Além dos Olhos Grandes: concepção, lançamento e opinião! ~ Netoin!

domingo, 11 de maio de 2014

Além dos Olhos Grandes: concepção, lançamento e opinião!

A chamada.

Uma data e um acontecimento de grande importância...

Certos momentos devem ser guardados para todo o sempre na memória. Por muitas vezes, são as chamadas para aquele pensamento sobre uma vitória, uma conquista alcançada com muito esmero. Com muito trabalho, disciplina e esforço, um projeto que foi adiante com uma exaustiva (porém gratificante) pesquisa conheceu, no sábado (10 de maio de 2014), o seu ponto culminante e de grande representação.

Recorde-se, visitante, de uma postagem extremamente importante que foi lançada aqui no NETOIN!, em meados de novembro'2013. Na citada ocasião, um projeto apareceu para todos os interessados da área, com o objetivo claro de mostrar a história de uma arte que, seguramente, deve ser prontamente do seu agrado. Entretanto, o ideal fixo estava em mostrar a origem e segmentação de tal tipo de arte usando da própria para atingir o pleno objetivo. Tratava-se de um projeto ambicioso, porém seguro e muito palpável.

Este era o anúncio do projeto Além dos Olhos Grandes. Uma ideia que partiu da mente da jovem Ana Carolina, desde épocas mais passadas, que acabou encontrando um ponto de impacto recentemente. O que ocorreu na data citada no primeiro parágrafo deste texto foi o lançamento de um livro, que recebeu o título já mencionado linhas acima e que, com muita honestidade e seguridade, acabou comprovando o quanto que um esforço levado adiante com seriedade e maturidade pode render um resultado mais do que positivo, ao seu final.

A palestra em sua sequência.

O ideal da publicação Além dos Olhos Grandes está em mostrar a história do mangá, no próprio formato mangá. Trata-se de um livro que foi trabalhado com muito cuidado. Em seu escopo, cada desenho demonstra o quanto a arte dos quadrinhos japoneses é deveras apaixonante para muitos, além de enaltecer a razão para que tal cenário chegasse à ficar assim. Contudo, a publicação está longe de ser fantasiosa, pois o real escopo por detrás de cada uma das cento e quarenta e três páginas de tal livro é o aprendizado, o envolvimento e a objetividade em expandir conhecimentos acerca do tema proposto.

Durante a palestra de lançamento, que ocorreu na Itiban Comic Shop em Curitiba/PR, as palavras entoadas pela jovem Ana Carolina deixaram tal ideal muito claro. Ela fez questão de falar aos presentes sobre o todo o processo por detrás de tal projeto. Em seu histórico, tudo acabou tendo início na época do TCC da pessoa em citação. Era um ideal que necessitava de planejamento e muita pesquisa. Com o passar do tempo houveram obstáculos à serem vencidos, para que se chegasse ao resultado apresentado.

Apresentar todos os responsáveis pelo lançamento do Além dos Olhos Grandes foi um dos principais momentos da palestra. A Ana Carolina foi quem criou o roteiro e fez a pesquisa. Três foram as pessoas responsáveis diretamente pela arte da publicação, cada qual focado em uma das partes do livro em seu roteiro principal. O Maxwell  Alves foi o responsável pela arte da primeira parte. Por sua vez, o segundo trecho ficou à cargo do Juliano Henrique. E a parte final foi desenhada pelo Cristiano Procópio. O processo de revisão desta obra seguiu-se por parte da Danusa Borges.

Momentos de bom humor tomaram conta do evento.

Como a Ana Carolina ressaltou durante a sua palestra, todas as pessoas que aceitaram fazer parte do projeto são dignas, na totalidade, da confiança dela. Não para menos, e analisando as palavras ditas por cada um dos presentes à mesa, o sentimento é o mesmo deles para/com ela. As perguntas feitas por quem acompanhava o evento também mostrou isto muito bem. Na medida que cada questionamento ia sendo respondido, foi bem óbvio notar o sentimento de vitória presente por cada uma das pessoas que, com seus esforços, fizeram o projeto Além dos Olhos Grandes converter-se em uma grande e bem-vinda realidade.

Neste momento, nobre visitante, você deve estar questionando-se sobre a aplicabilidade da publicação, o desenvolvimento do livro em si (internamente). Como foi salientado parágrafos acima, a obra possui três partes específicas, cada uma enaltecendo uma sub-temática dentro do tema principal proposto. Com a ideia de falar sobre o mangá no formato mangá, ter uma personagem que servisse de ligação para tanto foi necessário. Sendo assim foi criada a Soninha, a personagem central da obra e que serve como um tipo de narradora na mesma, que foi cuidadosamente e carinhosamente desenhada por cada um dos três artistas mencionados (Maxwell, Juliano e Cristiano), obedecendo o estilo de traço que eles possuem individualmente (a Ana os deixou trabalhar livremente nisto).

O livro teve três tópicos trabalhados com cuidado no processo. O primeiro diz respeito à história do mangá, onde é possível saber mais sobre a concepção da arte e desenvolvimento da mesma. O segundo tópico teve como tema o formato e conteúdo de um mangá, no qual é possível saber mais sobre gêneros e temas trabalhados. Por fim, a terceira parte fala sobre o mangá no Brasil, apontando um pouco do passado, do presente e dando ideias quanto ao futuro dos quadrinhos de estilo nipônico em solo nacional. Ao final do livro existem entrevistas feitas com Minami Keizi, Vicente Cardoso e Simonia Fukue, que auxiliam ainda mais à engrandecer tal publicação.

Sessão de autógrafos...

Um ponto de grande positividade desta publicação está diretamente ligado à sua linguagem e ambientação, propriamente ditas. Cada transmissão de conhecimento e ideia foi feita através de uma comunicação bem simples e profissional, proporcionando uma experiência de leitura das mais válidas e que, com o auxílio extremamente bem-vindo das artes presentes, acabou fazendo com que a obra ganhasse ainda mais em aspectos literários e sócio-educacionais. Sendo uma publicação feita em solo curitibano é bem óbvio imaginar que a capital paranaense serviria de ambiente para diversas de suas passagens, como de fato acabou ocorrendo. Ver a Praça do Japão na capa e uma alusão às tradicionais bancas de jornais da cidade é, seguramente, algo de fazer aparecer um sorriso alegre na face de quem lê esta publicação.

Outro ponto de interesse está nas referências. E o Além dos Olhos Grandes soube explorar muito bem tal aspecto. Você poderá ver, durante a leitura da publicação em análise, a aparição de personagens de aclamadas séries dos animes e mangás como Astro Boy, Magic Knight Rayearth, Sailor Moon, Jojo's Bizarre Adventure, El Hazard, YuYu HakushoChonchu de Chonchu, Aku no Hana, entre as mais diversas obras possíveis. E todas elas fazendo parte da temática proposta por tal obra, que visa a transmissão de conhecimento. Além disto tudo, a leitura é feita do modo ocidental. Em outras palavras, esta publicação deve ser lida da maneira mais conhecida pelos brasileiros, sem espanto quanto à isso.

Visitante, a palestra em si também reservou momentos para alguns pontos de impacto. Um deles falando sobre a atualidade dos mangás no Brasil, que há mais de uma década vem mostrando crescimento (mas que ainda há um caminho para se percorrer). Também foi mencionado que para fazer mangá não há a necessidade obrigatória de se falar sobre o Japão, unicamente. Em nações como a França e a Argélia existem mangás feitos por artistas locais que enaltecem a cultura, costumes e até o cotidiano de seus Países, tendo como inspiração direta a arte e o estilo japonês de fazer quadrinhos e elaborar enredos. E no todo do evento, o bom humor dividiu espaço com momentos de seriedade, o que fez a palestra ganhar muitos pontos de atenção e chamativa de curiosidade.

A capa da publicação.

Um estudo sobre mangás no formato mangá, que nasceu de uma tese defendida na época de TCC até culminar com o apoio mais do que primordial de setores em especial. A trajetória por detrás de Além dos Olhos Grandes é digna de muitos aplausos e, seguramente, tem o necessário para servir de apoio direto para quem anseia ingressar nesta área, com muita vontade e atenção. Com toda a seguridade do mundo, participar de tal palestra foi dignificante para a minha pessoa e, ao final deste texto, faz-se lançar os mais sinceros parabéns para Ana Carolina, Maxwell Alves, Juliano Henrique, Cristiano Procópio e Danusa Borges. O empenho deste grupo de pessoas tornou possível transformar o projeto aqui analisado na mais pura e bem-vinda realidade.

Além dos Olhos Grandes
Um estudo em mangá sobre o mangá

Equipe
Ana Carolina (pesquisa e roteiro)
Maxwell Alves, Juliano Henrique e Cristiano Procópio (ilustrações e arte)
Danusa Borges (revisão)

O TCC foi ampliado e virou um projeto aprovado no Mecenato Subsidiado de Curitiba/PR

Menções importantes
Banco do Brasil (incentivo)
Prefeitura Municipal de Curitiba/PR,  Fundação Cultural de Curitiba/PR
e Lei de Incentivo à Cultura (apoio) 

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 6Blogger
  • Disqus

6 Comentários

  1. Projeto muito interessante, Carlírio. Será que eles disponibilizam exemplar para fins de resenha? Particularmente, tenho muito interesse por livros teóricos sobre HQ e mangá e já resenhei muitas obras assim.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alexandre, tudo bem?
      Que legal ver seu comentário por aqui!
      Aqui é a Ana Carolina do projeto! Eu tinha mesmo pensado em enviar um exemplar pro seu blog se tivesse interesse, sempre leio suas resenhas!
      Me manda seu endereço no miyoru.chan@gmail.com (o Carlirio pode confirmar que esse é meu e-mail mesmo, hehe)

      Abraços!

      Excluir
    2. Olá!!

      Interessante essa publicação. Parece que tem muito o que mostrar... Será que vai estar disponível em algum lugar para venda? Não tinha nenhum tipo de informação no post. Me senti levemente interessada na obra. xD

      Estar no lançamento de algo é sempre legal, ainda mais de algo feito com bastante empenho!!

      Até mais

      Excluir
    3. Saudações


      Nobre Alexandre, acredito que a amiga Ana já tenha lhe dado a resposta necessária... Entre em contato com ela...^^


      Até mais!

      Excluir
  2. Olá, boa noite!!!
    Também me interessei muito pela publicação! Sou graduada em História e meu TCC foi justamente nesta área, embora muito superficialmente, trabalhei sobre a Inserção do Mangá na Cultura Brasileira.
    Gostaria de saber se haverão exemplares disponíveis para venda ou download, afinal, materiais para estudo e lazer serão sempre bem vindos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Muito interessante o seu interesse, nobre Taty. Realmente, a amiga Ana desenvolveu um trabalho digno e merece total respaldo por isto.

      Ela possui exemplares físicos à venda. Vou te passar o e-mail dela, para que tu possa entrar em contato direto com a Ana. Entre em contato pelo endereço [miyoru.chan@gmail.com].

      Ela ficará contente.^^


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons