O NETOIN! e seus destaques da animação japonesa em 2015 - parte #1: o legado de baixo... ~ Netoin!

domingo, 3 de janeiro de 2016

O NETOIN! e seus destaques da animação japonesa em 2015 - parte #1: o legado de baixo...

A chamada da vez está aqui.
O momento chegou...

A necessidade de se compartilhar opiniões, acerca de qualquer assunto, é algo que sempre está em uma constante crescente. Não para menos, o âmbito da animação japonesa tem o mesmo foco e ideal. Por tal razão, desde 2010, o NETOIN! dedica um espaço saudável para comentar sobre os destaques da animação japonesa no ano recém terminado. É uma forma muito bem-vinda e saudável de não apenas comentar um ponto de vista próprio, como também apurar as menções que você tem à fazer sobre o tema, nobre visitante.

O ano de 2015 ainda nem bem começou, mas a chamada ainda é convidativa para o ano que passou. A primeira parte disto foi mostrada justamente há poucos dias atrás, com uma compilação dos destaques em aberturas e encerramentos das últimas quatro temporadas. À partir de tal já se tem um prognóstico inicial sobre como se saíram os animes exibidos em tais períodos. Seguindo esta ideia, a chamada para a retrospectiva de 2015 também tem um imenso valor introdutório agora, pois ela buscou resumir apropriadamente a questão de qual foi o veredicto final, em um tipo de média, sobre todas as obras vistas no ano passado (e a repercussão de tais).

Uma vez mais, este post tem as ganas de ficar muito alto, mesmo com o adiantamento em separado sobre as músicas. Por isto, é sempre conveniente aqui ressaltar o embrião que a minha pessoa adotou, resolvendo seguir a proposta trabalhada pelo blog parceiro Alchemist Nany, sobre os animes de 2014. É uma maneira interessante, e nada exaustiva, de fazer um bom compilado do ano que passou.

Com isso, nobre visitante, o primeiro post especial com os destaques de 2015 está oficialmente aberto para você. A temática adotada será a das menções negativas, em outras palavras, com as obras cujo apreço foi ruim ou que tenham deixado um gosto estranho, em se tratando de que poderiam ter saído bem melhores do que realmente foram. Não esqueça de um ponto importante, pois aqui estará registrada unicamente uma opinião, amparada em boa parte por gosto pessoal somado às todas características possíveis, como trabalho acerca do enredo, trilha sonora, carisma dos personagens, entre outras conformidades.

Desde agora, o NETOIN! lhe deseja uma boa leitura!

Introdução: o que poderá aparecer...
Texto retirado originalmente do post: [N! 9 Anos] Preparando a festa!

Embryo e sua análise da situação.
O primeiro ponto de atenção estão nas regras que o NETOIN! adota para fazer tal tipo de post anual. É necessário saber delas, o que lhe proporcionará uma abrangência maior de compreensão, visitante. A primeira a se destacar é que somente animes que foram vistos pela minha pessoa poderão se fazer presentes no pleito oficial do blog. Porém, como cada participante participará nesta oportunidade, tais listas deverão ser feitas apenas com os animes que o nobre visitante viu, sem exceções. Desta maneira, evita-se que obras não visualizadas acabem ganhando menções que poderiam soar injustas, independente das mesmas de serem positivas ou negativas, para ambos os pleitos.

Em um segundo escalão, os animes de início em outubro'2014 (ou em algum momento do citado ano) e que terminaram em 2015 poderão aparecer em qualquer ponto deste especial anual. Seguem-se, como modelos, as obras que foram vistas por minha pessoa neste enquadramento, que se tornaram elegíveis para o mesmo segundo a regra: Akatsuki no YonaBishoujo Senji Sailor Moon Crystal, Cross Ange: Tenshi to Ryuu no RondoKiseijuu: Sei no Kakuritsu (Parasyte)Nanatsu no TaizaiShingatsu wa Kimi no UsoShirobako e Yowamushi Pedal: Grande Road.

A terceira pauta é uma causa oposta à anterior, pois os animes que começaram em 2015 e que prosseguirão na temporada de janeiro'2016 (ou adiante) serão elegíveis apenas para o pleito do próximo ano. Neste caso, os animes que concorrerão apenas em 2016 são (servindo de modelo as obras vistas pela minha pessoa): Haikyuu! Second Season*God EaterHeavy Object, Lupin III (2015), Mobile Suit Gundam: Iron-Blooded Orphans e Utawarerumono: Itsuwari no Kamen.
* atualização 25/12/2015: nesta data, com o anúncio oficial da continuação de God Eater para março de 2016, o anime passou à ser elegível apenas para o citado ano.

Como quarta menção entra um ponto a ser destacado, sendo este o fato dos títulos que tiveram duas temporadas sendo exibidas em 2015, desde que tenham apresentado início e fim no ano corrente, serão ranqueados como um anime apenas. Este é o caso direto de Owari no Seraph por exemplo.

Por fim, se seguirão agora os nomes dos animes que, de acordo com as quatro normativas impostas mais acima, poderão acabar aparecendo neste post especial anual. Os mesmos estarão perfilados, mais abaixo, de acordo com as temporadas em que foram exibidos. Recorde-se, porém, que estes serão os animes válidos para o perfilamento oficial do NETOIN!, nobre visitante, e que você deverá usar este como modelo para uma melhor explanação das regras.

* janeiro'2015: Absolute DuoAkatsuki no Yona, Aldnoah Zero 2nd Season, Assassination Classroom, Binan Koukou Chikyuu Bouei-bu Love!, Bishoujo Senji Sailor Moon Crystal, Cross Ange: Tenshi to Ryuu no Rondo, Death Parade, Dog Days", Durarara!!x2 Shou, Go! Princess Precure, Jojo's Bizarre Adventure Stardust Crusaders 2nd SeasonKamisama Hajimemashita 2, Kantai Collection: KancolleKiseijuu: Sei no Kakuritsu (Parasyte)Koufuku Graffiti, Kuroko no Basket 3rd Season, Military!Nanatsu no Taizai, Rolling Girls, Saenai Heroine no Sodatekata, Shinmai Maou no TestamentShigatsu wa Kimi no Uso, ShirobakoYowamushi Pedal: Grande Road, Yuri Kuma Arashi.
* abril'2015: Arslan Senki, Baby Steps 2nd SeasonDungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka (Dan Machi), Fate/Stay Night Unlimited Blade Works 2nd Season, Gunslinger Stratos: The AnimationHibike! Euphonium, Houkago no Pleiades, Kekkai SensenKyoukai no Rinne, Mahou Shoujo Lyrical Nanoha Vivid, Nagato Yuki-chan no Shoushitsu, Nisekoi: (Nisekoi 2nd Season)Ore Monogatari!!, Owari no SeraphPlastic Memories, Punch Line, Saint Seiya: Soul of GodShokugeki no SoumaUta no Prince Sama: Maji Love Revolutions (UtaPri 3rd Season), Yamada-kun to 7-nin no Majo.
* julho'2015: Akagami no Shirayuki-hime, Charlotte, Classroom Crisis, Durarara x2 Ten, Gakkou Gurashi!, Gangsta, Gate: Jieitai Kanochi nite Kaku Tatakaeri, *God Eater, Prison School, Ranpo Kitan: Game of Laplace, Rokka no Yuusha, Senki Zesshou Symphogear GX: Believe in Justice and Hold a Determination to Fist, Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai, Sore ga Seiyu!, Ushio to Tora, Wooser no Sono Higurashi: Mugen-hen, Working!!!.
* outubro'2015: Comet Lucifer, Concrete Revolutio: Choujin Gensou, Gakusen Toshi Asterisk, Gochuumon wa Usagi Desu ka??, Lance N' Masques, One Punch Man, Onsen Yousei Hakone-chan, Owarimonogatari, Rakudai Kishi no Cavalry, Sakurako-san no Ashimoto ni wa Shitai ga Umatteiru, Shingeki! Kyojin Chuugakkou, Subete ga F ni Naru: The Perfect Insider, Taimadou Gakuen 35 Shiken Shoutai,  Yuru Yuri San Hai!.
* total de animes elegíveis no pleito oficial do blog: setenta e oito.
* atualização 25/12/2015: nesta data, com o anúncio oficial da continuação de God Eater para março de 2016, o anime passou à ser elegível apenas para o citado ano. Com isso, o total de animes elegível para os top's de 2015 teve a redução de tal obra, passando à totalizar setenta e sete no quadro geral.

A escalada dos piores...

Iniciou-se a guerra.
Pode soar injusto, abstrato ou no mínimo ingrato. Mesmo que se trate de uma opinião própria, baseada no que já foi descrito mais acima, é comum uma pessoa fazer sua seleção sobre aquilo que indicaria, o que não indicaria, o que acabou julgando como melhor e também o que acabou definindo como pior.

A ideia deste post, entretanto, está baseada justamente sobre aquilo que se pode determinar como o pior do ano. Na verdade, você verá aqui não necessariamente apenas aquilo que foi ruim, mas também algumas menções de obras que tiveram uma expectativa inicial lançada e que, de certa forma, acabaram não correspondendo.

Para tanto, o trabalho terá início com alguns destaques à parte, que lhe serão citados mais abaixo. Atente que se tratam de indicações baseadas de acordo com o que foi assistido ao longo deste ano. Desta forma, você poderá se sentir à vontade para questionar ou concordar à respeito do que será lido à partir de agora. Se quiseres deixar suas próprias menções sobre, serão bem-vindas na totalidade.

Demência: Anna, de Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai

A "depravada" Anna.
Shimoneta foi, de maneira muito chamativa, a maior surpresa positiva de 2015 para a minha pessoa. O anime fez uma sátira constante, ao longo de sua exibição, sobre o que se define como "politicamente correto". Piadas grotescas, diálogos estonteantemente explícitos e elenco esbanjando coragem (no maior sentido da palavra) fizeram a fama desta obra (e as constantes risadas por parte deste blogueiro).

Porém, uma personagem em especial acabou sendo um dos ícones deste anime. Trata-se da presidente do Conselho Estudantil, Anna, que de uma hora para a outra passou a deixar sua luta pela decência de lado, escondendo sua real face de alguém que queria sentir as chamadas "impurezas" pertinentes a um relacionamento humano.

Ela foi uma grande representante do anime Shimoneta, quase sendo a "mascote de propagandas" para esta obra em si. Porém, a Anna abalou muito mais do que estruturas mentais por este mundo afora. Sua mente, beirando a demência (ou passando de tal ponto) quando o assunto era a temática central da obra, valeu ainda mais do que risadas. Com isso, o título simbólico em pauta acabou ficando com esta jovem personagem.

Pior personagem: Embryo, de Cross Ange: Tenshi to Ryuu no Rondo

Não se deixe enganar por esta face...
Por favor, visitante, o anime Cross Ange se saiu como um bom anime. Sua história, que misturava sci-fi, ecchi, distratos e questões até sociais, acabou provando que a chamada materialização em busca do mundo perfeito é algo que dificilmente será alcançado, não importando os esforços e nem como os mesmos são impregnados.

Porém, um certo personagem desta obra conseguiu ser muito mal falado ao longo dos episódios em que apareceu, em especial na segunda metade do anime. Trata-se do Embryo, um cientista que acabou usufruindo de um tipo de poder à ele concedido, oriundo de uma "falha" em um de seus experimentos. Com tal acontecimento, ele passou a viver em um local onde o tempo praticamente não passava e, de tal ponto, ele acabou manipulando eventos da Terra e até criando um novo mundo, para suprir os fatores negativos do planeta anterior (e de sua sociedade).

Pode até soar nobre e justa a motivação acima descrita (realmente assim se faz). Contudo, o Embryo não apenas controlava as ações da dita nova humanidade (com o poder de Mana), como acabou levando a antiga Terra ao mais triste esquecimento. Se isso não fosse o bastante, tal homem não passava de um tarado em potencial, subjugando as pessoas (enfaticamente as mulheres) para os eu bel prazer único. A criação inescrupulosa de uma "terceira Terra", alinhada aos tratos para/com a Angelise (outra importante personagem da obra), são motivos sensíveis e fortes para que ele, Embryo, vencesse a forte concorrência de 2015 e conquistasse este simbólico título.

Pior final: Aldnoah Zero 2nd Season

Que destino o seu, Slaine...
No mínimo, cinco animes estavam concorrendo a tal primazia nesta categoria. Um deles, e disparadamente o adversário mais forte, era Subete ga F ni Naru. Mas, por uma pequena margem de diferença, Aldnoah Zero 2nd Season acabou levando tal simbólica menção de 2015.

Nobre visitante, o final deste anime foi um dos mais fáceis de se compreender, sendo que tal característica não seria negativa para tanto. Contudo, o entendimento rápido foi um aliado poderoso da falta de linearidade do enredo que, durante toda a exibição deste anime, mostrou ter pecado em diversos pontos e ter aumentado severamente a discrepância de ação por parte de seu elenco principal (fazendo uma comparação entre esta temporada e a anterior do anime).

É mais do que correto mensurar o quanto que Aldnoah Zero 2nd Season foi decepcionante neste aspecto. Deve-se aqui afirmar que, mesmo tendo alguns bons episódios (ou trechos intercalados de tais), o anime não conseguiu se salvar, no propósito de escapar de tal destino aqui no NETOIN!.

Pior episódio: Aldnoah Zero 2nd Season #1

Faltaram sinônimos para tal episódio.
Tudo que você leu nos três parágrafos acima tiveram um ponto de início, nobre visitante. Não para menos, o primeiro episódio de Aldnoah Zero 2nd Season conseguiu superar as expectativas, mesmo provavelmente de quem pouco esperava da obra em si, em sua nova empreitada.

O capítulo inaugural foi a prova cabal de que o anime não teria muito de sensibilidade, em uma visão quanto às expectativas do espectador. Uma nobre amiga deste blogueiro, inclusive, abandonou esta obra logo após ter chegado a uma parte "ímpar" de tal episódio, tendo a princesa de Marte e o Inaho como protagonistas da ocasião. Uma vez que a temporada antecessora havia encerrado de uma maneira que chamou atenção para a sequência do anime, o resultado acabou sendo bem aquém do que era esperado.

Você pode discordar com tranquilidade, nobre visitante. Quanto à isto não existem inconvenientes de nenhuma espécie. Mas, no ponto de vista deste humilde blogueiro, o primeiro episódio de Aldnoah Zero 2nd Season acabou sendo o pior de 2015.

Expectativas não correspondidas: Subete ga F ni Naru: The Perfect Insider

Subete ga F ni Naru.
É bem provável de que, seguindo o exemplo de 2014, esta nomeação possa soar como injusta. De toda a forma, trata-se de um anime que teve bons episódios iniciais mas, que nas proximidades de sua metade, o enredo acabou perdendo o caminho que estava trilhando. O episódio #11, que acabara sendo um dos elegíveis para pior capítulo animado de 2015, apenas constatou a obviedade.

Subete ga F ni Naru tinha uma concepção inicial deveras interessante. A chamada para a racionalização, no que tange à compreensão da história, aparentava ser bem promissora. De fato, o anime cativava neste propósito de aparência abrangente. Mas isto acabou não ocorrendo, em especial na segunda metade do anime, que pereceu por si própria.

Com um suspense que acabou sendo falho, elenco não muito bem aproveitado e uma sequência de episódios bem fracas, Subete ga F ni Naru acabou levando, por parte deste humilde blogueiro, o simbólico prêmio de anime com mais expectativas menos correspondidas do ano passado.

O ("top") bottom'3 de 2015...

3º lugar - Rolling Girls


2º lugar - Aldnoah Zero 2nd Season


1º lugar - Military!


Esta listagem final, para 2015, acabou ficando um tanto quanto proporcional ao que seus integrantes apresentaram. Como o ano que passou teve muitos altos e baixos, selecionar os ditos três piores animes do ano acabou sendo uma tarefa um pouco menos complicada do que em 2014, porém ainda analisada com cuidado antes que os nomes que a compõem fossem escolhidos.

Para tanto, Rolling Girls acabou adentrando neste top com o terceiro lugar. Este anime, especificamente, teve um primeiro episódio muito bem conduzido e feito, mas que acabou fadado à inconsistência de enredo logo no seu segundo capítulo (mesmo o bom visual da obra acabou nãos endo um fator de salvação para a mesma). Por sua vez, Aldnoah Zero 2nd Season perdeu chances de, ao menos, tentar ser melhor (qualitativamente) do que a sua temporada predecessora, ocorrência esta realizada de fato (mas ao contrário). O segundo lugar acabou sendo justo. Mas o primeiro lugar, pelo segundo ano seguido, acabou ficando com um anime de curta duração episódica, sendo este de nome Military!. O time de produção foi basicamente o mesmo de Ai-Mai-Mi (anime de janeiro'2013), mas mesmo o seu nonsense acabou perdendo para a citação mais antiga. Em si, Military! falhou onde não podia tê-lo feito e, infelizmente, ficou com a triste menção simbólica do ano.

Reveja os destaques anuais do NETOIN!
2010  /  2011  /  2012  /  2013  /  2014 - piores  /  2014 - melhores

Nobre visitante, assim terminou a primeira parte de duas 
sobre os destaques de 2015 na animação japonesa.
Em breve, você terá total acesso aos destaques
positivos do ano que passo. Apenas aguarde!

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in NETOIN! ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons