Pelo ClampDay R2: uma obra sobre amor... ~ Netoin!

sábado, 10 de novembro de 2012

Pelo ClampDay R2: uma obra sobre amor...

A chamada para o evento...

Saudações, visitante. O NETOIN! apresenta, neste instante, o seu post especial em participação no ClampDay R2, evento este que terá a duração de dois dias, começando pela data de hoje.

O CLAMP é um grupo muito conhecido e difundido à nível mundial, no qual tomam parte quatro mulheres: Nanase Ohkawa, Mokona Apapa, Satsuki Igarashi e Mick Nekoi. Das mentes destas quatro mangakás saíram várias publicações e animações muito conhecidos por todos. Do amor ao drama, passando pelo mahou shoujo e pelo misticismo, o CLAMP acabou mostrando muito do porque de merecer tanto respeito e carinho, com histórias e grupos de personagens quase únicos e maravilhosos.

Trabalhos individuais, textos em blogs, tirinhas e outros tipos de manifestações farão se colocar à toda prova durante este período de ClampDay R2. Esta humilde casa na interbet, entretanto, apresentará para você uma obra que mescla simplicidade e honestidade de uma forma maravilhosa e sublime, sem o menor espeço para exageros da parte deste blogueiro.

Um mangá que contém apenas doze pequenas histórias. Cada uma com uma temática que faz alusão à forma de pensar das mulheres quanto ao amor e aos sentimentos mais puros que uma pessoa pode ter. Mas, ao ler todo o post, você talvez possa ter a mesma impressão final que este humilde blogueiro acabou tendo sobre a obra em si.

Amigo visitante, fique à vontade e aprecie o texto sobre o mangá A Pessoa Amada, que leva o selo de qualidade do grupo CLAMP com grande e irrefutável qualidade. Tenhas uma boa leitura.

A Pessoa Amada

Capa frontal do mangá A Pessoa Amada.

O mangá que leva a assinatura do grupo CLAMP possui uma razão de existir bastante instigante. A mesma envolve-se nos sentimentos mais puros que uma pessoa pode ter, onde o amor se torna a palavra chave e fica em clara e abundante evidência (não para menos o nome da obra ser "A Pessoa Amada").

O quarteto de mangakás resolveu fazer uma obra sem super heróis, sem uma falsa definição de certo e errado, sem bichinhos fofinhos como mascotes e nem com correrias atrás de cartas poderosas ou kopetos para se colocar em um frasco. Desta vez, o CLAMP preferiu seguir a conhecida intuição feminina para transmitir, através das páginas de um mangá, tudo aquilo que se pode imaginar da mentalidade de uma mulher quando se está apaixonada ou gostando de alguém.

O fator de curiosidade, por parte deste blogueiro, foi grande o bastante para ler esta obra e acabar maravilhado com a mesma. Ao todo, doze pequenas e admiráveis histórias retratam um pouco daquilo que uma garota sente, por dentro, ao estar enamorada. Leve em consideração qualquer característica ou elemento extra, que vai desde o receio de algo não dar certo até a vontade crescente de estar frente a frente com aquela pessoa tão especial.

O capa traseira do mangá.

Para interpretar cada história do mangá há uma personagem diferente. Elas não possuem nomes, até porque não há a real necessidade disto. Elas estão lá para transmitir (de uma forma clara e concisa) aquilo que se deve presumir, entender e respeitar sobre os sentimentos femininos. O CLAMP conseguiu mostrar, com A Pessoa Amada, que entender o pensamento de uma pessoa enamorada não é algo tão complicado quanto se faz presumir, mas que ainda assim precisa de muita atenção para ser observado e devidamente correspondido.

A arte do mangá é digna não apenas de nota como também de muitos elogios. Não é nada de outro mundo, sendo até bem simples (dentro daquilo que se pode esperar de uma obra do grupo CLAMP). Mas é justamente toda esta simplicidade que acaba servindo de ponto máximo para o visual da obra. Cada traço, cada linha e cada cenário (este quando existente, ressalta-se) aparenta ter sido feito com um incrível carinho por parte da Mick Nekoi, que foi a responsável por esta área na obra.

Cada uma das doze histórias são extremamente curtas, mas muito prazerosas de se ler. A ambientação varia bastante entre uma e outra, muito embora a temática central esteja solidamente mantida nos sentimentos puros. Os diálogos são tão simples quanto a arte da obra, mas o impacto dos mesmos é tão direto quanto cada desenho. A Pessoa Amada é uma obra que não clama por discursos ou por explicações complexas e subjuntivas, tanto que cada fala e pensamento por parte de suas personagens pode ser facilmente transmitido para a vida real. A compreensão é total e, neste mangá, os méritos da história recaem para a Nanase Ohkawa.

Páginas coloridas e um ótimo acabamento na publicação brasileira de A Pessoa Amada.

Os temas tratados, dentro do escopo do amor puro e incondicional, variam do visual para um encontro até as dúvidas ante a proximidade de um casamento. Neste percurso aparecem também outros fatores que podem correlacionados facilmente com a vida real, estando entre eles o trabalho, o amor à distância, a diferença de idade e o dia de São Valentim.

Além de cada temática, o mangá apresenta um atributo igualmente especial. Ao fim de cada história, o CLAMP deixa à vista clara a motivação para ter criado cada uma delas. São passagens extremamente amigáveis e, de certa forma, reconfortantes. Às vezes assemelham-se a um verdadeiro livro aberto, em outras se apresentam como um diário sendo folheado e, em dadas ocasiões, soam como um desabafo sentimental.

A Pessoa Amada é um convite em forma de mangá, para a exploração mais precisa e amigável sobre o universo feminino, dentro do escopo das afeições das mulheres e sobre aquilo que tende à se passar em suas mentes. Entretanto, para este humilde blogueiro, o mangá em questão mostrou ter um propósito ainda maior do que se pôde conferir até aqui...

Não apenas para desvendar o universo do sentimento feminino...

Mais páginas coloridas.

Realmente, o mangá A Pessoa Amada pode ser definido como uma coletânea de contos, todos eles dispostos à mostrar um pouco do universo feminino para o leitor. A proposta é de se fazer entender aquilo que se passa na cabeça de uma mulher quando se está apaixonada ou gostando de alguém. Esta é uma definição que já foi compreendida e assimilada nos parágrafos mais acima.

Mas, para este blogueiro, muito do ali descrito não aplica unicamente ao sentimento feminino. É óbvio que o escopo central é este, onde todos os diálogos procuram demonstrar os temores internos e os valores agregados por uma mulher quando está enamorada. Entretanto, várias das situações presentes na obra podem ser convertidas também para o escopo masculino da questão.

Caro visitante, a ideia que este blogueiro visa aqui passar é de que A Pessoa Amada não se limita à expor pensamentos de um sexo sobre o amor ou sobre gostar de alguém. Na verdade, a obra em questão consegue demonstrar valores precisos e importantes que podem ser aplicáveis também ao sexo masculino. Em outras palavras, um homem que esteja gostando de alguém (ou enamorado) poderá facilmente passar por várias das situações apresentadas na publicação em análise.

Impressão tradicional em preto e branco: qualidade mantida.

O CLAMP conseguiu fazer uma obra cuja realidade e veracidade da mesma, para este blogueiro, jamais deixará de ser verídica e presente. Se lembrar de quando gostou de alguém e não foi correspondido, seja pela pressa nas ações tomadas ou por não ter tomado o devido cuidado nas mesmas, é algo muito doloroso que tende à machucar em cada lembrança que venha aparecer na mente. Este é apenas um modelo de visão entre tantos existentes...

Este mangá mostra, de forma amigável e carismática, que atender aos anseios de um sentimento preso em sua mente e em seu coração pode ser mais fácil do que se imagina, desde que a pessoa esteja disposta à entender a situação e agir de forma clara sobre a mesma. Saber dar um tempo, o que falar, o que conversar, como transmitir uma ideia, entender o momento da outra pessoa, como conviver à distância ou por um período de tempo separados, pelas obrigações que a vida impõe no dia a dia de cada um, entre tantas outras coisas: tudo isto pode ser visto na obra que, entre outras coisas, é uma ficção acoplável a vida real.

Sim, este blogueiro gostou muito de ter lido A Pessoa Amada e, certamente, admirou-se pela simplicidade com a qual a obra se apresenta e pelo impacto que a mesma acaba gerando, de forma amigável e prazerosa. Um título que merece atenção, sem dúvidas.
  
Objetivamente

Netotin e Netotina aprovaram A Pessoa Amada.

A Pessoa Amada é uma publicação original de 1995 e que, no Brasil, seguiu-se sob a responsabilidade da Editora NewPOP. Uma publicação nova em solo brasileiro, datada de outubro de 2012, que certamente poderá lhe cativar pelas razões já citadas no texto.

A presença de páginas coloridas é um atrativo formidável para o mangá. As onze primeiras páginas (incluindo toda a primeira das doze histórias) seguem tal padrão. O capricho visual desta obra é outro ponto de grande atenção, contando com uma capa cartonada e páginas em papel off-set de 90 gramas. Realmente, a publicação brasileira é digna o bastante de elogios.

Em si, A Pessoa Amada é uma obra calma e tranquila. Serena e vislumbrante. Simples no visual e brilhante no enfoque. Sem a menor sombra de dúvidas, um dos mangás mais preciosos para este humilde blogueiro à partir deste momento. Obviamente, o NETOIN! lhe recomenda fortemente a aquisição e pronta leitura desta obra.

Assim encerra-se a participação do NETOIN! no ClampDay R2.
Este blogueiro espera, com alegria, que você tenha apreciado esta postagem.

Veja todos os trabalhos do ClampDay R2 no Facebook, clicando aqui

O NETOIN! com você, sempre: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 11Blogger
  • Disqus

11 Comentários

  1. Oi Carlírio, gostei muito do seu post do ClampDay R2!

    Eu não tinha conhecimento desta obra, e muito menos sabia que a NewPOP tinha acabado de trazê-la para cá! Mas depois de ler seu texto, a minha vontade de ter o mangá em mãos é grande!

    Pela qualidade das histórias da CLAMP e pelo bom padrão físico que as edições da editora nacional comentada vem trazendo, "a pessoa amada" deve ser uma ótima obra a se adquirir. Assim o farei quando puder!

    Você sabe me dizer qual é o título original da obra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Jovem NinhaPaz, o nome original da obra é [Watashi no Suki na Hito]. Tsubasa Chrocicle havia respondido a sua questão mas, aparentemente, apagou o próprio comentário.

      É um belo mangá. Com certeza gostarás muito desta obra.^^


      Até mais!

      Excluir
  2. Ah, praticamente a NinhaPaz falou o que eu estava prestes a postar antes de ver seu comentário... Mal conhecia o título e nem sabia que havia sido lançado aqui no Brasil pela NewPOP, editora que tem me agradado por lançar títulos curtos, que são o que me atrai mais... Daí ia perguntar em seguida sobre o título em japonês, mas isso também foi respondido =F

    Gostei do texto, me fez interessar bastante pelo mangá, e ao lê-lo dá para perceber de modo gritante o quão você deve ter adorado tal obra. Já estava meio enjoado da CLAMP com seu mundinho fantasioso, mas ver algo mais "pé no chão" me animou de novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Realmente adorei o mangá, confesso para ti, Erick.

      Não é uma obra impactante, mas sim um mangá para se reler sempre que quiser, sem nenhum compromisso mais audaz. Além do que, entender um pouco do universo feminino através de sua leitura, é algo muito prazeroso.

      Se o adquirir, comente o que achaste dele, ok?^^

      Até mais!

      Excluir
  3. Olá!!

    A Pessa Amada. Taí uma obra que eu desconhecia totalmente. Mais já que você falou sobre ter sido lançada aqui, irei procura-la, esperando já pela faca apunhalando o coração pelo preço. Sei que os mangás da NewPOP são de boa qualidade, mais são um pouco carinhos!! rsrsrsrs

    Me interessei pelo tema do mangá: os sentimentos femininos. À tempos estou querendo sentir tais coisas... n_n''

    Um belo post para o #ClampDayR2. Obrigada pela informação, pela ótima leitura e pela dica...

    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Desculpe-me nobre Naty, pois esqueci de colocar o valor do mangá no post...^^'

      O preço dele é R$14,90.

      E sim, o mangá é muito sucinto neste quesito. Vale muito a pena a aquisição desta obra, ao meu ver. E se queres se [sentir assim], bom, faça-o com muita vontade.^^ O mangá pode dar dicas, mas não é "o todo", certo?

      Grato pelo seu comentário.

      Até mais!

      Excluir
  4. Mais uma obra que não conhecia antes do ClampDayR2, e devo procurar por ela para aumentar meus conhecimentos sobre o grupo e me preparar para participar de um possível R3.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Este mangá comprei na GibiCON, aqui em Curitiba.

      Confesso que a primeira olhada na capa me causou espanto. Mas segui em frente e não me arrependi em praticamente nada com ele.


      Até mais!

      Excluir
  5. Comprei no mesmo dia que saiu na banca que compro. É maravilhoso, principalmente pra mim que gosto de um bom mangá Shoujo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Deveras, Bruno.
      "A Pessoa Amada" é mesmo um ótimo mangá!^^


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons