Análises em Geral - parte #83: o adeus de Hibike! Euphonium... ~ NETOIN!

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Análises em Geral - parte #83: o adeus de Hibike! Euphonium...

A chamada da vez...
Esplendoroso episódio final...

Hibike! Euphonium pode não levar consigo o poder de alguns dos clássicos animes trabalhados pela Kyoto Animation, mas seguramente mostrou que o citado estúdio ainda dispõe de muito gás e profissionalismo na área. É claro que a temática imposta na obra gerou algumas dúvidas iniciais, muito disto em virtude da febre que tomou conta da animação no chamado efeito após K-ON!. Felizmente, o título não apenas teve na música um instrumento de sustentação do enredo, como dentro (e paralelamente) à tal conseguiu estabelecer um vínculo deveras agradável entre personagens e a ambientação que os rodeava.

O último episódio canalizou tudo isto de uma maneira tão vívida e exuberante, que muito provavelmente você pode até estar duvidando em um tanto das palavras deste humilde blogueiro. Ao tentar uma vaga na competição escolar nacional, a banda do Colégio Kitauji teve de se superar muito. O capítulo, em si, focou-se muito na expectativa de todos para a derradeira apresentação na província. Não houve uma reviravolta ou algo que pudesse desgastar o elenco ou a obra como um todo, pois na verdade tudo que aconteceu levou um selo do mais puro capricho na arte e acústica, saltando ao monitor quase como um passe de mágica.

A jovem Kumiko carregava em si muitas dúvidas, todas elas sendo frutos de um passado não muito distante, quando sua escola anterior não conseguiu atingir a pontuação necessária para seguir ao nacional. Porém, "o agora" dela era um pouco diferente. Esta mesma moça, que tanto criticou a banda do Colégio Kitauji ao adentrar em tal instituição, agora estava imersa em uma nova linha de pensamento e um desafio ainda mais pragmático. O último episódio deu toda a responsabilidade em foco para ela ajustar-se à isto e mostrar, ao longo de quase vinte e quatro minutos, o que esperava por ela e todas as suas amigas.

Momentos iniciais do episódio...

Este capítulo final poderia ter encerrado tudo unicamente na margem do slice-of-life, mesmo com a apresentação. Porém, houveram alguns pontos de ousadia que não eram esperados, entre os quais estavam os poucos diálogos, muitas expressões faciais e uma acústica simplesmente inolvidável. Justamente no ponto sonoro da questão Hibike! Euphonium mereceu, em seu encerramento, uma sólida e vibrante nota máxima. O concerto foi digno demais, arrepiante e muito emocional. E como se isto não fosse exatamente o bastante, os acordes derradeiros deste mesmo episódio reservaram uma surpresa toda especial com o tema de abertura desta obra.

Se o último episódio soube emocionar bastante e levar o nome desta obra com extrema dignidade, o mesmo pode ser dito para boa parte do anime em seu prosseguimento. É bem verdade que a minha pessoa deu uma avaliação consideravelmente baixa para o primeiro episódio deste título, mas foi muito bom e gratificante verificar que o anime, em si, sempre melhorou acada novo episódio. Em nenhum momento Hibike! Euphonium decaiu no prognóstico, pois sempre foi evoluindo até culminar com os seus três capítulos que antecederam este grande final. Desnecessário enfatizar que o anime, em si, mereceu cada uma destas palavras.

Muitos personagens destacaram-se por si, individualmente. Como não poderia deixar de ser, alguns membros do elenco acabaram chamando a atenção pela extravagância de seu visual, ao mesmo passo que outros acabaram revitalizando certas características pertinentes à Kyoto Animation ao longo de sua história. Do grupo de protagonistas, este anime conseguiu muitos pontos positivos, graças à imersão e aproveitamento dos mesmos. Teve espaço, inclusive, para as pessoas torcerem para certos casais em Hibike! Euphonium, especialmente na tangente shoujo-ai e/ou yuri. Com isso, o fandom dividiu-se em um tanto, mas nada que tirasse o esplendor da obra.

O anime teve muitos destaques individuais...

O anime, entretanto, esteve longe da perfeição. Seu ritmo cadenciado nos primeiros três episódios deve ter feito com que o fandom, em parte, olhasse a obra com um futuro nada modesto. Mas como já foi dito anteriormente, Hibike! Euphonium soube melhorar gradativamente e mostrar que poderia brilhar em pontos além da parte técnica. Isto porque a Kyoto Animation tem uma marca muito boa no que tange à sua animação e, além disto, a parte acústica foi sublime tanto quanto a visual. Realmente muitos esperavam que a obra, com a música como temática, fosse pendurar mais para o lado fofo e slice-of-life de toda a situação. E quem assim imaginou estava parcialmente certo, pois o anime teve isto e muito drama, sentimento e lições concisas de confiança e amizade.

A obra, num todo, soube agradar nas mais diversas circunstâncias e características. A música, bem orquestrada e trabalhada, não foi apenas o ponto alto do título como também maravilhosa ao extremo. A qualidade sonora mereceu muitas medalhas de honra, sem maiores exageros. A qualidade visual nunca foi uma incógnita para este estúdio, mas neste anime foi além de manter tal prognóstico. Talvez pese a falta de desenvolvimento para alguns personagens, mas de concreto esta obra muito mais agradou do que desagradou.

A recomendação do NETOIN! para que você veja Hibike! Euphonium é extremamente positiva, nobre visitante. O foco do anime está na música, com o adendo fortalecido da competição, tendo amores em ascensão e muito drama para lhe deixar bem satisfeito com esta obra.

Isto é Sound Euphonium...

Momentos do último episódio...
Clique nas imagens para vê-las em tamanho real...


"Os semblantes da preocupação antes da apresentação..."


"Talismãs de boa sorte, feitos com muito carinho, que 
o pessoal soube apreciar muito bem..."


"Ela também esboçou a sua preocupação antes da apresentação..."


"Nas faces, a alcunha da espera..."


"Não há coincidências nestas imagens, mas sim o inevitável..."


"A chamada para o cumprimento de boa sorte..."





"A gloriosa apresentação!"


"Lágrimas que sintetizam a expectativa..."


"Lágrimas que trazem o conforto..."


"O abraço da realização..."


Hibike! Euphonium
Temporada abril'2015 - Total de treze episódios

*** avaliação final: 8,5 pontos de 10,0 possíveis ***


"As mãos juntas, pelo esforço, pela esperança e pelo sentimento..."

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter


[ made in NETOIN! ]

Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - NETOIN! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons