[Volta ao Passado] Assim começou Suzumiya Haruhi no Yuuutsu... ~ NETOIN!

domingo, 26 de junho de 2016

[Volta ao Passado] Assim começou Suzumiya Haruhi no Yuuutsu...

A capa.
Um poder simplesmente inigualável...

No distante ano de 2006, mais precisamente no seu segundo dia de abril, Suzumiya Haruhi no Yuuutsu estreava na televisão japonesa. Batizado como "episódio zero", o anime mostrou um ponto inicial totalmente desconcertante para a época (evidentemente, teria o mesmo efeito se fosse lançado no tempo atual). Até porque, levando consigo o nome de "As aventuras da Asahina Mikuru", tudo que foi perceptível visualizar acabou transpassando inúmeras linhas para aquilo que se possa mensurar como sendo "racional" ou lógico".

Este é o ponto dado para o início de tal obra. Em seu escopo mais primário, a jovem de nome Mikuru era a estrela na estreia do anime em pauta. Tal personagem era um tipo de heroína, que estava na Terra para impedir que uma perigosa bruxa alienígena chamada Nagato chegasse perto o bastante do jovem Koizumi, uma vez que tal rapaz era um tipo de "chave" para um poder maior e espetacular que poderia, dentre outras coisas, recriar todo o universo conhecido.

O enunciado acima pode lembrar, amistosamente, de algum filme de ficção científica ou algo bem próximo à isto. Entretanto, tudo não deixava de ser mais uma das estripulias vindas diretamente da jovem Haruhi e toda a mente inquietante que ela possuía. No caso, tudo era uma filmagem. A citada personagem, auto proclamada ler de um grupo escolar (clube) chamado Brigada SOS, teve a ideia de fazer tal filme para angariar fundos monetários, visando levar adiante um de seus planos mais estupendos (que seria explicado no decorrer de tal série).


 Os momentos iniciais do anime.

Não à toa, haviam momentos onde a Mikuru e a Nagato tiravam uma pausa na história do filme para fazer a propaganda das lojas da região que, de alguma maneira, resolveram patrocinar este ideal da Haruhi. Não que a minha pessoa tenha tentado, na época, entender como que uma menina vestida sensualmente como coelha, e outra de bruxa, pudessem enfaticamente aumentar o fluxo de clientes para tais patrocinadores (mas é preferível não desvendar muito isto, até por não ser o mérito da questão neste momento, ao menos).

Irretocavelmente, este humilde blogueiro assistiu pela primeira vez este episódio e não teve a mínima vontade de continuar com o anime, justamente pela sua estranha e desorientada história inicial. Contudo, alguns meses mais tarde (ainda em 2006), tal capítulo foi assistido novamente e o anime foi visto até o seu final, sendo desde então uma das melhores lembranças que a minha pessoa tem das primeiras animações japonesas vistas graças à internet. Não existe uma explicação clara ou minimamente sucinta para isto tudo, mas Suzumiya Haruhi no Yuuutsu acabou merecendo amplo apreço, graças ao seu interessante elenco e um enredo que sabia prender a atenção (muito disto pela certa bizarrice do mesmo).

Caso você esteja se perguntando sobre um personagem que acabou não sendo citado neste texto, despreocupe-se de imediato. Até porque ele, o jovem e destemido Kyon, teve sua vida transformada para todo o sempre após, inocentemente, ter tentado conversar amigavelmente (e despreocupadamente) com a Haruhi em sala de aula. De certa forma, era mais do que sensato se sentir na paula dele durante o episódio aqui relatado (principalmente pelo fato de que ele tanto filmava como também narrava o filme). Que cotidiano o dele.

E assim se seguiu...

Recordações...


"Mikuru Beam!"


"Pausas para as propagandas..."


"Aqui ocorreu um salvamento bem impulsivo..."


"Eram para serem zumbis, mas..."


"Invasão de domicílio por parte da bruxa..."


"Seriam arenas de combate..."


Suzumiya Haruhi no Yuuutsu
Temporada: abril'2006

Episódio #00: "As aventuras de Asahina Mikuru"


"E nada precisa ser aqui mencionado..."

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - NETOIN! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons