O NETOIN! na GibiCON - parte #1 ~ Netoin!

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O NETOIN! na GibiCON - parte #1

GibiCON.

Saudações, amigo visitante. O NETOIN! iniciará uma pequena saga neste momento, tudo graças a um evento que ocorreu na última semana em Curitiba, a capital do Estado do Paraná.

Tal evento tinha uns propósitos claros, que era o de unir fãs dos mais diferentes tipos de publicações em uma mesma linha de ação. Isto pode ser mais bem visto como o agrupamento dos mais variados clãs existentes entre quem gosta de uma boa HQ, um quadrinho ou um mangá.

Neste contexto, pode-se aqui dizer que o evento em questão teve o propósito do resgate da essência na paixão pela leitura através dos quadrinhos, ou pela admiração aqueles desenhos tão carismáticos e/ou cheios de vida ou, indo ainda mais além, pela realização com os eu hobbie e daquilo que o mesmo pode lhe representar.

Por tudo isto, este blogueiro resolveu entrar na busca por tais mensagens ao acompanhar, mais de perto, a GibiCON nº1, que se realizou em solo curitibano entre os dias 25 e 28 de outubro. No caso, os dois últimos dias foram os alvos de tal visitação e apreciação. Por tal razão, este especial será dividido em duas partes, onde cada uma focará em um tópico mais específico.

Antes de tudo, será de seu interesse saber o que significa a GibiCON e o que levou a mesma a ser criada. Sendo assim, é hora das definições aqui no NETOIN!.

O que é a GibiCON? Por quê nº1?

Movimentação durante a GibiCON.

Convenção Internacional dos Quadrinhos de Curitiba: este é o nome mais ilustre o evento que, neste ano, viu ser realizada a sua segunda edição. E ainda assim, o número que acompanha a sua nomenclatura acabou sendo o um (1) ao invés do dois (2). Mas há uma explicação para isto.

Quando da realização de sua primeira edição, em julho de 2011, a GibiCON adotou o número zero (0) na seqüencial de seu nome por, entre outras particularidades, se tratar de uma edição “de testes” do evento. Com uma duração de três dias, a GibiCON nº0 acabou sendo muito bem recebida, garantindo com satisfação a sua realização em 2012.

Para este blogueiro, o propósito maior da GibiCON está em colocar Curitiba no mapa brasileiro (e até mundial) dos grandes eventos de quadrinhos. Para tanto, a presença de roteiristas e desenhistas nacionais e internacionais no mesmo acabou contando como um grande ponto positivo e de observação.

Mais um detalhe do movimento no Memorial de Curitiba, durante a GibiCON.

Pode-se dizer que, atualmente, a GibiCON já é um dos maiores eventos brasileiros da área. Além de contar com uma considerável gama de opções entre HQs, quadrinhos e mangás, o evento buscou ousar ainda mais, oferecendo palestras sobre variados temas (todos eles ligados intimamente à questão da publicação) e oficinas (onde roteiristas e desenhistas mostraram ali os seus trabalhos).

Não apenas os residentes de Curitiba e região metropolitana puderam aproveitar o evento, pois pessoas de vários locais do Brasil se fizeram presentes no mesmo, seja para participar de palestras e workshops, seja para as compras ou apenas para a mais pura e sólida distração.

Além de tudo isto, a GibiCON não foi realizada em um único local. Ao todo, seis diferentes locais de Curitiba serviram de palco para as mais diferenciadas exibições e trabalhos acerca do evento. É bem verdade que a região central da cidade é que serviu para a causa mas, à rigor, um sólido passeio pela capital paranaense pôde ser ali constituído e, desta forma, o evento acabou agregando pontos em outras vertentes também.

Contudo, o evento não é perfeito. Há questões para serem melhoradas para as próximas edições da GibiCON mas, certamente, a mesma já tem um local de destaque no calendário deste blogueiro. Se você não pôde comparecer ao evento, o NETOIN! lhe faz um sincero convite à acompanhar o que vem na sequência, pois poderá lhe chamar muito a atenção. Aprecie.

O encontro de fãs no Memorial de Curitiba

O Memorial de Curitiba.

Considerado o principal pólo de encontro da GibiCON, o Memorial de Curitiba possui uma localização estratégica, estando situado no centro histórico da cidade e próximo a muitos outros locais de destaque. Outros eventos culturais já utilizaram deste espaço como palco, e a presente Convenção não ficaria fora de tal listagem.

No Memorial se faziam presentes às lojas para a aquisição de diversos produtos. Lojas especializadas em vendas de quadrinhos, HQs e mangás estavam lá presentes estando, entre elas, a curitibana Itiban Comic Shop e a paulistana Comix Book Shop, fazendo a alegria dos presentes por aquela publicação tão desejada.

O pessoal do Lobo Limão estava ali com o seu estande de trabalhos independentes, estando sempre bem visitado e proporcionando uma experiência bem interessante aos residentes curitibanos neste segmento. Em outras bancas era possível comprar algumas figures de conhecidos personagens dos animes e da Marvel, por exemplo.

O estande da Comix Book Shop na GibiCON.

Aliás, no que tange aos trabalhos independentes, muita coisa realmente boa podia ser ali vista. Era impressionante (e até estimulante) a quantidade de pessoas que ali estavam para mostrar os frutos de seus esforços, fossem estes por meio de quadrinhos, roteiros ou desenhos.

Foi também no Memorial que se deu a maior concentração de cosplayers da GibiCON. Personagens da Marvel e dos mangás japoneses dividiam ali o mesmo espaço, fazendo com que as câmeras digitais não tivessem o mínimo tempo de descanso por lá. Além disto, um belo café se fazia presente no mezanino do local.

Com um bom espaço e muito para se ver e comprar, o Memorial mostrou o porquê de ser o local com a maior concentração de visitantes da GibiCON. Sem atropelos e com uma climatização bem satisfatória, pode-se arriscar que a próxima edição deste evento deverá utilizar-se deste conhecido espaço uma vez mais, o que seria uma notícia muito bem-vinda.

No Solar do Barão, a Gibiteca de Curitiba

Entrando no Solar do Barão, durante a GibiCON.

A capital paranaense possui uma área onde os fãs de quadrinhos podem se encontrar. A mesma está situada no centro da cidade, próximo a locais como o próprio Memorial e o Shopping Mueller. Em uma construção de procedência nobre se faz presente a Gibiteca de Curitiba, dentro das dependências do Solar do Barão.

Tal lugar possui em seu histórico a acolhida dos mais variados eventos estando, entre eles, Convenções de RPG e Feiras do Livro. A Gibiteca é cercada por todo um sentimento saudosista, que se fez ainda mais presente durante a GibiCON.

Entretanto, quando este blogueiro lá esteve no domingo (28/10), um sentimento de tristeza se fez aparecer. A presença do público no Solar do Barão era ínfima em comparação à outros locais, como o Memorial ou a Cinemateca. Fica o registro do momento que, talvez, tenha ocorrido apenas na data em que minha pessoa lá esteve.

O Gralha: este é o maior heróis das HQs curitibanas.

No que tange ao Solar do Barão, o mesmo abrigava uma riquíssima exposição de quadrinhos. A história dos mesmos estava ali contada, passo a passo, devidamente protegidas por molduras e repletas das mais interessantes informações, que convergiam em uma linha do tempo das mais fantásticas e respeitosas possíveis.

Traços da cultura do final dos anos setenta e início dos anos oitenta se faziam ali presentes, em um claro convite à interpretação de como o quadrinho era tratado nas citadas épocas. Levando-se em consideração que a publicação era umas das formas de diversão mais prestigiadas daquela época, podem se traçar alguns limiares interessantes. Isso para não falar da presença do ilustre herói das HQs curitibanas: o Gralha. Ele é a representação da cultura e folclore locais por intermédio dos quadrinhos, sendo um trabalho que vale muito a pena em ser apreciado por todos.

Os eventos que ocorreram nos anos oitenta e noventa também estavam amostra durante a GibiCON, por meio de cartazes e notas de jornal simplesmente nostálgicas em seus dizeres e cativantes em suas propostas. Uma imagem que retratava a Rua das Flores, datada do final dos anos oitenta, chamou a atenção deste blogueiro na totalidade. Além dela, vários cartazes de eventos passados estavam ali presentes contando, inclusive, com uma chamada para uma convenção de quadrinhos realizada na capital paulista no distante ano de 1993.

 
 A exposição de ex-alunos do Solar do Barão, durante a GibiCON.

As outras salas do Solar do Barão reservavam surpresas bem chamativas. Para uma explanação mais precisa, você deve ficar à par de que ali funciona vários workshops das áreas de roteiro e desenho. Muitas pessoas, com o passar do tempo, dedicaram ali seus esforços para aprender e evoluir nesta arte dos quadrinhos seja com a criação de histórias ou com a confecção de desenhos e similares.

Assim sendo, as citadas salas serviam de espaço reservado para os trabalhos de ex-alunos que ali, no Solar do Barão, dedicaram seus tempos e esforços em prol da cultura por intermédio do fascínio pelos quadrinhos. A cada tela era possível notar uma expressão única, um sentimento de realização, emanando as mais diversas mensagens e propostas por meio da arte visual.

Desde as famosas tirinhas de jornal até as histórias mais complexas, a GibiCON reservou com carinho um espaço especial para todas elas no Solar do Barão. Os quadros ali presentes serviram, para este blogueiro, como fonte direta de inspiração e de contentamento. A cada histórico lido de quem ali se fazia representar, uma vontade gritante surgia para, um dia, ter o próprio nome ali estampado. Recompensador.

Objetivamente

A majestosa volta no tempo, durante a GibiCON, se deu na exposição presente no Solar do Barão.

Nesta primeira parte se fez apresentar para você, visitante, uma breve introdução sobre o conceito por detrás da GibiCON e alguns dos eventos nela presentes. Trata-se de uma realização que tem tudo para ser ainda mais prestigiada nos próximos anos e que, certamente, você deve conferir tão logo tenha a oportunidade.

A seqüência desta matéria especial será com as dicas e relatos explanados em uma palestra que ocorreu no sábado, 27 de outubro. Com o tema centrado no Mercado Editorial Brasileiro, você ficará à par de opiniões e terá em mãos sugestões para desenvolvimento e de apreciação de seus roteiros e desenhos.

Desta forma o convite fica válido oficialmente, amigo visitante. Este blogueiro anseia para que tenhas gostado da presente postagem e aguarda, com alegria, pela sua visita para acompanhar a seqüência desta matéria.

Até a próxima!

Inspirativos e maravilhosos trabalhos de ex-alunos do Solar do Barão, durante a GibiCON.

Veja o post de chamada para a GibiCON ao clicar aqui

O NETOIN! está junto de você: Facebook / Twitter / E-mail

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 10Blogger
  • Disqus

10 Comentários

  1. Olá!!

    Uau, esse evento parece que teve as mesmas proporções do Fest Comix, porém sem o mesmo efeito, já que o Fest Comix estava em sua 19ª edição e o Gibicon em sua 1ª (ou segunda). Rsrsrs

    Eu sei que já devo ter lido sobre o HQ Gralha, pois o nome não me é estranho... Quem sabe algum dia eu não vou a Curitiba. Seria um ótima experiência para quem só vai em eventos em São Paulo (devido a região que moro).

    Estarei no aguardo para a próxima postagem!!

    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Fico contente pelo fato de que tenhas do post, jovem Naty. Serás bem-vinda à Curitiba quando bem quiser.^^

      E sim, a GibiCON caminha a passos largos para fazer valer o seu real ideal. Assim que quiser ler a segunda parte da matéria, poderás fazê-lo.

      Até mais!

      Excluir
  2. Boa noite!
    Uma excelente cobertura de um evento bem atraente aos meus olhos. Parabéns! Concordo com a sua opinião sobre esses eventos divergirem nos demais estados, proporcionando reconhecimento desses sobre o mercado de quadrinho.

    Anseio pelo crescimento do evento, assim como por um desses pela minha cidade. Pelo menos, desconheço algum dessa proporção por aqui. O que não me deixa sem esperanças, principalmente após ler post.

    Até mais o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Este evento agora é bienal. A próxima edição dele será em 2014, nobre Melima.

      Anseio que mais pessoas o acompanhe.

      E teve um ponto negativo na GibiCON nº1 pois, aparentemente, os trabalhos de artistas locais foram os menos visitados. Acho isso lamentável, pois tinha muito material bom que merecia ser observado com mais carinho e atenção.

      Ah, pode ocorrer algo deste segmento na cidade onde você vive também.^^


      Até mais!

      Excluir
    2. Interessante. Um tempo de dois anos para se organizarem bem e de acordo com o anseio do público.

      Infelizmente isso acontece muito. O apreciar da cultura local.
      Nessa semana aconteceu um episódio à respeito disso. Quando cheguei a biblioteca para cumprimentar um amigo, ele ficou animado para saber o que eu li, mas, desiteressou quando percebeu que se tratavam de contos modernos regionais.
      Espero que isso mude. também.

      Tomara mesmo, meu bom amigo.

      Até mais o/

      Excluir
    3. Saudações


      Acredito que valorizar a cultura local é o primeiro passo para se valorizam toda a demanda seguinte. E isso não é pouca coisa...

      Obviamente, procurarei estar presente na GibiCON nº2 e ver o que poderá nela acontecer.^^

      E torça aí pela sua cidade, também! o/


      Até mais!

      Excluir
    4. Se muitos pensassem como você, a cultura regional seria bem valorizada, por seguinte a nacional.

      Quero saber sobre o que achou depois ;)

      Torço sim o/

      Até mais!

      Excluir
    5. Saudações


      Agradeço, nobre Melima.^^
      E pode deixar...
      Se o evento ocorrer, aparecerá por aqui.


      Até mais!

      Excluir
    6. Hello!

      Obrigada. Eu lerei seu post ;)

      Até mais o/

      Excluir
    7. Saudações


      Então ficará assim combinado.^^


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons