Em pauta!

2 de abril de 2021

[N! Drops] Abr'2021 #13: estranhamente Koikimo...


O que dizer...

Sem adentrar nos méritos da legislação japonesa, no que tange à maioridade consensual como um todo, o presente se dirigirá unicamente aquilo que este humilde blogueiro viu do primeiro episódio de Koi to Yobu ni wa Kimochi Warui, uma adaptação do mangá homônimo também conhecido pelo diminutivo Koikimo. A sua estreia se deu em 30 de março por meio do Amazon Prime, porém terá exibição regular a partir do dia 5 de abril, estando a obra presente no catálogo do Crunchyroll para a temporada que se inicia [clique aqui para visualizar a chamada do citado portal de streaming].

A história por detrás de Koikimo concentrou-se, ao menos neste início de jornada, em seus dois principais personagens. Uma jovem estudante chamada Arima Ichika, com dezessete anos de idade e que leva uma vida totalmente normal. Vive com sua mãe e, ao menos aparentemente, não possui maiores empecilhos ou desventuras no seu cotidiano. Também tem-se um rapaz de vinte e sete anos, que parece ser bem sucedido no trabalho e cujas mulheres de similar faixa etária se atraem por sua beleza, cujo nome é Amakusa Ryou. Ele vive com sua irmã mais nova, Amakusa Rio. Entre outras coisas, possui o péssimo hábito de ser considerado um mulherengo de carteirinha assinada.

De certa forma, a vida - até então pacífica - da Ichika deu uma volta tremenda, após em evento em uma estação do metrô. Naquele local, o Ryou estava para despencar de uma escadaria, graças ao seu estado pálido somado de ter sido levemente empurrado por uma pessoa apressada que por ali corria. Vendo ao longe o desastre prestes a ocorrer, a citada estudante usou do seu guarda-chuva para pegar o rapaz pelo pescoço e, assim, evitar o acidente que estava para ocorrer. As palavras dóceis da jovem - e o fato de ter lhe dado seu almoço para se fortalecer - não causaram, imediatamente, nada além de estranheza no recém salvo rapaz. Mas isto não demoraria para mudar.

Ichika e Ryou: vidas diferentes, sentimentos diferentes, modos de ser diferentes. Mas...

Graças aquelas coincidências do destino, típicas nestas obras por sinal, o Ryou acabou vendo a Ichika em sua casa, uma vez que ela é a melhor amiga de sua irmã. Aproveitando-se da ausência da Rio por uns instantes, o rapaz começou a fazer valer sua péssima fama citada nos parágrafos acima onde, com o advento de uma proposta totalmente sem nexo, acabou sendo chamado de nojento pela estudante ali presente. Da maneira mais estranha possível, foi a partir dali que ele se apaixonou por ela, com direito a uma cena enfadonha de cãozinho, que foi presenciada pela sua irmã mais nova.

Em sua sequência, o episódio mostrou diversas situações nas quais o Ryou demonstra, ao menos aparentemente, não se importar muito com as negativas visuais e labiais por parte da Ichika. Não obstante, embora ele não seja exatamente uma pessoa malvada, seu comportamento e atitudes são dignos o bastante de colocá-lo como mulherengo, com o plus da cartilha sobre como não tratar as mulheres. Existe também o fato da Rio parecer estar se divertindo com a situação toda, mesmo reconhecendo seu irmão como bonito, de boa vida financeira e de ser um "lixo". Ao final, a Ichika ter reconhecido - perante a presença de uma mulher que conhecia o rapaz - o Ryou como sem vergonha, ao mesmo tempo que não o julga como uma má pessoa, deixou no ar estranhos presságios.

Sem dúvida, Koikimo é uma obra de comédia romântica. Seus sketchs para tanto existem e são funcionais, mas boa parte deles não são exatamente elogiáveis. O comportamento do Ryou é repulsivo, para dizer o mínimo. A Ichika mostra sempre pensar bem antes de falar o que pensa, mas existem temores sobre até quando ela conseguirá levar a situação assim. Tecnicamente, o anime é muito bem feito, com direito a abertura e encerramento bem interessantes. No geral, Koikimo vai para a regra de três episódios que a minha pessoa segue. E desde agora, se faz presente neste anime em pauta um bom exemplo sobre como não tratar as mulheres.

E assim se seguiu...

Momentos



"O arrependimento da Ichika foi pelo dito depois, e não pelo salvamento em si..."


"Proposta de 'agradecimento' negada e o resultado adverso..."


"Rio, irmã do Ryou e melhor amiga da Ichika, parece estar se divertindo.."


"Ryou em diferentes momentos com a Ichika, incluso quando ela confirma certas coisas..."


Koi to Yobu ni wa Kimochi Warui
Episódio #1 - "Ele não é tão mau..."


"Nojento!"

Até a próxima!

O Netoin! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in Netoin! ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do Netoin!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Apenas uma observação deve ser feita, pois não será admitida nenhuma forma de spam.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!