[N! 8 Anos] Sobre mangás online... ~ Netoin!

sábado, 20 de dezembro de 2014

[N! 8 Anos] Sobre mangás online...

A chamada oficial.
Chegou o momento de mais uma troca opinativa...

Esta série de posts especiais, visando a campanha do NETOIN! pelo seu oitavo aniversário, está se saindo melhor do que se poderia imaginar anteriormente. A proposta adotada em cada post está não apenas sendo cumprida à risca, como principalmente trazendo lições bem interessantes sobre todo este vasto fandom que cerca à todos.

Para a presente oportunidade, uma nobre amiga foi também convidada a tecer aqui suas palavras sobre um tema que costuma ser bem polêmico, mas que pede por esta oportunidade em ser aqui trabalhado e divulgado. Tecendo palavras sobre a leitura de mangás online está a responsabilidade da jovem Raphaella (conhecida como Nath no Twitter), que redige textos para o site parceiro Elfen Lied Brasil e também participa dos podcasts do blog Não Nasci Herói.

Basicamente, a citada nobre pessoa desenvolveu uma série de ideias e apresentou muitas características (com direito a algumas chamadas pontuais de atenção) sobre o tema proposto. O texto está digno de análise sucinta e abrangente o bastante para se tecer diversas linhas opinativas. Seguramente, a blogueira e podcaster se saiu muito bem neste guest post especial.

E você, nobre visitante, é o convidado de honra para acompanhar o trabalho dela à partir de agora. Tenha uma boa leitura.

Sobre mangás online...
por Raphaella, do site parceiro Elfen Lied Brasil

Tee hee (ria por favor).
Comemorando esses oito anos de blog, o NETOIN! está fazendo essa série 
de posts especiais com parceiros e amigos dele (sinceramente, eu considero isso 
férias para o Carlírio, porque ele não precisa escrever nada e o blog dele vai ter 
várias resenhas sempre, mas acho que é melhor eu correr agora). Por isso 
estou aqui, afinal de contas  faço parte da lista negra dele, então tinha de 
vir dar uma zoada na situação, não é verdade?

Uma coisa que eu brigo muito com o Carlírio é pela falta de vontade dele em ler mangás online. Isso deve ter ficado tão marcado na mente dele, que este acabou sendo o tema que ele pediu para resenhar para você, visitante deste blog.

Você, caro tele-espectador que gostava de ver animes na sua televisão, finalmente descobriu que existe uma gama muito superior de animes no Japão e a internet, sua melhor amiga, tem também a boa vontade de te presentear com esse conteúdo de graça para você ver, tudo ao alcance de um clique? Saiba que com o mangá é a mesma coisa.

Só coloquei esta imagem porque a achei legal.
O atual mercado de mangás brasileiro está em uma ascensão imensa. Nem tenho mais dinheiro para comprar todos os títulos que eu queria. Ainda assim, por ser uma leitora compulsiva de mangás, não chega nem perto do que eu gostaria (e se chegasse, eu não teria dinheiro para comprar todos de qualquer forma). Sendo uma fã viciada, eu acredito que quando você se limita ao impresso, você está perdendo várias chances de divertimento.

As editoras precisam estudar o mercado para ver se aquele título em especifico pode vender ou não, por isso todos os mangás publicados aqui no território foram bem pensados antes de serem trazidos, e acaba que muitos deles são obras consideradas “mainstream”, já que em geral eles fazem bastante sucesso com todos os públicos de forma homogênea, fazendo com que aquela pessoa que nunca teve contato com mangás (ou aquele que só lê títulos específicos) comece a se diversificar. Eu digo isso porque tenho vários amigos que só conhecem Naruto, Bleach, One Piece e Death Note por exemplo, sendo que estes mangás são dignos do grande sucesso deles, além de terem iniciado muitas pessoas neste mundo no estranho dos quadrinhos japoneses.

O Twitter nunca falha e sempre me socorre.
Mas pessoas como eu que buscam o “conhecimento” (embora esta palavra pode ser lida e entendida, neste contexto, como “curiosa demais para seu próprio bem”), tem uma tendência de ir mais além do que foi minuciosamente selecionado para que você conheça. Eu não gosto de barreiras pois quero o todo, e graças a esta linha de pensamento acabei caindo de cabeça nesta ideia.

E foi ai que conheci os scanlators e os leitores online de mangás, como experiência própria. Os scanlators são os grupos de pessoas amantes de mangás que vão lá ter o trabalho de traduzir seu título favorito toda semana (às vezes toda quinzena e todo o mês, assim indo). Muitas vezes você não sabe que existem e nem diz obrigado por tal trabalho. Edição de mangá é um trabalho árduo para se fazer sozinho, por isso sempre que possível existe uma separação de tarefas para todos os membros da equipe. Eu, por exemplo, sou apenas tradutora, e depois do meu trabalho alguém tem que checar meu português (que não é dos melhores) na revisão. Depois disto outra pessoa que "manja dos paranauê" dos programas de edição para imagens vai ter de limpar os arquivos que chamamos de “raw”. Errado está quem pensa que, quando um mangá é digitalizado, o mesmo sai branquinho e totalmente certo como se nota nos leitores.

Ajustar uma raw para ficar daquele jeito dá muito trabalho e exige muito tempo de atenção. Além disso, depois de ajustar tudo ainda é preciso apagar as falas de todos os balões e colocar as mesmas devidamente traduzidas neles. Tudo isto porque estou falando do básico. Você tem de pensar que um mangá tem suas páginas coloridas, às vezes apresenta páginas duplas, aquelas falas que ficam no meio de desenhos e afins, e que você não pode simplesmente apagar tudo isto e deixar um buraco ali (se quiser que seu trabalho seja bem feito). Em resumo, reconstruir tudo isto é muito chato (mas necessário).

Na verdade, muitos mangás adotam outras cores (não sendo necessariamente preto e branco).
Bom, mas não vim falar disso, não é verdade? Eu vim falar do resultado final. No começo falei que mangás online são “gratuitos” (observe as aspas). Mas isso tudo é uma farsa (por isto as aspas), afinal alguém teve que comprar o mangá para poder escaneá-lo, para depois outra pessoa ter a boa vontade de traduzir para, na sequência, disponibilizá-lo na internet. E tudo isto com um agravante, pois o autor da obra não disse que tu poderia fazer tudo isso com ela. Para resumir de maneira direta, isto é o mesmo que lidar com um crime de copyright (os conhecidos direitos autorais).

Mangás online são nossa maneira de divulgar o trabalho de várias obras que talvez nunca tenham a chance de vir para o Brasil. O porém é que muitas pessoas se limitam à isso, não sendo todo mundo que se compromete a comprar a obra original quando ela é publicada ou sua devida tradução oficial para poder então ajudar o autor. No fim, todos estão se aproveitando do imenso oceano da internet, de onde é praticamente impossível remover completamente qualquer conteúdo que já foi postado nele alguma vez na vida.

E antes de mais nada eu, Raphaella, não estou ausente de nenhuma crítica, pois também leio mangás online como muitos. Na verdade tenho até conta em leitores de mangá só para poder usar o marcador, considerando que atualmente eu estou lendo pelo menos mais de trezentos títulos ao mesmo tempo. Por isto preciso de algo que me ajude a lembrar de tudo. No fim eu só quis fazer uma mini polêmica, pela qual já te peço desculpas (só não me mate nos comentários). Mas por favor, se você puder compre o mangá.

Uma parte da minha coleção de mangás, presente em post especial no blog Gyabbo!.
- veja a galeria completa ao clicar aqui -
Agora sim começando a falar da prática de ler mangás online, primeiro de tudo, escolha seu idioma. Digo isso por logicamente falarmos português, mas devo dizer quer existe uma gama maior de opções de mangás traduzidos em outras línguas, principalmente em espanhol e em inglês. Mantenho meu inglês até hoje por praticamente só ler mangás em tal idioma. Na realidade, acaba sendo uma boa forma de se aprender outras línguas. Se tem muita gente que aprende inglês com jogos de vídeo game, os mangás (assim como os animes) acabam sendo também uma boa maneira de aprendizagem.

Depois de entender isso é que se pode começar. A maneira mais fácil e rápida é por meio de leitores online, bastando digitar o nome de algum mangá na busca do Google que, geralmente, aparecer um leitor online oferecendo seu serviço. Sim, enfoco na palavra serviço pois muitos leitores online são cheios de propagandas ou pedem ajuda financeira, evidenciando que no fim tem gente ganhando dinheiro com isso (estou sendo chata, mas a verdade é que nestes casos são pessoas lucrando indevidamente com o trabalho dos outros).

Provavelmente, depois do falecido One Mangá (que foi derrubado em uma “caça às bruxas” das editoras japonesas contra a distribuição ilegal de conteúdo na internet), o leitor online mais famoso no momento deve ser o MangaFox (em inglês). Depois deste devem aparecer nomes como o MangaHere, MangaReader, MangaEden, Mangago e o meu favorito que é o Batoto (sendo que o servidor deste já deve ter mudado de lugar várias vezes, sendo algo parecido com o Pirate Bay nisto). Dentre os leitores online citados apenas o Batoto tem mangá em português (na realidade o proposito dele é juntar traduções nos mais diversos idiomas).

Existe um WikiHow sobre o MangaFox. Quase inacreditável.
- acesse o mesmo clicando aqui -
Fora por browsers (navegadores da internet) você também pode usar aplicativos de celular para ler mangás. Os que recomendo são o MangaRock e o MangaBox (disponíveis para Android). Para celulares existe até leitor de light novels (neste caso recomendo o BakaReader, aplicativo do site BakaTsuki que faz várias traduções de light novels).

Mas eu gostaria que você tentasse, sendo possível, assinar os propagadores de conteúdo licenciados oficialmente. Acho que o melhor seria o Crunchyroll (ele tem sessões de animes, mangás e dramas), no qual pagando uma valor bem razoável você pode tem acesso a um conteúdo exclusivo. Na verdade tudo isto está disponível em tal site mesmo que você não pague, mas terá que esperar por uma semana após o streaming oficial para o conteúdo ser liberado para quem não é usuário premium (além do fato de tal material não ser disponível para sempre no modo gratuito).

O Twitter do Crunchyroll está junto com a galera da "zuera". Você não está me entendendo.
Agora irei um pouco mais direto ao ponto, sobre os pontos altos e baixos da leitura online de mangás.

* Por quê não ler online?
Vai deixar sua vista cansada (insira risadas aqui). Mas sério, ficar por várias horas à frente do computador lendo algo (principalmente com o branco lhe saltando à vista) pode dar fortes dores de cabeça (pois aumenta a necessidade da luz ambiente estar acesa). Tome cuidado com isto.

* Por quê ler online?
Para conhecer mais obras de diversos gêneros, com muitas perspectivas e universos a serem explorados. Mergulhe nas novas emoções que os quadrinhos podem te proporcionar, aumente seus horizontes e deixe sua imaginação fluir. Nem que seja para ler o mangá que originou aquele anime que você gosta que teve um final "sem noção", mas que no mangá a sua história ao menos continua.

É isso. Obrigada à você pela leitura deste texto especial 
e te vejo nos ares do Elfen Lied Brasil
- por: Nath -

Minha humilde pessoa recebe com alegria a participação da nobre Raphaella
neste período tão especial. Claro que correrei atrás após a primeira 
citação dela no post, mas tudo é válido em nome da diversão e da amizade.
E você, nobre visitante, com certeza pode aguardar que ainda
tem mais trabalhos especiais para apartar aqui no blog.

Até a próxima!

O NETOIN! está com você, no Facebook e no Twitter

[ made in #netoin8anos ]


Conheça o autor do NETOIN!, visitante...
Carlírio Neto
Carlírio Neto, um fã de animação e cultura japonesa desde os anos noventa. Dramas são a especialidade pessoal. O personagem Wataru, de Sister Princess, representa bem a personalidade de minha humilde pessoa.

  • 0Blogger
  • Disqus

Deixe o seu comentário

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons