Em pauta!

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

[Fim de Temporada] Bessatsu Olympia Kyklos


Chamativo...

Durante grande parte dos posts da seção [N! Drops] no ano corrente, Bessatsu Olympia Kyklos teve as suas aventuras redigidas neste humilde blog. A bem da verdade, e para ser mais preciso, a história desta obra desenvolveu-se na jornada do jovem grego Demetrios, diretamente da pequena e litorânea vila de Tritônia, que buscava inicialmente ser apenas respeitado. Com um grande medo das Olimpíadas da Grécia Antiga, este rapaz sempre serviu de chacota para o Chefe da Vila, um senhor ganancioso que não media esforços para ter glória, honra e dinheiro.

Apesar da apresentação resumida do parágrafo acima, Olympia Kyklos foi um anime sobre as Olimpíadas, mas não exatamente de uma maneira totalmente séria. Na medida em que os seus episódios de curta duração foram sendo exibidos, era mais do que notório o tom humorístico e por vezes sarcástico dos diálogos e no foco da obra. E de maneira positivamente chamativa, ensinamentos sobre o surgimento dos Jogos Olímpicos e como a capital japonesa - Tóquio - estava na época na qual receberia o evento, em 1964, foram grandes pontos altos deste anime.

Inicialmente tratado apenas como um mistério, o jovem Demetrios foi atingido por um raio e acabou viajando no tempo, indo justamente para a Tóquio de 1964, fato este que ocorreu por diversas vezes nesta obra. Aqui entra a figura de um senhor conhecido como professor Iwatani, sendo ele uma pessoa dedicada a estudar a Grécia Antiga e, com isso, adentrar na temática do movimento olímpico não foi nada difícil. Necessário aqui enfatizar que não foram raras as vezes nas quais o próprio Iwatani se surpreendeu com os locais em que o Demetrios aparecia, isso para não falar de certos costumes do jovem viajante temporal que, obviamente, não eram comuns no mundo de 1964.

Demetrios tentando - miseravelmente - fazer com que os líderes de Esparta e Elis parem com a guerra.

Esta obra, Olympia Kyklos, chamou a atenção deste humilde blogueiro por sua simplicidade visual que escondia um trabalho imenso em sua produção. O anime em si não foi trabalhado da maneira mais comum e/ou convencional, mas sim através de quadros em stop motion. Em outras palavras, modelagens inanimadas - a princípio feitas com massa - que "ganharam vida" a cada mudança de passo, literalmente. Os episódios de cinco minutos das desventuras de Demetrios esconderam, por detrás das cortinas, horas e dias à fio para serem executados da maneira imagina pela equipe de produção da obra.

O aspecto apresentado acima, quanto ao trabalho no desenvolvimento da obra em pauta, é mais do que digno de menção. Não é uma tarefa fácil e que, sobretudo, requer dinamismo e muita paciência para sua plena execução. Foi a primeira obra animada do Gosay Studio que, logo de entrada, teve esta responsabilidade de alto nível. O espectro da avaliação da parte visual está aí definido, mas não se restringe a tal.

Podem e devem ser destacados os encerramentos de cada episódio, que foram únicos. Olympia Kyklos também se saiu muito bem neste aspecto, pois foram vinte e quatro músicas diferentes que, de uma maneira muito interessante, buscaram ampliar ou resumir os pontos destacados no enredo de seus episódios de origem. As Olimpíadas em si não foram as únicas temáticas de tais canções e seus prosseguimentos visuais, mas temas inerentes à cultura grega da antiguidade também serviram de inspiração, incluso nisso hábitos do cotidiano e alimentares. Uma "viagem" bem-vinda pela proposta central deste anime pôde ser vislumbrada, também, nos desfechos dos seus episódios.

A última viagem no tempo de Demetrios foi neste estilo e pose.

Embora a espinha dorsal de Olympia Kyklos tivesse amparo no humor, a verdade é que houve espaço para momentos de drama e da mais profunda reflexão. O melhor exemplo para tanto está no episódio em que o professor Iwatani levou Demetrios até o cinema e, lá, contou ao viajante temporal sobre os horrores que o mundo viveu na Segunda Guerra Mundial. E no que tange ao escopo humorístico, o anime não perdeu tempo em dar alfinetadas em alguns costumes ou até em como representar certas personalidades de importância, como o próprio Zeus por exemplo. Para este humilde blogueiro, a obra em pauta deixou uma boa marca.

No que tange ao último episódio do anime, houve algo de heroísmo para o Demetrios. Realmente, foi possível vislumbrar um final feliz para este jovem tritoniano da Grécia Antiga, em especial por sua tentativa de acabar com uma guerra totalmente desnecessária. Até o reconhecimento do Chefe da Vila ele teve, o que por si já é algo supressivo o bastante. Contudo, quando estava prestes a beijar sua amada Apolônia, o Demetrios foi lançado para a Tóquio de 1964 e descobriu - da pior maneira - que o futuro da Olimpíada foi alterado, pena que não exatamente para a melhor opção.

Nobre visitante, Olympia Kyklos foi um bom anime. Conseguiu entreter muito, mesmo com as limitações já anteriormente imaginadas e citadas neste post. Apresentou um trabalho totalmente coeso com a sua proposta, do início ao fim. Seus encerramentos são dignos de nota e o trabalho de animação via stop motion merece atenção. Por tudo isso, o Netoin! faz uma justa indicação positiva para esta obra. Caso queiras dar uma chance para Demetrios e grande elenco, tenha a certeza de que esta será uma bem-vinda jornada.

E assim se seguiu...

Momentos



"As recordações do Iwatani falando sobre a criação da maratona..."


"E assim ficou Demetrios, após os seus últimos esforços..."


"Em memória pelo Demetrios. Mas, espere um pouco..."


"A Trimpíada é um sucesso absoluto..."


"Quando se pensa que o grande momento enfim chegara..."


"Demetrios, sem querer, acabou beijando o professor Iwatani em 1964..."


"A glória ficou com Teófilo I, ou seja, o Chefe da vila de Tritônia..."


Bessatsu Olympia Kyklos
origem: mangá  /  adaptação: Gosay Studio
temporada: abril-2020  /  total de episódios: 24

* avaliação final: 7,5 pontos de 10,0 possíveis *


"O desespero do Demetrios é mais do que compreensível..."

Até a próxima!

O Netoin! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in Netoin! ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do Netoin!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Apenas uma observação deve ser feita, pois não será admitida nenhuma forma de spam.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!