Conheça o mordomo atolado em dívidas de Hayate no Gotoku! ~ Netoin!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Conheça o mordomo atolado em dívidas de Hayate no Gotoku!

Hayate no Gotoku!

As reviews de anime são uma constante neste humilde blog. Por mais que elas representam apenas a opinião de uma pessoa sobre a obra analisada, estas análises pessoais possuem uma grande responsabilidade por auxiliarem à você, visitante, a ponderar sobre as obras comentadas. Moderadamente, auxilia em sua opinião, de uma forma ou de outra.

Ao longo de cinco anos, o NETOIN! publicou reviews de animes dos mais variados gêneros e segmentos. Desde dramas às comédias românticas, passando pelo slice-of-life e pelo harém, vários gêneros de animes se fizeram aparecer por aqui.

E, neste momento, um anime singular em sua premissa é o objeto de estudo. Um anime onde um mordomo, literalmente atolado em dívidas, está buscando viver da melhor forma possível. Neste caso em uma mansão, com um grupo de pessoas bem interessantes, para não se citar as situações mais diferenciadas possíveis.

Amigo visitante, esteja convidado à conhecer um pouco sobre o anime Hayate no Gotoku!.

Protagonistas e algo mais...

Nagi e Hayate: uma dupla explosiva?

Pense em uma comédia descontraída, sendo a mesma parte integrante de um anime no qual reina, de forma absoluta e plena, aquilo que pode ser melhor descrito como uma paródia. Sim, Hayate no Gotoku! é este tipo de anime.

Com o grupo que lhe será apresentado, certamente poderás notar até onde se faz possível levar adiante uma comédia descontraída, regada a momentos de puro nonsense e até chegando a apresentar um pouco de romance...

Toda a história deste título tem início com um rapaz aparentemente comum, que leva uma vida não muito feliz para a maioria das pessoas. Ayasaki Hayate é este jovem. Bom, Hayate é um estudante. Entretanto ele trabalha em diversos empregos para sobreviver, isto em razão de seus pais terem um comportamento muito peculiar ( vivem em função de seus sonhos ). E grças aos seus pais, Hayate acaba ficando endividado com um grupo nada amistoso...

Um encontro casual e descompromissado com uma garotinha é que mudaria a vida do Hayate para sempre. Esta jovem chama-se Sanzen'in Nagi, que vive em uma gigante mansão. Ela é muito mimada e, graças à um modo de ver errado da situação ( quando conheceu o Hayate ) acabou adquirindo algum sentimento por ele.

Passatempo preferido da Nishizawa: comer...

A dupla Hayate e Nagi é a responsável direta por boa parte das situações hilárias do anime, tendo em vista o comportamento e modo de ser tão diferenciado entre estes dois personagens. Mas engana-se quem pensa que Hayate no Gotoku! venha à se resumir apenas aos dois jovens citados, pois a gama de opções é maior do que se faz imaginar. Não apenas em número como em qualidade.

Na mansão onde reside a Nagi há um mordomo chamado Klaus, o mais antigo da casa e que tem certa objeção à permanência do Hayate na mansão. A empregada Maria é o que pode se chamar de cérebro pensante no recinto mesmo que, às vezes, deixe vir à tona seus sonhos mais infantis. O mascote do anime vive na mansão, sendo um tigre africano de nome Tama.

Além do grupo citado tem a Hinagiku Katsura, uma estudante firme na ideologia correta de se viver. A Saginomiya Isumi é tão rica quanto a Nagi, porém mais dócil como pessoa e detentora de um terrível senso de direção. Aisawa Sakuya é uma prima da Nagi, possuidora de um comportamento explosivo e amante da boa comédia ( na visão dela ). Não se deve esquecer da Nishizawa Ayumu, a garota comum do anime e antiga colega de escola do Hayate que, como preza a tradição, tem uma queda pelo rapaz. E tem ainda o jovem Tachibana Wataru, prometido em concessão familiar da Nagi que trabalha em uma locadora de filmes e jogos.

Este é o que pode ser chamado de grupo principal de personagens em Hayate no Gotoku!, que certamente lhe chamará a atenção do início ao fim do anime.

Situações e algo mais...

Nishizawa e sua impressionante força...

A frase à seguir dá toda conotação necessária para o anime: "a história do mordomo atolado em dívidas". De fato, o jovem Hayate tem uma vida envolta por maus lençóis e uma péssima sorte. Inicia com o que seus pais fizeram com ele e, aparentemente, parece ter se tornado um verdadeiro ciclo sem fim...

O descrito no parágrafo acima se justifica pelo fato da Nagi ter pago a dívida que Hayate contraiu ( involuntariamente ) de seus pais. O rapaz se sentiu, à partir de então, na obrigação de lhe devolver cada centavo. Por suposto, trabalhar como mordomo na mansão dos Sanzen'in pode auxiliar muito no processo.

Na realidade, o Hayate passa à ter sua vida ajeitada por um lado e virada de cabeça para baixo do outro. Ele conseguiu um novo emprego, está em uma nova escola ( aliás, uma instituição dedicada às famílias mais ricas da cidade ) e parece ter dado uma definição para si mesmo. Entretanto, passa por muitas confusões envolvendo a Nagi, o pessoal da escola, a sua antiga colega de classe e se vê encurralado em uma verdadeira doma.

O mordomo mais poderoso do mundo...

Mas o Hayate tem a sua forma para enfrentar as provações de sua rotina diária. Incrivelmente, o jovem mordomo atolado em dívidas é possuidor de muitas habilidades especiais, sendo que algumas delas já se fazem aparecer logo no primeiro episódio do anime. E no decorrer da animação, o Hayate vai demonstrando as suas mais variadas aptidões...

É neste contexto que entra em ação as paródias. Incrível notar, durante o anime, as citações claras feitas à outros animes como Yu-Gi-Oh!, Saint Seiya e Dragon Ball ( isto apenas para exemplificar alguns ). E tudo da forma mais pacífica e cômica possível. Nada se faz apresentar de forma agressiva e pejorativa, o que atribui à Hayate no Gotoku! importantes pontos positivos. Um torneio escolar, durante o anime, tenderá à lhe demonstrar isso claramente...

Mas a Nagi também apresenta-se com uma participação que merece destaque. A sua vida consegue ser tão pacata e monótona ( o que pode causar certa inveja para muitas pessoas ), que ela procura inventar o que fazer para sair deste tédio ( ao invés de concentrar-se como deveria em seus estudos ). Várias de suas ideias possuem uma forte tendência à terem resultado negativo, mas ainda assim a Nagi insiste muito nas mesmas...

Realmente está tudo bem por aqui?

Em muitas oportunidades o Hayate é alvo da Nagi. Cabe aqui fazer uma citação crítica bem forte ao anime, pois uma das ações preferidas da jovem Sanzen'in diz respeito ao vestuário ( ao melhor estilo cosplay ) de seu mordomo cheio de dívidas. O Hayate acaba se trajando como mulher em diversas oportunidades, para satisfazer certos caprichos alheios, produzindo boa parte do fanservice do anime. Na visão da Nagi ( e da Maria também ), o Hayate é muito atraente vestido de mulher...

A prima da Nagi, a jovem Sakuya, costuma ser impiedosa quando o assunto envolve comédia e afins. Pode ser qualquer um na frente da Sakuya ( à exceção da sua prima ) e o motivo para a piada estará ali, pronto para ser deliciosamente saboreado. Mesmo o tigre Tama entra forte neste contexto.

Em resumo Hayate no Gotoku! consegue produzir boas situações, para divertimento e até para risadas, onde menos se espera. Mas o fanservice exposto no anime, que envolve em boa parte o mordomo com dívidas para toda a vida, consegue incomodar um pouco ( muito embora possa soar engraçado ).

Envolvimentos e algo mais...

Qual é a sua grande ideia, Nagi?

O anime carrega consigo uma característica interessante e de impacto. Ela está intimamente ligada à comédia descompromissada e a paródia bem executada. A característica em questão está situada no carisma de seu elenco onde, o medo inicial devido ao seu grande número de personagens reflete-se em qualidade, fato este que acaba sendo muito bem-vindo.

Várias histórias paralelas se fazem presentes. O melhor é que, em várias delas, há uma ligação pertinente entre uma e outra. Este fator é importante para manter o equilíbrio e a coesão em uma obra.

Interessante notar as reviravoltas proporcionadas pelo grupo presente em Hayate no Gotoku!. Há ligações amorosas ao melhor estilo japonês de ser ( sem uma declaração direta ), ao mesmo tempo em que existem momentos de puro nonsense que beiram o aceitável para a compreensão ( como a Nagi querendo fazer o Tama passar por um minúsculo círculo de fogo ).

Declaração de amor!?

Quando se trata de comportamento e de participação, a jovem Nishizawa dá uma lição para todos. Impreterivelmente, ela tende à aparecer em praticamente todos os episódios do anime. Contudo, talvez o fato não se consuma exatamente da forma que você possa estar pensando, pois a garota mais comum do anime tem forte tendência à fazer pequenas participações em encerramentos...

É compreensível, neste ponto, que você venha à discordar deste blogueiro. Mas se analisar que a atividade preferida da Nishizawa é comer ( além de sonhar com o Hayate constantemente ) e o que menos se vê o restante do grupo fazer é justamente o ato de se alimentar, então fica explicado ( ao menos tecnicamente ) o porque desta personagem fazer pequenas "pontas" que envolvam comida.

Vale destacar que Hayate no Gotoku! pode ser considerado, de forma certeira, um dos animes que mais citam o Brasil em seu prosseguimento. Seja pela Isumi achando que o metrô de Tóquio poderá levá-la até a cidade do Rio de Janeiro ( graças à Sakuya ), pelas plantações de café ou pelas menções sobre o outro lado do mundo ( na visão japonesa da questão )

Hinagiku Katsura e uma expressão não muito fiel à sua personalidade...

No que diz respeito à citações, o anime em questão tende a dar momentos de participação à todos os seus personagens, mesmo aqueles que podem ser considerados os mais secundários possíveis. Este é o claro exemplo da Kijima Saki, empregada do jovem Wataru. O próprio Klaus, antigo mordomo da família Sanzen'in, tem muitos destes momentos dispersos. A jovem Isumi consegue se perder tanto que ela acaba aparecendo nos momentos e lugares menos apropriados possíveis...

A Katsura, por sua vez, tem uma atenção especial na obra animada. Ela pode ser considerada, abertamente, uma das poucas personagens com algum senso comum do anime. Seu comportamento, noções de ética e aquele famoso modo de pensar pertinente à uma tsundere, fazem dela a personagem preferida de muitos fãs de Hayate no Gotoku! ao redor do globo. Os conflitos internos na escola dizem muito à respeito disto, envolvendo inclusive a sua irmã mais velha ( que é uma das professoras do lugar ), a Katsura Yukiji ( sendo o oposto da Katsura em quase tudo ).

Desta forma, Hayate no Gotoku! procura não ficar preso à fórmulas mirabolantes para menter o seu público atento. Entretanto, algumas repetições de contexto em seu prosseguimento podem fazer com que você perca a graça que posas ter visto no anime. um ponto positivo que, contrabalanceado, acaba convertendo-se em negativo até com certa facilidade.

Objetivamente

Adorável...

Pertencente à segunda temporada de animes em 2007, Hayate no Gotoku! contou com um total de cinquenta e dois episódios, tendo sido encerrado ( em sua primeira temporada, da qual se tratou esta review ) em março de 2008 ( produzido pelo estúdio SynergySP ). Em si, o anime marcou pontos positivos em uma quantidade bem superior aos negativos ( dentro de um âmbito geral ).

Visualmente, o anime demonstra ter recebido um acabamento acolhedor e bem feito. Por mais que a simplicidade se faça presente em certos momentos da obra animada, se nota com facilidade o como que tal visual combina com o design dos personagens, bem feitos e carismáticos não apenas no já apresentado modo de ser de cada um.

Na parte acústica o anime é digno de muitas lembranças. Um belo conjunto de temas de abertura e de encerramento memoráveis, eternizadas pela Kotoko ( o segundo tema de abertura do anime, "Shichitenhakki Shijou Shugi", acaba sendo uma prova incontestável disto ). Músicas que combinam muito com o ambiente do anime...

Por tudo que foi aqui mostrado, Hayate no Gotoku! acaba se mostrando uma obra firme à sua proposta de entreter. Por esta razão, o anime é altamente recomendado. Assista-o, quando possível se fizer, sem hesitação.

[ made in NETOIN! ]

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Acesse o site oficial de Hayate no Gotoku!, clicando aqui.

O autor do NETOIN! é...
Carlírio NetoCarlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons