Definindo o amor em Kuttsukiboshi ~ Netoin!

domingo, 27 de maio de 2012

Definindo o amor em Kuttsukiboshi

Kuttsukiboshi.

Saudações, amigo visitante. Neste momento você é convidado à acompanhar a mais uma review de anime aqui no NETOIN! sendo, nesta ocasião, o octogésimo nono texto da referida seção. Para um melhor aprimoramento e entendimento, a obra escolhida possui a temática yuri como fator de atenção.

Mas, ao ler o texto, você perceberá que este anime não se prende unicamente ao dito romance. É bem verdade que há pontas em suas poucas ramificações, que vão sendo fechadas uma após a outra. Questões como confiança e caráter também são bem discutíveis. Tudo isso em apenas dois episódios de um OVA simplesmente chamativo.

À partir de agora, saberás um pouco mais sobre do que se trata a obra animada de nome Kuttsukiboshi. Ficarás ciente sobre o modo como duas jovens se relacionam e no quanto que isso faz parte da vida delas, mesmo com todos os poréns que estão à espera delas. Infelizmente, haverão certos spoilers.

Tenha uma boa leitura.

Conhecendo as protagonistas

Kawakami Kiiko e Saitou Aaya.

A história de Kuttsukiboshi gira em torno de duas estudantes. Uma delas chama-se Kawakami Kiiko que, aparentemente, leva uma vida normal e sem maiores problemas. Entretanto, a palavra aparentemente parece perder muito de sua usabilidade, no que diz respeito a Kiiko.

Isto se deve ao fato da jovem ter tido um estranho tipo de sequela após um acidente que sofrera. Um certo dom especial passou à fazer parte de sua vida, o que acabou deixando a Kiiko com um certo temor. Pode-se enfatizar, com claridade, que tal temor se faz justificar em meio à uma sociedade tão banalizada por contextos ditos como "comuns" e/ou "aceitáveis", onde o chamado "diferente" pode causar medo e pavor por parte dos demais.

Lições de moral não são a ênfase desta review ( e este humilde blogueiro não é o mais indicado para tanto ). Mas entender o medo e o receio da Kiiko não é difícil, principalmente pelo fato de não haver ninguém que aceite a sua realidade ou que, pelo menos, a escute.

O momento que antecede o clímax...

Para a boa sorte da Kiiko, uma aluna de sua classe aparenta ser a pessoa que poderá ajudá-la. Alguém que ela sempre esteve à observar, de longe, com um certo carinho e um dócil sentimento no ar. Para a Kiiko, esta outra jovem lhe era a pessoa mais importante do mundo.

Trata-se da Saitou Aaya, uma moça de cabelos curtos e detentora de um comportamento muito normal. Menos para a Kiiko, que a via como alguém simplesmente fenomenal. De certa forma isso se provou real, uma vez que a Aaya aceitou a Kiiko e seu estranho dom, ajudando-a à entender e controlar tal poder.

Em uma bela tarde, da forma mais inocente possível, as duas garotas estavam relaxando sob uma árvore na escola. E justamente ali começou a verdadeira história de Kuttsukiboshi, na qual o amor crescente entre a Kiiko e a Aaya iriam passar por penosas e severas provações.

O desenrolar da história...

O momento do beijo...

Kuttsukiboshi pode ser facilmente divido em duas metades, onde na primeira reina a inocência e na segunda uma dura realidade vem à tona. O anime aparenta ter tal efeito proposital de instigar a curiosidade onde, dada a diferença de tempo entre o lançamento oficial de um episódio e outro, o que se tem é algo recompensador como retorno.

Após o citado evento sob a árvore na escola, Kiiko e Aayu puderam enfim começar o seu enlace. Para a Kiiko isto pode ser interpretado com grande representatividade, pois a sua timidez impedia a moça de se declarar abertamente para a amiga. Para aumentar tal felicidade, a Kiiko não fazia ideia dos sentimentos recíprocos por parte da Aaya.

Curiosamente, o comportamento calmo da Aaya escondia alguém que era simplesmente sedenta pelo amor, no maior poder possível à ser lançado pela palavra. Enfaticamente, em qualquer lugar a Aaya podia demonstrar todo o seu sentimento pela Kiiko ( que continuava tímida ) beijando-a ardorosamente, provocando nela sussurros típicos de prazer ( por meio da masturbação ) ou "simplesmente" fazendo amor. É óbvio que o anime não mostra as cenas de sexo, mas as demais aparecem com certa tranquilidade.

Saitou Kouta: enigmático!?

O anime lhe dá uma vaga ideia de caminhar apenas da forma já mencionada nas linhas acima. Mas é uma ideia mentirosa e, de certa forma, bem-vinda. Todo o plot de Kuttsukiboshi se transforma quando o irmão mais velho da Aaya se faz apresentar: Saitou Kouta, um famoso cantor.

À partir daqui, mas especificamente no momento em que a Kiiko usa ( irregularmente ) de seus poderes para adentrar na casa da Aaya, o anime convida você à raciocinar e muito sobre o porque de um certo ato estar sendo feito entre os dois irmãos. Há muita coisa escondida por detrás disto.

Porém, a Kiiko passaria à batalhar contra isso. O medo e a falta de confiança passou a tomar conta das duas garotas, em um verdadeiro jogo de demonstração de carinho e de receio quanto à certos segredos escondidos. Parece que Kuttsukiboshi lhe convida não apenas à mostrar um amor entre duas garotas, mas também até aonde um sentimento amoroso pode ser forte e verdadeiro. Indo mais além o anime mostra que, sem confiança e respeito, o amor não passa de um falso sentimento.

Conflitos, definições e um algo à mais...

O momento do pedido nunca imaginado...

Kuttsukiboshi não faz a mínima questão de esconder a razão pela qual existe. O anime quer e consegue mostrar que uma história de romance entre duas garotas ( neste caso, um yuri bem presente ) pode ter muito mais do que apenas o amor como alicerce de sustentação. Os conflitos existem em qualquer relacionamento e, neste anime, o que se faz explorar é a questão que atende pelo nome de confiança.

Além disso, mesmo com apenas dois episódios, Kuttsukiboshi deixa uma certa curiosidade correr pelas mentes de quem assistir a obra. Enfaticamente, a passagem de um episódio para o outro deixa a afirmativa aqui lançada em clara evidência. O já citado tempo entre elas ajuda bastante no aumento desta curiosidade.

A Kiiko é uma garota muito tímida que, em dados momentos e circunstâncias apresentadas no anime, acaba por mudar um pouco o seu jeito de pensar. A Aaya, no receio de perder a sua namorada para sempre, preferiu não lhe contar o que estava por detrás daquele dia, em que ela e seu irmão foram pegos pela Kiiko...

Para a Aaya, a vontade é maior que tudo...

Não é uma história que tem a intenção de mostrar mocinhos e bandidos, mas que visa deixar em evidência o quão grave pode ser a falta de confiança em um relacionamento. O anime exibe momentos de certo prazer, mas não faz disto uma vitrine para chamar a atenção. Os momentos yuri são realmente condinzentes, mas há algo que também instiga a curiosidade além da relação entre a Kiiko e a Aaya.

Por sinal, o Kouta é a pessoa responsável pelo fator desequilíbrio aparecer na história de Kuttsukiboshi. Não por menos, o seu ato para com a sua irmã mais nova mescla o que pode ser chamado de pedido incondicional e de aproveitamento da situação, em grande nível. O sentimento de raiva e/ou de pena com o Kouta vai de acordo com o sentimento final da parte de quem assistir este anime.

Pode a Kiiko superar certas situações em busca de sua felicidade? Pode a Aaya realmente esconder um forte segredo de sua namorada, sendo o mesmo maior ( com as devidas proporções ) do que o poder pertencente à Kiiko? O Souta é inocente ou um aproveitador? São as perguntas à serem respondidas após se assistir Kuttsukiboshi.

Objetivamente

Aaya e Kiiko: felicidade para elas...

O anime Kuttsukiboshi é uma produção do estúdio Primastea, cuja venda ocorreu na 78ª Comiket, em 2010 ( contendo o primeiro episódio ). O planejamento inicial de lançamento do segundo episódio acabou não se concretizando, sendo que o mesmo se fez aparecer recentemente. Por ser uma obra de procedência similar à de Kowarekake no Orgel ( por exemplo ) o resultado final é bem mais do que satisfatório.

A arte aparenta certa simplicidade mas, ao mesmo tempo, é visualmente caprichada e competente com relação direta à ambientação do anime. A parte sonora é bem presente, combinando totalmente com a atmosfera da obra. Não é algo que venha à ser lembrado tempos mais à frente, mas tanto a parte visual quanto a sonora são competentes o bastante para lhe propiciar uma boa experiência ao assistir este anime.

Esta obra animada mostra uma relação entre duas garotas que tem que passar por certos obstáculos. É um yuri que faz jus à definição da palavra. Por tudo que foi aqui citado, Kuttsukiboshi é um anime que merece a sua apreciação.

[ made in NETOIN! ]

----------------------------------------------------------------------------------------------

Acesse o site oficial de Kuttsukiboshi, clicando aqui.

O autor do NETOIN! é...
Carlírio NetoCarlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade deste humilde blogueiro. Veja um pouco mais sobre o autor do blog NETOIN!aqui.

  • 2Blogger
  • Disqus

2 Comentários

  1. o anime e muito bom com o amor de duas garotas kiiko ficou frustada ao ver aaya com o irmao ela na sabia de elinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      A obra possui um fator de "arrasto" bem nítido em sua colocação, Elinho.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons