[Volta ao Passado] Quando Clannad iniciou-se... ~ Netoin!

quinta-feira, 5 de maio de 2016

[Volta ao Passado] Quando Clannad iniciou-se...

A chamada da vez.
* Sugestão de ambiente: escute "Dango Daikazoku", encerramento de Clannad.

Parece que foi ontem...

Este humilde blogueiro ainda estava se recuperando de ter assistido, em apenas quatro dias, o ótimo Kanon2006 (o preferido pessoalmente até hoje), além de ter visto também Air TV (anime este de 2005) pouco tempo depois. Para quem gosta de obras pautadas no drama, as lágrimas foram certeiras nestas duas citações. Contudo, o ano de 2007 ainda tinha reservado um título que se iniciaria justamente na última temporada do mesmo, levando consigo o selo de criação por parte da Key e sendo regido, em seu anime, bela batuta da Kyoto Animation.

Tratava-se de Clannad, uma obra que por diversas vezes se fez presente neste espaço na internet e que, intuitivamente, ganhou a atenção de minha pessoa em seus primeiros minutos. A primeira cena mostrava um rapaz caminhando, lenta e desoladamente, reclamando da cidade onde vivia e também de seus estudos diários. No início da colina que levava à escola ele acabou parando,para prestar atenção em uma jovem que estava ali, estática, falando para si sobre motivações em se dirigir às aulas e se, de alguma maneira, deveria seguir ou não o caminho até a escola naquele dia.

O rapaz esperou o momento oportuno para respondê-la e a jovem acabou seguindo-o sem hesitar, subindo aquela colina com destino aos estudos. Embora ambos não tivessem uma clara ideia do que aquele singelo momento poderia significar, tanto o jovem Okazaki Tomoya quanto a meiga Furukawa Nagisa teriam as suas vidas mudadas a partir de tal instante. Ele, considerado um delinquente e vagabundo por si próprio, com sérios problemas familiares. Ela, uma jovem de frágil saúde e com pouca aptidão para fazer amizades, tendo um pai e uma mãe que eram mais do que carinhos para/com a mesma. Mesmo sem nem perceberem, a amizade entre ambos se desenvolve naturalmente, ainda mais com anseio da moça em fazer parte do Clube de Teatro. Poucos minutos que, de maneira impactante, demostraram uma boa base do que Clannad havia de trazer pela frente.

 O primeiro encontro, entre Furukawa Nagisa e Okazaki Tomoya.

O primeiro episódio teve o alicerce justamente centrado na dupla Tomoya e Nagisa, mas não se limitou apenas à isto. Na verdade, os pouco mais de vinte e quatro minutos deram uma boa apresentação aos personagens inseridos na obra, além da ambientação e alguns pontos introdutórios ao enredo, tendo espaço amplo e dividido entre slice-of-life, drama e sobrenatural. No que tange ao elenco, a presença do Sunohara Youhei mereceu destaque, sendo ele o ícone de humor logo no início do anime. As gêmeas irmãs Fujibayashi, Kyou e Ryou, com comportamentos distintos (violenta e direta no ponto, contracenando com a timidez e a calma, respectivamente). A menina gênio Ichinose Kotomi (que em poucos segundos ganhou a atenção deste humilde blogueiro) e a poderosa Sakagami Tomoyo, também deram boas amostras daquilo que ambas fariam na obra.

Tal como nos primeiros minutos, os últimos momentos do episódio inicial de Clannad também souberam reter bem a atenção. Obviamente fala-se aqui da Furukawa Sanae (bela e sentimental) e do Furukawa Akio (brincalhão e energético), sendo estes os responsáveis pela Nagisa. Ambos levam adiante a Panificadora Furukawa, onde a Sanae tenta vender os seus pães especiais e o Akio sempre vacila nas palavras, tendo de correr atrás dela para desculpar-se. É um ambiente familiar que contrasta severamente com o do Tomoya, que não se entende com seu pai graças à uma séria ocorrência entre eles, em um passado pouco distante.

Nisto, estão para se completar longos nove anos que este anime estreou no Japão. Ainda hoje, para a minha pessoa, Clannad é uma das representações máximas sobre como se deve fazer um anime de drama, que tenha espaço para o slice-of-life, o humor, o sobrenatural e o romance. Com o capítulo aqui apresentado, nobre visitante, iniciou-se a primeira jornada desta obra, que se encerrou em março de 2008. Um anime que ainda sabe encantar pelo seu visual, chamar a atenção pelas suas músicas e cativar pelo seu expressivo elenco.

Dango daikazoku...

Momentos...
Clique nas imagens para vê-las em tamanho real...


"Sunohara aprontou e o Tomoya não o auxiliou..."


"As irmãs Fujibayashi e suas peculariedades..."


"A Kotomi e seu amor pelos livros. Até certo ponto..."



"Alguém parece ter provocado a Tomoyo e provado um pouco de sua força..."



"Tudo acabou terminando bem, certo Tomoya?"


"Um triste lar..."


Clannad
Episódio #1: "Na colina onde caem as flores de cerejeira..."


"Se desejar, você gostaria que eu te levasse a um lugar
nesta cidade, onde os sonhos se realizam?"

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons