O gênero slice-of-life: entenda-o para compreendê-lo... ~ Netoin!

domingo, 6 de novembro de 2011

O gênero slice-of-life: entenda-o para compreendê-lo...

Hidamari Sketch: o slice-of-life como tem de ser...

Amigo visitante, o NETOIN! agradece a sua visita.

Se você visita este blog com alguma frequência, deve ter notado quais os gêneros de animes e mangás que mais aparecem nesta humilde casa na internet. Entretanto, não é necessariamente uma exclusividade.

Dentre estes gêneros, o slice-of-life aparece bastante. Não por menos, os animes de tal temática possuem um grande apreço por parte deste humilde blogueiro. Mas, em um âmbito mais completo, o slice-of-life é um gênero de animes não muito popular, fato este devido às circunstâncias que o regem.

A questão primordial está em saber se o slice-of-life realmente merece o estigma que carrega, onde há quem associe tal gênero como "histórias boas para se dormir", ou ainda com a já conhecida frase "slice-of-nada".

Desta forma, apronte-se adequadamente em frente ao seu computador ( ou aparelho celular ), fique extremamente relaxado e aproveite para saber sobre o gênero slice-of-life.

O que é slice-of-life?

Azumanga Daioh: um slice-of-life simples e regado a um humor inocente...

Existe uma forma muito básica e direta de definir o gênero slice-of-life, onde o mesmo pode ser melhor compreendido como uma história do cotidiano. Diretamente, isso significa que o gênero pode tanto retratar o dia a dia da vida de alguém em específico, como até pode contar histórias referentes à um grupo de personagens ou a uma sociedade em especial.

Levando o descrito acima mais adiante, uma pergunta pode vir à mente de forma direta. Em tal questão, fica a dúvida se o slice-of-life tem de trabalhar sozinho ou se algum outro gênero pode trabalhar junto.

Para este humilde blogueiro, a resposta é muito óbvia: o slice-of-life tanto pode trabalhar de forma solo ( o que, na teoria, é mais difícil ) como também com algum outro gênero em conjunto ( mais comum ). Você pode até pensar que, de acordo com tal afirmativa, parece que o slice-of-life não possui força própria, tratando-se assim de um gênero fraco. Porém não é isso que ocorre.

Aria, the Animation: sinceridade total em sua concepção...

Jamais se esqueça de que o slice-of-life é um gênero sobre o cotidiano. Não espere, logicamente, que haverá a história sobre a vida na Terra segundo diz a ciência, por exemplo. Ou então algum enredo mais frenético à ser passado...

Você pode esperar, sim, pelo amadurecimento de alguma personagem específica em uma obra, acompanhar o crescimento dela e até sentir ( ou compartilhar ) de seus anseios e frustrações com o passar do tempo, dentro de uma linha cronológica definida na obra.

Em si, o slice-of-life é um gênero de alicerce muito comum, onde na maioria dos casos tende a reinar características como a calma e a lentidão, com as quais uma história deste gênero tende à passar.

A razão da descrença no gênero...

A-Channel: contemplando a ramificação escolar do slice-of-life...

Amigo visitante, com base em tudo que foi descrito nos parágrafos mais acima, não fica difícil deduzir que o gênero tratado é alvo constante de algum preconceito ou, minimamente, de olhares tortos. Tal desprezo focalizado por parte dos fãs de animação concentra-se em tópicos que merecem certa atenção.

Um destes tópicos diz respeito a falta de mudança. Esta é uma referência direta ao fato de que, para parte dos fãs, o slice-of-life é muito preso à questão do cotidiano, não cedendo à ramificações e nem se dando ao trabalho de explorar um algo à mais em suas histórias.

Outro tópico diz respeito à ambientação. Ultimamente, grande parte dos animes slice-of-life se passam em cenários escolares, caracterizando um tipo de instalação em uma "zona de conforto", onde fica teoricamente mais fácil trabalhar os animes em tal ambiente.

Nichijou: contra a falácia do dito chato e sem graça...

O último tópico se trata dos personagens em si. Neste caso, quem não gosta de slice-of-life pode julgá-lo pelo modo como os personagens no anime alegando que, num todo, nunca mudam seus comportamentos e nem esforçam em tentar executar tal ação.

De uma forma fria e puramente rasa, estes três motivos apresentados acima podem ser considerados os principais para uma pessoa se afastar de animes do gênero em questão. Podem ou não haver outros mas, em tese, todos podem acabar ligados à qualquer um dos apresentados.

À partir disto, uma outra questão se faz aparecer. A dúvida fica centrada no que pode então valer a pena ao se assistir um anime slice-of-life. E, na verdade, a surpresa pode ser bem positiva e maior do que se pode imaginar...

Um trabalho ampliado...

Ikkoku Meiro no Croisée: muita beleza e momentos fofos...

Animes do cotidiano não precisam, de forma nenhuma, ficar presos à um alicerce pronto ou à um costume já tradicional. Na verdade, o gênero possibilita as suas ramificações estratégicas que, sendo bem usadas, podem garantir uma longevidade saudável para a obra e um reconhecimento até merecido.

Algumas obras podem usar da criatividade, para que o cotidiano seja transmitido de uma forma sadia e positiva. Neste caso, citar Lucky Star serve de parâmetro, pois o anime tem humor na medida, alinhado à diálogos que podem até parecer meio desgastantes no início, mas que no final mostram a sua importância para o prosseguimento da animação em si.

De igual forma, Azumanga Daioh trilha um sentido similar ao anime anteriormente citado. Neste caso, porém, tudo acontece de uma forma ainda mais descompromissada e amigável, graças ao conjunto de personagens que transpiram carisma.

Usagi Drop: o slice-of-life com drama e muita emoção...

Um slice-of-life pode lhe fazer chorar de emoção ou, minimamente, fazê-lo pensar muito sobre uma passagem da obra ou a sequência da própria como um todo. Neste caso, vale a citação de Usagi Drop, dado o fato de seu alicerce estar em uma ligação familiar que tende à sofrer um pouco ( humanamente falando ) com o duro cotidiano de seus personagens...

Você pode se sentir atraído pelo kawai em excesso ou, de igual forma, pela beleza em grande quantidade alinhada por um efeito moe despretensioso e natural. O anime Ikkoku Meiro no Croisée dá uma bela ideia disto, buscando conciliar o dito bonito e agradável com uma história que mescla um dia a dia de inserção à um novo estilo de vida, com direito à pequenos conflitos sociais pertinentes à tal fato.

Ainda pode ser citado o anime K-ON! onde, por mais que seja um divisor de opiniões ferrenho, ele procura divertir ao seu modo. Tudo isso com um clube escolar que tem a música como alicerce definido, alinhado a um efeito moe bem mais forte e presente do que no anime citado no parágrafo acima.

K-ON!!: parâmetro do slice-of-life bonitinho e bobinho, mas
que diverte ao seu modo...


Deve-se citar, de igual forma, que o slice-of-life pode caminhar lado a lado com gêneros como o shoujo-ai. Por suposto, Yuru Yuri é um ótimo exemplo deste fato. Além disso, características como a comédia entram diretamente neste conceito.

De um modo geral, o slice-of-life não é um gênero que busca obter um fandom ou reconhecimento que outros gêneros possuem ( fazendo valer citar as obras shonen e shoujo ). Entretanto, é um gênero que passa pelos preconceitos citados anteriormente, mas que possui os seus pontos positivos que merecem uma análise.

Pode-se complementar o cotidiano com algo que faça a atenção dobrar. Uma situação de doença, um acontecimento catastrófico, a chegada de alguém que provoca uma mudança são exemplos de situações que podem fazer a história do dia a dia merecer ainda uma maior atenção.

Análise...

Working'!!: cotidiano de um restaurante todo especial...

Em resumo, o gênero slice-of-life possui uma tendência natural de fazer com que você se prenda a obra por alguma razão mais pessoal. A possibilidade de você pensar sobre o como uma personagem pensa, e por que age de uma forma tal, serve como atrativo direto para que a imersão à história ocorra saudavelmente.

Por outro lado, este mesmo gênero poderá fazer com que você conte os minutos para que a animação termine, ou para que a obra que está sendo lida encerre-se o mais rápido possível. Dado o fato da lentidão com a qual o enredo tende à passar, é natural que você possa se sentir assim.

Entenda-se apenas que o slice-of-life não pode ser encarado como algo revolucionário, nem tão pouco como algo que visa atrair a sua atenção para um mundo de aventuras descomunais e cheias de efeitos especiais. Basicamente, o gênero em questão lhe faz um convite amigável à conhecer uma personagem ( ou um grupo destas ) e saber como a mesma vive, muitas vezes contando com suas frustrações e anseios naturais para qualquer ser humano.

Objetivamente

Lucky Star: diálogos extensos, situações de humor e carisma falam alto...

O intuito real desta postagem foi fazer com que você, visitante, assimile de uma forma assertiva e saudável como que funciona o gênero em questão. Ao mesmo passo, buscar compreender os pontos que passam impactos positivos e negativos sobre o slice-of-life em muito pode auxiliar na compreensão do mesmo.

Para este humilde blogueiro, o slice-of-life não deve ser encarado como algo chato e demasiadamente sem criatividade. Ele tem de ser observado como um convite para acompanhar o cotidiano de uma personagem solo ou de um grupo destas. A ramificação pode ajudar no processo de familiarização de uma obra, além de contribuir para a longevidade da mesma.

Este é um gênero interessante. Você não pode se sentir, em nenhum momento, obrigado à compactuar com a opinião deste humilde blogueiro. E no caso de já gostar deste gênero, você pode assimilar um algo à mais com este texto, caso o mesmo lhe tenha sido útil para tanto.

Aqui se faz perguntar para você, visitante: o que pensas sobre o slice-of-life?

Diário do mascote do blog...

Netotin tem o seu diário, com apenas um mês de vida... Assim: comi marshmallows, dormi, provoquei o dono, comi marshmallows, saudei o pessoal, comi marshmallows, dormi... É, a vida do Netotin não é fácil... Para não ter pensamentos estranhos, o jeito é comer mais marshmallows. ~netin!

[ made in NETOIN! ]

  • 25Blogger
  • Disqus

25 Comentários

  1. Ao contrário do que muitos dizem sobre a "não mudança" das personagens em Slice of Lice, eu acho que isso ocorre sim, só que de maneira muito mais sútil do que em séries mais convencionais. Acho que mudar um pouquinho também é parte do cotidiano, e animes comO Lucky Star, Nichijou, Yuri Yuri, K-ON, etc repassam isso de maneira muito legal se você prestar atenção.

    Também considero este um dos meus gêneros favoritos, doutor Neto. Mas não é o tipo de série que eu consiga ver em "maratona", se é que você me entende. Costumo ver um ou dois episódios por dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Realmente, animes deste gênero dificilmente podem ser maratonados, dado o ritmo com o qual a maioria dos mesmos prosseguem.

      E a mudança no modo de ser dos personagens não é tão intensa como em outros gêneros...

      Até mais!

      Excluir
  2. Legal seu texto. Tenho paixão por slice of life, e considero sim que parte deles tenha um avanço nas características dos seus personagens. Com relação a preconceito acredtio que todo gênero sofra um pouco, desde slice até shounens ou shoujos.

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto de slice of life, não é meu genêro preferido mas é bem legal.
    Eu comcei a assistir slice of life por causa do romance/drama nas histórias mesmo , como você disse o slice of life tem outros generos mesclados na história, o que a torna bem interessante.
    Eu gosto demais de Toradora acho que foi o primeiro slice of life que eu gostei pra caramba *O* depois eu assisti Clannad que também é muito bom .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Sabe Accelerator, citastes Toradora! e Clannad como slices-of-life. Bem, em meu modo de ver, o que ocorre com eles é o contrário: eles é que possuem elementos deste gênero mas, enfaticamente, não são slice-of-life.

      Clannad é do gênero drama. Toradora!, por sua vez, é do gênero comédia romântica. Mas sua observação não deixa de estar correta também...


      Até mais!

      Excluir
  4. Você parece ser versado em metodologia científica, porque esse é um perfeito artigo científico! Hauahuahauaha

    Eu comecei a em intressar por slice of life após assistir Usagi Drop, outros que não sei se são mesmo slice of life, mas ao menos flertam com gênero - principalmente o primeiro - e gosto muito são AnoHana e Rainbow.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Eita...XD
      Ano Hana não é tão slice-of-life, mas Usagi Drop é a fofura em forma de anime, certeza...^^


      Até mais!

      Excluir
  5. Muito legal a abordagem do tema...

    O engraçado é que, no meu caso, nunca tive preferência por estilos de animes, ou seja, consigo me divertir com todos os diversos estilos aos quais já assisti...

    Ainda que a maioria dos títulos tenham suas imperfeições, mas cada um tem seus atrativos também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Disse uma verdade, nobre.
      Todo e qualquer gênero tem seus pontos altos e baixos...

      Entretanto, poucos conseguem atrair a atenção de seus públicos-alvos com maestria e legitimidade...


      Até mais!

      Excluir
  6. Opa, foi uma ótima postagem.
    Eu começarei a ver Nichijou agora, e gostaria de ter noção do que me espera.
    ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Obrigado.^^
      Nichijou? Foi um anime bem do tipo "ame-o ou deixe-o", mas pessoalmente gostei da obra...


      Até mais!

      Excluir
  7. Encontrei esse blog por acaso, pesquisando sobre "slice of life"...

    Um mangá do estilo que recomendo, fãs do gênero deveriam ler: Gourmet, de Jiro Taniguchi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Já vi este mangá aqui em Curitiba...
      Realmente, a menção é válida.^^


      Até mais!

      Excluir
  8. Por mais estranho que pareça, é um dos meus gêneros favoritos XD
    Eu acho lindo e até identifico algumas cenas com coisas que eu já fiz.
    Uma anime que eu indico é Kimi to Boku ;P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      É de meu apreço o gênero slice-of-life, nobre...^^
      A obra que indicaste é muito boa, também...


      Até mais!

      Excluir
  9. Oyasumi Punpun é uma boa pedida para o genero

    ResponderExcluir
  10. Um Slice of Life que eu amo é Kagerou Days~
    Acho que muitos não conhecem o mangá, mas... ;A;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações

      Realmente nunca ouvi falar desta obra...
      Darei uma olhada mais adiante.

      Grato por sua dica.^^


      Até mais!

      Excluir
  11. Caro blogueiro,
    Conheci hoje seu trabalho e gostei muito!

    Esse é um daqueles texto que você lê de uma forma tão agradável que a leitura flui sem levar em conta a extensão da postagem!

    Realmente um excelente Trabalho... ganhou um seguidor a mais.

    Sobre o tópico,
    Confesso que slice of life não é meu gênero preferido, porém as histórias geralmente me agradam.
    Sakurasou no pet na kanojo é meu top... Sei que não é estritamente do gênero, mas contém fortes traços. É um Anime maravilhoso, que te faz passar por diversas emoções com o decorrer da obra!

    Att

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Agradeço humildemente por suas palavras, nobre Bruno.
      Espero que se sinta bem à vontade aqui no NETOIN!.^^

      Sim, o gênero slice-of-life possui obras bem valorosas e interessantes no seu vasto leque.
      Acredito que sua citação, Sakurasou no Pet na Kanojo, seja um ótimo exemplo para tanto.


      Até mais!

      Excluir
  12. É na vida cotidiana que ocorre a vida real, e não é nas batalhas espaciais. Apesar dos personagens mudarem pouco neste gênero, por outro lado ele pode servir como força motriz para a mudança de quem assiste. Creio que é o tipo de anime que provoca reflexões mais duradouras, onde podemos observar nosso próprio cotidiano, de uma maneira um pouco distante, e até rirmos com suas situações. Penso que o gênero sofre pelo próprio desconhecimento, adultos (por ignorância ou imaturidade mesmo) têm medo de serem taxados de infantis por assistirem animes, já as crianças têm pouca bagagem emocional para entenderem muitas das sutilezas do slice of life. Gostei do artigo, ganbatte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Nobre Fernando, seu comentário foi deveras ótimo.
      E concordo muito quanto às suas explanações sobre o slice-of-life em si. Achei bem dignas de atenção.


      Até mais!

      Excluir
  13. Bem,Slice of life foi um gênero que me interessou há pouco tempo porém algumas obras realmente merecem o nosso apreço.
    Então como não gostar de "Kokoro connect" ou até mesmo de Nichijou que já se intitula cotidiano,São animes com temáticas totalmente diferentes mas que tem o "Slice" em comum.
    Recomendo altamente ambos animes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações


      Kokoro Connect foi uma das gratas surpresas de 2012 para mim. Adorei o anime do início ao final. Muito embora o dito "científico" e "mistério" sejam a comissão de frente da obra, ela realmente possui um tanto slice-of-life.

      Sou suspeito para falar, Bela Amada, mas o slice-of-life é um dos meus gêneros favoritos em animes tem muito tempo. Nichijou dividiu muitas opiniões quando foi ao ar, na temporada de abril'2011. Eu, pessoalmente, gostei da obra.

      As suas indicações são muito válidas, nobre.

      Agradecido pela sua visita e pronto comentário.


      Até mais!

      Excluir

Dê a sua opinião sobre este texto do NETOIN!, visitante.

Critique, elogie, argumente sobre o post que acabou de ler.

Quer indicar alguma matéria? Fique à vontade. Esse espaço também é seu.

Expor as ideias é legal e algo bem-vindo, tenha certeza. Apenas peço para que mantenha o bom senso no que você escrever.

Agradecido pela sua visita e por seu comentário.

Até mais!

comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Blog sobre animação japonesa - Não copie os textos. Favor entrar em contato com o dono do blog para maiores dúvidas e detalhes. - Netoin! 2006-2017
^
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons