[Especial] Para você, no Valentine's Day'2016, as lições da Yamato e Takeo! ~ NETOIN!

domingo, 14 de fevereiro de 2016

[Especial] Para você, no Valentine's Day'2016, as lições da Yamato e Takeo!

A chamada da vez.
Quando os sentimentos são bem verdadeiros...

O Valentine's Day (Dia de São Valentim, em português) é o aclamado Dia dos Namorados para o Japão e diversos outros países, que adotaram tal data como comemorativa para a citada ocasião. Em cada ponto do planeta, existem as mais variadas maneiras de se seguir adiante e comemorar o dia em pauta. A variação é interessante mas, dado o foco deste humilde blog na internet, o aspecto à ser tratado será com as maneiras nas quais os japoneses comemoram esta data.

Como já foi que retratado em ocasiões passadas (cujos links se encontrarão ao final do post), existe um costume bem interessante no Japão, no qual as garotas oferecem chocolates para as pessoas que são alvos de seus sentimentos. Entretanto, tais doces podem ser dados tanto para quem elas estejam apaixonadas (honmei choco) como também para quem elas gostam/admiram/mantém uma boa amizade (giri choco). Por mais que exista um dia no qual quem recebeu os chocolates acabem presenteando quem os deu (no White Day), a premissa inicial sugere um costume bem interessante e chamativo.

O sentimento, em si, não fica restrito unicamente à entrega/recebimento do doce propriamente dito. Ele serve como um símbolo da afeição e estima, de uma pessoa para a outra, dadas as circunstâncias já apresentadas. Nos lados ocidentais do globo terrestre, por exemplo, há quem diga que é pelo estômago que se dá a melhor forma de conquistar a pessoa pela qual se nutre um grande sentimento, no caso, o alvo do amor. É possível fazer a junção dos dois ideais, de uma forma mínima, e chegar a um denominador comum. E mesmo que a afirmativa seja verdadeira, ainda assim tudo é bem simbólico.

Quando tudo começou...
Um anime que foi exibido em 2015, chamado Ore Monogatari!!, conseguiu conciliar não apenas tudo que foi analisado nos dois parágrafos acima deste, como principalmente intensificou a máxima do sentimento verdadeiro, único e irrestrito. Por favor, visitante, a intenção deste post não é fazer uma nova análise desta obra (cujo link para tal estará ao final do texto), mas sim tratar de como os anseios daquele casal de protagonistas era puro ao extremo, chegando a ser irreal na compreensão de mundo moderno para muitos.

O Takeo é um jovem sem atrativos visuais nítidos, embora seja alto e extremamente forte para alguém de sua idade (nos dois aspectos). O que acaba determinando seu grande valor é o comportamental dele, em especial, no seu interior como pessoa. O sendo de justiça dele é deveras alto, não pensando duas vezes em salvar alguém quando preciso, além de sempre contar com a presença de seu melhor amigo, Suna, para não apenas dar grandes conselhos como principalmente para ser o chamado aliado natural do grande rapaz (o qual não suporta ver seu amigo sendo mal falado "pelas costas"). Ambos mostram como bons amigos se portam e se compreendem, por mais que em alguns momentos o Takeo exagere um pouco na dose disto.

O tocante disto tudo está na garota, Yamato, que acaba desenvolvendo uma grande paixão pelo Takeo (e vice-versa) logo quando o conhece, embora não diga nada sobre isto de imediato. Ela é uma jovem quieta, tímida, que adora fazer doces e cultivar suias amizades com extrema bondade. Tal como o alvo de seus sentimentos, esta personagem é bem inocente (mesmo no momento ao qual ela se abre abre para o grande e forte rapaz sobre o que tanto deseja). Além disto tudo, a Yamato não fala com facilidade sobre aquilo que realmente pensa e tem um grande temor quanto à isto.

Brincadeiras sem fim...
Quando esta dupla (Yamato e Takeo) resolvem finalmente se acertar (graças ao Suna), o que se tem no decorrer do anime é um casal que esbanja lições valorosas sobre confiança, amizade, sentimentos e, porque não ressaltar, o amor em si. Estas estão longe de serem palavras e afirmativas lançadas ao léu, sem direcionamento ou propósito. Os jovens em pauta vão desenvolvendo seus sentimentos a cada novo episódio, mostrando que até a dita timidez e inocência (para ações simples de um casal enamorado, inclusive) acaba auxiliando bastante no processo de auto conhecimento e realização entre ambos.

Cada palavra, troca de ideias, expressões faciais e maneira de se analisar cada acontecimento, mostram de maneira direta o quanto a Yamato e o Takeo se gostam, se respeitam e se admiram na totalidade, engrandecendo-se até nos raros infortúnios que o anime lhes reservou (pertinentes em boa parte às ocorrências da realidade). Chega ao cúmulo do relacionamento deles ser "açucarado demais" em alguns eventos do anime, mas não acaba sendo prejudicial em nenhum sentido direto. É como um conto de fadas em ambientação urbana moderna, moderadamente falando. A minha pessoa se sentiu leve em diversos pontos do anime, sorriu em vários destes, ficou pensativa em tantos outros, e assim se seguiu até o final da obra. O casal de Ore Monogatari!! foi, realmente, digno de nota.

Não é necessário que um casal se porte exatamente igual à dupla Yamato e Takeo. Porém, a tomada de exemplo dada por tais personagens é muito singela, real, libertadora. A intimidação é desnecessária. O importante está naquilo que se sente, com total veracidade. Agrados sempre foram bem-vindos e assim seguirá para sempre, mas não formam "o todo" real. Embora seja sabido que o Takeo adora os doces que a Yamato confeita para ele, e que ela ama prepará-los com carinho, isto acaba sendo só um ponto deste imenso iceberg chamado amor, no caso, a força dos sentimentos que os une. Esta é, seguramente, a lição levada adiante pela dupla Yamato e Takeo.

E que assim se perpetue...


Dicas de visitação externa (via Shoujismo)

Dicas de leitura aqui no NETOIN!

Especial (via Shoujo Lovers)


Dica de visitação externa (via Não é Minha Culpa que Não Sou Popular)

Mais do Valentine's Day aqui no NETOIN!

Dia dos Namorados aqui no NETOIN!



"Tenha um bom Valentine's Day!"

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - NETOIN! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons