[Semanal] Planetarian #2: reparando o projetor... ~ Netoin!

quinta-feira, 14 de julho de 2016

[Semanal] Planetarian #2: reparando o projetor...

A tradicional capa.
Sentimentos...

Existem dois pontos de comparação direta entre o episódio de estreia e o desta semana. O primeiro deles, que acaba entrando como um tipo de incógnita, se faz existir pelo fato da diminuição no período do capítulo, contando com três minutos de diferença entre ambos (dezesseis para o primeiro e treze ao segundo). Contudo, o segundo ponto acabou sendo muito mais feliz e positivo, pois Planetarian mostrou estar não apenas seguindo fielmente sua novel, como também está sabendo explorar isso em seus dois personagens, a simpática robô Yumemi e o humano sério Junker.

Para esta oportunidade o anime acabou mostrando um pequeno ciclo de tempo, no qual o projetor do planetário (de nome Jena) está recebendo uma atenção especial, visando o retorno de suas funcionalidades. Entretanto, o início deste segundo episódio teve como gatilho a paciência do Junker que estava para se esgotar, fazendo com que a Yumemi mudasse consideravelmente o seu semblante, antes sorridente ao extremo, para uma face mais preocupada e incrédula.

Tendo gancho certeiro no parágrafo acima, é justo aqui comentar não apenas o quanto a Yumemi é inocente, como principalmente este fator dela acaba sendo um ponto de grande carisma na personagem. Não importava quantas vezes o Junker fosse sério ao extremo com ela, pois a robô sempre acabava voltando para algum ponto anterior e acaba sendo amável com o próprio nas respostas dadas. A prova maior está quando o humano descreveu para ela as tristes ocorrências no mundo e, nem assim, a robô mostrou se abalar.

 O Junker contando a Yumemi sobre o que aconteceu no mundo...

Entretanto, a Yumemi se permitiu abalar quando questionou o humano, por diversas vezes, sobre fatores extremamente comuns na vida de uma pessoa. Ela queria poder sonhar, chorar e imaginar coisas, tais como muito provavelmente o Junker os faz. O sentimentalismo da robô acabou soando estranhamente real e conciso, sendo provavelmente fruto de seus programas desatualizados, mas que demonstraram ter um fundo de anseio e realidade no todo. Aos poucos, todo este comportamental da Yumemi acabou invadindo a personalidade do humano, que também mostrou-se mais acessível e cordial nas palavras e ações para/com a robô.

Pese aqui o fato da simpática protagonista saber que seu período útil está para se findar, uma vez que sua operação atual está no modo de energia extra. Ao seu companheiro de jornada no planetário, algumas dúvidas começaram a surgir em larga escala. Para ambos os personagens, possivelmente algum grande evento está no aguardo dos mesmos. No caso da minha pessoa, tudo que se faz esperar está no âmbito de como certas ocorrências da novel serão trabalhadas neste anime que, até o momento, está sendo deveras agradável e muito bem-vindo.

Deve-se aqui ressaltar que, finalmente, as músicas resolveram aparecer durante o episódio. Em um tom de baixa tonalidade, é bem verdade, mas se fizeram presente em boa parte da duração deste capítulo. Não houve ainda uma abertura para Planetarian, mas desde agora a preparação para a comoção extrema se faz valer. Restam apenas três episódios para findar esta série em ONA, porém emoção não faltará.

Aguardar é preciso...

Momentos...
Vindos de treze preciosos minutos...



Comportamento - o Junker estava tentando consertar Jena, o projetor do planetário. A Yumemi, aparentemente, conseguiu irritar o humano, ao ponto de ele ter mandando-a usar a ferramenta que tinha em mãos para fechar a sua boca...


Pausa #1 - enquanto o Junker consertava o Jena, a Yumemi lhe contava que precisava entrar em modo de pausa a meia-noite, para assim manter sua pouca energia estável para as próximas horas disponíveis de funcionamento...


Sono - o Junker pegou no sono e, na manhã seguinte, foi acordado pela Yumemi. Ela questionou-o, dizendo que gostaria de poder sonhar tal como fazem os humanos. Quando o rapaz lhe disse que nem todos os sonhos são bons, a simpática robô entristeceu-se...



Chuva - fora do planetário, ambos conversavam sobre energia. No caso da Yumemi, ela estava à dispor de apenas sessenta horas de funcionamento, à partir do dia seguinte. Ao Junker, usar uma garrafa com um filtro para ter água fazia parte de sua fonte para sobrevivência. Para ambos, havia algo em comum...



Lágrimas - enquanto testavam lâmpadas para Jena, os dois personagens conversavam sobre a ação de chorar. Por mais que o Junker falasse do quão triste isso era, a Yumemi desejava poder lacrimejar, tal como os robôs de versões acima a dela podiam fazer. Momento sentimental...



Céu - quando o Junker disse para Yumemi rezar aos Deuses, no que tangia ao funcionamento de Jena, a robô trouxe uma lembrança à tona. Os seus anseios se faziam presentes, por mais que ela fosse um maquinário sem sentimentos propriamente ditos. Contudo, o episódio mostrou que ela, Yumemi, tinha um algo à mais neste sentido...



Pausa #2 - a Yumemi entrou em um novo estado de pausa. Por sua vez, o Junker permitiu-se sorrir ao vê-la descansando. Para ele, já havia o costume do convívio e irritar-se com a robô, aos poucos, perdia a potencialidade...


Felicidade - na manhã seguinte, a Yumemi recebeu uma ótima notícia do Junker, que a fez exibir um tipo de sorriso o qual se tem a vontade de preservar, para todo o sempre...

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 2Blogger
  • Disqus

2 Comentários

  1. Saudações.

    Terminei de ver e mais uma vez venho aqui comentar também.

    Bem observado o aspecto dela não se abalar com a grande tragédia que destruiu o mundo, mas sim com coisas como as sensações humanas. Algo aparentemente trivial, mas muito importante para um robô.

    E antes dela entrar no modo de economia de energia, finalmente surgiu parte da frase que é o grande tema desta obra. Aquilo que faz dela um robô em sua essência mais nobre e pura. Algo que a faz não ser humana, no bom sentido da palavra. Ou até faz com que ela seja mais humana ainda...

    Até o próximo capítulo e espero pela nova matéria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Nobre Usys, na verdade a Yumemi sempre esteve confinada no planetário de Hanabishi. Nunca ousou sair de lá.

      Se analisar que durante os 29 anos descritos no anime, ela saiu do modo de pausa por uma semana apenas a cada ano, então isso causa um sentimento ainda maior de valia para/com esta personagem.

      E emoção é algo que Planetarian tem de sobra, nobre.

      No aguardo de suas palavras no post do terceiro episódio.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons