Kotonoha no Niwa e seu vislumbre emocional... ~ Netoin!

domingo, 25 de agosto de 2013

Kotonoha no Niwa e seu vislumbre emocional...

O logo da obra.

Difícil conceituar as obras de Makoto Shinkai sem levar em conta uma característica muito importante. A mesma se centraliza no dito fator sentimental, a cláusula de escape humana para a maior parte das situações do cotidiano, e que ficou bem em evidência na obra que será tratada neste texto.

Não é difícil imaginar, ou simplesmente ponderar, as ações que uma pessoa pode ter dependendo apenas de seu estado emocional ou fluxo de vida. A abrangência é ampla, da mesma forma que as mais diferentes ramificações disponíveis para se fixar em tal tema. Na obra em questão, Makoto Shinkai conseguiu definir tudo isto e lançar na face de quem assistiu a obra com extrema leveza e singularidade.

Isto tudo sem mencionar a animação em si, característica mais do que presente nas obras deste verdadeiro mestre, que não ousa esconder as suas reais motivações ao fazer uma nova obra. É algo que se deve conotar com  força e graciosidade, levando sempre em consideração o fato de que trabalhar com as emoções humanas, às vezes, poderá levá-lo a uma aventura indescritível.

Nobre visitante, conheça agora um pouco mais sobre Kotonoha no Niwa, a nova obra de Makoto Shinkai (o mesmo criador de Byousoku 5 Centimeter e de Kumo no Mukou; Yakusoku no Bashô). Tenha uma boa leitura.

Contando a história...

O ápice do primeiro encontro.

Kotonoha no Niwa (na tradução literal chama-se "O Jardim das Palavras") o faz um convite bem especial, para acompanhar a história de confiança e amor crescente entre duas pessoas que, pelas razões mais diferentes possíveis, possuem as suas vidas marcadas por um dia muito especial, no qual se encontraram em um grande e belo parque situado em meio à imponência dos arranha-céus da grande metrópole. Tudo isto acompanhado diretamente pelo fator climático, sendo este a chuva, que acabou se tornando o símbolo maior desta obra.

A história da obra gira em torno de um jovem com quinze anos de idade. Ele vive junto de seu irmão mais velho e de uma mãe que, entre outras coisas, aparenta estar desacreditada com a própria vida. O nome dele é Akizuka Takao. O rapaz estuda para ser um grande designer de calçados. Pode parecer um sonho surreal, à primeira vista, mas na verdade um grande sonho do rapaz se faz ali carregar.

Quando não está na instituição de ensino, Takao está com a sua família em casa. Com as características já citadas anteriormente, pode-se dizer que o rapaz possui uma vida normal e tranquila. Isto tudo começou a mudar em um dia muito chuvoso, no qual ele acabou indo procurar abrigo em um grande e belo parque. Lá, uma moça estava sentada em um dos bancos cobertos, apreciando a chuva que caia com vontade daquele céu forrado por nuvens.

O belo parque, em meio à civilização.

A moça chama-se Yukino Yukari. Ela tem vinte e sete anos de idade. À primeira vista tratava-se de alguém que estava unicamente procurando abrigar-se da chuva, em meio a tempestade que caia na cidade. Aos olhos do rapaz este era o pensamento inicial. Porém, as primeiras palavras que ela soltara naquele momento, antes da despedida, ressoaram muito na mente do Takao, cuja vontade cresceu em querer ver a moça novamente.

Desde tal dia, Yukino e Takao passaram a se encontrar naquele mesmo parque, sempre sob a mesma situação climática, onde conversavam bastante e se conheciam um pouco mais à cada nova oportunidade. Parecia que eles conseguiam se distanciar do mundo quando juntos estavam naquele lugar, sem nada deixar à passar desapercebido. Era o momento no qual ambos podiam ser felizes naquela cidade.

Entretanto, um desconhecia totalmente o que estava à acontecer com o outro. Em especial no que dizia respeito à Yukino, cuja profissão o Takao desconhecia. Muitas verdades e momentos de grande sentimento estavam à espera destas duas pessoas que, mesmo sem saber, teriam muito à aprender um com o outro à partir de então.

Evidências e características gerais...

A fuga do trabalho era uma realidade para a Yukino.

Depois de ter lido os parágrafos mais acima, é possível que você se questione sobre a qualidade da obra. Podes pensar, inclusive, que Kotonoha no Niwa vise unicamente falar do cotidiano de duas pessoas, que se encontram casualmente em manhãs chuvosas naquele mesmo lugar com pouco conteúdo à acrescentar em suas palavras. Na verdade, a obra vai muito além deste mero escopo e, à partir daqui, você saberá um pouco mais sobre o contexto geral adotado por esta animação.

No primeiro plano há o ciclo do crescimento vivido pelo Takao. Ele possui seus próprios sonhos. Ver o seu irmão se mudando para morar com a namorada (uma vertente comum no mundo atual) e sua mãe desiludida neste escopo o faz querer algo mais para si próprio. Sua rotina é famosa casa-escola-trabalho, sem grande distinção. De certo ele nunca imaginara que, de uma forma tão impactante, manhãs chuvosas passariam a significar tanto na vida dele.

E no segundo plano a fuga da realidade, vivida pela Yukino. Ela é uma verdadeira incógnita na forma humana, durante boa parte da obra. Ela demora muito para demonstrar o que pensa e o que realmente sente, chegando a incomodar o Takao em certo momento com tal comportamento. Porém, ela possui uma cláusula de escape muito forte para assim agir, pois os dois sempre estiveram um ao lado do outro sem muito disto saber.

O jovem Takao mostrando um pouco de seu sonho...

Em si, a obra não apenas fala dos anseios humanos como mostra demonstra os mesmos na mais plena evolução. Um conjunto de detalhes acaba fazendo uma diferença singular na obra que, ostentada pelos planos de visão já citados, acaba criando uma ambientação dócil e satisfatória para a causa em si. Foram manhãs representativas que esta dupla de protagonistas acabou vivenciando, algo que certamente estará vivo em suas memórias para todo o sempre.

Dito isso, uma das grandes recordações que a obra confere a quem ela assistir está em uma singela cena, quando o Takao usa os pés da Yukino como modelo para tirar medidas exatas, visando a confecção de um calçado feminino. A moça acabou se sentindo tão à vontade com tal momento que apenas observava absorta o rapaz trabalhando com seu caderno e lápis, fazendo os contornos de pés e traçando cálculos na busca por uma boa confecção de calçados para os mesmos..

Foi um momento singular, mas de compreensão maior do que se podia esperar. Sem elegância mas com autoridade no ensejo, o anime acabou fazendo valer a experiência do Makoto Shinkai em traduzir, através de suas obras, aquilo que se pode entender por sentimento humano nas ocasiões mais inusitadas possíveis. Entretanto, os momentos de grande atenção não se limitaram apenas a este supracitado.

Satisfações à flor da pele no anime.

Transcrevendo em poucos detalhes, Kotonoha no Niwa lhe convida a acompanhar uma verdadeira lição de confiança entre duas pessoas, estreitamente ligadas pelas manhãs chuvosas e pelo ápice do momento mais singelo que pode haver no sentimentalismo humano. O mesmo enquadra-se com perfeição nesta obra, quando Takao e Yukino estão na residência da moça. As palavras proferidas pelo rapaz foram de grande sinceridade para aquele momento, com todas as honrarias possíveis.

Entretanto, descobrir pouco à pouco o que ocorria com a Yukino em seu vínculo profissional foi tortuoso para o jovem, sob os mais diversos escopos (até que, durante algum tampo, a moça deixara de frequentar tal parque). A "fuga da realidade" vivida pela moça tinha uma grande explicação para existir, mas isto não fez com que aquele enlace que crescia entre os dois terminasse ali, de uma forma ínfima e superficial. Nem mesmo quando o Takao soube do que se tratava e que, ainda mais importante do que isto, o cenário de todo o imbróglio era a própria instituição onde ele estudava.

Normalmente, o conflito entre verdades e mentiras acaba sendo muito desastroso para o pleno convívio humano. Saber de certos acontecimentos poderia fazer com que, em tese, o Takao desistisse de procurar pela Yukino, com relativa propriedade. Talvez a própria moça resolvesse não mais conversas com o jovem estudante, por mais que isso pudesse fazer doer a mente dela por algum tempo. As emoções humanas podem trazer a paz interior, mas também podem machucar com rispidez.

Objetivamente

A conciliação.

Tecnicamente falando, Kotonoha no Niwa não decepciona em nenhum momento. Ao todo, foram quarenta e seis minutos de um verdadeiro vislumbre visual, no qual cada cor e cada traço trabalharam juntos na mais plena harmonia. Não muito distante disto, a parte acústica da obra foi recheada de insert songs instrumentais, que ressoam junto à beleza da ambientação da mesma. É raro uma obra contemplar tais características com tamanha qualidade, mas este anime assim o fez.

Impossível não se apaixonar pela história promovida por esta obra. Na verdade, as emoções transbordam na medida com a qual você acaba se envolvendo com toda a trama. Não é um anime feito para você chorar, mas sim para se refletir sobre as mais diferentes circunstâncias emocionais da vida. A dupla Takao e Yukino soube mostrar isto com eficácia, perfazendo toda a qualidade da obra e os elogios que a mesma merece.

Por tudo que foi aqui descrito, o NETOIN! lhe recomenda muito assistir Kotonoha no Niwa. Obra esta que, sem dúvidas, poderá ser merecedora de sua plena atenção e consequente satisfação, amigo visitante.

Kotonoha no Niwa - Review de anime número #107 do NETOIN!

Alguns momentos para você...


Sofrimento - A Yukino aparentava viver dentro de uma doma. E na mesma sobravam mentiras e dúvidas. A vida da moça estava muito distante de ser boa, e algo ainda a incomodava mais do que tudo. Ela não se sentia bem com a situação, mas aparentemente pouco fazia para mudar tal cenário...


Aula #1 - Quando o Takao usou dos pés da Yukino para tirar algumas medidas, começou a ocorrer algo formidável entre os dois. Isto porque a primeira real troca de olhares com algum sentimento mais profundo se deu naquele momento, no qual o rapaz demonstrava um pouco dos resultados de seu árduo estudo...


Aula #2 - A Yukino estava vislumbrando aquele momento de demonstração do Takao, no que tangia a sua futura carreira profissional. Ela se sentiu muito confortável com tal ação, se mostrando disposta a auxiliar o rapaz totalmente. Era um momento de paz para ambos...


Urbanismo - Makoto Shinkai sempre gostou de deixar em evidência seu apreço pela ambientação urbana. E isto não foi diferente em Kotonoha no Niwa. O conjunto de luzes e cenários foi extremamente lindo de se notar nesta obra em particular...


Conflito - Impossível descrever como você se sentiria ao ouvir certas coisas de sua pessoa amada. O Takao teve de passar por tal provação, logo após ter descoberto que a Yukino dava aula naquela mesma escola onde ele ia todos os dias...


Tempestade - A chuva se tornou o símbolo maior desta obra, sempre presente naquilo que fazia conotar o encontro entre os dois protagonistas de sua história. A água que do céu caia era uma verdadeira benção para as almas do Takao e da Yukino...


Lágrimas - Os momentos finais de Kotonoha no Niwa resguardaram muito daquilo que pode ser definido como sentimento humano. Em outras palavras, a dupla Takao e Yukino forneceu uma valiosa lição sobre confiança, acima de tudo...


Veja o trailer de Kotonoha no Niwa (portal YouTube), clicando aqui

Veja a página de reviews do NETOIN! ao clicar aqui


O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


O autor do NETOIN! é...
Carlírio Neto Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 4Blogger
  • Disqus

4 Comentários

  1. Parabéns pela ótima analise!
    Sem dúvida esse filme é mesmo lindo, me emocionou bastante. Principalmente aquele choro dela no final, um gigantesco desabafo! Pra mim a nota desse anime merece 9.5 porque no final apesar da cena romântica e do forte abraço, fica a dúvida se eles se beijaram ou não. Se estiver pra assistir um anime onde o foco é o romance e descobrir que os protagonistas não se beijam eu logo desisto, odeio o tal chove e não molha. Não sei quanto a você, mas assistir a animes como esse ou “Byousoku 5 Centimeter” me causa um grande problema: Imagina que você tem um notebook Pentium 4, ai vem um amigo seu e te empresta um Corei7 e deixa contigo por 1 mês. Tenho certeza de que você dificilmente conseguirá voltar ao Pentium 4. É exatamente esse sentimento que tenho quando vejo um anime com a qualidade assombrosa que este nos apresenta e depois tento ver um inferior(graficamente falando) , não dá. Esses dias fui tentar assistir o bem falado “Hana Yori Dango”. Desisti no 3° capitulo. Achei muito velhinho, cores opacas, sem vida e o que mais me irrita: cenas onde há vários personagens e apenas os 1 ou 2 se mexem e os outros ficam estáticos(cavaleiros do zodíaco e Yuyu Hakusho tinham muito disso). Aff, muito ruim isso! Agora mudando um pouco de assunto, você poderia me indicar mais alguns desses animes-filmes pra eu poder assistir com a minha esposa? Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Eu agradeço por suas palavras, nobre, humildemente.

      Entretanto, não me importo com a época na qual o anime foi lançado, nem tão pouco se ele terá beijos/abraços/afins ou não. Gosto de ver o sentimento acontecer, nem que seja unicamente por palavras. Existem animes antigos que valem muito a pena neste sentido.

      De primeira menção em minha mente, certamente lhe citaria Hotarubi no Mori e, ou então Toki wo Kakeru Shoujo. São obras dignas de nota.

      Uma vez, obrigado. E sinta-se sempre à vontade por aqui.


      Até mais!

      Excluir
  2. Toki_Wo_Kakeru_Shoujo,Dareka_no_Manazashi,HAL,Kumo_No_Mukou_Yakusoku_No_Basho,Hotarubi no Mori e,Ookami_Kodomo_no_Ame_to_Yuki Outro tbm que é muito bom mas é dos anos 80 é Kimagure_Orange_Road são 48 epi e 2 filmes(os filmes são continuação direta do anime...mas vejas esses se são se gosta de drama romance...

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons