Volta ao Passado - Pai e filha em ascensão... ~ Netoin!

domingo, 11 de agosto de 2013

Volta ao Passado - Pai e filha em ascensão...

Um tema propício para a data.

Saber até aonde pode chegar o sentimento humano, independente de algo bom ou ruim, é algo deveras complicado de se afirmar com propriedade. Em uma ficção pode ser até mais fácil de algo se deduzir, mas na vida real a situação acaba invertendo de polaridade e passa a ser uma situação muito difícil para se explicar.

Um anime de duas temporadas ousou focar no termo família para se levar adiante. A sua segunda temporada, mas precisamente na segunda parte da mesma, acabou elevando o sentido de tal termo a um novo nível. Contracenavam-se duas esferas distintas, sendo elas o sentimento e a ação, proativamente citando.

A seção Volta ao Passado é muito especial para a presente ocasião, na qual se faz comemorar o Dia dos Pais. E dado o enunciado nos parágrafos acima, você é convidado à compartilhar um pouco do sentimento de minha pessoa, na análise que se fará seguir do décimo oitavo episódio do anime Clannad After Story. O mesmo foi ao ar, originalmente, no final de fevereiro de 2009 e até hoje causa comoção para este humilde blogueiro.

Risco iminente de spoiler neste post, nobre visitante!

Os berros e a irritação: um ponto de partida bem distinto para tudo...

O jovem Okazaki Tomoya não tinha uma razão para viver com um mínimo de alegria em seu semblante. Ele havia perdido sua esposa, Okazaki Nagisa, quando ela deu a luz a sua rebenta, a pequena Ushio. À bem da verdade (e de forma lógica), a criança que chegara ao mundo deveria ser um motivo de felicidade para o rapaz, pois era o fruto direto do amor entre ele e a sua finada esposa.

Mas tal lógica não serviu para o Tomoya. Ele se sentira desolado consigo mesmo. Via-se como culpado mais do que direto pela morte da Nagisa. Não aceitava opiniões contrárias à esta. Graças a tal forma de pensar, o Tomoya preferiu se afastar de todo e qualquer tipo de contato com a sua filha, Ushio. Indiretamente isso representou também um afastamento da família Furukawa, em outras palavras, a distância pessoal do casal Akio e Sanae, os pais da finada Nagisa.

Os Furukawa se encarregaram de cuidar e de educar a Ushio. Logo após o nascimento dela, o Tomoya já dava claros sinais de que não seria, propriamente dito, o pai ideal para a pequena. Ele vivia pelo trabalho, usando o mesmo como um tipo de escudo contra a realidade que o cercava. Ao mesmo tempo ele odiava ainda mais aquela cidade onde vivia desde pequeno. Um lugar que, segundo os seus pensamentos, lhe tirara todo o direito à felicidade e a própria vida.

Uma conversa franca...

Passaram-se longos cinco anos. Tudo continua como o descrito nos parágrafos mais acima. Nada havia mudado. Neste meio tempo, a Furukawa Sanae ousou visitar o Tomoya em um dia de folga do seu trabalho. Ela queria viajar com ele, com o Akio e com a Ushio. Um passeio que era um convite para a descontração e, talvez, para refazer alguns laços que estavam desfeitos desde o falecimento da Nagisa. Ou ao menos assim se fazia imaginar a Sanae. Mesmo contra a vontade, o Tomoya aceitara o convite de sua sogra.

Para a surpresa do jovem, ele havia sido "enganado" pela Sanae. Tanto ela quanto o Akio já estavam distantes quando o Tomoya chegou à residência deles, um lugar que muitas lembranças trazia para a sua mente. O maior espanto que ele poderia ter tido se deu após a leitura de um recado da Sanae, deixado na sala de tal lugar. Inesperadamente, o Tomoya teria de passar algum tempo junto da própria filha, a Ushio.

Basta recordar-se do descrito linhas mais acima para se ter uma clara certeza, na qual era muito difícil para o Tomoya se portar como um verdadeiro pai perante à pequena criança. Mas ela não se importava e até agia normalmente, embora provocasse o seu pai (ao pedir pela presença Sanae e pelo Akio em alguns momentos). Todo o episódio dezoito de Clannad After Story focou-se exatamente neste ponto, onde pai e filha teriam que unificar os seus laços, verdadeiramente, pela primeira vez.

Pai e filha, ao voltarem para casa...

Fosse na casa dos Furukawa ou no trem durante a viagem, o Tomoya agia com extrema indiferença quanto à presença da Ushio. Ela, por sua vez, se comportava como sempre e buscava chamar a atenção (positivamente) de seu pai. Tirando o momento de uma queda, ela não se permitiu derramar nenhuma lágrima na frente do próprio pai. Para ela, aquele não era o momento. E para ele, aquele dia tinha de passar rápido, pois ele já não mais se aguentava.

Entretanto, uma inesperada conversa (para o Tomoya) com a sua avó paterna o fez pensar em algumas coisas. O primeiro passo para o rapaz começar a enxergar os próprios erros estava em saber perdoar o seu pai. Se não houvesse o perdão, ao menos a compreensão dos fatos já soaria bem o bastante. Após isso ele poderia ter, em sua mente e em seu coração, a certeza de que poderia pedir pelo perdão de alguém que lhe era muito especial, sendo tal pessoa o fruto direto do amor que ele, Tomoya, sempre sentiu pela Nagisa.

A cena do perdão e das lágrimas, entre o Tomoya e a Ushio, não foi apenas uma das mais bonitas de Clannad After Story, como também de todos os animes que este blogueiro já viu até o tempo presente. Não se deve desmerecer o passado, por mais que os acontecimentos tenham sido trágicos ou sentimentalmente abaláveis. O que se deve fazer, com responsabilidade, é trabalhar a nova vida tendo tais ocorrências como ponto de partida. Esquecer da Ushio por longos cinco anos foi algo que o próprio Tomoya não poderia se perdoar, mas para a criança foi tempo demais para não ficar sem dar um singelo abraço em seu pai.

Momentos do episódio #18


Prelúdio - A vó paterna do Tomoya estava à falar tudo sobre o seu filho para o rapaz. Para ele, era muito difícil acreditar que o comportamento estagnado de seu pai tinha um propósito de assim ser levado. Realmente, um teste emocional estava à acontecer para o Tomoya...


Perdão - O pedido do Tomoya foi muito mais do que singelo, foi verdadeiro. Aparentemente, o plano traçado pela Sanae e pelo Akio havia começado a dar o resultado esperado, pois o rapaz teria um longo caminho para traçar à partir deste ponto...


Conversa - O Tomoya tinha uma pessoa muito especial para a qual pedir desculpas, acima de tudo, em primeiro lugar. Esta era a sua filha, Ushio, a lembrança viva direta que ele tinha de sua finada esposa, Nagisa. E de alguma forma, o seu apelo havia sido consentido pela pequenina...


Família #1 - O Tomoya aceitou as palavras de sua filha que, seguindo os ensinamentos da Sanae, só poderia chorar de verdade em dois lugares. Um era quando estivesse sozinha no banheiro, sem ninguém à olhar. O outro estava por se realizar naquele instante, pois chorar nos braços do pai era algo que a pequena Ushio esperou  longos cinco anos para poder concretizar...


Família #2 - A pequena Ushio tinha muita dor acumulada em seu corpo, em sua mente e, principalmente, em seu coração. Aquele momento entre ela e o Tomoya foi o ideal para que toda a ação assim se fizesse prosseguir. Algo digno, real e humano...


Família #3 - Em uma das cenas mais bonitas de todo o anime, Tomoya e Ushio se abraçaram e choraram sob o Sol começando à se pôr. Todo um sentimento trancafiado por longos cinco anos foi ali destrancado, com honrarias. Era o início de uma nova vida para os dois, pai e filha...


Lembranças - Falar de como era a Nagisa doeu profundamente no Tomoya. A Ushio queria muito saber como a sua mãe se comportava, como vivia, o que fazia, entre tantas outras coisas. As lágrimas que desciam pelo rosto do Tomoya identificavam (não apenas) que ele sentia uma imensa falta de sua amada esposa, como ele teria uma nova oportunidade deixar ela, Nagisa, orgulhosa com ele ao lado da pequena Ushio...


Sorriso - A redenção da pequena Ushio, que poderia finalmente ficar do lado de seu pai. A felicidade da pequena era algo notório, e o Tomoya teria uma grande missão à partir de então...

De um triste final...


Suspiros - Quanto mais avançava a gravidez da Nagisa, mais problemas iam acontecendo com a saúde dela. Entretanto, a jovem jamais levou à sério a hipótese de não dar a luz para sua criança. Era um desejo muito maior do que ela mesma. Os dois sabiam do risco e o levaram adiante. Uma história de amor que poderia ter tido um final diferente...


Chamada - O Tomoya simplesmente não aceitava o que via, o que presenciava. Era a pequena vida envolta em seus braços que, pouco à pouco, começava a sumir deste mundo. Naquela cidade que aparentemente havia "amaldiçoado" a vida do rapaz, naquele lugar que parecia não querer deixar o Okazaki Tomoya ser feliz...


Lamento - A pequena Okazaki Ushio faleceu nos braços do seu pai. Havia herdado os problemas de saúde de sua parte materna, a Nagisa. Embora não tenha dado atenção para a sua filha por longos cinco anos (vide a amargura e a desolação por ter perdido a esposa), o jovem Tomoya ainda procurou forças para seguir adiante. Sua caminhada terminou no momento em que ele desmaiou na rua, em meio a uma tempestade de neve, segurando a sua criança por entre os braços...

...para um inesperado milagre!


Recomeço - O chamado final alternativo, que sucedeu os tristes eventos já relatados. No outro mundo, aquela solitária garota e seu robô tinham uma representatividade muito maior do que o mero simbolismo. Havia uma razão para tudo ali acontecer. E o Okazaki Tomoya ganhara mais uma chance para ser feliz, não apenas ao lado de sua esposa Nagisa como também de sua recém nascida rebenta, Ushio...


Passeio - A cena que o Tomoya queria ter vivido para todo o sempre, desde o início de seu relacionamento com a Nagisa. Uma família simples, sem muitos bens materiais e vivendo em um apertado apartamento, mas que possuía algo que valia muito. Okazaki, Nagisa e Ushio tinham muito amor para compartilhar, muito para evoluir e muito para seguir ainda mais adiante...


Campos - O casal olha feliz a sua filha correndo pelos verdes campos. Pode não ser uma dupla exatamente perfeita, mas realmente a Nagisa e o Tomoya tinham muito em comum. E que o final de Clannad After Story possa, de alguma forma, refletir na mente e na vida de cada pessoa, de forma honrosa e digna. O trio Tomoya, Nagisa e Ushio agradecerá imensamente...

Clannad After Story - Episódio #18 - "O final do caminho"


Feliz Dia dos Pais!

Até a próxima, visitante!

Veja a review de Clannad After Story, clicando aqui

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 10Blogger
  • Disqus

10 Comentários

  1. Concordo com você sobre a cena do perdão entre pai e filha ser a mais bonita entre os animes, mas a morte da pequena foi tão marcante quanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Pelo modo como se desenrolava o enredo, a morte da Ushio era questão de poucos episódios (infelizmente), mas ambas as cenas são realmente tristes.


      Até mais!

      Excluir
  2. Hello!

    CLANNAD... Melhor escolha de episódio da série para esse tema. O fascinante episódio 18 que assombra a muitos pelo choro proporcionado pela relação pai e filha. Simplesmente magnífico.

    Okazaki Tomoya, o rapaz que sempre odiou a cidade em que nasceu até encontrar o amor de sua vida. Sendo que essa proporcionou grandes momentos na vida dele, como também novas amizades. Um homem forte que como qualquer pessoa pode fraquejar em situações de grandes perdas. Uma personagem que apresenta um processo de amadurecimento envolto de de desventuras e reconciliações de fortes emoções. Principalmente pelas perdas daquelas que ama em questão de tempo. Por esses acontecimentos, ele alcança a sua redenção e a salvação pela garota solitária (outra que nutre sentimentos por ele), podendo agora não cometer os mesmo erros do mundo anterior. Sendo esses um dos motivos em que o admiro tanto, considerando como umas das minhas personagens favoritas de animes/mangas.

    Um fato interessante a comentar se diz ao quanto Tomoya se tornou o que ele mais odiava, um pai ausente. Todas as características que detestava em seu pai, tornaram-se sua com a perda de sua amada. Uma pessoa amargurada que não conseguia e nem queria enxergar mais felicidade. Ele se afundava mais e mais em pensamentos negativos e desprezo pela cidade e a vida. No entanto, Tomoya apenas percebeu isso após a conversa que teve com sua avó. Analisando melhor o homem que ele queria ser o que havia se tornado. Nesse momento, como bem abordou, ele percebe o quanto sua pequenina precisava dele durante sua ausência por cinco anos.

    Um componente essencial para as belíssimas cenas são ótimas dublagens de todo o elenco. Uma simples imagem fazendo alusão a algum momento da série faz com as vozes dos presentes ressoe em minha mente. Em foco especial , ressalto as de Yuuichi Nakamura (Tomoya) e Satomi Koorogi (Ushio), pelo trabalho excelente que fizeram nesse episódio.


    Um post emocionante sobre o Dia dos Pais, simplesmente adorei a sua escolha. Está de parabéns! Muito lindo!

    Até mais o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Acredito que eu não precise acrescentar linhas de ideias a este comentário, nobre.

      Ficou perfeito do início ao fim, seguramente.^^

      E Clannad After Story é isto mesmo.
      Se deixar envolver pela emoção.


      Até mais!

      Excluir
    2. Hello!

      Oh, muito obrigada! Estou muito lisonjeada.

      Com certeza. O efeito da obra quando se emociona é muito mais representativo e prazeroso, IMO.

      Até mais o/

      Excluir
    3. Saudações


      Clannad apresentou a franca narrativa da família, e trabalhou o tem como se podia esperar.

      Uma obra valorosa, sem dúvida nenhuma.


      Até mais!

      Excluir
    4. Hello!

      Um comentário sucinto que aborda muito bem sobre CLANNAD. Concordo contigo.

      Até mais o/

      Excluir
    5. Saudações


      Clannad não é o único anime a abordar o tema, mas com certeza é disparado o que mais emociona. Com seguridade.^^

      Obrigado, nobre Melima.


      Até mais!

      Excluir
  3. O melhor episódio da série e o episódio que mais me agradou em toda a história dos animes. Muito bom, sem dúvidas.

    Ótima descrição dele, Carlírio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Clannad After Story é um anime que, seguramente, dispensa maiores apresentações.

      Obrigado, nobre.^^


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons