Free! - Episódio #12 (Final) ~ Netoin!

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Free! - Episódio #12 (Final)

O grupo de amigos, prontos para tudo.

O poder da amizade tudo pode e tudo faz!

Quando se fez estrear no mês de julho, Free! chamava a atenção do fandom mundial por um detalhe extremamente perceptível. O mesmo estava em seu grupo de personagens principais, sendo todos eles rapazes do ensino médio amantes da natação. Graças a um comercial da Kyoto Animation (datado de março'2013) e as imagens liberadas, o anime ganhou as mais diversas conotações pelo mundo afora.

Desnecessário aqui enfatizar que a obra em questão acabou sendo taxada pelos mais variados nomes e sinônimos. Muito embora nada disto importe no momento, o mais correto à se afirmar é que Free! representou um tipo de saída da zona de conforto estabelecida pelo seu estúdio com o passar dos anos. O seu público alvo primário acabou sendo atingido na plenitude (as chamadas fujoshis) e, além deste, mais pessoas acabaram gostando da proposta enaltecida pela obra. Este humilde blogueiro gostou do anime, ao ponto de comentá-lo semanalmente e também de averiguar seus principais pontos positivos.

E tais características foram amplamente trabalhadas neste episódio final. À bem da verdade, aconteceu de tudo um pouco nos últimos vinte e quatro minutos deste anime. O capítulo apresentou momentos de tensão, drama e ilusão, até culminar com o poder do significado central da palavra amizade em seu esplendor. E toda a carga emotiva de tal episódio teve um nome bem caracterizado e responsável direto, sendo este o jovem Rin. A explosão emocional do personagem, tendo em vista os resultados obtidos na prova dos cem metros, fez com que sombras do passado aparecessem uma vez mais.

Desnecessário enfatizar que, para o Haruka, o mesmo fantasma de épocas distantes voltara a transtorná-lo. Não bastasse ele se achar culpado pelo fato do Rin querer desistir do esporte, ele teme nunca mais poder nadar com o seu amigo de tantos anos.O episódio final apresentou, graças a este contexto, o seu herói central. A pessoa que tornou possível toda e qualquer mudança de atitude entre estes dois jovens.

As lágrimas do Rin dão o real teor do episódio.

O responsável por isso foi o Rei, graças a decisão do mesmo em intervir na história deste grupo de amigos. Um trabalho dedicado que foi mostrado nos últimos três episódios e que deixaram em evidência, de uma singular forma, que o estudioso rapaz tinha os seus truques na manga. Aliás, o carisma do Nagisa também ficou em evidência no capítulo final, ao mesmo passo em que toda a calma do Makoto se fez presente com alguma propriedade.

Pouco comentado nestes posts semanais, o Nitori acabou provando ter a sua importância no anime, por mais que tal fato soe um pouco irritante para este humilde blogueiro. Entretanto, o grande ápice do episódio não foi exatamente o nado final, durante a prova de revezamento (que foi realmente grandiosa e muito bem trabalhada, em todos os sentidos). O chamado impacto deste capítulo final acabou sendo em sua metade, durante uma curta e séria conversa entre o Haruka e o Rin. Ninguém poderia esperar pelo que viria pela frente naquele momento, e o ato que se transcorreu acabou sendo tão importante quanto as imagens finais do anime.

No balanço final deste episódio, ficou claro o porque do Rin se comportar de uma forma tão fechada e angustiante. De igual forma, analisar o Haruka se tornou muito mais fácil e prudente. O Nagisa e o Rei dividiram o topo dos personagens mais carismáticos de Free!, ao mesmo tempo no qual o Makoto acabou pecando por não ter o seu real potencial explorado como poderia ter sido feito. A Kou (Gou) dominou muitas partes do anime, em especial nos primeiros episódios, fazendo toda a diferença possível.

Com uma animação muito condizente, trabalhando com alegria e dedicação a proposta central do anime, pode-se aqui afirmar que Free! deixou uma expressiva marca. A Kyoto Animation ousou sair de sua zona de conforto e realizou um trabalho digno. Neste escopo, a parte musical  não pode ser descartada (sendo realmente marcante, em especial para o público feminino mais apurado). O anime se despediu após longos doze episódios enfatizando, em seu último frame, uma mensagem de "até breve" para todos que acompanharam a obra.

Momentos finais...


Revolta - O Rin ainda estava sob o efeito de ter sido cortado do time de revezamento. Acabou sobrando para o Nitori que, no intuito da ajuda, acabou sofrendo um pouco...


Derrota - O Rin estava totalmente desconcentrado na piscina. Não nadou um terço de sua capacidade real. Seu sentimento interno não era apenas de frustração, pois algo mais o perturbava...


Abalo - O Haruka custou a acreditar na cena que havia presenciado, entre o Rin e o Nitori. Seu antigo amigo havia dito algo extremamente perturbador. Velhas sequelas emocionais do passado voltaram a assombrar a mente do jovem nadador...


Esperança - Após as palavras do Rei, o Haruka recobrara as suas esperanças. Entretanto, encarar frente a frente o Rin se faria muito necessário naquele momento...


Surpresa - O Rin não esperava encontrar o Haruka naquele momento, daquele jeito como estava. Para o rapaz de cabelos vermelhos, o mundo dele ria. Mas quando o adorador das águas se negou a dele rir também...


Luta - O Rin simplesmente não aceitou o fato do Haruka não querer dele rir. Um momento de grande tensão se iniciava ali...


Revezamento #1 - O Makoto, pronto para entrar na água. Seu semblante sério destoa um pouco da calma que o personagem demonstrou ter ao longo do anime...


Revezamento #2 - O Nagisa estava feliz. Seu habitat natural tinha de ter diversão, e assim ele se sentia dentro da água...


Revezamento #3 - O Rin estava pronto para nadar. Fator de curiosidade este, principalmente ao se notar o semblante sorridente do rapaz...


Revezamento #4 - Ninguém havia desconfiado o porque do Rei estar na platéia, ao invés de estar nadando. Entretanto, melhor decisão não poderia ter sido por ele tomada...


Revezamento #5 - O Haruka sempre gostou de assim se sentir dentro da água.  Mas aquele momento era especial demais para ele, tanto que...


Abraço - O momento mais esperado ao longo de doze episódios, enfim, aconteceu...

Perigo...


Segredo -  Parece que o segredo de uma certa professora está para ser descoberto...

O quadro final...


Verão - A mensagem não tem o anseio de ser compreendida com um "adeus", mas sim dentro do escopo de um amigável "até breve". Embora os rumores de uma nova temporada já correm pela internet, a verdade é que até tal momento esta será a imagem padrão para Free!...

Free! - Kyoto Animation - Doze episódios
Comentários semanais de um grande anime encerrados, com alegria, no NETOIN!

Vem aí, em outubro'2013...

Imagem do anime Kyoukai no Kanata (divulgação).

Uma das duas obras que serão comentadas no NETOIN! semanalmente, na última temporada de 2013, será Kyoukai no Kanata. O anime representará a mais nova investida da Kyoto Animation no ano corrente. À título de breve menção, Free! e Tamako Market são obras animadas pelo citado estúdio, que já se fizeram aparecer durante este ano.

E Kyoukai no Kanata promete carregar consigo um enredo trabalhado na junção de vários gêneros, explorando o chamado suspense paralelamente ao drama. Uma história que, certamente, será muito bem-vinda para a minha pessoa. Desde este momento, fica válido o anseio para que o anime comece a ser exibido e comentado dignamente para você, visitante, aqui no NETOIN!.

Até a próxima!

NETOIN! - "Um jeito diferente de apreciar a cultura japonesa!"
desde 22 de dezembro de 2006

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 4Blogger
  • Disqus

4 Comentários

  1. Free foi meu anime preferido da temporada de verão, sei que por eu ser garota isso soa meio suspeito, mas eu realmente gostei da história, e claro, amei o visual dos meninos xD
    Pra ser bem sincera eu tinha uma cisma imensa pelo Rei desde o início, e achei que o anime terminaria comigo acabando por odiá-lo.Mas nos últimos três episódios, em especial, e principalmente, o último, ele conseguiu mudar toda a opinião que eu havia formado sobre ele.Ou quase toda.
    Eu realmente gostei muito da atitude dele em ter deixado que o Rin pudesse se libertar de suas angustias se juntando aos amigos, que são tão importantes pra ele, novamente em um revezamento.E com isso libertando também o Haru, e porque não, o Nagisa e o Makoto.
    Quanto ao Inori...admito que não o suporto e_e
    Não sei explicar bem o porque, apenas não consigo gostar dele, se bem que depois do fim também já não sinto mais raiva cada vez que ele aparecia e me obrigava a ouvir sua voz insuportável (sério, a voz dele me irrita).
    Adorei ver a expressão de felicidade da Gou (ou Kou) ao ver seu irmão, finalmente, sorrindo como antigamente.O episódio todo me fez chorar, do início ao fim, mas ver o momento em que finalmente o Rin de liberta e deixa para trás toda aquela revolta e confusão é realmente tocante.
    No final o que prevaleceu foi mesmo a amizade.Saber que não importa quanto tempo passe ou quais sejam as dificuldades se a amizade for verdadeira ela sempre estará lá para ajudá-lo e guiá-lo.

    PS: AMEI a cena do final, em que eles brincaram de escolinha xD
    Achei adorável ver como os cinco passaram a se dar bem, e bem, depois de tudo acho que o Rei realmente mereceu estar ali, feliz e com todos.
    Espero que realmente haja uma segunda temporada >_<
    Mas que o Rin continue bem e ao lado dos amigos '-'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      É perceptível o tanto que tu gostou de Free!, jovem Neliel.
      É possível, com veracidade, dizer que a KyoAni saiu com certo brilhantismo da sua zona de conforto. E o fez com honrarias, pois a obra foi realmente muito boa.

      Grato por sua visita e comentário.


      Até mais!

      Excluir
  2. Olá, Carlírio Neto! Tudo bem?

    Bem, eu não gosto do estúdio KyoAni porque ele cai na mesmice em praticamente todos os animes que cria: clubes, slice-of-life e moe até a raiz dos cabelos. (o único anime que não apresentou clubes foi Tamako Market, até onde eu pude acompanhar) Mas, dessa vez, eu tenho que tirar o meu chapéu a KyoAni. Tudo bem que a temática dos clubes estava inclusa, mas dessa vez eles resolveram dizer: "puxa, vamos fazer um anime um pouco diferente dessa vez! " e sair de sua zona de conforto. Eles se superaram criando um anime esportivo e, puxa!, ficado para o público feminino.
    Quando vi o primeiro episódio, o final já estava óbvio: Rin voltaria a ser amigo do Haru e etc. Mas, como boa fujoshi que sou, continuei assistindo o anime por razões óbvias. xD Tudo bem que isso influenciou um pouco na minha opinião sobre o anime em questão, mas eu sempre tento ser o mais fria possível quando quero avaliar qualquer anime, seja ele ecchi, shonen, shoujo, shonen-ai ou qualquer outro gênero. Afinal, o que importa sempre é o enredo do anime; contanto que ele seja bom, eu estou sempre com minha pipoca em mãos, sento-me na cadeira e começo a vê-lo.
    Enfim, voltando ao anime Free!. Foi um anime que me agradou tanto esteticamente quanto musicalmente. (por Deus, a música tanto da ending quanto da opening são contagiantes!) A história é previsível, mas acho que valeu a pena gastar vinte e quatro minutinhos da minha vida. A personagem Rei me surpreendeu bastante. Afinal, sua personalidade não condiz com sua aparência. Meu personagem favorito do anime é Matsuoka Rin (em parte por causa de seu sorriso "amável", haha, em parte pela sua personalidade humana). Sempre aprecio os personagens com mais sustância e menos artificiais ( a personagem Jean, do anime Shingeki no Kyojin, é um bom exemplo disso, apesar de eu não gostar muito dele. Ou até mesmo a Tsunemori Akane, de Psycho-Pass, é uma personagem com sentimentos bastante humanos. Aliás, Psycho-Pass é um anime que eu indico profundamente).
    O que me resta agora é esperar pela segunda temporada, que será um tipo de Kuroko no Basket da vida: torneios e disputas cada vez mais acirradas.

    Parabéns pelas suas matérias, caro Carlírio. Continue sempre assim. Um grande abraço e até mais ver!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Um comentário bem interessante o seu, nobre Nathália.

      Realmente, Free! representou uma fuga da Kyoto Animation às composições de animação que a mesma tem adotado desde K-ON!, em abril de 2009.
      Entretanto, acredito sumariamente que deverias dar uma olhada nas obras mais antigas que foram animadas pelo estúdio...
      São excelentes, nobre.^^

      Eu assisti Free! e gostei muito do anime.
      Achei que a proposta dele foi bem entregue.
      Lamento, unicamente, o fato do mesmo não ter sido tão bem visto por razões que não são muito cordiais...

      Quanto à Psycho-Pass, já ouvi falar muito da obra. Possivelmente eu a veja em um momento próximo.

      Eu agradeço por suas palavras, e sinta-se sempre à vontade neste humilde site, nobre.^^


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons