um anime genuinamente fofo em todos os seus sentidos...

Quando se faz falar de um anime por inteiro, o cuidado com a definição de fofo passa à ter a mesma definição dada aos personagens. O universo da animação japonesa, tão vasto como se pode presumir com facilidade, já brindou à todos com obras que são simplesmente amigáveis em todos os sentidos e títulos que usam do fator fofo para esconder outras intenções, geralmente atreladas aos seus enredos.

É muito interessante notar animes que usam e abusam do chamado belo, do seu início até o último instante, incorporando neste meio desde o traço de seus personagens e ambientes até a sua história que, muitas vezes, são taxadas de infantis em razão disto (embora algumas sejam, realmente, direcionadas ao público mais infantil). Por outro lado há os títulos cujo desenho limpo e bonito esconde, no mais profundo de sua intimidade, um história minimamente instigante ou possuidora de passagens que não condizem com a sua apresentação final.

Pode-se também fazer citação para as obras cuja a história é simples e cheia de momentos bobinhos e alegres que possuem, na verdade, um traço até mais sério e que pouco estejam ligados a tal tipo de enredo. Questões como gosto pessoal e dados mais técnicos se misturam em tudo que foi apresentado até aqui, mostrando que o dito fofo nem sempre é cem porcento belo ou inocente (e o contrário também).

Nem sempre infantil...

Binchou-tan: fofo do início ao fim...

Falar dos gêneros das animações em si pode gerar algumas complicações, mesmo quando o assunto está ligado unicamente à beleza que as mesmas têm para mostrar, sendo tal característica presente na totalidade ou de forma parcial.

Quando se fala na totalidade, tem-se uma obra que é fofa em seu escopo do início ao fim. Aqui tudo é bonito, não há problemas entre os seus personagens no decorrer de seu enredo, a ambientação pode até parecer ter sido pintada à mão em alguns casos e, para se ir um pouco mais além, tais animes costumam possuir histórias mais simples e direcionadas ao público mais infantil.

Mas o fato da obra ser infantil não impede, nem em um milímetro, da mesma ser acompanhada por adultos. Não há nada que possa ser definido como segredo aqui, pois o que vale é o chamado "retorno ao passado" de cada um. Trata-se de um elo saudável com o descompromisso e com a sensação de estar, unicamente, descansando em frente ao monitor. Um relaxamento visual simplesmente acolhedor e muito bem-vindo.

Naisho no Tsubomi: beleza em prol da educação sexual...

Toda a beleza no traçado dos personagens e cenários pode sim estar atrelado em outras temáticas, vertentes ou paradoxos. Interessante notar que tudo isto pode ser, de alguma forma, definido como um tipo de "disfarce proposital" para chamar a atenção. Mais instigante ainda é o fato de que tal ação costuma funcionar, atingindo os seus objetivos.

Há obras que usam do chamado bonito e fofo para lançar ao espectador temas um pouco mais sérios e contundentes. A educação sexual é uma temática que, satisfatoriamente, já se fez presente no universo da animação japonesa. De igual forma, há títulos que já usaram do chamado fofo para trazer às telas definições sobre os costumes do País, e indo até um pouco mais além, mostrando verdadeiras aulas de História do Japão ou até de cidadania.

Um alento importante se faz aqui, pois nem sempre o público alvo é considerado infantil para estes casos. É bem verdade que todo o visual parece sair, em muitos casos, de um belo livro de contos infantis. Na verdade, o chamado anteriormente de "disfarce" começa a valer forte aqui e indo ainda mais além...

Higurashi no Naku Koro Ni: não é uma boa ideia se deixar levar por tal visual...

O dito fofo pode ganhar diferentes interpretações. Pode ser algo bonito, vistoso e de grande cunho sentimental e, ao mesmo tempo, esconder uma razão mais profunda para se utilizar de tal máscara da beleza. Você poderá ou não se surpreender com isto, mas nem tudo que é apreciável visualmente possui uma contraparte compartilhada no seu enfoque. Para ir mais além, a mudança nos fatores pode resultar no mesmo produto final.

Há obras cujo teor de suas histórias simplesmente não vão de encontro direto com as suas apresentações. Existem muitos exemplos de animes que seguem tal caminho, onde tal contexto acabou propiciando (para vários deles) uma fama concretizada e questionamentos que duram até os dias mais atuais. Gêneros como terror, nonsense e drama conseguem fazer uso deste artifício com muita relevância chegando, em alguns casos, à maestria.

Uma citação importante se faz válida para gêneros como o hentai e o ecchi. A proposta deles, bem contextualizada, consegue fazer um uso apropriado do dito fofo em seu visual (quando assim querem demonstrar). Seus enredos tendem à abraçar com relevância tal visual. Analisando com cuidado e de forma direta, pode-se contextualizar que o dito fofo nem sempre é infantil por excelência.

A questão do preconceito

Hamtaro: a demonstração do chamado fofo em excelência?

Os animes ditos como fofos passam pelos mesmos testes que qualquer outra obra, independente de seu gênero principal ou da temática tratada. Definir algo apenas por uma capa, por um nome ou por uma imagem é algo muito mais natural e comum do que se pode aqui enfatizar. E o problema todo se faz lançar quando este modo de análise (para fins de construção opinativa) sobrepuja a forma que, ao menos teoricamente, ainda se faz conhecer como sendo a mais justa para uma avaliação ou contestação de fatos: a visualização honesta da obra.

Nomenclaturas como o moe, tão falado no fandom da animação japonesa, entram de forma certeira na concepção da visão de um título que tenha o chamado fofo enraizado em si. Desde a história, até passar pelos seus personagens e chegar de forma fulminante em seu visual, algo que seja bonito pode passar tanto pela caracterização de um moe desenfreado como até chegar ao status de uma beleza indiscutível.

Sem a mínima intenção de se criar um alarde desnecessário, ou de trazer à tona questões mais filosóficas, julgar algo unicamente por uma primeira visão (ou pela sua capa, como diz o conhecido provérbio popular) pode caracterizar um equívoco pessoal dos mais grandes. As obras lançadas ao público mais infantil são as que mais passam por esta afirmativa. Não é de uma hora para outra que tal afirmativa irá virar uma hipotética e surreal lenda (e o mais certo está em aceitar que isto nunca ocorrerá), mas nunca é tarde demais para desfrutar de uma obra mais fofa. Uma obra de caráter infantil pode ser mais prazerosa e relaxante do que se faz imaginar.

Objetivamente

Poyopoyo: fofura para onde quer que se faça olhar...

Este texto sobre o dito fofo na animação japonesa, em nenhum instante, teve a intenção de levar para você o conhecido "puxão de orelha", seja de forma direta ou indiretamente. A razão de ser para tal postagem esteve ligado ao anseio único de mostrar uma opinião, no aguardo de que várias outras opiniões sobre o assunto aqui apareçam, de forma a acrescentar mais ainda sobre a proposta de tema aqui lançada.

Com tal texto, este humilde blogueiro pôde expressar um pouco daquilo que sente sobre o uso daquilo que é fofo em animes, mas com certa cautela e responsabilidade. A diversão está aos olhos de quem a vê, mas também pode aparecer com um devido empurrão certeiro onde, por ventura, este texto pode ter auxiliado de alguma forma para tanto.

Nobre visitante, deixe aqui exclamada a sua opinião. Talvez possam aparecer, futuramente, novos posts sobre este tema. Por tal razão, o convite lhe é dado. Este blogueiro espera, humildemente, que tenhas apreciado o texto.

Até a próxima!

O NETOIN! por aí: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

sábado, 24 de novembro de 2012

O filme de Ano Hana se aproxima...

Menma, prestes a anunciar o seu retorno...

Definitivamente, Ano Hana foi um dos animes que mais marcou este humilde blogueiro ao longo de 2011. Talvez não tanto pelo foco dramático, mas sim em razão da forma como o mesmo se fez desenvolver, onde não havia uma linha tênue que separasse a razão da emoção nesta obra.

Aliás, tal linha não podia sequer ser chamada de tênue. O anime merecia uma outra definição, para os momentos mais sérios e para as cenas de choro compulsivo expostos ao longo de cada episódio de Ano Hana. Honma Meiko foi um símbolo, não obstante, de que as lágrimas podem intimidar de diferentes formas...

Mas 2013 reserva um espaço todo especial para quem tenha gostado do anime, quando de sua exibição original. A notícia já é conhecida desde agosto'2012, quando diversos blogs e sites haviam publicado as suas notas sobre tal informe (como os blogs Chuva de Nanquim, Japão Cult e Portal Anime Chan). E as citações feitas convergiam para o mesmo ponto em comum, sendo este o anúncio do filme de Ano Hana.

Já se faz saber, oficialmente, que tal animação estará ao alcance (dos japoneses obviamente) no primeiro trimestre de 2013. O enredo estará baseado no ponto de vista da pequena Menma, a garota fantasma, que tantas confusões causou e que fez todos os personagens chorarem com extrema volúpia, em especial o jovem Jintan.

O site oficial da obra já está devidamente "decorado" com a temática do filme. Na imagem presente no citado site, a Menma olha para algo que está muito distante dela, onde o Sol que está por nascer simboliza deve simbolizar o início de sua nova jornada. Infelizmente, não há maiores novidades acerca do filme de Ano Hana. Entretanto, um vídeo já se faz presente no YouTube, sendo o mesmo uma curta chamada para tal animação.

Se estiveres preparado para chorar um pouco mais, certamente a espera por 2013 lhe será muito prazerosa. Este humilde blogueiro que o diga...

O NETOIN! ao seu lado, via: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Para você, o blog Ringochi

Imagem do blog Ringochi (divulgação).

Saudações, nobre visitante. O mês de novembro tem se mostrado muito chamativo no que diz respeito às novas parcerias formalizadas. E a presente ocasião faz jus a tal prognóstico com irrefutável categoria, pois mais um blog parceiro se fará apresentar para você.

O NETOIN! tem esta tradição de longa data, visando promover não apenas a parceria em si, como também fazer com que você conheça um pouco mais desta vasta blogosfera que rodeia a todos. Agora é a vez de um blog atrelado à cultura japonesa mas que possui valiosas ramificações...

Procure imaginar um espaço na internet com resenhas de animes. Se até aqui tudo está muito normal, então minha pessoa pede para que sejam acrescentadas outras vertentes temáticas, onde se fazem destacar os textos opinativos sobre o fandom e uma interessante série de tirinhas que, mesmo em seu início, consegue chamar muito a atenção de forma positiva.

Todo o descrito acima refere-se ao Ringochi, o novo blog parceiro do NETOIN!. O mesmo se faz presente com um trabalho em conjunto, composto de três autores: Augusto Rodrigues, Fernanda Azevedo e Kitsune-chan. O blog possui um template muito limpo e moderno, o que já caracteriza uma impressão visual de primeira linha para ele.

Em si, o Ringochi possui muito à oferecer aos seus visitantes. Além de um português digno de nota em seus textos, a série de tirinhas chamada Redo Ringo é deveras chamativa. Todas muito bem feitas e espirituosas, com aquela dosagem certeira de humor no aguardo dos leitores. E as resenhas possuem uma interessante caracterização no blog parceiro, valendo de exemplo o texto sobre Byousoku 5 Centimeter.

Com base em tudo que foi aqui descrito, o blog Ringochi merece a sua visita.

Com o NETOIN!, onde ele estiver: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Curtas em geral - parte #172: boletos e mais animes no Crunchyroll Brasil!

A chamada aguardada por muitos...

Saudações, visitante. Esta edição da seção Curtas em geral visa trazer, para você, as novas  notícias acerca do Crunchyroll no Brasil. E tratam-se de palavras que em muito poderá alegrar às pessoas que, porventura, desejavam assinar os serviços do portal mas que não conseguiam fazê-lo em razão da forma de pagamento disponível.

A notícia correu hoje, o que levou este blogueiro à fazer esta edição especial de um Curtas em geral. À partir de agora, os usuários brasileiros do portal de streaming Crunchyroll poderão assinar os seus serviços, com pagamento através de boleto bancário. Uma notícia interessante e demasiadamente bem-vinda.

Entretanto, uma ressalva deve ser feita. O serviço de pagamento por boleto só é possível, de momento, graças à parceria do Crunchyroll com a Rixty. É necessário cadastrar-se neste serviço e pagar um valor determinado para que tenhas acesso como assinante do portal. Um tutorial completo e importante está presente na chamada oficial desta notícia, que você poderá ver ao clicar aqui.

Além desta chamada de grande importância, o Crunchyroll Brasil conta agora com mais três animes em seu acervo. Em todos os eles os episódios aparecerão gradativamente, até completar as suas séries. Além disto, as séries que se farão citar estarão disponíveis na totalidade para usuários do modo free, ou seja, para quem não é assinante do portal de streaming.

O primeiro título é Natsuyuki Rendezvous, que apresenta um enredo chamativo e centrado no drama e no romance, entre um jovem emprego e a dona do estabelecimento no qual trabalha. Fazendo alegria dos fãs de um bom ecchi, o anime Dakara Boku wa, Ecchi da Dekinai! também se faz presente na lista brasileira do Crunchyroll. Por fim, a obra que mostra as lutas cujos derrotados se transformam em adoráveis animais também se fará presente na listagem de animes, sendo Dog Days o seu nome. Você poderá ver a chamada completa ao clicar aqui.

Assim encerra-se esta edição da seção Curtas em geral. Amigo visitante, até a próxima.

O NETOIN! por aí: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

Dezembro, o mês especial desta casa...

A chamada para uma grande festa...

* Sugestão de ambiente: escute esta música enquanto lê este post, nobre visitante.

O tempo consegue ser cruel quando quer. Na verdade, a culpa por sentir a água passando cada vez com maior intensidade por debaixo da própria ponte não pode ser aplicada apenas ao tempo, pois sua parcela é bem pequena. Há todo um fator sentimental por detrás disto tudo. Existe um "algo à mais" que clama para ser decifrado.

O descrito no parágrafo acima não se aplica apenas às pessoas. Se faz valer também para os seus trabalhos, as suas obras e até os seus afazeres, sejam estes da rotina ou não. O lado simbólico confronta-se agora com a sua contraparte mais realista e subjuntiva...

O que dizer de um blog, para tanto, também é viável. O NETOIN! faz parte desta conquista, com um hobby que tem se transformado, gradativamente, em um pedaço de minha pessoa à ser compartilhado com todos que aqui visitam. Trata-se de um sentimento verdadeiro e, não distante disto, muito singelo.

Este humilde blogueiro acredita muito no que tem conseguido desde a longínqua data de 22 de dezembro de 2006. Houveram períodos de reflexão mas que, de momento, não vem ao caso de serem citados. O que realmente conta, agora, é o fato de que o NETOIN! se aproxima de seu sexto aniversário.

O que deverá aparecer? O que esperar?

Relembrando o quinto aniversário do blog...

Tal como ocorreu em 2011 a programação para este ano seguirá uma linhagem similar onde, dentro das possibilidades, alguma surpresa poderá surgir. Uma série de posts especiais já estão no aguardo de se fazerem presentes para você, onde temas neles inseridos se farão aplicar (de igual forma às comemorações pelo quinto aniversário desta humilde casa na internet).

Duas reviews de animes muito especiais se farão presentes, contemplando a contagem que chegará na marca histórica de cem reviews. A seção Análises em Geral também contará com um texto opinativo todo especial. Após um mês sem aparecer no blog, as fanfics voltarão em dezembro com uma dedicada exclusivamente às comemorações do sexto aniversário. E o mascote Netotin aprontará das suas por aqui, pois se fará apresentar uma entrevista muito especial que, certamente, deverá abalar as estruturas deste humilde blog.

Espere por momentos de muita alegria e satisfação nesta casa, à partir de primeiro de dezembro, quando se fará revelar a origem do mascote Netotin além de outros dados de importância, tais como o nome de sua raça e demais razões do mesmo ter aparecido na Terra. Amigo visitante, pode aguardar por momentos que irão do humor à seriedade no próximo mês.

Assim o convite está devidamente feito à você, que visita e comenta no NETOIN!, para que se junte à este humilde blogueiro nas comemorações pelo sexto aniversário deste blog. Dezembro está para chegar, então vamos um pouco mais aguardar. Até a próxima.

Olha o NETOIN! aí: Facebook / Twitter / Orkut / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

domingo, 18 de novembro de 2012

Especial: uma conversa com Haikaa Yamamoto

Netotin faz a sua chamada especial...

Saudações, visitante. O texto que se fará seguir é muito especial, graças a um fato que ocorreu no último dia 17 de novembro, que certamente em muito auxiliou este humilde blogueiro no que tange à ganho cultural e, porque não enfatizar, na "descoberta" de uma ótima cantora brasileira que hoje reside no exterior.

Não é difícil acreditar sobre como tudo ocorreu, até porque minha pessoa acabou sendo sorteada para participar de um bate-papo pelo Skype com uma moça chamada Haikaa Yamamoto. Ela é uma cantora nascida no interior do Estado do Paraná. Já viveu em São Paulo/SP, Tóquio (Japão) e Boston (Estados Unidos). Hoje, ela reside em uma das cidades mais conhecidas de todo o globo, a norte-americana Los Angeles.

E durante os quase trinta e cinco minutos de conversação, a Haikaa mostrou ser digna de muitos elogios e reconhecimento. Palavras humildes, ideias culturais à flor da pele e um desejo gritante em enviar a sua mensagem de vida para vários cantos.

Amigo visitante, à partir deste momento você é convidado para acompanhar o texto sobre como desenrolou tal conversa, a troca de opiniões e de experiências nela contida, além de teres a possibilidade de saber um pouco mais sobre a obra que leva a assinatura de Haikaa Yamamoto. Tenha uma boa leitura.

Brasil, "Work of Art" e muito mais...

 Performance da Haikaa, em "Work of Art" (via YouTube)

A Haikaa procurou esbanjar carisma logo no início do bate-papo. Ela procurou deixar bem claro a razão da conversa estar ocorrendo que, como já se fez relatar, foi em razão deste blogueiro ter sido o sorteado para tanto (pela divulgação dos trabalhos dela no Facebook). A jovem se mostrou muito interessada em saber sobre onde minha pessoa vivia para, à partir deste ponto, a primeira temática ser realmente tratada.

Apesar de paranaense, a Haikaa nunca esteve em Curitiba/PR. Ela anseia muito em poder conhecer a cidade, dado o modo como a mesma se faz conhecer. A conversa via Skype ocorreu com ela estando em São Paulo/SP naquele momento, o que levou este blogueiro à questioná-la sobre o que a mesma achava da maior metrópole brasileira. E a resposta não representou grande surpresa.

"Eu não quero sofrer, 
pra depois entender, 
o que é fácil de ver..."
"Work of Art" - Haikaa

Haykaa adora a capital paulista. Muito de tal sentimento provém da época em que ela ali viveu. Além disto, a cidade tem muito de cultura à oferecer e, frente a tal fato, ela perguntou à minha pessoa o que se podia esperar do lado cultural curitibano. Ela ficou à par de que a capital paranaense está ganhando representatividade na área cultural. Entre outros pontos, ela disse que anseia em ver se o transporte de Curitiba/PR é realmente bom como dizem.

A troca de experiências profissionais foi outra vertente tratada durante a conversa. Muito embora em ramificações de atuação diferentes (ela cantora e minha pessoa responsável por treinamento de equipes), para a Haikaa ficou óbvio que os caminhos tem um ponto em comum, que está no trato com as pessoas. Ela busca na arte da música a forma de passar sua mensagem para o mundo.

 A Haikka apresentando-se para todos. Em inglês (aqui) ou em português (aqui), ambos via YouTube.

A Haikaa prega muito o respeito entre todos. Em suas palavras, os dois anos em que ela trabalhou (junto de seus amigos e equipe) na música "Work of Art" foram extremamente proveitosos neste sentido. Para a cantora independente, a visão que o mundo tem do Brasil não é tão exclusivamente atribuída ao carnaval e ao futebol. Contudo, ela gosta de expor as coisas mais fascinantes que o País tem para o mundo.

A jovem artista deixou bem claro que, onde ela vive, há problemas urbanos sérios. Ressaltou conhecer e estar à par dos problemas brasileiros mas também que, acima disto, gosta de levar adiante a calmaria com a qual conversa com as pessoas quando está no Brasil e também as qualidades que vê no País natal. Muito embora residente nos Estados Unidos, ela mantém contato com a sua terra.

"Eu prefiro me ver
com alguém que é capaz,
de querer sempre mais..."
"Work of Art" - Haikaa

Haikaa fez questão de falar das cidades onde já viveu no exterior. Exaltou com alegria o período no qual esteve em Tóquio. De igual maneira, a norte-americana Boston representou muito para ela também. Estando atualmente em Los Angeles, a cantora deixou bem claro a aventura que é viver em tal cidade, onde tudo é longe de uma ponta para a outra. Falou das autopistas (free ways) que lá cruzam grandes áreas (acima do solo). Citou a periferia, as grandes áreas de visitação e o potencial que a cidade exala por seus cantos.

Este humilde blogueiro perguntou para Haikaa sobre a sua obra de nome "Work of Art". Chama a atenção tal música possuir versões em dezenove diferentes idiomas. E nas palavras da jovem cantora, esta obra é algo de muito valor e representatividade. Como citado anteriormente, este foi um trabalho de dois longos anos, que contou com o auxílio de muitas pessoas e onde muitas amizades foram feitas, agregando em uma experiência única e fascinante para ela.

 Mais um fragmento da performance da Haikaa em "Work of Art" (YouTube).

Para Haikaa, existem inúmeras formas de se transmitir cultura e conhecimento. Em seu íntimo, a música não apenas é a sua profissão como também a forma por ela usada para agregar valores na área cultural. Tomando "Work of Art" como ponto de equivalência, o que se pode notar é que a Haikaa demonstrou ser detentora de grande vontade em seguir adiante com o seu ideal.

Ela fez questão de deixar claro, durante a conversação, que nem todos concordam com ela quando a mesma fala sobre o Brasil ou sobre a visão de mundo que ela possui. Entretanto, a Haikaa não faz disto um estopim para conflitos pessoais desnecessários, pois aí também se faz residir o dito respeito pelo próximo. Para ela, o diálogo sadio e convidativo é a melhor forma que duas ou mais pessoas podem ter para fazer uma troca de ideias sucinta e amigável. Não há (na visão dela) a mínima intenção de fazer com que a outra pessoa mude de opinião durante a conversa, mas sim que a mesma pondere sobre o que foi ali debatido, com honestidade.

"Cuando miro en el espejo, veo lo que veo
aquí, frente a frente,
sé que soy diferente."
"Work of Art" - Haikaa

Uma das coisas mais explícitas durante a conversa no Skype foi o amor da Haikaa pela música. Para ela, esta é a arte universal. A letra de uma canção pode levar às mais diferentes emoções e sentimentos possíveis. A música, na visão da Haikaa, é uma força motriz para os mais variados ensinamentos. O ganho cultural é imenso nesta área que, para ela, muito significa. A Haikaa se mostrou muito grata ao apoio que sempre teve de seus amigos (no Brasil, no Japão, na Índia e em outros Países), de seu marido que sempre ficou ao lado dela em todos os momentos e de cada pessoa que tenha compartilhado destes momentos tão importantes e verdadeiros para ela.

É gratificante poder ter um momento de conversação com uma pessoa deste meio. E a conversa não poderia ter terminado de uma melhor forma: com a Haikaa cantando, naquele momento, "Work of Art" em inglês. Um final digno para uma troca de ideias simplesmente única e muito bem-vinda, servindo de estimulante pessoal para "o todo" que ainda está por vir...

Objetivamente

Haikaa e suas dicas, via YouTube (ver em Haikaa Music's Channel).

Nunca este humilde blogueiro poderia esperar por um acontecimento como este. É bem verdade que o conhecimento de minha pessoa sobre a Haikaa não era vasto nem tão pouco de longa data, pois faziam apenas sete meses desde o primeiro contato com as músicas da cantoras, através do Facebook. Mas, após tal conversa tão descontraída e de grande ganho cultural e pessoal, certamente o cenário tenderá a mudar.

Este foi um momento no qual este blogueiro pode presenciar a humildade de uma pessoa do meio artístico e cultural, de forma sublime e ao mesmo tempo contagiante. Uma mensagem digna o bastante de ser passada para frente, com todas as honras.

Este é o recado deste post, amigo visitante: corra atrás de seus sonhos e agarre-os com todas as forças. Até a próxima!

Humildes agradecimentos à Haikaa, pela conversa e 
pela oportunidade da troca de ideias e imenso ganho cultural

Visite o site oficial da cantora Haikaa ao clicar aqui

Assista o vídeo de "Work of Art" no YouTube, clicando aqui

Acesse o Haykaa Music's Channel, no YouTube, ao clicar aqui

A Haikaa está nas redes sociais também: Facebook / Twitter

O NETOIN!, sempre por aí: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

sábado, 17 de novembro de 2012

Mayonaka Zone, um novo blog parceiro...

Imagem do blog Mayonaka Zone (divulgação).

Seja bem-vindo, visitante. O NETOIN! quer dividir, novamente, mais um pouco da alegria por mais uma parceria ter sido formalizada. E honrando as tradições da casa, mais uma apresentação se fará seguir para o seu deleite.

A nova parceria foi feita com um blog cuja animação e cultura japonesa formam o seu alicerce principal. A blogosfera brasileira desta área tem crescido bastante, onde a vinda deste novo blog parceiro ajuda à constatar tal fato. Não se trata apenas da quantidade em si, mas sim de uma série de fatores e características peculiares que acabam fazendo com que um blog seja tão diferente do outro, o que é extremamente positivo.

Desta forma, se faz apresentar para você o blog Mayonaka Zone. O mesmo segue sob a batuta de três integrantes: Shiro, HajimeDark e Mio Takakura. E a união das forças destes três autores tem mantido na ativa um blog que, embora seja novo no meio, já fez apresentar as suas características próprias mais peculiares e abrangentes.

Um diferencial bem interessante está inserido na proposta do blog (que pode ser aqui conferida). Além das reviews de animes, o Mayonaka Zone conta com análises de jogos, como se faz presente no texto sobre Persona 4 Mayonaka Arena (possivelmente o nome do blog deve provir de tal jogo). Além disto, várias categorias podem ser vistas na nova parceria formalizada.

A linguagem utilizada no blog é sucinta o bastante, bem direta para uma boa compreensão da mesma. As impressões passadas nos textos do blog parceiro são bem pessoais, como as presentes no post sobre a obra Kimi ni Todoke. Reviews e análises bem diretas e de perspectivas bem opinativas fazem parte da nova parceria.

Em razão de tudo que foi aqui descrito, o Mayonaka Zone é um blog que merece a sua visita.

O NETOIN! junto de você: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

Conhecendo o blog Hajimari no Sora...

 Imagem do blog Hajimari no Sora (divulgação).
 
Saudações, visitante. Uma vez mais, o NETOIN! apresenta para você mais uma parceria recém formalizada. É um momento digno de festejos por parte deste blog, cuja tradição  na apresentação das novas parcerias alinha-se harmoniosamente com a felicidade estampada sobre as mesmas.

Esteja ciente que o blog à ser apresentado trabalha também na temática animação e cultura japonesa. Apesar de ser muito novo na área, o mesmo já apresenta textos muito interessantes e de impacto que, com certeza, poderão ser de seu pronto apreço, visitante.

Desta forma, o NETOIN! orgulhosamente apresenta o blog Hajimari no Sora. A nova parceria é administrada por um jovem de nome Vinícius, que tem demonstrado ímpeto e brio à frente de seu espaço na internet.

O Hajimari no Sora aparenta trabalhar com foco na área da informação, buscando trazer para quem o visita dados interessantes sobre mangás, por intermédio da seção Table of Contents. De igual forma há uma área de reviews em pleno crescimento no blog parceiro, onde mangás e animes deverão aparecer para saciar a curiosidade sobre a opinião do Vinícius sobre algumas obras.

Quando se fala em textos, o novo blog parceiro consegue sobressair-se, pois utiliza-se do português de forma franca e direta. Para dar veracidade a tal afirmativa a leitura da review de Puella Magi Madoka Magica, no blog parceiro, é mais do que indicada. Além do texto citado, vários outros auxiliam a completar o leque que já se faz existir no blog que está sendo apresentado.

Por tudo que foi aqui apresentado, o Hajimari no Sora é um blog que faz por merecer a sua visita.

 Veja o NETOIN! por aí: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Curtas em geral - parte #171: de fã de anime para fã de anime, com estilo próprio...

 Pokémon não escaparia, mas não há nada de mal nisto...

Saudações, visitante. Esta edição da seção Curtas em geral será bem especial e direta no tópico. Até porque, aqui se fará comentar um pouco sobre criatividade na blogosfera, e as mais diferentes facetas que a mesma pode ter (ou proporcionar) para todos.

Neste ano de 2012, que à passos largos se aproxima de seu final, apareceram muitos trabalhos criativos na blogosfera afora. De igual forma, vários projetos seguem em andamento para que, dentro das possibilidades, apareçam ao grande público como se faz prever e merecer. Entretanto, uma das redatoras do blog parceiro Argama (aquele que o mascote Netotin costuma definir como "blog com nome de nave") tem feito por merecer atenção faz algum tempo.

A jovem Josi tem apresentado muitos trabalhos neste ano que, em breve, terminará. Ao que tudo indica, as obras sonoras dela não encerrarão. E para minha humilde pessoa, isto é algo muito bem-vindo e digno de comemoração. Há uma razão para tanto, pois geralmente o que a Josi faz clama por uma opinião, uma troca de ideias saudável. Mas também existem as suas obras que existem unicamente para a descontração pura, como uma piada ou até uma paródia.

As obras da jovem "argamete"...

 
 Netotin tem a sua voz oficial, com muitas honras...

Certa vez, este humilde blogueiro se deparou com conversas sobre a voz do Netotin na rede social Twitter. Isto porque havia aparecido um áudio do post do mascote sobre o anime Arisa. Tal trabalho sonoro era obra da jovem Josi, que chamou a atenção demasiadamente e que este blogueiro simplesmente adorou. Dali em diante surgiram vários outros trabalhos auditivos da jovem amiga, sempre passando-se pelo autointitulado "mascote mais fofo da blogosfera animística brasileira", com uma música especial contemplando o seu acervo neste tema.

Paródias formam a especialidade da Josi. Em seu canal no YouTube é possível ver o seu acervo que, gradativamente, tem aumentado. Nas músicas trabalhadas por ela não há apenas aquilo que pode ser definido como "tiração de sarro". As letras por ela feita, em outras ocasiões, possuem uma mensagem toda singular para ser passada.

A escalada da jovem que surgiu na internet com um blog pessoal sobre trabalhos pessoais (o Moon Stitch) e que abraçou outras temáticas com o tempo, está se consolidando. Hoje, a Josi é redatora do blog Argama e continua com as suas empreitadas pessoais, à todo o vapor. E seus trabalhos são dignos de nota.

Opiniões...

"Otakinho Fantasy": muitas divergências opinativas...

Após ter feito uma apresentação direta sobre a Josi e o porque de seus trabalhos na internet, é chegado o momento de tecer algumas palavras sobre a repercussão de último grande hit: "Otakinho Fantasy". Uma paródia feita com base no clássico tema de abertura do anime Saint Seiya, cuja letra incorporou vários assuntos, estando entre eles o comportamento dos chamados otakus e a vinda oficial do Crunchyroll para o Brasil.

Muita divergência de opinião se fez existir sobre esta paródia. Entre as divergências, há relatos de pessoas que se ofenderam muito com "Otakinho Fantasy". Também existe quem ache a Josi exagerada, argumentando uma bela falta do que fazer para ficar perturbando o lazer alheio. De igual forma, há quem entendeu a mensagem contida na letra desta paródia, ao mesmo tempo em que muitas pessoas gostaram da obra apenas por ter admirado a mesma...

Para este humilde blogueiro, o único ponto à ser questionado está nos termos de baixo calão contidos na paródia pois, no geral, ela expressa um momento real e presente. Em nenhum momento, na opinião de minha pessoa, há a intenção de desmerecer o fã de anime em si ou de rebaixá-lo, apenas foi feito um segmento de piadas e de ironia sobre os mesmos. Este é o intuito por detrás desta paródia, até porque a própria autora da obra é fã de animação e cultura japonesa e, com base nisto, resolveu fazer um tipo de "chamada de atenção" criativa para algumas pessoas do meio.

É bem verdade que a Josi deixou claro o porque da manutenção de tais termos na letra da paródia, uma vez que a obra já estava finalizada (o uso do "som de censura" até foi cogitado pela própria). Ainda assim, o trabalho dela tem um valor muito alto. Sem razões para histerias ou discussões desnecessárias, o "Otakinho Fantasy" apenas expressou um momento e deu síntese ao mesmo. Cabe à cada pessoa avaliar para si a mensagem deixada pela obra acústica.

Objetivamente

Izumi Konata: uma fã de carteirinha e em potencial...

Nunca se agrada à todos. De igual forma, é muito difícil que todos concordem em cem porcento com uma ideia sua, pessoal ou não. Fatos muito naturais deste mundo que à todos rodeia, estando intimamente ligados à verdadeira razão de ser desta edição da seção Curtas em geral.

O "Otakinho Fantasy" tem o seu propósito e demonstrou-o para todos. Imaginar a reação de uma personagem como a Izumi Konata, de Lucky Star, é algo bem difícil neste momento. Saber que caminho isto trilharia seria é algo muito complicado, talvez, até para a própria personagem. Uma coisa apenas é certa: a Konata teria uma expressão facial como a da imagem acima, independente do caminho por ela escolhido...

Veja os trabalhos da Josi e de várias outras pessoas, internet afora, que buscam trazer à tona as suas opiniões sobre temáticas como esta. Escute os trabalhos com variados temas do canal Asamiya Podcasts, veja o vlog Video Quest, tenha uma visão do fandom através do Bouken-Ni, entre tantos outros existentes pela internet. Absorva as mensagens e opine com clareza, assertividade e responsabilidade. Este é o recado NETOIN! com este post. E jovem Josi, continue com o seu ótimo trabalho.

Acesse o canal JosiKami no YouTube, clicando aqui

A Josi incorporando o mascote Netotin? Tem sobre Shirokuma Cafe e Arisa, 
o Netotin dançando Kuduro e a música pelo aniversário do mascote.

O NETOIN! por aí: Facebook / Twitter / Orkut / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Um novo blog parceiro: All Fiction

 Imagem do blog All Fiction (divulgação).

O blog NETOIN! tem toda a alegria do mundo em trazer para você, visitante desta humilde casa, mais uma parceria formalizada. É do costume fazer as devidas apresentações e, nesta oportunidade, tal tradição se manterá com honraria e responsabilidade.

É bem verdade que a blogosfera animística brasileira tem crescido muito, especialmente no que tange aos últimos três anos. O que antes era mais "restrito" a um número enxuto de blogs e sites sobre o ramo, hoje já é maior e bem mais representativo. Quando um novo blog surge é natural que tais menções apareçam com força, na chamada pelas boas vindas ao meio.

Com tudo isto em foco, o NETOIN! lhe apresenta o mais novo blog parceiro, chamado All Fiction. O mesmo segue sob a tutela de um jovem que atende por Hegff. O auxiliam com o blog mais duas pessoas, que atendem por kes9 e rauzi. O All Fiction vem com a premissa de trazer textos sobre animação e cultura japonesa, tal como pode ser visto em seu primeiro post, datado de julho'2012.

Dentre os posts já existentes no blog parceiro, pode-se notar uma predominância mais agressiva das chamadas reviews, que trazem opiniões sobre animes e mangás, muitos deles não muito populares (como pode ser visto no texto sobre a obra Mayoyuu Maou Yuusha). Há também espaço reservado para outras seções, como o mercado nacional de animes e mangás e também análises de algumas obras orientais.

Contando ainda uma linguagem bem direta e interessante, o All Fiction é um blog que faz por merecer a sua visita.
 
O NETOIN! está no Facebook e no Twitter. Se quiser, mande um e-mail também

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Análises em Geral - parte #59: Poyopoyo é muita fofura para um anime só...

 
 O gato Poyo.

Amigo visitante, seja mais uma vez bem-vindo ao NETOIN!. Esta edição da seção Análises em Geral promete ser bem tímida, porém extremamente sincera. Isto graças ao anime que será aqui tratado. Uma obra que está em plena exibição desde o início do ano, contemplando o humor básico com uma dosagem de fofura extremamente elevada e bem-vinda.

Para começar a dar veracidade para tal afirmativa, basta você imaginar um gato. Não um bichano tão comum, mas sim com o mesmo sendo extremamente redondo. Além de ser tão rechonchudo, tal gato é muito bonito e possuidor de uma índole simplesmente elogiável. Tudo isto se faz alinhar a sua principal característica: ser muito fofo.

O conceito dado pode até soar estranho para você. Entretanto, nada do que foi relatado acima foge da realidade. Tratando-se de Poyopoyo, tudo que leste até o momento passa a fazer muito sentido. O gato, cujo nome é Poyo, simplesmente chama a atenção e conquista corações por onde o mesmo se faz passar.

Poyopoyo: ~hya!

Poyo é, além de tudo, muito prestativo...

Em seu enredo, o anime consegue ser tão simples quanto se faz aparentar. Poyo, o gato, é encontrado ao acaso por uma moça chamada Satou Moe no meio da rua, enquanto esta voltava de uma festa. Após dormir ali mesmo (usando do bichano como travesseiro), Moe acabou se encantando com o gato e levou-o para a sua casa.

Na residência, Poyo chamou bem a atenção de todos à sua volta. Para o jovem Satou Hide significou a vinda de um ser com o qual batalhará constantemente. Na visão de Shigeru Satou, o gato é um pretexto para que ele libere o seu lado mais sentimental e cautelar para todos verem.

Poyo é detentor de um comportamento bem quieto e pacífico, na dele. Também possui grande força, além de uma inimaginável inteligência para resolver certas situações do seu cotidiano. A vida de um gato jamais será vista ou analisada da mesma forma, após você assistir Poyopoyo.

 
 Poyo e Shigeru são grandes amigos...

A obra em si é uma comédia descomplicada, com pequenas situações que envolvem Poyo e sua nova família. Muitos acontecimentos do anime chamam a atenção em demasiado, não de forma negativa, mas sim como um ponto de máxima atenção. Citar as eternas brigas entre Shigeru e Poyo já seria motivo suficiente para fazer com que o anime figure em uma listagem de acompanhamento.

Há outras cenas também que causam um grande impacto. Uma delas está focada no aparecimento de um gato do vizinho da família Satou. O nome de tal felino é Kurobe, que acaba se apaixonando pelo Poyo chegando, inclusive, à tentar aprontar de forma subversiva no protagonista maior deste anime. Outro destaque vai para as situações nas quais Poyo demonstra ter um grande senso de responsabilidade, e até de humanidade.

Com um enredo tão simples como o relatado, se vem à mente como que o anime vem à ser tratado em sua parte mais técnica. No caso, a mesma é similar ao enredo da obra em si. Entretanto, em Poyopoyo tudo combina com tranquilidade, desde cada cenário até o desenho dos personagens, modelados segundo a cartilha do padrão visual infantil de ser. A parte acústica se encaixa de forma perfeita com aquilo que o anime se propõe à trazer.

Objetivamente

Poyo e Kurobe: algo aqui está chamando a atenção...

Deve-se ressaltar que o anime é uma comédia para toda a família. As cenas que se seguem são hilárias aos seus próprios modos. Além disso, o ambiente de confraternização e de plena harmonia marcam forte presença neste título que, seguramente, é uma das ótimas pedidas para aqueles momentos da mais pura descontração.

Entretanto, convém ressaltar que o excesso de elementos fofos presentes no anime poderão lhe afastar do mesmo, caso enxergue nisto um exagero para a obra (em quantidade, enfaticamente). A calmaria apresentada pela obra poderá ser um fator negativo, isto válido para o caso de achar que a falta de certa ação prejudique o título em questão.

O anime segue em exibição, desde janeiro'2012. O seu mangá já conta com dez volumes, sendo publicado desde fevereiro'2004. Além de tudo isto, este título possui um jogo para o Nintendo 3DS. Com base em tudo que foi descrito, Poyopoyo se faz recomendar por este humilde blogueiro e, caso você possa, assista a esta obra você também, e deixe-se se levar pela calma alinhada aos momentos de descontração pura e inocente...

O NETOIN! está no Facebook e no Twitter. Que tal um e-mail?

[ made in NETOIN! ]

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

Acesse o site oficial de Poyopoyo, ao clicar aqui
Veja a abertura do anime, clicando aqui.


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - NETOIN! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons